História Somebody Else - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Dakota, Iris, Kentin, Kim, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Exibições 16
Palavras 848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 3 - Segundas de manhã podem ser embaraçosas


Se morrer de tédio fosse possível eu já conseguia imaginar o meu atestado de óbito.

Nome: Greta Carter

Idade: dezessete anos

Causa da morte: tédio extremo

Sabe aquele momento da vida em que você acha tudo chato, até mesmo as coisas que gosta? Então, essa era eu nessa manhã de domingo. Eu realmente ajoelhei e agradeci aos céus quando a Rosa me ligou no sábado à noite cancelando nosso passeio no shopping, Leight havia preparado um final de semana especial para eles e por isso não teria como sairmos, aquela maluca praticamente ordenou que eu e Alexy ficássemos em nossas respectivas casas, pois segundo ela isso impediria que ela ficasse excluída das fofocas. Rosalya não era nem um pouquinho exagerada.

Havia falado com meus pais, eles pareciam estar contente com o que faziam, isso também me deixava feliz. Eu ainda estava irritada com a mudança repentina, mas não estava sendo tão ruim, aliás já se fazem seis meses que eu estou com a tia Agatha. Tanta coisa já havia acontecido, Sweet Amoris era de longe a melhor escola em que eu já estudei. Fechei meus olhos por um instante, apesar de tudo eu estava feliz, tinha boas amizades, notas razoáveis e um “crush” que me deixou na friendzone.
Ah, Nathaniel aquele idiota! Por que eu me atraia por ele?

— Porque você é estúpida. — Respondi  a minha própria pergunta.

Além de tédio extremo agora converso comigo mesma, devo procurar ajuda? Quase me respondi novamente, mas me segurei.

◆◆◆

Segunda-feira, sete horas da manhã e eu já estava entrando na escola, o por que eu estava chegando tão cedo? Não tenho ideia. Andar por aqueles corredores vazios me lembraram da história do “fantasma”, Lysandre quase me matou de susto com aquela história. Sorri nostálgica. Caminhei até a sala de aula B e coloquei minha bolsa sobre a mesa ao qual estava acostumada a sentar. Minha solidão logo foi interrompida por alguém entrando na sala. Adivinhem quem era?  O senhor representante de turma. Ele parecia surpreso ao meu ver ali.

— Greta. — O loiro sorriu timidamente.

— Bom dia, Nathaniel. — Retribui o sorriso.

— Chegou cedo hoje. — Ele veio até mim.

—  Acordei um pouco agitada hoje e não vi porque ficar enrolando em casa. — Dei de ombros. — Como foi seu final de semana? — Tentei puxar assunto.

— Normal, estive revisando a matéria da Delanay, tenho certeza que logo ela nos dará um teste. — Seu tom era tranquilo.

— Ugh! Eu deveria fazer isso, ainda tenho dificuldades em química. — Resmunguei.

— Talvez você devesse se concentrar mais nas aulas. — Ele olhou um tanto sério.

— Eu me concentro. — Protestei.

— Não se concentra, você está mais atenta no que acontece à sua volta do que nas aulas. — Nath continuava sério.

— Você me observa durante as aulas? — O encarei com surpresa. 

— E-eu — Ele se engasgou com a própria saliva.

— Não se preocupe, eu já te olhei durante as aulas. — Eu falei aquilo sem pensar.

Nos encaramos por alguns segundos, extremamente constrangidos, eu tinha que abrir a minha boca! A porta da sala se abriu e eu nunca fiquei tão feliz por ver os gêmeos.

— Vejamos o que temos aqui. — Armin sorriu ao nos ver.

— Já estão namorando logo de manhã? — Alexy me lançou um olhar malicioso.

Eu retiro o que disse e agora quero matar aquele idiota de cabelos azuis. Nathaniel tossiu do meu lado, mais vermelho que um tomate.

— Vocês estão namorando? — Armin me olhou confuso.

— Não! — Eu quase gritei. — Seu irmão está louco. — Cruzei meus braços e lancei meu melhor olhar de assassina para o gêmeo de cabelo azul.

— Ainda bem. — Armin sorriu para mim.

— Ainda bem? — Eu o olhei descrente, ser solteira agora era sinônimo de felicidade alheia?

— Ficaria com ciúmes se você estivesse namorando. — O gêmeo de cabelo escuro disse na maior calma do mundo.

Eu senti um calor nas minhas bochechas como nunca, posso jurar que elas estavam da cor dos meus cabelos. Como ele me dizia aquilo naquela calmaria? Era brincadeira, não era?

— Eu acho que você a deixou envergonhada. — Alexy repreendeu o irmão. 

— Não tem problema, Greta fica adorável quando está corada. — Armin piscou para mim, com a mesma cara de pau.

Puta que pariu, eu estava sentindo o meu corpo todo queimar. Eu queria ser um avestruz e enfiar a minha cara no chão! Um meteoro nessas horas não era demais. Armin veio para o meu lado e passou o braço por cima dos meus ombros, eu paralisei de nervoso, eu estava tendo um treco, eu iria desmaiar.

Nathaniel pigarreou chamando nossa atenção, ele parecia incomodado, eu entendia afinal eu era a vítima ali.

— Eu tenho que ir para o grêmio agora. — Ele caminhou para a saída.

— Mas já? — Alexy olhou para o relógio.

— Tenho trabalho à fazer. — Nathaniel encarou sua prancheta. — Tenho que receber um aluno novo.


Notas Finais


Até mais!
XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...