História Somente Por Você. - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson
Tags Drama, Mutilação, Revelaçao
Visualizações 35
Palavras 3.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 54 - I'm sorry....


Katarina 

Acordei de novo e já eram dez e meia... Fiquei sem enteder o por que de Michael ter vindo aqui ontem de noite. 

- bom dia princesa.!- disse Miguel se virando pra mim. 

- bom dia grandao! - Eu disse me aconchegando nos seus braços. 

- dormiu bem?- Ele perguntou beijando meus cabelos.

- um pouco.. E vc?- perguntei 

- Não muito!- Ele disse - Quem era ontem de noite?- Ele perguntou fazendo carinho nos meus cabelos.

- adivinha...- Eu disse e suspirei. 

- o Michael? - Ele disse sem enteresse. 

- acertou na mosca! - Eu disse o fazendo rir. 

- e o que ele queria? - Miguel perguntou apertando os braços ao meu redor.

- Ele disse que tinha uma coisa urgente pra falar comigo! - respondi.

- Não tem idéia do que seja?- Miguel perguntou. 

- Não... Apesar de que ele não queria olhar na minha cara,estava bem triste ontem!-respondi e cocei a cabeça -mas ele disse que vai me ligar pra conversamos hj! - Eu disse me levantando e já indo pro banheiro ,tomei um banho rapidinho.

Kathy::::: um short jeans preto desfiado, uma blusa dos Ramones, um all star e os cabelos soltos, só um batom nude,rimel e lápis de olho. 

- vc sempre se veste assim?- perguntou Miguel rindo. 

- uai eu gosto!- respondi cruzando os braços. 

- vc fica linda de qualquer jeito! - disse Miguel me dando um beijo carinhoso nos lábios, lhe dei um beijo na testa. 

Ele tomou banho e se trocou,descemos pro café. 

- bom dia povo!- respondi dando um beijo no meu pai e outro na minha mãe, fiz um comprimento legal com a camila e peguei Prince no colo. 

-Bom dia filha!- minha mae disse me dando um beijo na testa .

- bom dia Kathy! - disse meu pai me dando um abraço. 

- ontem ouvi a campanhia tocando... - disse minha mãe 

- a.. Adivinhem....- Eu disse,Miguel pegou Prince do meu colo e começou a brincar com ele. 

- começa com a letra M...- Miguel disse, me sentei na mesa e suspirei. 

- É... M de Michael! - Eu disse e coloquei suco no copo, meu pai derrubou a xícara no chão e minha mãe derramou café na pia. 

- como? - meu pai perguntou. 

- Ele veio aqui ontem... e disse que tem uma coisa pra falar comigo.- respondi e bebi o líquido. 

- vc sabe o que é? - minha mãe perguntou. 

- Não.. Foi quando o meu celular começou a tocar.- É ele...- respondi olhando no visor, ainda tinha o nome escrito" amor ",não tive coragem de apagar. - calem a boca!- Eu disse,todos se sentaram na mesa e prestaram atenção .

-alo? -atendi nervosa.

- Kathy? - Michael disse animado - esta ocupada? -Ele perguntou. 

-Não... Mas o que vc quer falar comigo? -perguntei, Miguel se agitou. 

-ah é isso por isso que te liguei... Podemos nos ver? -Ele perguntou, parecia sorrir. 

- Sim... Onde? -perguntei, Miguel fazia mímicas pra mim.

-Pode ser naquela cafeteria perto da biblioteca? - Ele perguntou 

-sim a que horas? -perguntei 

- agora da pra vc?-Ele perguntou. 

-Sim está ótimo... - respondi. Desligamos. 

-Onde e a que horas? - Miguel perguntou. 

- na cafeteria  e agora!- respondi me levantando. - mãe a sra.pode...

- claro que sim filha! - Ela respondeu e pegou Prince de Miguel, dei um beijo neles e sai de casa,Miguel saiu correndo atrás de mim.

- espera!- Ele disse.

-O que está fazendo?- perguntei. 

- Vou com você ue! - Ele disse e pegou na minha mão, sorri e fomos ate o carro.


No caminho eu ficava mais nervosa e ansiosa, o que será que ele quer falar comigo?!

Não demoramos a chegar lá, saímos do carro e por sorte não tinha paparazzis na rua,avistei dois armários na entrada da cafeteira ,era Wayne e Bill. Miguel saiu do carro e pegou na minha mão a apertando, andamos até lá. 

- Olá...- Eu disse,Wayne virou a cabeça pra mim e sorrio.

- baixinha! - Ele disse me abraçando. 

- fala ae grandao! -Eu disse o abraçando de volta.

- Kathy! - disse Bill me abraçando. 

- como estão?- perguntei, eles se entreolharam.

- na medida do possível! - responderam. 

- uai por que? - Eu disse,estou com mania de falar uai. 

- a nova patroa... Pensa numa mulherzinha arrogante!- Bill disse fazendo Wayne rir. 

- Não é por que ela é arrogante, ela é inocente pra fazer as coisas! - Wayne disse, dei risada- mas ela nos trata como lixo - Wayne disse e pude ter certeza que ele revirou os olhos por debaixo dos óculos escuros, parei de rir.

- como assim?- perguntei seria. 

- Ela nos trata... Como digo... racismo...- Ele respondeu. 

- Pode deixar que eu vou ter uma conversinha com ela! - Eu disse e pisquei, me despedi deles e entrei, o cheiro de comida logo entrou pelas minhas narinas,Miguel pegou na minha mão e andamos pra dentro ,avistei um homem, vestido com uma camisa preta e um bracelete vermelho no braço, cabelos lisos e negors na altura dos ombros... É o Michael. 

- Michael? - chamei encostando a mão no seu ombro, Michael se levantou e se virou pra mim sorrindo, mas seu sorriso morreu quando ele viu Miguel do meu lado.

- Oi amor... digo Kathy, não... Srta.Peterson! - Ele disse todo atrapalhado. 

- sem formalidades Michael, somos amigos  não é? - Eu disse, ele puxou a cadeira pra mim me sentar.

- Vou estar lá fora!- Miguel disse e me deu um beijo nos lábios, vi Michael ofegar e virar o rosto pro outro lado. 

Miguel saiu e vi ele entrar numa conversa divertida com os seguranças, virei o olhar pra Michael de novo e o vi olhando pra mim. 

- Michael? - estalei os dedos no rosto dele, ele piscou diversas vezes e acordou. - o que quer falar comigo? - perguntei. 

- o que tenho pra falar é muito delicado...- Michael disse. 

- vc esta me assustando...- Eu disse. 

-Sabe a Emyli? - Ele perguntou, mexendo nos dedos nervosamente. 

- sim..  O que tem?- perguntei espantada 

- Ela me contou a verdade! - Ele disse me olhando atentamente 

- verdade do que? - perguntei, Michael me olhou preocupado e espantado, foi quando me toquei e coloquei as mãos na boca- Não... - Eu disse 

- Ela me contou e... vc não sabe o quanto me sinto arrependido... - Ele disse e pegou minha mão. 

- como ela te contou se foi ela que armou isso junto com Lisa? - perguntei soltando sua mão. 

- ontem quando cheguei da premiação ela estava lá em casa... Ela me contou tudo! - Ele disse e abaixou a cabeça - me sinto tão mal por não ter acreditado em vc amor...- Michael disse de cabeça baixa.

- Não fique assim... Mas como ela te disse isso?- perguntei passando a mão nas suas costas. 

- Ela disse que tinha visto pela TV e se apressou a me contar,essas horas deve estar fora de Los Angeles... Lisa não soube disso! - Ele respondeu. 

- vc sabe que foi um forjamento? - perguntei, ele levantou a cabeça e vi seus olhos cheios de lágrimas. 

- sim... Emyli levou os homens que forjaram isso em Neverland! - Ele disse. 

- como assim? - perguntei franzindo o cenho. 

- foram dois enfermeiros e o dono de um banco...- Michael disse- esses exames e cheques são forjamentos... da propia Lisa! - choquei. 

- que vagabunda...- Eu disse. 

- agora estou aqui... sozinho... - Michael disse e vi uma lágrima solitária descer por seu rosto. 

- Não chore Michael... vc não está sozinho, tem sua mãe, a Janet, a sua... noi... noiva... - Eu disse, Michael procurou minha mao e a apertou. 

- mas eu não tenho vc...- Ele disse.

- Eu não posso fazer nada... vc não sabe o quanto eu sofri quando vc me expulsou de casa... chorei tanto.. Todas as noites que eu não tinha vc por perto, não saia do quarto... Eu não fazia absolutamente nada que não fosse chorar de saudades de você! - Eu disse e sem controle senti as lágrimas descendo por meu rosto. 

- podemos mudar isso... É só vc voltar pra mim! - Ele disse e sorrio. 

- Não dá Michael, estamos noivos!- Eu disse, vi a expressão de Michael tomada por desespero. 

- esse é o problema? Não tem problema Kathy, eu me separo dela.. Eu converso com ela,ela é compreensiva, ela vai entender que eu ainda amo vc... Só volta pra mim...- Ele disse totalmente desesperado, sorri docemente e tristemente durante o choro, balancei a cabeça de um lado pro outro. 

- Não dá Michael... Ela vai fazer vc Feliz do jeito que eu não consegui!- Eu disse, Michael pegou na minha mão. 

- só vc me faz feliz Kathy... Me desculpa por tudo que eu fiz vcom  passar, por ter feito vc chorar... Por tudo!  Por favor...- Ele disse apertando minha mão. 

- Eu não te faço Feliz Michael... Já vi vc nas revistas com ela, seu sorriso era feliz e sincero! - Eu disse me lembrando quando comprei a revista escrito " the king of the queen" ,aquela revista me marcou de uma maneira que eu não consigo explicar. 

- vc me faz feliz só pelo fato de existir amor! - Michael passou a mão no meu rosto. 

- Vamos continuar sendo amigos!  Desse jeito não vamos nos machucar tanto... - Eu disse 

- isso me mata por dentro...- Michael susurrou. 

- vc vai ficar bem sem mim Michael, vc vai ver!- Eu disse passando confiança pra ele,mas não tá resolvendo. 

- Eu nunca vou ficar bem sem vc Kathy... entenda de uma vez,vc é minha vida... - Ele disse. 

- agora vc tem outra vida Michael... Tem a Juli... - Eu disse chorando. 

- esta vendo... Nós não vamos ficar bem um sem o outro! -Ele disse se referindo ao nosso choro descontrolado. 

- acostumamos com isso! - Eu disse secando as lágrimas. 

- um dia terá de me perdoar! -Ele disse. 

- Já te perdooei Michael! - Eu disse. 

- Então por que não volta comigo? -Ele perguntou baixinho e triste. 

- Por que eu vou casar, e vc também...- Eu expliquei. 

- Eu já disse que termino com isso se for o problema. - Ele disse me abraçando apertado, devolvi o Abraço. 

- mas eu não... Eu não posso fazer isso com Miguel !- Eu disse acariciando seus cabelos. 

- Por que? - Ele perguntou, parecia uma criança. 

- Por que foi ele que me ajudou nos momentos difíceis - Eu disse, Michael fungou. 

- e eu não? - Ele perguntou triste. 

- Sim, Mas quando vc fez aquilo comigo,foi ele que me ajudou!- Eu expliquei pra ele.


Conversamos mais um pouco e nos despedimos. 

- bom... Eu tenho que ir agora!- Eu disse. 

- Já? - Ele disse segurando meu braço quando fui levantar, ele sempre fazia isso quando eu me levantava da cama cedo. 

- Sim, Prince está com minha mãe! - Eu disse. 

- oh... Eu sei que o aniversário dele está chegando e... Por que não faz lá em casa? - Ele perguntou, sorri.

- claro por que não? - Eu disse, ele se animou um pouco. 

- ok... vc tem que ir agora mesmo?-Ele perguntou que nem uma criança, sorri e o abracei. 

- tenho...- Eu disse. 

- tá bom então...- Ele disse, me deu um beijo na bochecha e eu sai. 

Me despedi dos seguranças e entrei no carro junto com Miguel 

- o que resolveram? - Ele perguntou 

- ainda tenho que resolver! - eu disse, fui até Neverland, falar com a noivinha de Michael.


Não demorou muito e eu cheguei, percebi que Michael ainda não tinha chegado. 

Fui até o portão 

- Oi...- Eu disse, Josué estava ali. 

- Srta Kathy... sinto lhe informar mas a dona Juli deu ordens pra não deixar a Srta entrar! -Ele se explicou 

Sorri amplamente .

- Não tem problema Josué. - Eu disse sorrindo, voltei ao carro 

- oxe... - Miguel disse 

- me ajuda! - Eu disse - a loira azeda deu ordens pra não me deixar entrar! - Eu disse e revirei os olhos.

Numa parte mais afastada do portão, consegui pular o muro com a ajuda de Miguel, joguei uma pedra pra ele quando consegui pular, entrei correndo o mais discreta possível, subi aquela escadaria de dois em dois e entrei na casa... Eu me sentia uma bandida... Não tinha ninguém ali, fui até a cozinha calmamente, assustado remy 

- Kathy! - Ela disse - como entrou? - perguntou me abraçando. 

- consegui pular o muro... Judy está? - perguntei me sentando no  balcão da cozinha.

- vc não mudou nada, sim está na lavanderia! - lhe dei um beijo na testa e sai atrás de Judy. 


- JUDY! - berrei, ela se assustou 

- KATHY!-Judy era uma garota, mas oumenos de 22 anos... - nossa está linda!- Ela disse. 

- obrigada, preciso da sua ajuda...- expliquei tudo pra ela. 

- vc é doida? Ela vai nos matar!- disse ela rindo, encostei na parede rindo. 

- capaz dela meter perna pra quem te quer!- gargalhamos, ok... Tudo explicado... saímos dali discretamente, Michael ainda não chegou... passei pela cozinha e peguei uma maçã, fui pra sala e me joguei no sofá com as pernas abertas e os braços pra cima. 


Logo Michael chegou...

- Kathy? - Ele disse pasmo - como entrou? - Ele perguntou. 

- consegui pular o muro! -Eu disse comendo a maçã. - e tipo... caralho Michael, eu esqueci minha jaqueta aqui sabe?- perguntei, FAZ DEZ MESES E EU VIM BUSCAR AGORA.

- tem tantas coisas que vc esqueceu aqui Kathy!- Ele disse. 

- mas a minha jaqueta eu preciso pegar... Posso subir?- perguntei levantando. 

- claro... Quer que eu vá com vc?- Ele perguntou. 

- NÃO, não precisa! - Eu disse, Judy logo apareceu. 

- sr.Jackson, vou subir pra limpar os quartos.- Ela disse,Michael sorrio pra ela e assentiu. 

- Eu vou lá tá? -  disse e subi as escadas, quando cheguei no segundo corredor, comecei a correr. 

- qual o quarto? - perguntei, ela apontou pro do lado do meu antigo, sorri perversa e abri a porta, entreguei pra Judy um grampo de cabelo, fechei a porta devagar, andei pelo quarto e vi que a noiva dele estava no banho,abri as portas da sacada, vi uma cesta de frutas ali, peguei uma pêra dessa vez, comecei a mexer nas suas coisas... encontrei uma cueca de Michael, dei risada e peguei pra mim. 

- AHHH!-ouvi um grito, me assustei. 

- vc quer me matar do coração? - perguntei comendo a pêra 

- o que faz aqui garota? - Ela perguntou e subiu em cima da cama. 

- vim ter uma palavrinha contigo!- Eu disse, acabei de comer e subi na cama a derrubando. 

- o que vc quer? - Ela só usava uma toalha, a peguei pelos cabelos e ela soltou um grito de dor - ME SOLTA SUA LOUCA! -Ela berrou 

Arrastei ela pelo chão e peguei uma cadeira da mesinha, coloquei dentro do closet, tava vazio... A fiz sentar na cadeira, ela tentou sair correndo, mas tranquei a porta, peguei umas gravatas do Michael, a sentei novamente e amarrei seus pulsos pra trás. 

- quero saber por que trata mal os empregados da casa grande! - Eu disse amarrando seus pés, apertei bem que ficou roxo, ela gemeu de dor. 

- os seguranças? - Ela cuspiu no chão - Por que são negros e nojentos! - transferi um tapa na sua cara. 

- e por que eles são negros vc os trata mal?- perguntei pegando no seu queixo. 

- são nojentos - apertei seu queixo 

- aqui vc não manda em ninguém moça... Nem se casou ainda e já quer mandar nos outros? Aqui vc não passa de uma diversão pra Michael... vc não é superior a ninguém!- Eu disse puta da vida. 

- EU mando sim!- lhe dei outro tapa  

- Não vc não manda!- Eu disse - aqui eu mando mais do que vc!- Eu disse rangendo os dentes. 

- haha, faca-me rir querida! Vcs estão separados! - Ela disse, fechei minha mão e lhe dei um soco na boca, ela gemeu de novo - SUA PIRANHA! - Ela berrou e tentou se soltar 

- estamos separados sim... Mas ele ainda tem um filho que manda aqui! - Eu disse rindo. 

- vcs tem... Tem um filho?- Ela perguntou chocada.

- nossa quem não sabe disso?- Eu debochei. - Sim nós temos! - disse e fui pra cima dela- Eu não quero ouvir mais reclamações dos empregados pra mim... Isso aqui foi só uma amostra do que eu sou capaz de fazer com vc!- Eu disse e mordi seu pescoço o rasgando, ela gritou, o sangue escorria pelo seu pescoço, ela estava mole na cadeira, amarrei uma mordaça na sua boca e sai dali rindo... Nunca fui tão mal... peguei outra pêra e abri a porta do quarto vendo Judy sentada no chão. 

- Kathy? - ela disse - sua boca...- Ela disse,olhei no espelho do corredor,estava suja de sangue, limpei rapidamente. 

- pronto... Preciso da minha jaqueta agora!- Eu disse, corri até o outro quarto e fucei a maçaneta até abrir, fui até o closet e peguei a jaqueta, fechei a porta novamente. 

Judy deu risada de quando eu contei pra ela, descíamos as escadas e Michael subia. 

- pensei que tinha se perdido!- Ele disse debochando. 

- Não.. Mas sua noiva precisa de ajuda!- Eu disse e sorri perversamente,Michael me olhou assustado e subiu as escadas correndo, fiquei na escada conversando com judy quando escutei um berro. 

-KAAAAAATHY! -Foi Michael, sorri maldosa e dei um beijo na testa de judy, sai correndo pra fora, Michael descia as escadas correndo, desci as escadas do lado de fora e Michael junto, dei risada, dobrei a jaqueta e corri o mais rápido possível. 

Olhei pra trás e Michael vinha logo atrás, consegui pular o muro, olhei por entre as grades do portão e Michael sorria de braços cruzados e ofegante, pisquei pra ele e sai rebolando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...