História The Boy Next Door - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Lucy Hale
Exibições 8
Palavras 1.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom ai vai o primeiro capítulo. Aproveitem Baby's, LEIAM AS NOTAS FINAIS PLEASE...

Capítulo 1 - É esse nome... Justin


Fanfic / Fanfiction The Boy Next Door - Capítulo 1 - É esse nome... Justin

14 de Fevereiro de 2015- Atlanta, Georgia EUA

P.O.V  Emma Lancaster

Acordo com uma brisa fresca entrando pela brecha da janela do meu quarto, me espreguiço e levanto logo em seguida e vou ao banheiro fazer minhas higienes e tomar meu banho. Ao sair do banho vou até meu closet e escolho uma roupa: uma lingerie branca simples, uma calça jeans azul, uma blusa de alcinha amarela e meu vans preto e vermelho. Me vesti e fui arrumar meu cabelo, penteei ele e o joguei para o lado, passei rímel e um batom rosa claro e estou pronta. 

Desço para a cozinha, pego algumas torradas e vou para o colégio a pé mesmo para pensar. Coloco meus fones de ouvido e coloco a música Mercy- Shawn Mendes para tocar.

Quando chego vou direto para meu armário pegando os cadernos que usarei hoje. Logo quando eu fecho meu armário tomo um susto com Melissa encostada na parede ao meu lado.

- Porcaria, se quer me matar pega uma arma e atira cacete.- falei com a respiração acelerada.

- Foi mal, e quem ainda fala "Cacete'?- perguntou fazendo uma careta.

- Foi péssimo, e eu ainda falo a palavra "Cacete".- falei revirando os olhos para a ruiva na minha frente.

- Se viu o que estão comentando?- perguntou enquanto íamos para a sala de aula.

- Não, o que estão falando?- perguntei.

- Do novo aluno, parece que seu nome é... Jason... não.... Jaxon... também não...- Melissa falava tentando lembrar o nome do garoto, até que eu acabo esbarrando em alguém.

- Desculpe-me estava distraído.- falou o garoto em minha frente e me ajudando a pegar meus livros que haviam caído. 

- Por nada, eu que não estava olhando para frente.- falei encarando-o 

- Satisfação, Justin Bieber.- falou me dando um sorriso de canto.

É ESSE NOME, JUSTIN. - falou ou melhor gritou ao nosso lado nos assustando.

- Não precisava gritar. Justin essa é Melissa Collins, e Melissa acho que você meio que já sabe quem é ele.- falei risonha.

- É foi mal.- falou sem graça.

- E seu nome? Até agora estou querendo saber.- falou direcionando o olhar para mim.

Satisfação me chamo Emma Lancaster.- falei igualmente a ele lhe dando um sorriso.

- Bom temos que ir para sala Emma.- disse Melissa me puxando, e de longe acenei para Justin.

....................................................................................................................................................................

Depois de longas aulas estava-mus indo para o refeitório, entrei na fila e peguei meu almoço: Pizza e uma Coca-Cola. Já Melissa pegou um pedaço de Lasanha  e uma Coca também, olhamos ao redor até achar um lugar para nos sentar-mus.  Comemos nosso almoço tranquilamente, de longe pude ver Justin conversando com um garoto que se eu não me engano se chama Dylan. 

- Mel, vamos numa festa hoje?- perguntei enquanto brincava com o canudo da minha bebida.

- Não sei, tenho que ver com meus pais. E como você sabe se Chloe vai deixar você ir?- ela falou pronunciando minha querida mãe. Sentiram a ironia?

- Ela não tem que deixar nada, mal fica em casa. E quando fica trás um cara desconhecido.- falei revirando os olhos, minha mãe ela nem se importa comigo. Quando é pra falar comigo ou é para me xingar e brigar comigo por motivos bobos ou para me bater. Desde que meu pai morreu ela só bebe e sai com caras que nem conhece e volta bêbada ou até... drogada e acaba me batendo. Eu que sustento aquela casa, trabalho em uma lanchonete a seis quarteirões de casa.

- Emma, ela é sua mãe. Eu... eu sei o que tudo ela já fez pra você mas...- ela ia falar mais algo mas deixou quieto.

O sinal toca indicando últimas aulas, me levanto e vou para a sala mas antes me viro para Melissa:

- Te busco as 22:00, sem atraso.- falei e virei entrando na sala.

...................................................................................................................................

[ 20:40] 

Quando cheguei em casa estava vazia e o silêncio predominava o local como sempre.

A tarde toda fiquei sem fazer nada, pois não tinha o que fazer então dormi e acordei só agora. Fui até o banheiro e coloquei a banheira para encher enquanto ia procurar uma roupa para a festa. Olhei em todo o meu closet até meu olhar parar em um conjunto: um cropped preto de manga longa e um short justo preto curto com renda preta na frente. Separei meu salto alto cor nude e fui tomar meu banho. Depois de uns vinte minutos sai do banheiro com o roupão, coloquei minha lingerie de renda preta, passei meu hidratante sabor pêssego e vesti minha roupa separada, logo em seguida fui fazer meu cabelo, fiz babyliss. Na maquiagem passei: base, pó, rímel, fiz um delineado médio e para finalizar um batom rosa queimado matte. Calcei meu salto, peguei minha bolsa de mão que já tinha tudo que ia precisar e fui em direção a garagem pegar meu carro um Audi R8.

Passei na casa da Melissa e seguimos para a festa que ser seria na casa do Tyler um garoto popular do colégio. Melissa usava um cropped branco e uma saia rodada da mesma cor e um salto preto, sua maquiagem era forte: sombra preta, rímel, base, pó e um batom vermelho sangue.

Ao chegar na festa, descemos do carro e eu aciono o alarme. Entramos na casa é logo Tyler aparece para nos receber. A casa estava bem agitada segui para o bar improvisado que tinha lá junto com Mel.

- Me vê uma Vodca com energético por favor.- falei ao barman.

- Claro gatinha, e você ruivinha? Não vai querer nada?- perguntou para a Mel.

- Ahn... um suco de morango com energético tá ótimo.- falou encarando-o.

[...]

Já era altas hora, eu tinha ficado com uns três garotos. Procurava Melissa mas não a encontrava, o relógio marcava 4:17 da manhã. Daqui algumas horas teria-mus aula. Logo vejo de longe uma ruiva dançando desengonçadamente pelo efeito da bebida.

- Vamos embora Melissa.- falei a puxando a caminho do estacionamento.

- Mais já?- perguntou meio embolado. Apenas assenti, a coloquei no carro e entrei no mesmo também começando a dirigir. Minha visão estava meio embaçada, eu corria no máximo 200 km/h. Ela dormiria na minha casa hoje já que seus pais não podia ver ela assim. 

Quando chegamos em minha casa percebi a luz da sala acesa, minha mãe havia chegado.

Abri a porta e encarei minha mãe me olhando seriamente sentada no sofá, pedi para Mel subir e dormi no quarto de hospede, ela já sabia que a coisa iria piorar dali em diante.

- Onde você estava Emma?- perguntou minha "mãe".

- Por aí sabe.- falei dando de ombro, ela chega mais perto de mim e agarra meu braço com força. Olhei em seus olhos e percebi que ela não estava sã. 

Ela não me respondeu, apenas me deu um tapa em seguida um soco o que me fez cair no chão. Tentei me defender mas era em vão, ela para finalizar me deu um pontapé perto da minha costela, fazendo-me sentir uma enorme dor me fazendo resmungar alto de dor.

Chloe minha mãe, apenas me olhou e se virou subindo as escadas. Me levantei mancando e cuspi sangue no chão. Subi para meu quarto e fui ao banheiro fazer um curativo em meu rosto e dormi com a dor presente em meu corpo

CONTINUA...?


Notas Finais


Bom esse foi o capítulo de hoje baby's, espero que tenham gostado. Me desculpem por qualquer erro.

Melissa será interpretada pela nossa ruivinha Holland Roden.

O Dylan será interpretado pelo Dylan O'Brien

Emma será interpretada pela Lucy Hale.

Bom para interpretarem Chloe a mãe da Emma, eu ainda não tenho ideia. Se vocês tiverem alguma atriz coloquem nos comentário, ok? Ok. Obrigada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...