História Some Day - Capítulo 78


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 11
Palavras 1.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 78 - Kings Of Leon - Family Tree



O Eli tinha razão. Desde que eu tive aquela conversa com o Josh eu me sentia outra pessoa. Mais leve. As coisas pareciam fluir bem entre a gente depois que assinamos os papéis sobre a guarda da Anne. A mídia parecia realmente ter esquecido a gente e meus pais entenderam que não tinha mais motivo para que eu continuasse na casa deles, mesmo que por proteção como eles diziam então, alguns dias depois finalmente voltei para casa.

O Josh também ficou feliz com minha volta pra casa, afinal mesmo que as coisas entre ele e os meus pais estivessem bem ele ainda ficava um pouco sem jeito em ir lá sem horário pra chegar ou sair, e mesmo quando estava significativamente tarde para ele voltar para casa ele dizia preferir dormir no carro a dormir no meu quarto com medo do que meus pais iria pensar.

Eu estava gostando daquela nova fase, de tê-lo por perto, sem segundas intenções, apenas como amigo. Era divertido quando ficávamos vendo filme e discutindo teorias sem sentido enquanto comíamos pizza fria. Até mesmo a Anne parecia se divertir com a casa um pouco mais movimentada.

— Scarlett? –Ouvi alguém me chamar, e apesar da televisão ligada eu tinha quase certeza de que era o Joshua.

— Na cozinha. –Disse enchendo o copo de água da Anne e entregando para ela.

— Olá bebê. –Disse ele dando um beijo no topo da cabeça dela. — Você estava vendo Mickey filha? Não enjoa não?

— Você está atrasado.

—Bom dia para você também.

— Josh a minha mãe já me ligou duas vezes para saber onde eu estou.

— Então porquê não levou a Anne com você?

— A minha mãe deixaria ela louca também.

— Você está exagerando.

— Josh o jantar de família pra dez pessoas se transformou em um jantar para cinquenta. Sabia que ela convidou alguns parentes que eu não falo há onze anos? Eu nem me lembro do rosto deles.

— A gente sabia que seria assim quando aceitamos que esse jantar fosse na casa dos seus pais. Não da pra controlar sua família quando o assunto é festa.

— Eu sei e além de ter que me certificar de que ela não vai aprontar mais nada eu tenho que ir com a Summer fazer compras e passar na escola de música para resolver mil e uma coisas.

— Você está realmente muito ocupada.

— Eu sei. E sabe o que sua filha fez pra me ajudar? Derramou toda a tijela de cereal em cima dela mesmo, até o cabelo tivemos que lavar, e quando ela veio comer fruta já que não tinha tomado café ela jogou tudo no chão.

— Você fez tudo isso? Parece que está comendo a agir como sua mãe um pouco cedo não? –Disse ele fazendo graça e a Anne começou a rir.

— Muito engraçado vocês dois, mas eu tenho que fazer tudo antes de lidar com sua mãe. E que horas ela chega mesmo? Você já não devia estar a caminho do aeroporto?

— Scarlett minha mãe é o menor dos seus problemas.

— Claro que é quando eu tenho que lidar com você.

— Obrigada pela parte que me toca e se você ainda quer saber eu me atrasei por que tive uma reunião inadiável no jornal.

— Isso não alivia sua barra.

— Mas enquanto eu estava lá minha mãe ligou avisando que houve um atraso no voo dela e ela só vai chegar umas 17h, então você tem toda a manhã e tarde livre até o jantar de vocês duas. Ah, e se você quiser eu e a Anne podemos atrasar ela um pouco.

— Vocês fariam isso por mim?

— Desde que melhore esse seu humor. –Disse ele tirando a Anne da cadeirinha. — Onde está as coisas dela?

— No sofá. E por favor, não se atrasa, a Summer vai enlouquecer se não passar essa noite com a filhada.

— Então quer dizer que no primeiro aniversário dela a primeira pessoa que ela vai ver vai ser a Summer?

— E o Eli.

— Olha só, daqui a pouco vamos virar os padrinhos da nossa filha.

— Chega de drama. –Eu disse rindo. — Eles voltam para Paris daqui a dois dias, e além do mais ela prometeu levar a Anne bem cedo para sua casa, então, por favor, esteja acordado quando eu chegar para o nosso café.

— Claro madame. Não esquece que minha mãe vai te encontrar no Le Cirque as 20h, por favor, não faça com que ela conheça a velha e louca Scralett.

— Era exatamente essa imagem que eu iria querer passar para sua mãe. –Disse acompanhando os dois até porta. — Tchau filha. –Disse dando um beijo nas suas bochechas coradas.

— Não se preocupe que ela vai tomar o café da manhã sem fazer bagunça. –Disse ele um pouco mais alto enquanto eu fechava a porta.

Eu apenas ri e liguei para a minha mãe avisando que estava a caminho. Ela de fato me enlouqueceu com tantos detalhes sobre a decoração, bufê e até ideias de presente para a Anne. O que deveria levar no máximo uma hora acabou levando duas, então quando notei o horário e me dei conta de que ainda tinha varias coisas para resolver na escola de música antes do jantar com a mãe do Joshua mandei uma mensagem para a Summer avisando que teríamos que deixar as compras para outra hora. Meu dia estava super puxado e eu quase não estava tendo tempo para respirar.

Quando consegui chegar em casa já passa das 18h, eu estava com os nervos a flor da pele com aquele jantar, eu não sabia se o Joshua fosse seria menos embaraçoso, mas com certeza eu preferia ter alguns reforços. Depois de um longo banho eu comecei a me arrumar, as palavras do Josh não sai da minha cabeça "não faça com que ela conheça a velha e louca Scralet". O que ele queria dizer? Eu não fazia a mínima ideia. Eu não queria que ela achasse que eu era apenas mais uma dessas garotas que viam o dinheiro como solução para tudo, mas quando vi meu closet repleto de roupas de marcas comecei a me apavorar.

Os minutos passavam e o máximo que eu tinha conseguido fazer era secar o cabelo e prender em um rabo de cavalo. Nenhumas das roupas que eu havia escolhido pareciam ideais para a ocasião, o que ela acharia de mim? A primeira impressão que os meus pais tiveram do Josh não foi uma das melhores e eu não queria que isso se repetisse comigo. Eu estava quase sufocando com tanto pensamento então vesti um vestido preto da Channel que estava em cima da cama e desci para pegar meu carro na garagem, antes que eu me olhasse no espelho e arruinasse o jantar antes mesmo dele acontecer.

Cheguei ao Le Cirque faltando alguns minutos para o horário combinado, então fui até a mesa que havia reservado e pedi chá gelado para começar. Eu já havia visto a mãe do Josh por fotos, e não demorou muito para que eu a reconhecesse. Ela era muito mais bonita pessoalmente. Ela era loira, um pouco mais baixa que o Joshua, tinha olhos castanhos e não aparentava ter mais de 40 anos. Ela era extremamente graciosa e eu podia jura que o vestido que ela usava era um Dior original.

— Então você é a famosa Scarlett. –Disse ela se aproximando da mesa.

— Oi senhora Harrison . –Eu respondi enquanto me levantava pra cumprimenta-la.

— Charlotte, por favor, não precisamos de todo esse formalismo. –Disse sorrindo e eu podia ver todos os seus dentes brancos e perfeitos.

— Claro, como preferir.

— Eu espero que o meu filho não tenha te assustado. Ele pode ser bem aterrorizante quando quer.

— Imagina. –Disse dando um gole meu chá. Então ela realmente conhecia o filho que tinha.

— Eu fiquei muito feliz com o convite para o aniversário da Anne. Ela é uma garota maravilhosa, só passamos algumas horas juntas e eu nem consigo me ver voltando para a Austrália sem ela.

— Ela realmente é um amor de garota.

— Assim como você pelo que o Josh me disse.

Eu sorri.

— Boa noite, prontas para pedirem? –Perguntou um garçom nos entregando dois cardápios.

— Obrigado. –Disse ela focando no cardápio e eu fiz o mesmo. No final de contas aquele jantar podia ser bem mais agradável do que eu imaginava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...