História Some mysteries are worth. - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Allison Argent, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Chris Argent, Cora Hale, Corey Bryant, Damon Salvatore, Derek Hale, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Gerard Argent, Hayden Romero, Hayley Marshall, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jeremy Gilbert, Jordan Parrish, Kaleb Westphall, Katherine Pierce, Kira Yukimura, Klaus Mikaelson, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malachai "Kai" Parker, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Meredith Walker, Natalie Martin, Peter Hale, Rafael McCall, Rebekah Mikaelson, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stefan Salvatore, Stiles Stilinski, Theo Raeken, Tyler Lockwood
Tags Argentfamily, Beaconhills, Delena, Klausmikaelson, Maleo, Mysticfalls, Scallison, Steferine, Stydia, Teenwolf, Thevampirediaries
Exibições 28
Palavras 1.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Penúltimo capítulo...
Boa leitura!

Capítulo 39 - Almost.


Beacon Hills 08h53min AM.

POV'S Allison Argent.

Havia sangue por todo lado, tentei me levantar mais sem sucesso fui ao chão novamente.

— Scott.. — Já não sentia mais minhas pernas e meus olhos pesavam. 

— Chama logo uma ambulância! — Elena segurou minha mão. 

— Não se trata de hospital, quem entende dessas coisas sobrenaturais é o Deaton. 

— Eu cuido dela. — Amera se aproximou.  — Você me ajuda. — Carolina confirmou ao ouvir Amera. 

POV'S Amera Walker. 

Com a ajuda de Carolina e Scott levamos a Allison para a minha casa, segurei a mão de Carolina e o braço de Lydia.

— Fique com o Scott. Carolina e eu vamos fazer o possível.

— Tudo bem. 

— Lydia, se for preciso, faça ele desmaiar.

— Eu ? 

— Você pode! — Afirmei e puxei Carolina para dentro da sala.

— O que vamos fazer? 

— O necessário. Você tirou a Lydia de mim, o que custa me ajudar com ela? — A encarei.

— Amara Petrova, eu já pedi desculpas.

— Não trouxe ela, trouxe? — A ignorei e coloquei o soro na veia de Allison, segurei o colar com a pedra da fênix. — Phasmatos revelation. — O colar brilhou, fechei os olhos, me concentrei em ver o bebê, ps batimentos estavam estáveis, sua pressão estava ótima, o problema era com a Allison. Afastei o colar. 

— O que é ? 

— É com a Allison, eu acho que a Allison cansou a fênix. — Carolina sorriu aliviada, segurei a mão da mesma e coloquei sobre o rosto de Allison, a fênix se alimentava de dom ou qualidades, ajudaria ela a se recuperar. 

POV'S Scott McCall.

Aquela demora estava me irritando e me deixando acelerado. 

— Scott calma!

— Calma? Como é que eu vou ter calma? 

— Ela está bem. — Carolina saiu da sala. 

— O que aconteceu? E o bebê? 

— Calma Scott, seu filho não sofreu nada, ela sangrou porque você foi ferido, o bebê é uma parte sua. — Amera saiu para fora e Allison sorriu, que sorriso! A abracei. 

— Calma, tudo bem.

— Nunca tinha me assustado tanto.

— Ele está bem! 

— Ótimo, ótimo!  — Ela me beijou e novamente me acalmou, me passou segurança.

POV'S Stiles Stilinski.

Subi pela varanda, se meu pai sonhasse em ver minha roupa suja e meus braços pingando sangue ele me mataria. 

Tomei um banho e joguei aquela roupa fora, eu não me lembrava quase de nada. Só n vinham lembrança do Scott sendo mordido por aquele lobo e a Allison caída no chão.

Deitei na cama e dormi.

Dream.

— Lydia? Lydia me espera! — Ela segurava minha mão firme e sorria correndo.

— Vamos Stiles!  Falta pouco. 

— Aonde vamos exatamente?

— Para a escola, vamos relembrar nossos momentos juntos! Como um casal. — Ela disse e me puxou com mais força, caímos sobre o gramado do campo de lacrosse, nossos dedos estavam cruzados e ela me olhava sorrindo. 

— Você demorou para perceber o quando eu amo você. 

— Eu não demorei, eu sempre soube..

— Então porque não ligava? 

— É isso que acontece quando se perde quem ama. 

— Como assim? 

— Eu perdi todos Stiles, Aiden, Allison...

— Medo? 

— Muito. — Ela sorriu e colocou os braços envolta dos meus, ela aproximou nossos lábios e aquele beijo foi calmo. O terceiro melhor dos outros dois. 

***

— Stiles? Stiles acorda! 

— Só mais 5 minutos pai! — Me virei para o canto.

— Sou eu! Lydia. 

— Lydia? Lydia? — Assustei e levantei. 

— Calma. — Ela sorriu. — Você não foi ke buscar! 

— Me desculpa!  Acabei dormindo.

— Eu percebi, seu sonho parecia ser bom, você sorriu dormindo.

— A quanto tempo está aqui? 

— A uns 30 minutos. 

— Meu Deus Lydia, perdemos o primeiro horário! — Fui escovar meus dentes e puxei Lydia para a cozinha. — Bom dia pai. — Peguei uma maçã verde da fruteira. 

— Bom dia dorminhoco. — Ele deu risada. 

— Eu cheguei cansado.

— Que horas você chegou? 

— Ah... 

— Ontem a noite, estudamos até tarde. — Lydia sorriu e segurou minha mão com força.

— Sim! Estudamos. 

— Estudaram? 

— Apenas estudo. — Lydia sorriu. — Temos que ir, até a tarde John. 

— Até! Lydia, cuide desse delinquente pra mim.

— Pode deixar! — Ela me puxou para fora de casa. 

— O que foi aquilo? 

— Eu limpando sua Barra. — Ela riu. — Vamos no meu carro por favor! 

— Não, eu não abandono o jeep. — Ela revirou os olhos e riu, entrei no jeep. — Vejo você na escola. — Abri um sorriso e pisquei, acelerei na frente de Lydia. 

***

Assim que cheguei Lydia chegou logo atrás. Ela segurou minha mão e sorriu. 

Estava sendo estranho pra mim, Lydia Martin segurando minha mão do nada? 

— Não posso segurar? — Ela me olhou.

— O que? Claro que pode! Toda sua. Apenas sua. — Disse a gaguejar. 

— Vamos. — Ela sorriu e me puxou para dentro da escola. 

Entramos na sala e aquele dia seria o primeiro dia normal depois dos ocorridos hoje de manhã.

POV'S Allison Argent.

Na aula.

Era tão fofo ver Stiles e Lydia juntos, podiam negar o quanto quiser, mas era real.

— Bonnie? 

— Sim Allison.

— Os lobisomens.. Eles não vão voltar, vão?

— Não, eles estão mortos Allison. 

— Ah, é que eu...

— Tem medo. 

— Sim.

— Fica tranquila, não vão voltar. — Ela sorriu.

Aquela aula passou rápido, Scott e eu fomos para o refeitório acompanhados de Theo, Malia, Lydia, Stiles, Liam, Hayden, Corey, Mason, Jeremy, Bonnie, Isaac e Elena. 

— Então, Allison, Bonnie e Elena. Temos um baile a preparar, eu conto com vocês.

— Lydia, temos três meses até lá.

— São apenas 12 semanas! Vamos começar amanhã! Já falei com o diretor. 

— Que bom que não vou precisar ajudar. — Malia deu risada.

— Quem lhe disse que não? Você e a Hayden vão nos ajudar na parte pesada.

— Sobrou pra nós duas Malia. — Hayden riu. 

Estávamos todos bem, sabíamos que aquele momento feliz podia durar pouco, mas iríamos aproveitar enquanto o destino deixasse. 

Talvez fosse nosso último baile, nossa última dança.. 

As pessoas me perguntam.

" Como você gostaria que fosse seu último ano?" 

Gostaria que fosse bom, afinal daqui 5 meses comecariamos uma nova jornada, teriamos o último primeiro dia, e o último balei. 

Não sabíamos como seria nossas vidas, se iríamos continuar juntos, ou se apenas seríamos lembrados como as pessoas normais do terceiro ano. Mas eu tinha certeza que não acabaria ali, não seríamos apagados da memória de ninguém, talvez fôssemos lembrados como pessoas que arriscam suas vidas para salvar outras... 

Não importa. Não tínhamos amigos, Scott não tinha uma alcatéia, tínhamos uma família..


Notas Finais


Espero ter agradado!
Amanhã tem o último capítulo!
Deixem suas opiniões! ❤
Desculpem pelos erros 💜❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...