História Somente SUA (JB) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Amor, Gangster, Ódio, Paixão, Romance, Sequestro
Visualizações 167
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um hoje amores!

Próximo capítulo é HOT 😈😈😈
Boa leitura bebês! ❤

Capítulo 29 - Cap.29 Provocações


Fanfic / Fanfiction Somente SUA (JB) - Capítulo 29 - Cap.29 Provocações

Mellody P.O.V

Eu estava cansada do dia corrido e estava naquela festinha por causa que era para mim, mas não passei muito tempo e decidí subir, tomar um banho e descansar um pouco.

(...)

Depois de um demorado banho me vestí e saí do banheiro direto pra cama.

Por um momento paralisei com os olhos voltados para aquele corpo.

Justin estava deitado completamente nú em minha cama e me olhava com o olhar mais safado do mundo.

Seu "amigão" começava a dar sinal de vida e na medida que ele acordava minha intimidade se enxarcava, eu o queria dentro de mim, eu estava com tanta saudade.

 
-O que foi Mell? Justin perguntou me tirando do transe.

-O que está fazendo aqui?
Perguntei engolindo seco.

-Estou esperando minha mulher vir dormir. Ele sorriu e pegou em seu membro que já estava bem Alegre.

Dormir? Essa seria a última coisa que eu pensaria em fazer com ele daquele jeito.

 -Acho que entrou no quarto errado, Ryan dorme ao lado. falei cínica.

-Não houve nenhum engano... Estou no quarto certo, percebo até que a mulher que procuro já está bem excitada. E ela é louca por isso aqui.

Ele disse olhando para seu membro, o apertando em seguida.

-Que piada Justin! 

Eu rí sem graça, só pra disfarçar pois o que ele falou era a mais pura das verdades.

- Eu quero te fazer gozar do jeito que só eu sei fazer, do jeito que só eu posso. Você quer isso?

 Ele falou  com aquela voz rouca  caminhando pra trás de mim. Justin  estava totalmente duro, seu membro tocou bem próximo a minha bunda e eu gemi baixo.

Eu não sabia dizer não pra ele,
ainda mais quando ele pedia pra me foder.

-Na-Não Justin.

Tentei responder firme, mas gaguejei

-Tem certeza ?  Ele disse puxando meu cabelo e dando um leve chupão em meu pescoço.

-Aaaawnhh caralho ! Gemi fraco.

-Eu estou ficando louco sem você amor. Justin disse e em seguida me virou, devorando meus lábios.

-Para!  Eu parei o beijo o empurrando.

-Você está bem molhada porra! Que delícia.

 Justin falou pegando em minha intimidade.

-Eu não posso fazer isso.

-Como não pode fazer isso? Não pode fazer isso é o Caralho!  Você é minha e você pode dar pra mim o dia inteiro, quem vai te proibir porra?

-Justin você não sabe o que aconteceu durante esse tempo que eu não estava com você, então por favor cale a boca. Eu falei para deixá-lo confuso

-O que quer dizer com isso? 
 

- Já chega.

-Você tá dando pra algum cara Mellody?

-Você pode parar de babaquice?

-Você é minha, nem que pra isso eu tenha que te amarrar na minha cama pra sempre.

-Você não seria tão estúpido.

-Ah, não?  Ele falou me jogando na cama e prendendo meus pulsos com sua camisa.

-Me solta agora. Falei rindo. O ciúme de Justin era doentio, mas aquilo me deixava um tanto louca por ele , então resolví provocá-lo.

-O que aconteceu durante esses dias? Justin perguntou irritado.

-Eu dei muito. Conhecí um cara novo.

Na verdade eu tinha dado mesmo, mas tinha dado pra Justin em todos os meus sonhos com ele.

-O que está falando Mellody?

 Ele me olhou incrédulo.

-Ele era uma delícia e fodia beeem gostoso.

Falei quase em um gemido. Justin travou o maxilar e seu rosto mais parecia um pimentão. Eu queria rir mas me segurava o máximo.

-Eu vou te matar sua vadia do caralho!  Quem é esse filho da puta?

-Ah, ele me fez gozar. Gozei umas três vezes pra ele Bieber 'SÓ PRA ELE'. Não é só você que me faz gozar.

 Provoquei e dei um sorriso amarelo.
Justin me olhava sério com a respiração acelerada, ele estava muito puto.

-Quem.. é..esse.. filho.. da.. puta?  Ele perguntou pausadamente.

-Um filho da puta de muita sorte pois comeu a mulher gostosa do maior gangster  fodão. Uiii...

-Você sabe que vai morrer não sabe?
Ele disse fingindo estar calmo.

-Me deixa foder mais uma vez com ele antes disso? Perguntei com cara de cachorro sem dono.

-VAGABUNDA!  Ele disse dando um tapa na minha cara. Eu estava tão excitada que aquilo só me enlouqueceu ainda mais.

-Me fode porra! Pedí.

-Eu não encosto mais em você sua vadia.

Ele disse tirando os olhos de mim e vestindo sua roupa e agora me dei conta de como a brincadeira tinha ido longe demais

-Justin volta aqui.

Chamei.
 Porra, nao imaginei que ele ficaria chateado assim.

Fui atrás dele que entrou em seu escritório batendo a porta.

-Jus? Chamei baixo.

-Sai daqui sua vadia!

Ele disse acendendo um cigarro.

-Me desculpe! Falei arrependida entrando em sua sala.

-Sai daqui Mellody. Ele disse após sua primeira tragada.

-Justin por favor!

-SAI DAQUI MELLODY. Ele gritou.

-Com licença chefinho! Ainda estava na festa e Ryan falou que o senhor mandou me chamar.

 Ouví uma voz desconhecida e ao olhar pra trás vejo uma ruiva de lingerie e cinta liga roxa entrar na sala sorrindo, aparentemente satisfeita. Quem não ficaria?

Vai ser uma pena estragar a noite dela.

-O que deseja querida? Falei caminhando até ela.

-Ah, desculpe linda mais é uma conversa em particular com meu chefe.

Ela falou piscando para ele, que sorriu satisfeito.

-Ah, desculpe. Será uma pena te dizer que não vai rolar! Falei sorrindo.

-E quem você pensa que é ? A vadia me perguntou com cara de nojo.

-A MULHER DELE E VOCÊ?
Não responda pois eu já sei. Você não passa de uma vadia que dá pra todos e apanha das mulheres dos caras. Mas não se preocupe, não vou te bater pois no meu homem você nunca vai encostar.

-Ridícula sai da minha frente. Ela falou  ameaçando me empurrar.

-A vontade de dar pra ele te faz me desafiar? Perguntei sorrindo . Vai embora piranha antes que eu quebre a sua cara. Quem vai fazer teu papel aqui sou eu. Falei lhe empurrando e batendo a porta.

-Por que faz isso? Justin perguntou assim que virei pra ele.

-Por que você é meu.
Eu disse firme.

-Sabe que se eu quiser vou lá e trago ela de volta. Não viu a cara de alegria dela? Justin perguntou me deixando enciumada.

-Por que iria buscar uma vadia se tem uma mulher só sua bem aqui? 

- Só minha? Você não é minha , eu vou te mandar para a boate. Você é uma vadia igual as outras, estava dando pra outro Mellody.
Justin falou com a voz triste.

-Eu não transei com ninguém durante esse tempo, eu só queria te fazer ciúmes como sentí quando falou da Livia.

Falei abaixando a cabeça.

-Você não precisa fazer isso, não acha que o que eu sinto me pune o suficiente?

Ele falou aparentemente chateado.

-Não te vejo sentir nada por mim a não ser quando Rudy está aqui. Só eu que sou meio desequilibrada. Falei sorrindo e ele retribuiu.

- Eu sinto ciúmes quando algum moleque te olha, quando você fica perto de Ryan e Chaz. Eu fico louco quando algum cara te abraça e passam aquelas mãos de tarados pela sua cintura. Mellody eu tenho ciúmes até quando você goza, quero ser o único a ver e ouvir isso pra sempre.

-Você é o único Justin, e está sendo privilegiado de poder fazer isso agora.

 Eu falei sentando no seu colo com uma perna de cada lado.

-Não sei se quero Mell.
Ele disse sério me deixando confusa.

-Você está me rejeitando Bieber?

Perguntei tirando o vestido e ficando apenas com uma lingerie vermelha.

-Não sei se você merece depois do que me fez hoje.
Ele disse sorrindo e coçando a cabeça.

-Tudo bem, vou alí perguntar aos garotos se sou uma garota tão má. Já volto.

Eu falei abrindo a porta e Justin me puxou com a cara brava mais gostosa do mundo.

-Você não é louca de fazer isso!
Ele disse.

-Olha Bieber, louca eu até sou mas você sabe muito bem que eu não preciso de nenhum outro homem, por que o meu homem me satisfaz muito bem.

Falei mordendo o lábio inferior dele  e sentí um tapa forte na minha bunda.

- Você é tão gostosa amor.

                                 


                                         Continua...



















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...