História Some mysteries are worth. - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Allison Argent, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Chris Argent, Christoffer "Chris", Cora Hale, Corey Bryant, Damon Salvatore, Decaulion, Derek Hale, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Gerard Argent, Hayden Romero, Hayley Marshall, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jeremy Gilbert, Jordan Parrish, Kaleb Westphall, Katherine Pierce, Kira Yukimura, Klaus Mikaelson, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malachai "Kai" Parker, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Meredith Walker, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Natalie Martin, Peter Hale, Rafael McCall, Rebekah Mikaelson, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stefan Salvatore, Talia Hale, Theo Raeken, Tyler Lockwood, William Magnusson
Tags Argentfamily, Beaconhills, Delena, Klausmikaelson, Maleo, Mysticfalls, Scallison, Steferine, Stydia, Teenwolf, Thevampirediaries
Exibições 67
Palavras 961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como eu imagino nosso Little McCall.
Boa leitura.

Capítulo 41 - Argent McCall Family.


Fanfic / Fanfiction Some mysteries are worth. - Capítulo 41 - Argent McCall Family.

Beacon Hills 08h15min. AM.

Dias atuais..

Lydia Martin.

Eu tinha que perguntar, tinha que responder as minhas perguntas. Amara me mandou perguntar a minha mãe sobre ela, mesmo sem entender nada, esperei o mestre Stiles chegar. 

— Lydia? — Ele tocou duas vezes a campainha.

— Demorou. 

— O jeep deu problema.

— Essa suca...

— Não! Fala mal do meu jeep!

— Vamos logo, entra! — Puxei a camisa dele e fechei a porta. — Mãe? — Chamei.

— O que foi Lydia? 

— Precisamos conversar. 

— Claro, sobre o que?

— Amara Petrova. — Sua expressão mudou quando disse o nome, meu olhar cruzou com o de Stiles e ele sorriu. 

— Agora não dá.. 

— Porque Não? 

— Tenho que cumprir horário na escola.

— Que horas você chega? 

— A noite como sempre.

— Ok, eu aguardo você. — Ela pegou a bolsa e saiu rápido.

— Isso foi um corte? — Stiles me olhou.

— Fugindo do assunto..

— Acha que ela pode estar escondendo algo?

— Ela está! 

*** 

10h00. 

Encontrei Scott e Allison no Colégio estavam sentados no banco ao lado de Malia e Theo. 

— Essas caras significam o que?

— Esqueceu? — Scott perguntou.

— Tyler volta hoje. — Malia riu.

— Como esquecer? Allison repetiu isso a semana toda. — Stiles riu. 

— Que horas? — Perguntei. 

— A qualquer momento. — Allison sorria.

— Então vamos entrar, quanto mais estudarmos mais a hora passa. — Segurei a mão de Allison e a puxei para a aula de arte.

— Quem são? — Perguntou Stiles referindo-se aos gêmeos.

— Ethan e Mason. Filhos da Amara. — Respondi.

— Minha parte nogitsune odiou eles. 

— Na verdade as duas. — Allison riu.

— Os três! Vão parar ou querem sair? — A professora nos encarou. Revirei os olhos e continuei a pintar o quadro com o desenho mandado. 

Chris Argent.

Tyler não parava de andar de um lado para o outro no aeroporto esperando pelo vôo. 

— Calma, você está ansioso de mais.

— Calmo? Vovô nos saímos de Beacon quando eu tinha 5 anos, faz meses que eu não vejo meus pais.

— Fazem apenas dois. 

— Não tenho culpa de crescer tanto.

— Está com 15 anos Tyler.

— Fazer o que.

Ele riu, Sua inteligência, habilidade e curiosidade era grande. A parte ruim é que ele está cada vez mais perto de enfrentar a primeira lua cheia.

O avião logo tomou seu rumo, dei alguns calmantes ao Tyler para ele dormir e não me encher a paciência perguntando se já estávamos chegando.

***

Desembarcamos no aeroporto da Califórnia, era apenas mais algumas horas de carro até Beacon.

Tyler estava com os fones no último volume, e brincava com os sinalizadores no banco de trás. 

— Não imaginava que quando chegássemos estaria noite. — Me calei quando percebi que não seria respondido, os fones continuavam altos de mais.

Estacionei enfrente a casa de Allison, que agora morava com o Scott. O que me deixava com um pouco de ciúmes.

— Chegamos? 

— Chegamos Tyler. — Ele abriu a porta e saiu correndo, seu dedo parecia estar colado na campainha.

Allison Argent.

Desci as escadas com uma certa rapidez quando ouvi a campainha tocar várias vezes, já imaginava quem pudesse ser. 

Abri a porta e fui surpreendida por um abraço apertado e um grito.

— Mãe! 

— Tyler. — O abracei novamente. — Meu bebê está tão grande.

— Quase um homem. — Scott sorriu e o abraçou. 

— Pai. — Abracei Chris. — Como foi?

— Ensinei tudo que você sabe pra ele, aquela outra parte deixei para o Scott. Esse garoto é ansioso de mais! 

— Obrigado Chris. — Scott o cumprimentou.

— Vamos jantar? Melissa e Rafael logo chegam também. Tyler vem me ajudar a arrumar a mesa. — Segurei sua mão e o levei até a cozinha.

— Mãe? 

— Sim?

— Nem acredito que me mandou embora. — Ele riu.

— Era preciso, foi difícil pra mim, acredite.

— Foram longos dois meses. — Ele sorriu. — É brincadeira, Eu sei que foi preciso. Afinal eu sou um quase beta. — Ele desanimou.

— Meu amor, você é um beta.

— Não ainda, ouvi a conversa do vovô com o Derek, já era pra eu ter me transformado.

— Vai demorar um pouco, talvez muito eu espero. — Melissa abriu um sorriso. — Vem cá meu pequeno beta. — Ela abriu os braços e ele foi ao seu encontro. — Como você cresceu.

— Amanhã vamos até a Carolina e Amera para entender melhor..

— Entender o que? Eu apenas sou avançado para o crescimento humano, não tem nada de errado nisso. Ou tem? 

— Claro que não.

— Você é esperto. — Rafael sorriu.

— Sou curioso sobre essas histórias, e como eu completei o fundamental em um mês.. Os outros 30 dias passei pesquisando. 

— Esse é o meu garoto! — Chris sentou a mesa ao lado de Tyler, Melissa ao lado de Rafael, Scott na ponta e eu na outra. 

— Vamos fazer um brinde. — Chris sorriu.

— Á que? — Perguntei.

— A família Argent McCall. — Ele me olhou sorrindo. — Meu motivo de orgulho é você Allison, sem o Scott, seríamos apenas eu e você. — Mordi os lábios segurando o choro. 

— Mãe, não chora. — Tyler abriu um sorriso.

— Não tem como, vocês são tudo pra mim e para o meu pai. Melissa me abriu os braços quando precisei e Rafael também, mesmo não estando muito presente conosco. E eu não tenho nem o que falar do Scott. Está tudo bem, não temos problemas e nem alguém tentando criar. 

Carolina Petrova.

Me sentei no sofá enquanto bebia um dos whisky's velhos do Damon. 

Senti uma tremenda falta de ar, me levantei depressa, senti meu corpo ir contra a parede e as dores de algo atravessando minha garganta.

— Eu avisei que nos encontrariamos novamente não é? 

— O que você quer? — Disse mesmo com dificuldades.

— O sangue de todos vocês. 

.....


Notas Finais


Continua?
Hot stydia? Sim ou não?
Devo mudar algo? O que?
Deixem opiniões por favor ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...