História Somente Amigos? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 10
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá pessoinhas brilhantes, espero que vocês gostem, essa é a minha primeira fic :3

Capítulo 1 - Capítulo um


  Acordei mais uma vez no meio da madrugada. Essas crises de insônia estão se tornando cada vez mais frequentes, talvez seja pelo estresse. Eu fui contra meus pais, e em vez de cursar medicina, direito ou engenharia, que eles tanto desejavam, decidi virar escritora e, por causa disso saí de casa, ou melhor, fui expulsa, mas um anjo chamado Camila, minha melhor amiga, deixou eu ficar na casa dela.

  Como não tinha nada de interessante para fazer, comecei a escrever uma história sobre uma garota de  18 anos, olhos verdes, cabelos negros e sardas com uma vida melancólica, essa história era a minha história.

   Camila acordou umas quatro horas depois de mim, olhei no relógio e já eram oito e trinta e dois da manhã, ela falou para eu me arrumar, porque iríamos tomar café da manhã com Marcos e Rodrigo

     - Sophieee – ela disse com um enorme entusiasmo, eu me surpreendia cada vez mais com o bom humor dela, e nós já nos conhecíamos a dez anos

  - O que foi – respondi cansada, meu corpo doía devido a posição que fiquei sentada

  - Você vai com ESSA roupa?

  - Sim, algum problema com o meu moletom?

  - Sim, vai trocar de roupa já!

  - Se eu fizer isso você promete que vai parar de encher o saco?

  - Sim, eu prometo – ela mostrou as mãos em prova disso – agora você vai usar isso! – ela me mostrou um vestido marinho com ombros caídos

  - Tudo bem – acabei vestindo o que ela tanto queria – Feliz agora, Milady?

  - Muito, vamos logo, não quero me atrasar

  Quando chegamos lá, estavam Marcos e Rodrigo. Eu conhecia Marcos a apenas dois anos, mas mesmo assim, já éramos  grandes amigos. E Rodrigo, bem, nos conhecíamos há doze anos, ele entendia exatamente o que se passava na minha mente, ultimamente  estou me sentindo meio estranha ao chegar perto dele, já que, no final do ano passado, ele caiu em cima de mim e, acabou me beijando acidentalmente, e aquele foi o meu primeiro beijo, e o dele também.

  - Olá garotos – disse Camila, bem humorada como sempre.

  - Oi – responderam ambos, só de ouvir a voz de Rodrigo eu ficava vermelha.

  - O-oi – falei de um jeito estranho, estava vidrada por aqueles olhos castanhos hipnotizantes.

  O café da manhã foi bem calmo, ficamos falando sobre diversas coisas que aconteceram conosco, pois não nos víamos a muito tempo e já eram os últimos dias de férias.

  - Queridos, acho que devíamos ir dar uma volta por aí – Falou minha adorada melhor amiga, eu estava odiando ficar em um ambiente fechado, cheio de pessoas por tanto tempo.

 Todos aceitaram bem a ideia, então fomos na praça pegar um pouco de ar. Marcos e Camila sumiram do nada, deixando eu e o Rodrigo sozinhos!

  - Você acha que está tudo bem com eles? – Rodrigo perguntou

  - Claro, eles fazem isso com bastante frequência

  - É, eu deveria me acostumar

  - Você fez alguma coisa interessante nas férias?

  - Se interessante é ficar dormindo treze horas por dia e passar o resto do tempo comendo, minhas férias foram muito interessantes

  - Hahaha, bobo – eu dei um soquinho em seu braço

  - Você está livre hoje a noite?

  - S-sim... – Aí meu Deus

  - V-você quer ir ao cinema?

  - Claro – Ahhh

  - Okay, eu te pego ás oito

  Nós ficamos conversando sobre assuntos fúteis, como nossos amigos não voltaram, decidimos voltar para nossas casas, na esperança de encontra-los.

  Entrei na minha casa e Camila pulou em cima de mim

  - E aí, vocês já estão noivos?

  - Não exagera, mas temos um problema

  - Ele tá namorando?

  - Não, longe disso. Ele me chamou pra ir ao cinema.

  - E qual o problema nisso?

  - Eu... não sei o que vestir...

  - Por que não me disse antes, eu te ajudo!

  Ela me emprestou um vestido maravilhoso e um par de sapatos. Quando eu tinha acabado de me vestir ele tocou a campainha

  - Arrasa Sophie – falou Camila, explodindo de felicidade

  - Eu já nasci arrasando – Me sentia confiante

 Eu abri a porta e ele estava lindo, como sempre, Rodrigo, como todo cavalheiro, abriu a porta do carro para mim. Quando chegamos ao cinema, assistimos a um filme romântico, nem prestei atenção no filme, pois aquele garoto conseguia me desconcentrar do mundo, ele percebeu que eu o olhava, eu disfarcei e  desviei o olhar. O filme acabou num piscar de olhos, porque fiquei observando-o a todo momento, quando fazemos aquilo que gostamos o tempo passa muito rápido.

  -Ei, Soso – Céus, ele não me chamava disso a tanto tempo

  - S-sim

  - Sobre aquilo que aconteceu ano passado...

  - Não se preocupe, eu jamais poderia ficar brava, foi só um acidente, você caiu e acabamos nos... bem... acabamos nos beijando

  Uma brisa bateu de leve em meus cabelos e fê-los ficarem no meu rosto

   - Espere um pouco – Ele disse afastando com suas mãos os fios da minha face – pronto...

  Parecia que o tempo havia parado, existíamos só nós dois, mais uma vez me vi perdida naqueles profundos olhos castanhos que refletiam sua alma, suas bochechas que estavam talvez até mais coradas que as minhas, e sua boca que faz eu me perder em milhões e milhões de pensamentos. Nossos rostos estavam se aproximando, meu rosto estava queimando. Comecei a estranhar, essas coisas nunca acontecem comigo.

Nossos lábios estavam a milímetros de distância quando a brisa evoluiu para um forte vento, que fez a parte de baixo do vestido subir.

  - Kyaaaa – eu gritei, sabia que algo iria dar errado, o pior de tudo, é que ele ficou vermelho, sem saber ao certo o que deveria fazer.

 Ele me levou para casa após esse infeliz episódio, ficamos sem dar uma palavra o caminho inteiro, constrangidos, tudo culpa do maldito vento.

  Rodrigo abriu a porta do carro pra mim descer, eu não pude deixar de me desculpar por aquilo

 - E-eu sinto muito

  - Não tem problema nenhum, afinal você não teve culpa de nada

  - Só vamos esquecer disso, okay?

  - S-sim

  Entrei e dei de cara com Camila, que ficou me fazendo milhares de perguntas...

 


Notas Finais


Pretendo postar de duas a três vezes por semana
Espero que tenham gostado
Obrigado por lerem :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...