História Somebody To Love - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~kayllaane_

Postado
Categorias Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Miley Cyrus, Ryan Butler, Selena Gomez, Taylor Swift
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Jaden Smith, Justin Bieber, Miley Cyrus, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez, Taylor Swift, Zendaya
Tags Jelena, Justin Bieber, Romance, Selena Gomez
Visualizações 61
Palavras 1.722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura!

Capítulo 10 - He Kissed Me


         
                Estava sentada no sofá esperando por Demi, que havia ligado dizendo que chegava em 10 minutos. Eu já tinha ido até a porta umas mil vezes, já que todas as vezes que escutava o barulho de motor achava que era ela. O som da campainha ecoou pela casa e eu corri até a porta, na ansiedade de ver minha melhor amiga novamente. Abri a porta e a avistei parada me olhando sorrindo. 

                      — Você veio sozinha? – Perguntei.
  
                     — Claro que sim, meus pais ficaram em Los Angeles. – Ela respondeu e eu a abracei forte. 

                     — Que saudade, minha vadia! – Eu disse.

                    —  Saudade de você também putinha. – Ela riu e desfez o abraço. — Onde o gato mora?  –  Ela fez um gesto com as mãos. 

                    — Á algumas ruas daqui. –  Sorri.— Mas vem, no meu quarto eu te mostro tudo.– Puxei ela entrando em casa.

      —  Selena, aqui é tão lindo quanto a sua outra casa.  – Ela olhou cada detalhe.  — É linda!

      — Esse bairro só tem rico, amiga.

     —  Stalkeei o tal Justin Bieber, e não esperava menos.

     —  Alguns cantores famosos já moraram aqui, atores também. – Disse enquanto caminhávamos para o meu quarto.

      —  Sério? Sua tia te contou?

      — O Justin me contou.– Demi riu e entramos no meu quarto, ela pegou logo meu celular e começou a mexer.

      —  Ele te manda tanta mensagem.

     — Eu te disse. – Disse me sentando na cama. — Vai ficar o dia todo lendo?

     — Acho que sim, você não fica ?  – Ela perguntou. — Ah, esqueci que você passa o dia todo com ele.

             Joguei uma almofada na Demi e ela riu, se aproximou e se sentou do meu lado.

     — Me conta as novidades.– Eu disse.

   —  Você que deveria me contar as novidades, né? –  Ela revirou os olhos. — Só tenho uma, ganhei um apartamento aqui em Nova York.

   — MENTIRA? – Pulei nela.— Uau! Como você se sente, Demi?

       Ela sorriu. 

   — Deve ser ótimo. – Ela sorriu sapeca.— Viva a vida nova né? E a sua escola e casa nova e a sua tia e a oportunidade de você ter conhecido esse Deus Grego conhecido como Justin Bieber. MARAVILHOSO! – Ela dizia empolgada e eu gargalhava. — Mas agora me conta toda sua vida, pelo amor de Deus.

  — Não tem muita coisa.

  — Ah, qual é Selena… Você é amiga do tal Bieber.

  — E o que que tem? – Franzi o cenho. — Passei alguns dias inteiro com ele.

  — Ah, só isso? Tão chato né amiga? – Ela irônica como sempre e eu ri.— Me conta tudo cachorra, com todos os detalhes.

  — Saímos para conhecer Nova York, ele me levou pra comer em uns lugares legais, me levou pra jantar na casa dele, foi comigo no cinema e ele cantou Thinking Out Loud pra mim.

   — O QUE? ELE CANTA TAMBÉM? ELE CANTOU SUA MÚSICA PREFERIDA?

   — Sim. – Sorri me lembrando dele cantando. — É que quando ele me levou pra conhecer Nova York eu fiquei cantando ‘Me, I fall in love with you every single day’ e eu contei  Thinking Out Loud é minha música favorita e ele cantou… – Parei por um minuto. — AMIGA, ELE CANTOU OLHANDO NOS MEUS OLHOS.

         Demi começou a pular e gritar e eu gargalhei da reação dela.

     — Ridícula! Selena! Sua ridícula! – Ela gritou.— Acho que nem a ex namorada dele teve essa sorte.

     — Amiga, eles namoraram por muito tempo.– Disse nem um pouco entusiasmada.

     — Você tá quase lá, vamos com calma.

     — Não me enlouqueça Demi, por favor; Já basta a Katy que fica falando que eu ainda vou ter algo com ele.

                  — Ainda não sei porque você duvida disso.  – Ela falou desanimada. — Não tem mais nada pra contar?

               Sorri de lado e mordi minha língua pra não falar nada, mas Demi me conhecia muito bem.

     —   Fala logo Selena. – Ela revirou os olhos.

     —   Nos… Ele me beijou. – Murmurei, tudo muito rápido.

     —  VOCÊS FIZERAM O QUE? – Ela gritou, e eu arregalei os olhos.

               — Ele. Me. Beijou – Dei pausas longas entre uma palavra e outra, Demi gritou e começou a pular na minha cama. —  EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ BEIJOU AQUELE GATO DO JU…– Tampei a boca dela com a minha mão antes que ela terminasse de gritar.

     —  Cala a boca, talvez Katy tenha chegado e nós não ouvimos. – Disse aflita.

     — MULHER. – Ela gritou alto e eu tirei a mão da boca dela. — Vocês se pegaram. – Ela sussurrou e gargalhamos juntas.

     — Ele que deu início.

                 —  MAS OS DOIS CONTINUARAM. – Ela disse. —Não to acreditando.  – Ela sentou na cama novamente.— A minha melhor amiga que era santa, agora ta por ai pegando todos.

                   Gargalhei e ela me olhou seria.

     — O beijo dele é bom?

    — O melhor beijo do mundo!

           Aquele bendito beijo não saia da minha cabeça, e quase todas as noites sonhava a mesma coisa; aquele beijo.

                  — Vocês estão tendo… algo sério?

     — Demi. - Franzi o cenho. – Não foi nada além de um beijo.

     — E depois do primeiro beijo vem a pegação e logo depois o relacionamento sério. – Ela disse convicta disso.

     — Amiga, não vai rolar nada entre a gente. – Disse sem nenhuma empolgação.

     — Ai Selena, ta bem, nem vou falar mais nada. Só irei aguardar o dia em que vou falar: ‘eu avisei.’

                                  POV JUSTIN BIEBER 
 

       Eu passei o dia todo esperando ao menos uma ligação de Selena. Ontem ela havia prometido que viria pra minha casa passar o dia comigo, mas, nem uma mensagem ela tinha mandado, nem uma ligação nem um recado, ela havia sumido.

     Então desde cedo eu estava sentado no sofá de casa jogando video game com Chris e Chaz, foi a única coisa que eu fiz o dia todo além de falar com meus pais e irmão por telefone já que eles tinham viajado. Eu me diverti bastante com os garotos, mas o sumiço dela continuava em minha cabeça.

    Eu me lembrava da noite do beijo e me perguntava se tinha feito algo errado. Será que eu fui muito rápido? Mas eu não consegui evitar, a nossa aproximação, passamos o tempo todo agarrados. Merda! A única vez que eu me importei com uma menina foi no início do meu relacionamento com Miley, depois caiu na rotina e eu não me preocupei nunca mais com alguma garota como eu tô me preocupando com Selena, com o que ela ia pensar de mim e o quanto que ela pensa em mim.

  Eu tenho medo que ela não queira mais vim aqui pra casa ficar junto comigo. Que ela tivesse visto que eu sou chato e desinteressante e tivesse enjoado de mim.

 Deixei o controle no chão e fui até a cozinha, indo em direção ao meu celular em cima da bancada, olhei no visor e nenhuma mensagem e já estava anoitecendo, provavelmente ela não está em casa.

 Eu não sabia onde ela estava, mas eu não quero deixar isso dessa forma. Ficar esperando ela aparecer enquanto eu jogava, conversava e me divertia não iria trazer ela até mim. Voltei para sala apressado e Chris me olhou sem entender.

 — Tava fazendo oque, cara?

 — A Selena não falou comigo. – Disse sem empolgação e me aproximei deles sentado na parte mais alta do sofá. — Será que ela está chateada?

   — Acho que não, falou com ela sobre suas vadias?

              — Não, Claro que não.

              — Drogas?  – Chaz perguntou. — E as festinhas particulares?

          — Não conversamos sobre esse tipo de assunto, nem palavrão vem na minha cabeça quando converso com ela. – Dei um meio sorriso. — Não por vontade própria, mas quando eu to com ela é tudo tão diferente, ela é pura e eu tento me adaptar a ela.

       
Chaz e Chris começaram a ri alto.

          — Não exagera Justin, tu não tem nada de puro.  –  Chaz disse. — Mas já que você está tão impaciente e quer ver ela, vai atrás dela.  –  Disse ele.

           —  Liga ou manda uma mensagem.  – Chris disse. 
 
           —  Talvez ela não queira falar comigo.  – Pensei alto. — Será que ela tá com raiva? 
 
           — Como eu vou saber disso, palhaço?  – Chris disse. — Vai logo na casa dela e deixa a gente em paz. 

           — Tá bom.  – Eu disse. — Eu vou lá.

             Subi as escadas correndo e passei pelo corredor voando e logo entrei no meu quarto, pegando uma camisa e vestindo rapidamente. Calcei um tênis e arrumei o cabelo de qualquer jeito, peguei as chaves do carro e já caminhava do meu quarto para a garagem. 
       
            —  BOA SORTE!  –  Chris gritou já que eles continuariam na minha casa provavelmente jogando. 
 
            —  OBRIGADO!  –  Gritei agradecendo, entrei no meu carro dando partida. Agradeci mentalmente por as ruas estavam completamente vazias, dirigir em alta velocidade até a casa dela.

               Quando cheguei na rua da casa dela estacionei do lado oposto a casa e caminhei até a casa dela apertando a campainha. Esperei alguns segundos e apertei novamente, o'que custa atender isso rápido. Quando pensei em apertar uma terceira vez, a porta se abriu e pude ver Katy, assim que ela me viu me olhou de cima a baixo como se estivesse me decifrando e engoliu a seco, mas logo sorriu pra mim. 

            —   Selena está em casa? – Perguntei. 

           —  Justin. – A mulher disse. — Ela está em casa, sim. 

    Ouvi uma risada e sabia que era a risada de Selena o som estava alto então sabia que ela não estava muito longe, a mulher abriu mais a porta.

           — Pode entrar. – Ela disse e eu sorri sem mostrar os dentes.

            — Espero que ela não se importe, espero está agindo certo. – Murmurei baixo e acho que a Katy não escutou. 

             Passei para dentro da casa e logo vi Selena sentada com uma mulher morena do lado, ambas estavam de costas pra mim. Elas choramingava de algum filme que passava na TV, e mesmo sabendo que era umas lágrimas passageiras por causa do filme aqui cortou meu coração. Eu não queria de maneira alguma, por qualquer motivo vê-lá chorando. 

              — Selena!  – Falei baixo quase sussurrando e ela não me ouviu. A atenção dela estava toda na triste cena. 

             — Selena, você tem visita!  – Katy  falou alto, tirando a atenção de Selena da TV, ela se levantou e se virou de frente pra mim, e se assustou.  

             — Justin? – Ela perguntou não entendendo muito bem a minha presença.  A amiga dela também levantou e me olhou boquiaberta. 

               — Selena! – Eu disse.  — Aconteceu alguma coisa para você não ir na minha casa hoje? Você falou que passaria o dia comigo, eu fiquei te esperando.  

 
                                                             " O amor é algo que nunca iremos compreender, mas sim, nós iremos senti-lo, e o amor em nossos corações irá crescer e se fortalecer todos os dias, enquanto eu estiver ao seu lado. "

 


Notas Finais


:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...