História Somente meu (Yaoi) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 84
Palavras 2.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


AVISO!!!

Lemon, não vai rolar ainda. É porquê já tá planejado o momento que vai rolar, e vai ser louco, então aguardem. Como também não posso viver sem umas pegação, vai ter aqui e nos próximos caps. tá bom?. Ok, então vamo nessa. Boa leitura 💕

Capítulo 5 - Maldita Tayla!


Fanfic / Fanfiction Somente meu (Yaoi) - Capítulo 5 - Maldita Tayla!

Havia se passado uma semana, Jahck quase todos os dias ia pegar o loiro, depois da aula, para sair. Estavam cada vez mais próximos. O moreno ô pegaria hoje e o levaria para a empresa, estava ocupado, por isso Kôda teria que esperar um pouco para irem comer algo, depois que o moreno acabasse oque tinha que fazer.

Kôda acorda cedo para ir pra faculdade, últimos dias de aula, logo estaria livre para aproveitar as férias. Queria ser fotografo, e futuramente ter seu próprio Studio.

Estava se arrumando frente ao espelho de seu quarto, vestido com uma blusa branca com uma estampa de caveira, e calças jeans pretas, quando notou que se ficasse enrolando, iria acabar se atrasando, então correu para o canto onde ficavam seus tênis e os calço, logo puxando a mochila de cima da cama para ir embora. Então saiu em desparada para as escadas. 

Seu pai havia ficado bêbado novamente e ficou dormindo no sofá da sala de estar. Chegou na cozinha e pegou uma maçã e suco de caixinha para ir tomando no caminho.

Chegou na sala de aula e se sentou, esperando o professor chegar aguardou alguns minutos e o professor chega e da a sua aula, sobre fotografar animais.

Enquanto o loiro já estava na Universidade, o moreno havia acabado de acordar. Estava lavando o rosto e mal humorado, como todas as manhãs.  - Ahr ... só de pensar que vou ter que ver a cara do Dmitri de novo, me dá nos nervos. -  Diz o moreno, com uma expressão de desânimo, encarando o espelho.  - Pelo o menos, vai ter uma pessoa que vai melhorar meu dia. -  Diz dando um sorriso, logo se virando e indo em direção ao closet para se vestir.

Termina de se arrumar e a empregada, bati na sua porta com o seu café da manhã, ele toma, e sai, com um embrulho em mãos, vai até um caixa de correio na calçada e o joga dentro, com o destino de chegar a Ivan. - Esqueci do seu pagamento, pra compensar, vai em dobro. - Resmunga o moreno logo se dirigindo ao carro e indo para a empresa.

Chegando no seu escritório, recebe uma chamada, ele da uma olhada e percebe que é Tayla, a mesma que ligou para ele há alguns dias atrás. - Porra, oque que ela quer?. - Rosna o moreno, ignorando a chamada. Logo se senta em sua poltrona e verifica as papelada que estavam empilhadas sobre sua mesa, que foram deixadas pela secretária. 

Tayla retorna a ligar, o moreno ignora, e a maluca continua ligando, até. que o moreno se irrita é desliga o aparelho.

O tempo passa, logo Dmitri entra em seu escritório com aquela cara de velho desconfiado, que tem.  - Por quê que está saíndo sem dar satisfação nenhuma? Não sabe que tem coisas importantes a fazer? -  Pergunta Dmitri caminhando em direção a mesa de Jahck.

- Primeiro: Não lhe devo satisfações do porquê de eu ter saído há aquela hora. E segundo: Eu sei que tenho coisas importantes a fazer. Por isso saia, estou ocupado, não quero ter que ouvir suas reclamações estúpidas.

- Haha do jeito que é deve estar indo atrás de um rabo de saia. - Diz Dmitri, seguidamente de uma risada.

- Você não sabe de nada, fique quieto e saia logo. - Diz o moreno já se irritando com a presença de Dmitri.

- Olha como fala mimado, porquê não vai atrás das suas prostitutas?. Me admira não ter pegado uma doença ainda. - Diz Dmitri, tentando irritar o moreno.

- Para de encher o saco, até isso te incomoda? Porquê não fica com elas? Há, mas, acho que você não aguenta, não está com idade pra essas coisas. - Diz o moreno ô olhando, com um sorriso de deboche.

- Pois bem, você é um idiota, vou indo. - Diz Dmitri se retirando do escritório.

As horas passam, o moreno continua ocupado. Ele olha para o relógio e vê que já está quase no horário que Kôda sai. Ele se arruma e sai para ir busca-lo.

 Em alguns minutos ele chega ao seu destino, estacionando na calçada da Universidade, ele não sai do carro, apenas abaixa o vidro e procura o loiro, e o vê sentado em um banco de concreto com algumas pessoas conversando com ele, busina para chamar sua atenção e o loiro logo se levanta pegando sua mochila e se despedindo das pessoas que estavam consigo, vai em direção ao carro e entra. - Uffa~ ainda bem que chegou, aquela gente estavam enchendo o saco. - Reclama o loiro, jogando a mochila no banco de trás.

- Enchendo o seu saco? - Pergunta o moreno, com vontade de rir.

- É, só falam comigo para colar minhas respostas. Interesseiros. - Responde o loiro, deslizando no banco, enquanto olhava para o seu celular.

- Entendi. - Diz o moreno com um sorriso. 

Passam alguns minutos e o moreno lembra que precisa pegar o número do loiro. As vezes queria sair a noite com ele, mas, não podia chama-lo. - Me dê o seu número. Sempre me esqueço de te pedir. - Diz o moreno sem desviar o olhar.

- Ok, me dê o seu celular. - Diz o loiro, estendendo a mão.

O moreno tira o celular do bolso, e lhe entrega. Kôda o liga, e logo percebe as chamadas perdidas, pelo o nome, o loiro percebe ser de uma mulher. - Quem é Tayla? - Pergunta o loiro, olhando para o celular e logo se virando para encara-lo.

Droga, esqueci da Tayla. - Pensou o moreno. - Ninguém importante, apenas ignore. - Diz o moreno, sem dar importância para o assunto.

- Você já viu oque ela quer? Ela ligou várias vezes, parece coisa de namorada que não sabe oque o seu namorado está aprontando, por aí. - Diz o loiro, em quanto apagava as chamadas, logo devolvendo o aparelho e cruzando os braços, parecia zangado.

- Hey, não pense besteiras, ela não é mais nada pra mim. - Diz o moreno, sorrindo minimamente, enquanto olhava para o loiro.

- Se ela é sua ex, porque quer tanto falar com você? - Pergunta o loiro, desmanchando os braços, e com uma expressão de dúvida.

- Ela é uma vadia, loirinho, só está querendo pedir dinheiro, que eu não vou lhe ceder. Deixe esse assunto de lado. Tá bem? - Pergunta o moreno, logo voltando a aprestar atenção na rua.

- ... Tá bem. - Responde o loiro, já se acalmando, só de imaginar que o moreno estivesse o engando, já lhe deixava nervoso.

Depois de alguns minutos, chegam à impresa, adentram o edifício, Kôda não consegui evitar de chamar a atenção, por estar acompanhando o dono de tudo aquilo, - Parece ser íntimo do sr. Park, veja como andam tão próximos um do outro. - Comenta, uma funcionária para a outra ao seu lado. Enquanto os observava entrarem no elevador.

 Chegam ao escritório, o loiro entra observa em volta, era um escritório bem interessante. Espaçoso, paredes brancas, vidraças gigantes que substituíam uma parede, com sofás compridos no canto da sala.

- Fique à vontade. - Diz o moreno, caminhando até sua mesa, e se sentando, para olhar no pc e continuar revisando as papeladas.

O loiro caminha em direção a vidraça, e fica observando a cidade, enquanto o moreno fica distraído com o trabalho. Kôda olha para o moreno ocupado e caminha em direção ao moreno, sentando-se na poltrona que ele julgava ser bem espaçosa, logo se aconchegando, encolhendo suas pernas junto ao corpo e pegando o celular para se distrair.

- Tem wi-fi, aqui? - Pergunta o loiro ô olhando. 

- Tem, peça da secretária ao lado do escritório. - Responde o moreno, logo voltando a fazer oque estava fazendo.

 O loiro se levanta, e sai em direção ao balcão onde ficava a secretária. Chegando lá, ele é recebido por ela com um sorriso, em seguida um "Oque deseja?" . Ela se abaixa no balcão para pegar a agenda com anotações que estava com a senha. Quando uma mulher morena, com um vestido curto e salto alto, aparece, se dirigindo ao balcão. 

- Com licença fofinho~. Diz a morena, com um sorriso para loiro. Ele se afasta, lhe dando passagem. 

- Helo, eu gostaria de falar com o Jahck. - Diz a morena, com uma voz manhosa, se apoiando no balcão. 

- Qual a ocasião? - Pergunta a secretária.

- Negócios. - Responde a morena. O loiro começa a aprestar atenção na mulher, ela se vestia como uma estripe, oque aquele tipo de mulher estava fazendo lá? Negócios?. 

- Qual seu nome? - Pergunta a secretária. - Tayla Bekivest. - Responde a morena. - 

- Puta merda, era ela que estava ligando pro Jahck?! - Pensa o loiro, se virando e começando a caminhar de volta para a sala do moreno. Tayla ô olha sem intender, e logo nota que o loiro havia ido para a sala de Jahck. 

- Quem é esse moleque? E oque ele está fazendo no escritório do meu gostoso? Se bem que ele também é um gato. - Pensava a morena, ainda no balcão. 

O loiro entra no escritório, e fecha a porta com pressa e a tranca, atravessa a sala se joga no sofá do canto, enfiando o rosto em uma almofada. 

- Hey, oque foi? - Pergunta o moreno, sem entender o porquê do menor está agindo estranhamente. 

O loiro olha irritado para o moreno e diz. - A porra daquela tal de Tayla, tá aí fora, ela vai querer entrar a qualquer minuto! 

- Como é?! - Pergunta o moreno, se levantando da poltrona. - Oque essa mulher quer aqui?! Que droga! - Diz caminhando até a porta e a destrancando para sair. - Vou manda-la embora. - Diz em seguida fechando a porta.

O loiro fica deitado, esperando o moreno voltar, até que ouvi um baque na porta. Ele se assusta é olha para ver quem era. Se levanta, quando ver Tayla, ô olhando com uma expressão matadora.

- HÁ!! AÍ ESTÁ VOCÊ!! SAIU RAPIDINHO QUANDO PERCEBEU QUE ERA EU NÉ??!! - Diz Tayla em meio a gritos, se aproximando lentamente de Kôda.

- Saia daqui, quer que eu chame os seguranças?! - Ameaça o loiro à encarando.

Nesse estante o moreno surgi na porta, acompanhado com a secretária. - Tayla! Se retire agora mesmo! Parece uma maluca saindo correndo desse jeito! - Diz o moreno a segurando pelos braços.

- OQUE FOI?! TÁ COM MEDINHO DE MIM? SEU GAY PERVERTIDO! - Grita a maluca tentando se soltar de Jahck.

O loiro permanecia paralisado com oque estava acontecendo.

- Chega! Ana,(Secretária) chame os seguranças! - Diz o moreno tentando puxala, sem violência, para fora do seu escritório, mas, a idiota não parava de se mexer.

- DEVE SER O NOVO ACOMPANHANTE, DE JAHCK. OU MELHOR DIZENDO, A NOVA VADIA DELE!! Hahaha!

Kôda se enfureci e caminha em direção a Tayla, rapidamente, lhe desferindo um tapa na cara. Jahck ô olha perplexo com oque havia visto.

- Escuta aqui, se vier atrás de mim, mais uma vez para me xingar! Eu vou enterrar esse seu salto na sua garganta, até eu dizer chega, tá entendendo?! - Diz o loiro, a segurando forte pelo o pescoço. Tayla não consegui falar, muito menos se mexer.

No mesmo momento, os seguranças chegam e separam Kôda de Tayla, e a tiram do prédio. 

A secretária leva dois copos de água, para o escritório,e os entrega para Kôda e Jahck, para se acalmarem, eles ficam sentados no sofá sem dizer nada, apenas terminando de beber a água. Quando o moreno resolve dizer.

- Você foi assustador quando à segurou daquele jeito, pensei que iria mata-la.

- Acredite, essa vontade ainda não saiu de mim. - Diz o loiro, se deitando no sofá com os olhos fechados. 

O moreno se debruça sobre o loiro e lhe dá um beijo na bochecha, em seguida o a abraçando. Desce seu rosto até o pescoço, do menor, beijando. Suas mãos deslizam para dentro da camisa do loiro, fazendo-o abrir os olhos, e com as bochechas vermelhas.

- Pare de fazer essas coisas... - Diz o loiro tentando não olha-lo.

- Eu quero fazer mais coisas constrangedoras com você. - Sussurra o moreno, no ouvido do menor, o fazendo ter arrepios na espinha. O moreno beija seus lábios, suavemente, pedindo passagem com a língua fazendo o menor gemer. Passeia suas mãos pelo o corpo do loiro, acariciando seus mamilos, o loiro estremece e geme saindo do beijo. Jah desliza o rosto pelo pescoço do menor até chegar nos mamilos rosados do loiro. Onde chupou e mordiscou com certa força.

- Ja-Jahck... hnf... não podemos fazer isso... - Diz o loiro com dificuldade.

- Porquê não? - Pergunta o moreno, voltando a chupar o pescoço pálido do loiro.

- Estamos no seu trabalho. - Diz o loiro tentando tira-lo de cima de si. - E se alguém nos ver?

- Ninguém entrará aqui. -  Retruca o moreno.

- Mesmo assim, eu não... me sinto bem em fazer isso. - Diz o loiro envergonhado.

O moreno sorrir e lhe diz. - Por enquanto estou apenas petiscando, mas, quando eu não puder mais me contêr... - Dá uma pequena pausa se aproximando mais uma vez do ouvido de Kôda. - Eu irei te devorar, e não poderá fugir. - Diz, seguidamente dando uma risada nasal. O loiro fica petrificado e morrendo de vergonha.

 O moreno se levanta e vai até sua mesa para pegar suas coisas. - Vamos indo, estou faminto. Acabaram de de inaugurar um restaurante aqui perto, vamos lá.

- O-ok - Diz o loiro se levantando do sofá e acompanhando Jahck para saírem.

Nada melhor do que sair para comer, e relaxar depois de uma trata como aquela, esperemos que coisas assim não aconteçam, novamente. Qual será o futuro deles dois?



 

Notas Finais


Esse cap. era pra ter saído ontem, mas, por algum motivo, não salvou até o ponto em que eu tinha parado. Por isso estou postando hoje. Obrigada, pelo o apoio, seus lindus da vida💕 melhor história que eu já fiz, e estou feliz por estarem acompanhando💜 Kissus no bumbum favoritem se gostaram.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...