História Solução Matemática. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Sehun
Tags Colegial, Exo, Fluffy, Matemática, Oneshot, Sebaek
Visualizações 101
Palavras 1.302
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Shonen-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha só quem saiu da toca, eu mesma Jennifer Brito.
Bem, eu escrevi isso sem muita pretensão, já que eu to sem escrever desde de quando minhas aulas voltaram, então não está uma obra-prima, mas é algo para ler e descontrair. Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 1 - Problemas Matemáticos.


Era a ultima aula daquele dia. A sala já estava abafada, os alunos inquietos loucos para irem embora, e para piorar, era aula de matemática. Depois de passar mais de vinte minutos tentando fazer aquela maldita lição, Byun passou as mãos pelo rosto caindo de bruços em cima do caderno de matemática, desistindo de fazer aquele exercício que julgava ser o mais difícil do mundo. Aquela matéria, aquele conteúdo e aquele exercício não fazia nenhum sentindo na cabeça de Baekhyun.

Sua dificuldade com os números é desde a época onde todo mundo era bom em matemática, menos Baekhyun. O coitado sempre tirava as notas mais baixas da sala, e constantemente levava a agenda lotada de recados para os seus pais sobre suas notas horríveis e exercícios não feitos.

Byun resmungava enquanto estava com a cabeça baixa, chamando atenção do seu colega de classe que sentava ao seu lado. Sehun.

― Hum, Baekhyun? Precisa de alguma ajuda? ― Baekhyun levantou sua cabeça no mínimo surpreso, já que Sehun nunca tinha falado muito com ele, apenas quando faziam algum trabalho em conjunto, mas sem muita conversa, por serem muito tímidos.

Os dois nem eram muito próximos, mas nos últimos meses Sehun começou a sentir uma quedinha, ou talvez uma queda gigantesca pelo jeito de Baekhyun. Ficava o observando conversar com seus amigos, já que os mesmo não falavam muito baixo, e percebeu que ele era seu tipo ideal de pessoa. Até sentia vontade de puxar assunto com ele, mas não sabia muito como começar, até o dia que Sehun percebeu a grande dificuldade de Baekhyun em matemática, sua matéria favorita. Então pensou, por que não juntar o útil ao agradável?

― Obrigada Sehun, mas eu não quero te atrapalhar. ― Respondeu sonolento pronto para se deitar novamente na carteira.

― Que isso! Eu já terminei minha lição. Quais são suas duvidas? ― Falou aproximando-se mais com a carteira da outra para dar uma olhada no que o Baekhyun já tinha feito.

Sehun olhou para o caderno que já estava com a folha toda amassada e suja de grafite mal apagado por conta das várias vezes que Baekhyun tinha refeito o exercício. Já se tinha passado metade da aula e Baekhyun só tinha tentando fazer o primeiro exercício, que nem era tão difícil assim.

― Olha só. ― Disse pegando o lápis de Baekhyun. ― Você precisa resolver a Bhaskara primeiro e depois fazer o gráfico da função de segundo grau, não tem realmente um segredo.

Baekhyun olhava para Sehun com a sobrancelha levantada e a testa enrrugada, parecia que ele tinha acabado de falar grego, mas o que raios era para fazer? Ele nem mesmo sabia que tinha que fazer gráfico, nem estava escrito! E não era por falta de atenção, Baekhyun jurava que tinha prestado atenção em todas as coisas que seu professor tinha passado na lousa.

― Você ao menos sabe a formula de Bhaskara? ― Baekhyun negou com a cabeça, estava um pouco envergonhado. Pelo jeito que Sehun falava, parecia ser algo tão simples e obvio. ― Certo. É essa aqui. ― Dizia escrevendo no caderno de Baekhyun.

― E de onde surgiu esse menos quatro? ― Por mais que parecesse que Baekhyun estivesse querendo brincar com a cara de Sehun e o fazer de bobo, não era nada disso. Ele realmente estava falando sério.

― É da formula, Baek. ― Quando Sehun disse isso, Baekhyun fez um “Ah!”, como se sua mente tivesse se expandido. Sehun segurou a risada em um sorriso de boca ao ver aquela cena, não que estivesse debochando de seu colega, longe disso! Só era muito fofo como Baekhyun literalmente ficou de boca aberta ao perceber algo tão simples.

― Aigoo, matemática não faz nenhum sentindo! ― Disse cruzando os braços. ― Como você consegue gostar disso?

Sehun deu uma risada nasalada da fala de Baekhyun e fez o primeiro exercício passo-a-passo para Baekhyun entender tudo. O mesmo ouvia e via tudo atentamente para não perder nenhum passo importante do exercício. E de fato ele tinha entendido, e até parecia mais fácil com Sehun explicando tudo.

― Sua vez agora! O segundo exercício é praticamente a mesma coisa que o primeiro.

Baekhyun pegou o lápis um pouco inseguro de fazer qualquer burrice na frente de Sehun, que se empenhou em explicar tudo detalhado para ele. Começou copiando a formula e substituiu as letras pelos números do exercício, até aquele momento estava tudo certo, até chegar na parte de fazer as contas. Aquele professor mal amado ― Palavras de Baekhyun. Não permitia o uso de calculadora, ou seja, teria que contar nos dedos na frente de Oh Sehun. Baekhyun sempre fazia isso, mas na frente de outras pessoas, ainda mais quando já se tem dezesseis anos na cara, é um pouco vergonhoso.

―Precisa de ajuda? ― Sehun se aproximou e perguntou ao ver que Baekhyun tinha parado de escrever.

― É que eu... ― Abaixou a cabeça, tímido. ― Não sei fazer conta de cabeça, eu tenho que contar nos dedos.

― Baekkie. ― Disse sorrindo. ― Tá tudo bem, faça do jeito que você sabe. Eu não vou debochar de você por isso.

Baekhyun retribuiu com um sorriso e voltou sua visão para o caderno, largando o lápis e contando nos dedos e finalmente depois de alguns minutos, finalizou a conta.

― Não sei se está certo. ― Disse mostrando o caderno a Sehun.

Sehun ajeitou os seus óculos e deu olha olhada no que Baekhyun tinha feito. Pegou a borracha apagando algumas coisas e Baekhyun fungou frustrado. Parecia tão fácil quando Sehun fez, e ele fez tudo que Sehun tinha mostrado no primeiro exercício, não se conformava com aquilo.

― Calma. Não tá tudo errado, você só errou a ultima parte, o resto tá tudo certo. Parabéns! ― Disse

Um sorriso se formou no rosto de Baekhyun. Por ter feito quase tudo certo, e por Sehun ter sido tão atencioso e ter tanta paciência com ele. Nenhum professor até aquele momento tinha explicado tão detalhado quanto Sehun tinha feito, e nem o reprimiu.

― Alunos. ― Disse o professor se levantando, chamando toda sua atenção para ele. ― A aula já está acabando, e só cinco pessoas me entregaram, amanhã eu visto sem falta!

Após a fala do professor, quase que simultaneamente todos os alunos começaram a guardar seus materiais. Era um alivio enorme para Baekhyun, mas também faltavam mais seis questões, e bem, não tinha mais tempo para Sehun o ajudar a fazer os exercícios.

― Ah, não acredito que não vai dar tempo de terminar. ― Falou cabisbaixo. ― Só por que é a primeira vez em dezesseis anos que eu realmente quero terminar de fazer uma lição de matemática.

― Você vai está ocupado hoje? Podemos ir a um café, ou se você quiser, pode me passa seu número e eu te ajudo por mensagem.

― Vamos ao café sim! ― Sorriu. ― Nem sem como retribuir, obrigada Sehun.

― Que tal pagando um milk-shake para nos dois? ― Brincou. ― Brincadeira, não precisa me retribuir.

Sehun até queria uma retribuição de Baekhyun, para ser mais exato, queria ser correspondido, aquele negócio de reciprocidade e tal, mas isso era muito cedo para se pensar, visto que, só hoje teve uma conversa decente com Baekhyun.

― Por mim tudo bem!

Logo que o sinal soou, anunciando a saída dos alunos, Byun saiu da sala com Sehun. Os dois tinham bastante assunto, e Baekhyun nunca pensou que Sehun poderia ser tão interessante. Sentia-se mal por ter criado uma imagem ruim de Sehun, achando que ele só era mais um aluno esperto e chato que se achava, mas era totalmente o contrário. Ele era atencioso e muito legal.

Finalmente ele tinha encontrado alguém que o ajudaria a solucionar os seus problemas, pelo menos, os matemáticos. 


Notas Finais


Gente, eu dou um chocolate em quem acertar em quem o Baek foi inspirado.
[SPOILER] Eu me inspirei em mim mesma! Berro.
Eu sou um desastre em matemática, sou o Baek todinha, sério sem exagero, eu realmente não sei fazer conta de cabeça, eu tirava nota baixíssimas no ensino fundamental 1 e etc, a única coisa que o baek da fic não sabe, mas eu sei é Bhaskara, e olhe lá hein! hauhauh.
Espero que tenham gostado. Comentários sempre são muito bem vindos. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...