História Someone To Need You - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Kendall Jenner, Kim Kardashian, Kristen Jenner, Kylie Jenner, Pattie Mallette
Personagens Alfredo Flores, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber
Tags Jylie
Exibições 73
Palavras 1.169
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ MEUS AMOREEEEEEEEEES, DEMOROU MAS CHEGOU, ANTES TARDE DO QUE NUNCA!!!!

soltou a criatividade pra terminar esse cap, não está tão grande mas é só pra encerrar o dia deles, e depois voltamos com alguns dias já se passando talvez, e talvez teremos o sexo do bebe revelado :oooooo SPOILER adoro da spoiler asndfasbdvghvbdskjsnoa.

desculpa novamente a minha demora, beijão.

Capítulo 8 - We're getting marriage


Fanfic / Fanfiction Someone To Need You - Capítulo 8 - We're getting marriage

Kylie’s point of view.

 

Parecia surreal as coisas acontecendo do jeito que estavam, quem diria eu me casando, ou eu grávida, ou morando junto de Justin. Sempre idealizei minha vida independente de homem, porque sempre fui mesmo, meu avo havia me ensinado isso, e havia cumprindo até me ver necessitada de Justin. O incrível era saber que todos os anos que morei aqui não havia me importado de sequer me dar ao luxo de conhecê porque não tinha interesse.

Ai foi quando eu conheci Ryan, se tornou um dos meu melhores amigos e vivia falando do seu “chefe” mesmo ele odiando quando eu me referia a Justin desse jeito, porque segundo o Ryan “o Justin era apenas seu sócio” mas eu gostava de falar que Ryan era apenas um pau mandando mesmo, deixando ele puto comigo.

E hoje, pela primeira vez, eu não me senti triste pela perda de meu avo, mas me senti feliz de estar próxima a um passo em que ele tanto desejou para mim, e casar é uma coisa tão grande, que nem sei se o Justin está fazendo isso mesmo por amor ou pressão; Era lindo de ver a felicidade espalhada no rosto de quem eu amava quando eu dei a noticia de que íamos nos casar, vi o papai chorando é claro, e minhas irmãs mais felizes do que nunca havia visto antes. Pattie foi a que mais chorou é claro, disse que eu estava mudando a vida do filho dela, e eu, é claro, não pude deixar de sorrir ao imaginar isso. A mesa parecia estar em chamas de tanta falação sobre o casamento.

 

- Quero que você seja a minha madrinha. – disse baixinho a Kendall que estava ao meu lado.

Ela abriu um sorriso enorme e seus olhos encheram-se de lagrimas.

- Seria uma honra! – ela disse emocionada ao me abraçar. – Eu amo você.

- Eu amo você. – disse a apertando forte em meus braços e sent um chute forte vindo de dentro da minha barriga.

- Meu deus! Até eu senti essa. – Kendall riu e passou suas mãos delicadas em minha barriga.

- Eu te amo também, titia Kenny. – disse fazendo uma voz fininha, fazendo Kendall rir e beijar minha barriga.

- Eu amo você também, bebezinho. – Kendall disse baixinho para minha barriga.

Senti Justin apertar minha mão que estava em cima da mesa, chamando minha atenção.

- Chamei Ryan para ser meu padrinho. – ele disse baixinho e sorriu.

Eu sorri. Ele parecia um menino quando ganha seu primeiro carro, super animado mas com medo. Ele era um menino por dentro, meu menino.

- Chamei a Kendall para ser minha madrinha. – sussurrei cúmplice de nossos pedidos.

Ele pegou minha mão e levou até sua boca beijando-a.

- Fico triste por não chamar o resto dos meninos. – ele disse sincero, olhando em meus olhos.

- Eu sei, eu também fico. Mas podemos dar um jeito nisso mais tarde. – eu disse olhando sua boca enquanto ele a franzia em uma linha fina.

- Como assim? – ele perguntou acariciando minha mão.

- Em casa conversamos sobre isso, tá bom? – perguntei e ele assentiu dando-me um beijo rápido.

Um barulho de colher batendo em uma taça chamou nossa atenção e Kendall se levantou ao meu lado com sua taça de vinho.

- Eu gostaria de propor um brinde. – ela sorriu olhando todos que estavam na mesa. – Ao Justin e a Kylie. Quem viu essa história de perto sabe como é louca e bem, bem, bem mal contada. – ela disse fazendo todos rir. – Mas que no final eles encontraram o caminho de volta para eles. – eu sorri a ela, e ela prosseguiu. – Ao Justin e a Kylie!

- Ao Justin e a Kylie! – disseram todos juntos.

Ergui minha taça e logo depois beberiquei a água que se encontrava ali dentro. Então olhei para o homem que estava ao meu lado, relaxado e sorridente. Então o beijei.

 

(...)

 

- Gostou? – Justin perguntou pousando sua mão direita em minha coxa, enquanto parava no farol de volta a casa.

- Eu me senti feliz demais! – disse extasiada. – Mesmo não sabendo se é o certo casar agora. Senti-me amada demais pela nossa família. – sorri para ele.

- mesmo não sabendo se é o certo casar agora? – ele perguntou sarcástico.

- Mesmo não sabendo se é o certo casar agora. – afirmei segurando o riso, e ele beijou minha mão.

- Kylie, você sabe que eu não estou fazendo isso porque você carrega um filho nosso não é?

- Uhum.

- Estou fazendo isso por que eu amo você. – ele disse sério, com paixão.

- Eu sei Justin...

- Não quero viver uma vida onde você não possa ser minha, Kylie. – ele disse me interrompendo. - Eu não tenho duvidas aqui, - ele levou minha mão até seu coração. – eu sei que é isso o que eu quero, eu sei que é essa responsabilidade que eu quero, eu sei que quero estar contigo pra sempre.

- Justin, eu nem sei nem o que dizer. – disse admirada e sorri.

- Ótimo, não diga nada, você já disse o que eu queria ouvir e eu estou feliz com sua resposta. – ele disse tranquilo e retribuiu meu sorriso. – Venha aqui.

Ele disse e me beijou lento e calmo.

O resto do caminho nós fomos em um silencio confortável ouvindo a radio. Eu só queria deitar um pouco e dormir, estava cansada do dia que tive, e queria só tomar um banho e dormir.

E foi o que eu fiz assim que cheguei em casa, larguei minhas roupas no chão do banheiro e liguei a ducha, tomando um banho quente e revigorante. Ao sair do banho vesti a primeira camisola que vi pela frente, sem ao menos me ligar de colocar um sutiã, vesti uma calcinha e soltei o meu cabelo preso ao me deitar na cama.

- O que você quis dizer com aquele negocio do padrinho? – Justin perguntou

Bocejei espontaneamente, logo senti Justin deitar ao meu lado e abri os meus olhos vendo de apenas de cueca, ele pegou seu notebook e colocou no colo.

- Que nós podíamos pensar nisso, eu tenho outras irmãs além de Kendall e gostaria de chamar elas também. Sei que a tradição é ter um só, mas nós nunca ligamos pra isso.  – eu disse

Ele pareceu pensar um pouco.

- Não é uma má ideia, até porque queria chamar meu pai para ser padrinho também. – ele disse ponderando. – E ai dá o ideal com suas irmãs.

- Sim, seria uma boa, eu ficaria feliz de ter eles conosco nessa jornada. – eu sorri.

- Eu também. – Justin disse feliz.

- Podemos fazer os pedidos então, e ver se eles aceitam. – eu disse e Justin assentiu.

- Está cansada né? – ele perguntou se inclinando para me dar um beijo.

- Sim. – disse baixinho fechando os olhos.

- Dorme então, amor. Vou trabalhar mais um pouco. – ele disse me dando um ultimo beijo e eu só me lembro de assentir com a cabeça antes de pegar no sono.

 

 

(...)

 

CONTINUA...


Notas Finais


GOSTARAM????????????
COMENTEM SE VCS ESTÃO ANSIOSAS PRO PROX CAP PQ EU TO NFDDSFCNAOSNLANFLN VARIAS REPITO VARIAS REVELÇÕES ESTÃO POR VIR KEFJWKEJNFNSNKANL beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...