História Some mysteries are worth. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Allison Argent, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Chris Argent, Cora Hale, Corey Bryant, Damon Salvatore, Derek Hale, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Gerard Argent, Hayden Romero, Hayley Marshall, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jeremy Gilbert, Jordan Parrish, Kaleb Westphall, Katherine Pierce, Kira Yukimura, Klaus Mikaelson, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malachai "Kai" Parker, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Meredith Walker, Natalie Martin, Peter Hale, Rafael McCall, Rebekah Mikaelson, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stefan Salvatore, Stiles Stilinski, Theo Raeken, Tyler Lockwood
Tags Argentfamily, Beaconhills, Delena, Klausmikaelson, Maleo, Mysticfalls, Scallison, Steferine, Stydia, Teenwolf, Thevampirediaries
Exibições 135
Palavras 1.883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Leiam as notas finais.
Boa leitura.

Capítulo 4 - I'm Sorry.


Fanfic / Fanfiction Some mysteries are worth. - Capítulo 4 - I'm Sorry.

Mystic Falls — 10h45min AM.

POV'S Stefan Salvatore.

Carolina havia saído a algumas horas, ela estava protegendo a garota cujo o nome era Allison Argent, muito bonito por sinal, o sacrifício tinha funcionado mas com ele trouxe um grande risco para o sobrenatural, a garota não era feita de titânio mas era mais forte que um touro e mais indestrutível do que um híbrido, era melhor ela não saber do quer era capaz, se ela deixasse a fênix tomar conta dela estávamos todos mortos. Tirei o celular do bolso e fiquei olhando para sua tela esperando uma ligação da Carol. Não demorou muito e ela me ligou.

         —  Ligação On.

     — Alguma novidade? — Me levantei do sofá e coloquei o copo com whisky na pequena mesa ao centro da sala.
     — Ele está com ela Stefan. Precisam vir a Beacon Hills agora! — Ordenou Carolina.
     — Vou avisar os outros e a noite chegamos ai. — Desliguei.

        —  Ligação Off.

Pedi para que todos fossem a minha casa as 11 e estavam lá como marcado. Seria uma longa noite, talvez um longo mês, não se tratava mais de protege-lá. Podia ver o medo sobre o rosto de Caroline e Bonnie, Tyler e Alaric estavam calmos, ou pareciam estar. Katherine nunca demonstrou preocupação com ninguém, pra ela estava tudo bem em morrer.

     — Parece que a garota foi "sequestrada" e Carolina acha que é o Klaus, não temos certeza mas precisamos tomar todo cuidado possível.
     — E o que podemos fazer por ela? Ela está em Beacon Hills é nos em Mystic Falls Stefan. — Caroline disse preocupada.
     — Nós vamos para Beacon Hills. — Damon disse enquanto descia as escadas. — Quero conhecer ela, e cuidar dela.
     — O namorado dela é um lobisomem Damon. Ah, e o verdadeiro alfa. — Tyler havia tirado as palavras da minha boca.
     — É só uma diversão. — Ele riu.
     — Façam as malas nos encontramos na fronteira. — Ordenei.

Beacon Hills — 10h15min AM.

POV'S Scott McCall.

Allison estava desaparecida a umas duas horas e eu não sabia o que fazer ou por onde começar.

     — Scott? — Chamou Liam.
     — Não estou com cabeça.
     — Vamos procurar ela, podemos sentir o cheiro, lembra? — Levantei da mesa aonde estava sentado, segui o cheiro da Allison até a diretoria, continuei seguindo seu cheiro até o estacionamento, olhei para a reserva e pude escutar o ronco dos pneus nas folhas. Sai correndo e logo parei quando senti um cheiro diferente se aproximando, virei para trás rapidamente e comecei a andar para trás a neblina estava alta e eu não conseguia enxergar nada na minha frente, senti meu corpo dar impulso para trás, cai mas continuei a me concentrar nos cheiros e emoções.
     — Derek?
     — Até que enfim, achei que ia ter que bater em você. — Ele estendeu a mão como ajuda para eu me levantar, segurei sua mão como apoio e fiquei em pé.
     — Achei que não ia mais voltar.
     — Como eu disse a algum tempo atrás, eu estava evoluindo. — Ele fechou os olhos e logo os abriu me mostrando o vermelho.
     — Como assim? — Perguntei sem entender.
     — É uma longa história, vamos achar a Allison. — Ele tocou meu ombro e saiu correndo, estávamos seguindo o cheiro dela a alguns minutos mas não encontrávamos nada. Senti a mão de Derek no meu abdômen. — Ali, o carro. — Ele parou.
     — Estamos esperando o que? — Perguntei.
     — Estava vendo se realmente era humano. Eu cuido dele e você tira ela. — Derek saltou de onde estávamos encima do carro, me transformei, joguei a porta do carro longe, olhei para Allison no banco do acompanhante com a testa sangrando e desmaiada, a minha raiva estava chegando no limite, olhei para Derek que estava imobilizado por uma bala de acônito presa em sua perna, agir sem pensar era errado e eu sabia disso, mas eu não conseguia controlar, eu tinha que fazer algo,  juntei todo o meu fôlego e rugi o mais alto que consegui, olhei para o homem que a tinha feito desmaiar, cravei minhas garras em suas costas, me senti bem em ve-lo pagar pelo que havia feito, o gosto da vingança era bom. Ao retirar as garras de suas costas pude notar o meu reflexo no vidro do carro.
     — Isso vai passar?
     — Calma Scott, você não vai virar um beta por ter matado um assassino, só acontece se for inocente, ele não me parecia inocente, a forma de um lobisomem demônio só permanece se você se tornar um assassino. — Voltei a olhar para meu reflexo no vidro do carro e estava normal, ou quase normal, suspirei e peguei Allison no colo, Liam e Brett logo apareceram.
     — Demorou.
     — Foi difícil achar vocês, o seu rugido quase me deixou surto e você ne obrigou a se transformar em aula Scott. — Liam disse com ar de preocupação.
     — Ninguém viu, isso é o que importa, você e Brett levem ele até a clínica do Deaton. Vou tirar a Allison daqui. — Eles concordaram, empurrei o carro no pequeno rio ali perto, levei Allison para o hospital, fiquei na recepção enquanto Melissa cuidava dela. Não demorou muito e Carolina chegou com Lydia e Stiles.
     — Ela está bem? — Carolina me olhou.
     — Está.
     — Foi errado o que você fez Scott, se for mesmo o Klaus ele não vai parar enquanto matar todos nós!
     — Queria que eu sentasse e esperasse ele pedir resgate? — Aumentei o tom de voz, ela me irritou.
     — Não precisava matar o cara.
     — Foi a raiva. — Suspirei. Allison abriu a porta da enfermaria e abraçou Lydia.
     — Achei que ia morrer. — Ela começou a chorar e deitou a cabeça no meu peito.
     — Nunca mais vou perder você, eu sempre vou te proteger. — A-Abracei e ela sorriu.
     — Vamos sair daqui. — Ela segurou minha mão e me puxou para fora, Stiles e Lydia nos deixaram em casa.
     — Vamos naquela pista de patinação hoje a noite? — Lydia perguntou. Olhei para Allison.
     — Você é quem sabe. — Sorri para ela.
     — Melhor não, eu estou cansada. Vão vocês dois, divirtam-se. — Eu agradeci Allison em pensamento, eu não estava afim de sair, desci do carro e esperei ela se despedir de Lydia, abri a porta de casa, deixei a chave encima da mesa e tirei meu tênis.
     — Vou tomar um banho, você vem? — Olhei para Allison sem entender, afinal nos estávamos juntos ou não?
     — Você manda. — Ela riu, segurei em sua mão até o quarto, fechei a porta e tirei minha camisa, não conseguia parar de pensar nela, mesmo ela estando ali comigo. Olhei seu corpo enquanto ela tirava a roupa.
     — O que foi? — Ela perguntou.
     — Você é linda. — Sussurrei.
     — Eu voltei por você, então acho que sou toda sua. — Ela sorriu aberto, aquele sorriso era lindo, eu me apaixonava mais e mais a cada sorrriso dela. Aquele banho foi bom, mas não rolou nada que ela não queria, eu sempre demostrei respeito por ela, e obviamente ela estava cansada e precisava dormir. Mas ela gostava de provocar, ela colocou um pijama curto que destacava seu corpo me deixando alucinado e louco por ele. Como de costume de não dormir sem camisa e apenas de calça moletom, ela se deitou e virou para o lado. — Anda Scott, eu quero dormir com você hoje. — Sorri de forma maliciosa e me deitei junto a ela, não consegui me segurar e abracei a sua cintura e puxando para mim, meu corpo estava junto ao dela, seus batimentos estavam acelerados, foi quando ela se virou para mim e me beijou, foi um beijo calmo e de alívio por estamos bem eu acho.

     — Eu te amo Allison. — Olhei em seus olhos enquanto sorria.
     — Eu te amo Scott. — Ela voltou a me beijar.

POV'S Lydia Martin.

A minha vontade era de matar a Allison naquela hora, eu gostava do Stiles, mas eu não me sentia bem por ficar sozinha com ele, resolvi perguntar o que estava preso em mim a dias.

     — Você e a Malia ainda estão juntos?
     — Não, resolvemos dar um tempo. Eu acho que ela gosta do Theo. — Ele estacionou em frente ao local de patinação. Suspirei e completei.
     — Eles ficam bem juntos. — Desci do carro e abri a porta.
     — É, eu também acho. — Sorri lamentando, peguei o meu patins e o coloquei.
     — Lembra quando eu dei um fora em você? Estávamos sentados ali. — Não consegui segurar o riso.
     — Lembro como sê fosse ontem. — Ele revirou os olhos.
     — Vamos ver se consegue me alcançar! — Paguei as entradas para a mulher, comecei a patinar e dar longos giros no gelo, Stiles logo colocou seu patins e veio em minha direção.

     — Eu sinto muito, eu estava agindo como uma garota sem sentimentos esse tempo todo.
     — Você não precisa se desculpar Lydia.
     — Talvez eu só tenha medo de perder você também. — Segurei sua mão e abaixei a cabeça.
      — Você nunca vai me perder. — Sussurrou ele. Segurei sua mão forte e o puxei pela pista de patinação, a soltei e girei várias vezes, comecei a ouvir vozes me avisando de que algo estava acontecendo e cai sobre o gelo. — Lydia! — Stiles gritou e me segurou.
     — Stiles.. — Olhei para ele voltando a realidade, estávamos mais pertos do que deveríamos, fiquei em pé com a ajuda dele e seu olhar de preocupação ainda estava em mim, eu precisava dizer que estava tudo bem. Foi quando ele me beijou, não estava com vontade afasta-ló e sair dali, eu estava bem, o beijo dele me acalmou e me fez sentir segura, ele recuou ao perceber o que tinha acabado de fazer.
     — Me desculpa, eu não sabia o que fazer.
     — Tudo bem, Stiles, foi bom. — Não conseguia mais parar de sorrir, eu não sabia o que estava acontecendo e nem o que estava sentindo, eu só queria que ele me beijasse mais uma vez. Assim ele fez, suas mãos estavam na minha cintura e puxei ele para fora da pista quebrando o clima. — Preciso ir. — Tirei meu patins e coloquei meu salto, sai para fora e respeirei fundo, abri o porta-malas e joguei meu patins dentro.
     — Está tudo bem? — Ele perguntou e colocou o patins junto ao meu.
     — Esse é o problema, quando tudo parece estar bem, algo de ruim sempre acontece.
     — Deixa acontecer, se você se proibir vai ser pior, você nunca vai ficar bem. Nem com você mesma. — Ele fechou o porta-malas e entrou no carro, eu não disse nada até a minha casa, entrei e ele foi comigo até o quarto.
     — Porque veio até o meu quarto?
     — Estava vendo se estava bem. 
     — É, eu estou. — Olhei para ele sem jeito.
     — Então, vejo você amanhã. — Ele sorriu e estava saindo do quarto quando resolvi dizer, aquilo poderia ser um erro, mas eu queria arriscar.
     — Stiles não! — Suspirei. — Fica.
     — Tem certeza?
     — Sim..


Notas Finais


Stydia pra vocês u-u e mais Scallison!
Hoje a noite não tenho certeza se sai o próximo capítulo. Mas se correr tudo certo sai sim! Bjinhos pra vocês. :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...