História Somebody To You - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Jeongguk, Jimin, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Exibições 25
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu realmente, depois de tanto tempo, espero que gostem. Yako ama vcs 💚

Capítulo 28 - Olha quem voltou!!!!


Naya's Point Of View

Acordei e meu celular haviam nada mais, nada menos que 17 ligações perdidas. Como eu não escutei? Ótima pergunta! Jungkook não estava no quarto e eu me levantei - tontura -, balancei a cabeça me estabilizando novamente e desci as escadas, Jimim estava sentado no sofá aos prantos e eu já imaginava o motivo, me sentei ao seu lado e o abracei forte tirando um riso dele.

- EU JÁ FALEI QUE NÃO É UM PROBLEMA! - Seokjin entrou gritando sendo seguido por V e Nam-Joon. - Me deixem em paz, eu não vou morrer.

- VOCÊ PRECISA SE TRATAR! - V gritou e eu o vi nervoso pela primeira vez na vida, seus olhos estavam vermelhos - Olha pra Naya, imagina a reação dela no seu enterro.

- Que horror Taehyung, por que falar isso? - Jimin falou baixo e os três perceberam o estado do Jimin. Ele estava péssimo.

- Trouxe nachos! - Yoongi entrou na casa com Hoseok e eu levantei correndo - Eu disse nachos e não machos.

- Teu cu. - respondi e eles riram - EU TO COM FO..Oh droga! - saí correndo para o banheiro e J-Hope veio atrás. Segurou meu cabelo como um bom amigo enquanto eu vomitava, a força foi tanta que chega os olhos lacrimejaram. Ó céus.

- Isso que dá trepar sem camisa. - deu de ombros e eu arregalei os olhos, eu não tinha pensado nessa possibilidade e agora que me ocorreu eu gelei.

- Eu tomo remédio. - dei de ombros, mentindo pra me sentir tranquila e V riu da sala - O QUE É SUA BICHA AIDÉTICA?

- Nousa Naya, que agressividade. - Yoongi resmumgou bebendo mais uma cerveja e eu o encarei.

- VAMO, VAMO, VAMO! - Jungkook entrou correndo e subiu as escadas correndo - VAI NAYA, SOBE PORRA!

- Eita fogo do periquito. - Jin arregalou os olhos e eu RI.

Subi as escadas me arrastando e quando eu cheguei no quarto ele tava com uma caixinha de presente, senti vontade de chorar e ai abracei ele forte. Peguei a caixinha e abri, Jeon Jeongguk só podia estar me zoando. Ele estava, não estava!? Joguei a caixa nele e ele me segurou.

- Você não gostou? - olhava nos meus olhos e não parecia que ele estava zoando - Pelo menos faça.

- Quem é doente mental que embrulha teste de gravidez pra presente? - fiz cara de nojo e ele deu risada - Me dá essa bosta, mas eu não estou, eita.

- TÁ SIM! - me empurrou com força pra dentro do banheiro e eu bati o dedinho na privada, ele bateu a porta. Retardado.

- DOEU ESSA MERDA VIU? Ô SEU PORRA! - berrei e ele deu um chute ou murro, não sei, na porta.

- PARA DE FALAR PALAVRÃO NESSE CARALHO!

Seokjin's Point Of View

Tuberculose não é tão ruim, poderia ser algo pior como câncer, mas não tem nada a ver. Eles ficarem pegando no meu pé, NO MEU LINDO PÉ!? Não. Apenas cansei de ouvir todos aqueles berros contra mim dizendo que eu tinha que me cuidar e blablabla e fui para o meu quarto, lá eu poderia tossir meu sangue em paz e se fosse para morrer eu queria morrer no silêncio e não no meio de toda aquela gritaria.

Yoongi não demorou a entrar no meu quarto e se deitar comigo e sua garrafa de vodka, se tornou mesmo um alcoólatra depois da morte da YangMi, era terrível. Ele me abraçou e começou a chorar, não era o Suga que eu conhecia, ele nunca demonstraria fraqueza. Aquele era o álcool.

- Hyung. - disse com a voz trêmula de choro e eu suspirei olhando em seus olhos - Não posso mais perder pessoas que amo, hyung.

- Você não vai. - respondi com tristeza na voz, eu sabia que estava mentindo.

- Me prometa que não vai morrer.

- Eu prometo.


Notas Finais


Nhe, será que volto?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...