História SoLunar (Lutteo e Simbar) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Cato, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Nico, Nina, Pedro, Personagens Originais, Sharon, Simón, Yam
Tags Frelivery, Gastina, Luna, Lutteo, Roller Band, Simbar, Sol Benson, Sou Luna
Visualizações 99
Palavras 1.088
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁ MEUS AMOREEEES!
Tudo bom?? Awnn não tenho muito a declarar, só pedir desculpas pela demora de sempre e desejar boa leitura!
PS: Viram que temos uma nova pack nessa fic? Coloquem aqui nos comentários o que acharam dela, do cap, etc (viva a liberdade de expressão kk) Bjss

Capítulo 16 - Threat


Luna Benson…

-Matteo.. O que está fazendo aqui?- já fazem algumas semanas que eu estava tendo a sorte de conseguir nem esbarrar com este ser humano pela rua e de repente ele aparece a minha frente, assim, do nada

-Posso entrar?

-Antes me responde o que está fazendo aqui- não sou mais a mesma Luna de anos atrás que ele conseguia convencer a qualquer coisa com esse simples olhar convencido que me desmoronava por completo, antes de dar uma chance dele entrar aqui e vir só jogar um charme pra cima de mim eu quero saber qual será a desculpa dessa vez, porque ele só poderia ter vindo até aqui para isso não é, ao que eu me lembre ele sabe de algo importante para mim e não quer me dizer..

-Eu não posso falar sobre isso aqui- diz, olhando para os lados como se estivesse se certificando de algo

-Então também não vai poder falar aqui dentro- já estava começando a fechar a porta, mas uma de suas mãos vai pela direção contrária e o mesmo entra na minha casa

-Antes que diga qualquer coisa ou grite, com a intensão de me expulsar o quanto mais rápido daqui- respirou fundo como se estivesse tomando coragem, ou fosse fazer algo que receava- Eu sei que você e a Âmbar estão sendo vigiadas, perseguidas por alguém e eu acho que sei quem é- diz baixo enquanto o mesmo tranca a porta

-Você tem meia hora pra me contar tudo o que sabe- digo caminhando até o meu quarto e ele vem atrás de mim- pode começar

-Não posso falar muito desde o começo- ele fala e eu já o interrompo

-Como assim Matteo?! Você vai me dizer tudo o que sabe ou nada feito, já perdeu minha confiança e meu respeito, não sei o que mais pode perder, mas é melhor você falar logo sobre como sabe que eu e Âmbar estamos nessa situação e TUDO o que sabe mesmo ou você vai sair por aquela porta da frente aos tapas em cinco segundos- respondo seca a tudo, minha paciência já se esgotou com ele há muito tempo

-Primeiro, ainda tem sim algo seu que eu possa perder e se isso chegar a acontecer não imagina o quanto vai me doer, mas isso não é o assunto de agora. Segundo, será que você pode não me agredir a cada palavra? Já sei que está magoada ainda comigo e isso pode até ser ódio, mas se eu estou aqui é porque é realmente importante. Terceiro, quis dizer não só você e a Âmbar como também a própria Sharon Benson

-Não tem que numerar os fatos pra mim, não sou uma criança confusa

-Sei disso, você já é uma mulher, só que assim como se fosse uma criança está confusa

-O relógio está correndo Matteo, começa me dizendo como você sabe de toda essa história

-Simon

-Ele te contou isso?!- minha voz se altera e ele olha ao redor do meu quarto e se levanta da cadeira giratória onde estava sentado, se dirigindo até as janelas e fechando todas as cortinas- O que está fazendo?

-Mantendo sigilo, pode por favor falar mais baixo, eu estou me arriscando aqui

-Ai que dó de você, se é tão arriscado assim estar aqui pode ir embora porque não fui eu quem te convidou pra entrar

-Luna, para de me agredir com palavras, eu tô só querendo o seu bem poxa

-Eu não pedi pra você se preocupar comigo..

-Mas eu não posso, não consigo fazer diferente, mesmo que esses anos fora do país contribuíram para me fazer parecido com meu pai eu encontrei uma diferença. Ele é quem manda vigiar as pessoas e eu sou quem quer salva-las de um trágico fim- seus olhos penetram os meus frios, mas com algum toque de verdade, algo em tudo isso que ele me disse deve fazer algum sentido, até fazerem meus olhos se cristalizarem. Um barulho, um estrondo, não é Amanda e nem Cato, pois eles saíram e não levaram as chaves. Uma batida na porta fechada do meu quarto

-Alguém invadiu a casa- minha voz sai falha, ele se levanta e indica que eu fique abaixada, assim eu o faço enquanto o mesmo pega um vaso de flores que pode facilmente ser quebrado na cabeça de alguém como defesa. Matteo abre a porta...

Âmbar Smith...

-Loirinha minha..- Simon aparece na minha casa logo após eu ligar desesperada para ele quando alguém entrou aqui, mas somente alguns rastros haviam e nada da cara do intruso

-Estavam primeiro no escritório, não tive coragem de entrar lá- confesso com medo

-Já fui lá, o que tinha no local é algo que você não precisa se preocupar agora, porém temos de dar um jeito, olha, eu preciso de algo..

-O quê?

-Deixa a Âmbar arrogante, deixa seu ego de lado e todas essas propostas que te fizeram para ganhar mais e mais dinheiro, só confia em mim, eu preciso da Âmbar de antes para ajudar com uma pessoa, a tirar vocês dessa situação. Me conta a verdade, antes de tudo isso, como era o seu passado? Sabe de algo que sua mãe possa ter feito, tipo, ilegal? Âmbar eu amo muito você e preciso que você confie em mim para qualquer coisa, seja o que for, mesmo que haja alguma verdade muito obscura por baixo de tudo isso eu preciso que você me conte

-Não, eu não posso

-É claro que pode

-Não posso botar a sua vida em risco quando eu também amo você...

Sharon Benson...

Minha cabeça dói, mais do que qualquer enxaqueca que eu já possa ter tido em minha vida ou todas elas juntas, tudo gira e eu sei que estou assuntada, mas admitir isso nunca poderá ser uma opção. Eu realmente não acredito em como deixei isso sair assim completamente do controle, achei que era só subir no avião e fugir de toda essa bagunça que eu ainda não tinha em mãos, as meninas conseguiriam viver assim,comigo feito uma fugitiva elas não seriam mais alvo de nenhuma ameaça, mas em meu plano aparentemente eu tinha problemas de planejamento e eu não contava com voltar a vê-lo, se soubessem da verdade ele teria tudo perdido, mas pelo que vejo sou eu quem estou prestes a perder mais do que os sentidos, pois pela armadilha a essa hora não faço ideia de onde estou. Mas de algo eu sei, ele me tem em mãos, ele já sabe do meu medo, Luna não pode saber a verdade..


Notas Finais


Isso foi uma declaração Simbar? Mais ou menos kk. E onde será que tá a Sharon?! Vamos ver..
Gente, esse povo tá sabendo de muito coisa que não deveria, e eu queria saber a opinião de todos sobre esse capítulo ou essa história completa, o que me dizem??
Bjss de Fresaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...