História Somente Sua - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Robert Lewandowski
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Assistente, Chefe, Estilista, Gotzeus, Hot, Jogador De Futebol, Marco Reus, Mario Gotze, Rio De Janeiro
Exibições 203
Palavras 2.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cap sem revisão, sorry algum erro. Nos vemos no final ;)
Boa leitura!!

Capítulo 8 - Desejos desenfreados


Fanfic / Fanfiction Somente Sua - Capítulo 8 - Desejos desenfreados

 

Quando sai do vestiário, Robert já me esperava encostado na parede branca a minha frente me fazendo imaginar por um momento quantas mulheres ele deve ter visto passar por aqui. Ele descruzou os braços e se aproximou me olhando surpreso e com um olhar deslumbrado. Sua mão tocou a minha e ele sorriu abertamente me mostrando seus dentes brancos e bem alinhados embora dois caninos o deixe com ar ainda mais selvagem.

''Uau, que linda!'' ele falou me fazendo dar uma volta. 

A legue  preta e um top branco junto de um tenes branco com rosa deve ter sido uma boa escolha.

''Gostou?'' perguntei receosa

''Ta brincando né? vc esta tão gostosa Laura que eu to todo arrepiado.''

Engoli em seco me soltando de sua mão quente.

''Viemos para malhar e se vc me trouxe até aqui vamos malhar'' Dei um passo depois outro, Robert me seguiu. Podia sentir seu olhar queimarem em minha bunda. 

Ele me agarrou antes mesmo de passarmos pela porta de vidro que dava para a academia, sua boca tocou meu ouvido roçando levemente seu dente me estremecendo inteira.

''Na próxima vez vamos malhar na minha casa.''

''Vc tem uma academia lá?'' sorri da minha pergunta, não sei se ele estava levando pelo lado do sexo ou se de fato estava falado em malhar da maneira normal. Esse homem me deixa tão confusa que consigo ver sexo em tudo.

''Não. Ainda. mas to providenciando.''

Virei-me, sua mão continuou em minha cintura me possuindo, me fazendo sentir toda dele.

''O que foi?'' perguntei ao notar seu semblante meio nostálgico.

''Nada demais.''

''Sente saudades da polônia?''

Ele não responde, mas seu olhar perdido por um momento me fez temer o motivo pelo qual ele ficou assim, seria uma outra mulher? alguém que ele deixou lá? não quis alimentar meus pensamentos então sorri e toquei seu queixo beijando de levinho varias vezes, ele sorriu e me apertou contra seu corpo másculo e duro.

A porta de vidro se abriu e duas mulheres passaram por nós sorrindo alto e falando alguma coisa que não deu para entender. Robert continuou colado em mim, era estranho sentir-me tão necessitada desse homem, sem nem ao menos saber o que sinto, se é amor, ou apenas desejos descontrolados.

''Sinto saudades de lá sim, mas eu estou muito bem aqui.'' Robert afasta-se e antes de entrarmos beija meus lábios como na sala do escritório, apenas um beijo sem toque  de nenhuma outra parte do meu corpo,  o que não deixava de ser algo novo e incrível.

Entramos finalmente na academia. Robert me levou até um aparelho de corrida, isso eu conhecia e acho que é melhor mesmo eu começar por aqui.

Subi e me posicionei, ele ligou a maquina.

''Preciso ir devagar''

''Eu sei minha linda, não se preocupe.''

Seu tom de voz foi gentil e agradavel, me passando uma sensação confortável. Eu sabia que ele não ia exigir de mim algo que eu não aguentasse.

Caminhei por quinze minutos enquanto o via correr ficando suado lentamente, sua velocidade era maior que a minha o que me dava um certo incomodo. Apertei o botão aumentando um pouco o ritmo, meu coração estava saindo pela boca e meus joelhos pesados, pensei que não aguentaria mais um passo, porem meu corpo me surpreendeu me fazendo superar meu limite. Em meia hora eu estava completamente molhada de suor e ofegante. Mas a sensação em meu corpo era de levitação, como se ultrapassar aquele limite imposto por minha mente fosse a coisa mais deliciosa do mundo.

''Estou orgulhoso.'' Ouvi a voz suave e levemente rouca de Robert ao meu lado. 

Peguei a toalhinha de suas mãos e passei em meu rosto. Olhei para ele que tomava uma garrafinha de água fazendo-me concentrar no movimento de seu pescoço grosso e sexy. Mordi o lábio contendo um desejo intenso de morde-lo ali.

''Vou fazer um pouco o abdome e vamos, tudo bem?'' Assenti e me sentei em um dos bancos procurando constantemente Robert com os olhos.

Ele levantava o corpo e descia de uma forma tão sexy que me deixou excitada. Minutos de observação e finalmente ele se levantou vindo em minha direção. Sua camiseta apertada estava suada e seu abdome exposto na minha imaginação.

''Vamos?" me estendeu a mão, a segurei.

Passamos por alguns rapazes que conversavam perto das maquinas, Robert me abraçou me apertando em seu braço forte. Suas veias saltadas devido a todo esforço que ele fez o deixou ainda mais bruto, atraente e extremamente sexy.

Senti que ele estava preocupado com o olhar dos rapazes para o meu corpo, pois ao sair ele me olhou serio.

''Nunca mais voltamos aqui.''

''Por que?'' 

''Não gosto que olhem o que é meu.'' ele falou possessivo e me segurou pelas costas me levando até o carro.

''Preciso pegar as minhas coisas.''

''Eu pego para vc''

''Mas Robert, como vc vai entrar...''

''Me dê a chave.''

Entreguei a ele, surpresa com sua atitude possessiva.

Robert voltou poucos minutos depois e entrou apos jogar as mochilas no banco de trás.

''Vc não imagina como eu to duro.''

Olhei em seus olhos azuis intensos sentindo meu corpo também excitado diante de tudo o que meus olhos viram naqueles poucos minutos que passamos juntos malhando.

''Eu te lamberia inteiro do jeito que vc esta'' Falo sentindo meu coração acelerar novamente e o calor que estava se dissipando do meu corpo se apoderar de mim novamente.

Robert sorriu malicioso e ligou o carro. Não falou nada e dirigiu por uns cinco minutos ate entrarmos em um motel, não queria estragar o nosso momento onde o sexo era algo mais urgente, mas motel me assustava um pouco.

Com muita destreza ele estacionou e deu o cartão a recepcionista que me olhou com um sorrisinho, senti que ela estava com inveja do que eu estava prestes a viver com aquele homem perfeito ao meu lado.

Robert não correspondeu ao sorriso, serio continuou o percurso até dentro da garagem da suite que ele escolheu. Pensei por um momento como ele podia conhecer esse lugar, já esteve aqui com outras? esses pensamentos me assustavam, mas não faziam muito sentido, pelo menos não agora, já que ele esta comigo.

Desci do carro antes mesmo dele abrir a porta para mim como costumava a fazer. Entramos no quarto com luzes em tom avermelhado, mas uma em especial que ficava no teto perto do espelho era clara e dava mais iluminação ao ambiente promiscuo. Como nunca tinha entrado em um motel, fiquei por um momento olhando tudo a nossa volta, não havia muito o que olhar, mas como nos filmes, tinha uma banheira praticamente do lado da cama, estava apenas separada por uma cortina transparente, na água pétalas de roas e champanhe sobre a mesa, alem de frutas. Não tive tempo de olhar melhor deixando pra lá a curiosidade que tomou minha mente ao ver a grande TV desligada em frente a cama com lençol também vermelho, suspirei ao ver meu deus hot apenas de cueca boxer azul marinho. Meus olhos passaram por todo seu corpo que brilhava devido ao suor ainda presente em sua pele, seus cabelos ainda estavam no lugar. Me aproximei sentindo meu corpo tão excitado que senti vergonha dele me ver assim, tão molhada entre as pernas e pronta para ele, mesmo sem ele ter feito nada ainda.

''Quer mesmo fazer isso assim?'' ele passa sua boca no meu pescoço me arrepiando.

''Aham...'' ofeguei e segurei em seus braços fortes sentindo meus dedos deslizarem com facilidade por sua pele atraente e bronzeada.

Beijei seu pescoço deixando uma mordida cuidadosa em sua veia  grossa, ele gemeu e me apertou contra seu corpo me pegando em seu colo. Me deitou na cama, o puxei com meus braços em seu pescoço beijando sua boca que logo me sugou em um beijo intenso que me deixou com os lábios doloridos. 

''Eu cuido de vc'' ele se afasta somente o suficiente para puxar meu corpo e tirar meu top colado.

Seus olhos brilharam e sua boca tomou meu seio direito em uma chupada deliciosa, ele mordiscou meu mamilo já duro me fazendo gemer de novo.

Seus dedos entraram por minha calça apertada e eu gemi me contorcendo pelo tesão que senti quando ele deslizou seu dedo grosso e cumprido para dentro de minha intimidade pulsando por atenção.

''Hm...'' ele gemeu movendo sua boca para meu outro seio, beijando e mordiscando me levando a loucura.

''Vc esta toda molhadinha...''

Seu dedos entrou em mim e eu me segurei para não ter um orgasmo ainda. Robert chupou seu dedo mantendo seus olhos azuis ainda mais intensos sobre meu rosto delirado e ansioso por mais. Meu corpo estava implorando por mais, eu precisava me saciar desse deus hot. Se é que isso seria possível.

Ele puxou minha calça deslizando junto com minha calcinha minuscula ate meus pés, tirou meus tenes e voltou beijando cada parte da minha perna até tocar minha virilha, senti sua boca me tocar na parte mais incomoda nesse momento e o repreendi.

''Não faça isso, vc não precisa...''

''Laura, vc é minha, e eu quero vc assim, toda encharcada de tesão por mim.''

Meu ventre formigou em um tesão indescritível. Sua boca me possuiu e sua língua fazendo movimentos de oito em meu clitores me fez gemer mais alto e mover o corpo desejando mais e mais. 

''Robert, por favor...''

''  Goza minha morena gostosa, goza para mim.''

Não precisou dizer mais nada, quando sua língua mais uma vez me tocou no ponto certo me contorci na cama fechando meus olhos me apossando do prazer que me envolveu. Meu corpo tremeu quando senti um dedo dele me possuir, dessa vez fundo e mais preciso. Mordi o lábio inferior desesperada pelo desejo que logo se reacendeu, ou nem chegou se apagar na verdade. Robert me fez ter mais um orgasmo e se afastou tirando a ultima peça que me impedia de vê-lo por completo. Seu corpo e sua ereção selvagem me intimidou por um momento, quando ele se inclinou sobre mim pude ver suas costas pelo espelho em uma visão privilegiada de sua bunda também gostosa e durinha. Levei as duas mãos para suas costas sentindo sua boca roçar a minha e sua língua me convidar para mais um beijo prazeroso.

Robert entrou em mim de uma vez só, eu estava toda aberta para ele e ele sabia disso.

''Não queria te machucar, vc precisava estar exatamente assim Laura.''

Sua voz me estremeceu novamente e seu rosto tão perto do meu me derreteu ainda mais.

Ele começou a se mover e gemeu um palavrão em português. Sorri e mordi seu ombro deixando que ele se afundasse com vontade. Seus movimentos se intensificaram me fazendo gritar e apertar suas costas e cabelos bagunçando-os entre meus dedos agitados. 

''Goza mais uma vez para mim Laura'' Seu pedido iria ser atendido, senti meu vente mais uma vez se encher de tesão que logo iria ser liberado para todo meu corpo.

''Isso, assim, me aperta.'' 

Agarrei sua bunda trazendo-o mais para junto de mim sentindo mais uma vez o desejo se apoderar do meu corpo. Robert diminuiu os movimentos esperando eu tentar me recompor, ele pensar em mim o tempo todo me deixava ainda mais apaixonada por esse homem.

Gemi alto quando ele me penetrou fundo e saiu de dentro do meu corpo, voltando rapidamente a me tomar o corpo em mais três estocadas profundas dessa mesma forma. Robert fechou os olhos e jogou a cabeça para trás enquanto eu sentia seu liquido quente jorrar em minha intimidade pulsando de desejo.

''Eu esperei tanto por isso'' ele disse ainda gozando em minha intimidade, me aquecendo de uma forma maravilhosa e intensa.

Agarrei mais uma vez seus ombros e beijei-o ali deixando mais mordidas em sua pele que parecia derreter diante de tanto suor. Seu cheiro ainda era bom, como se o perfume dele fosse ainda melhor que o perfume importado que usava sempre apos o banho.

Quando recuperei meu ar, me olhei pelo espelho do teto, Robert ainda estava agarrado em meu corpo e parecia exausto demais para se mover. Meu rosto estava corado e meus cabelos espalhados pelo travesseiro. Alisei seus cabelos da nuca e ele sorriu se afastando um pouco, beijou meus lábios em um selinho e se afastou de vagar. A sensação do seu afastamento não foi muito agradavel, mas a visão de seu peitoral compensou o sacrifício de senti-lo sair de dentro de mim.

  Robert me pegou em seus braços e me levou ate a banheira. A água estava morninha e relaxou imediatamente o meu corpo. Ele pegou a champanhe e serviu nas taças trazendo-as para junto de nós. Sentou-se no outro lado e sorriu parecendo bem feliz.

Tomei um gole e ele se aproximou fazendo menção de brindarmos.

''Ao nosso ardente desejo.''

Sorri com o sorriso safado que se apoderou dele e bati levemente em sua taça provando em seguida do liquido borbulhante e delicioso.

 

 


Notas Finais


Amores, não deixem de dizer o que estão achando por favor '-'
Nos vemos em breve. Besus :**


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...