História Solidão - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Orihime Inoue, Ulquiorra Schiffer
Tags Bleach, Orihime Inoue, Tragedia, Ulquihime, Ulquiorra
Visualizações 33
Palavras 384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 8 - Parte VIII- A flor


Fanfic / Fanfiction Solidão - Capítulo 8 - Parte VIII- A flor


No dia seguinte, apenas o subordinado de Ulquiorra veio servir Inoue.

Ela não tinha apetite para comer. Ela estava pensando em Ichigo e os outros. Ela pensou se Ulquiorra tinha a ordem de matá-los por isso que ele não estava por perto, mas seus pensamentos vagaram quando viu uma flor na bandeja de sua comida.

A flor era real e vivia. Ela não pode estar errada. Essa flor veio do mundo humano. Ela sorriu e quase esqueceu sobre Ichigo e os outros.

Ela quase não comeu por todo esse tempo. Ela sentou no sofá depois de comer e olhou para a flor. Ela vagou por seus pensamentos e tentou sentir o reiatsu de seus amigos - mas não havia nenhum.

Por que não consigo senti-los? Eles estão mortos? Você é quem os matou? Não! Não é como se o Kurosaki-kun fosse morrer. O que você está pensando em Inoue! Pare de pensar que eles estão mortos ... Mas porque você veio aqui Kurosaki-kun? Quando Ulquiorra me disse que você veio me salvar, fiquei feliz. Mas você não deveria vir aqui Kurosaki-kun. Vir aqui foi minha vontade. Eu não posso deixar este lugar ... ou é porque eu não quero sair? Não..

Ela olhou para a flor em sua mão e seus pensamentos foram apagados. Ela fechou os olhos.

Eu sou uma tola. Este não é o meu mundo.

Ela lembrou dos olhos de Ulquiorra.

Aqueles olhos tristes..

Ulquiorra: "Eles ainda não estão mortos".

Mais uma vez, Inoue ficou surpresa com a aparição súbita do espada. Mas algo dentro dela estava feliz por ouvir sua voz novamente.

Inoue: "Ulquiorra.." 

Ulquiorra: "Ainda não é o momento de matar o Shinigami, mulher."

Ulquiorra percebeu que a mesma estava segurando a flor que ele ordenou seu subordinado incluir na bandeja.

Inoue levantou-se e caminhou até onde Ulquiorra estava de pé. Ela alcançou sua mão e segurou-a com as duas mãos.

Inoue: "Obrigada."

Ulquiorra a fitou.

Por alguns instantes, eles estavam olhando um para o outro e Inoue se tocou que ela ainda estava segurando sua mão. De repente, ela olhou para baixo quando percebeu que já estava corando.

Você é estúpida Inoue! Você tem coragem de segurar sua mão e agora você está corando!

Inoue: "Quero dizer ... ahhmm ... Obrigada por não ter matado meus amigos ainda ... e pela flor."

Inoue virou-se e, apressadamente, voltou para o sofá.

Inoue: "Estou apenas feliz".

E ela sorriu para ele.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...