História Someone To Watch Over Me - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Emma Swan, Regina Mills, Swan Queen
Exibições 357
Palavras 2.670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá.
Eu sei que demorei, mas eu estava com um bloqueio que não era meu...
Agradeço a todos os comentários e obrigada por não desistir de mim 😄
Espero que curtam esse capítulo...
A capa eu tirei print de uns gifs no twitter e editei...


Leiam nota finais. Vou explicar um negocio lá.

Boa leitura

Capítulo 53 - 53


Fanfic / Fanfiction Someone To Watch Over Me - Capítulo 53 - 53

O dia da viagem tinha chegado. Emma, Regina e os bebês estavam prontos, iriam pegar o avião na próxima hora.
Regina tinha deixado tudo da clínica nas mãos de Ruby, o hospital a responsabilidade ficaria com Zelena e Cora.
Depois da noite que Emma e Regina passaram na estufa e acordaram ou melhor saírem dali, pois elas nem dormido tinham, Regina marcou a viagem para o início da semana, ficariam quinze dias lá.
Em Londres estava nevando e Emma amava o frio, amava ficar em frente a lareira tomando chocolate quente e vendo um filme, ela  fazia isso com os seus pais e agora ela faria com Regina e os filhos.
Regina se aproximou dela e depositou um beijo em seu ombro, Emma sorriu e suspirou.

- Vamos querida? - Regina disse - Os bebês já estão no carro e as malas também.

- Claro, vou me despedir de Ruby e Zelena - Se virou para a morena lhe dando um selinho. A mulher prometera que iria passar esses quinze dias somente com ela e com os filhos para tentar recompensar o tempo ausente. Claro que quinze dias não seria suficiente mas já era um começo. 

- Vou sentir saudades,  aproveite Londres por mim - Ruby disse abraçando a loira.

- Eu irei, cuide de tudo por mim - Falou retribuíndo o abraço.

- Cunhadinha cuide de Regina

- Não se preocupe deixarei ela longe do trabalho - piscou para a ruiva.

- Lorayne cuide de minha sobrinha ok?  - a menina balançou a cabeça.

- Não se preocupe, tudo ficará bem.

- Voltem antes do aniversário de Hope - Zelena disse. - Queria vocês aqui para me ajudar a escolher tudo.

- Zelena o aniversário de Hope é daqui a um mês.

- Sim, ela fará três anos, como não deu para fazer o do ano passado já que vocês duas não estavam bem e eu não tive ajuda de ninguém espero que esse ano seja diferente.

- Calma Zelena, estaremos aqui e bem. - Regina disse - Agora vamos indo. Até daqui a quinze dias - Regina disse saindo para fora com Emma.  Entraram no carro para Josh levar os quatro para o aeroporto.

[…]

- Emma tente ficar calma - Regina dizia enquanto a mulher prendia o cinto.

- Eu tô calma, mas tô preocupada com nossos filhos. 

-  Eles estão bem  Emma, vai ficar tudo bem – Abraçou a mulher olhando para os bebês, Regina claro tinha escolhido  a primeira classe, e como ela era Regina Mills teve seus privilégios.

- Eu sei, passar umas oito horas aqui dentro não é tão legal assim.

- Tente relaxar e aproveitar – Regina disse, Emma olhou para os filhos e os mesmos estavam dormindo.

- Me senti mal com o que Zelena disse sobre Hope, ela não fez a festa ano passado porque estávamos brigadas.

- Não se sinta mal querida vai ficar tudo bem, Hope é adorável e nem sequer se importou com isso, ela nem entende, Zelena está fazendo drama.

- Tudo bem – Pegou os fones de ouvido e plugou no celular. Selecionou uma música e encostou em Regina fechando os olhos.

O vôo fora tranquilo, Allison e Henry dormiram grande parte do tempo, acordando somente para mamar e trocar a fralda.

Após quase oito horas de vôo elas desembarcaram e seguiram para a casa de Regina, que não era  exatamente uma casa e sim outra mansão. A casa era em tons claros com um jardim logo na entrada que estava coberto de neve, todo branquinho,  a mansão era um pouco afastada da cidade, na verdade era muito afastada, pois atrás da casa tinha um lago que por hora estava congelado.
Os empregados pegaram as malas e Emma entrou com Henry e Regina com Allison. Os bebês realmente pareciam pacotinhos de tão embrulhados que estavam por causa do frio em suas roupas de lã.
Edeline era a governanta, desde quando Regina dissera que iria para lá com a esposa e com os filhos a mulher mandará os empregados arrumar tudo. Regina passou um tempo com Neal em Londres, o menino amava aquela casa e enchia a casa de alegria, e com sua morte Regina não voltou para lá, até o presente momento.
A mulher abraçou Regina e logo depois Emma, olhou para os bebês e disse o quão Henry se parecia com Regina, a morena claro sorriu orgulhosa, Regina sabia que não era mãe biológica deles, mas Neal se parecia com Regina o que consequentemente fazia eles se parecerem com a mulher.

[…]

Após levarem tudo para os quartos Regina dispensou os empregados, elas tinham uma casa somente para elas, a alguns metros de distância da grande mansão. Regina disse que não precisará ficar a noite lá e que estavam livres, somente pela manhã na hora do café e almoço. 
Eles agradeceram Regina e saíram.
Já eram 5:00pm, Regina ligou o aquecedor da casa e assim puderam ficar mais a vontade sem muitas roupas.

- Quero te mostrar a casa, aproveitando que Edeline está com os bebês, eu te mostro a casa e qualquer coisa ela nos liga - Falou se aproximando da mulher. 

- Tudo bem. - Regina pegou em sua mão e foi fazer o tour com a loira.
Mostrando os vários quartos,  as salas tanto de música quanto de jantar e descanso. Não saíram pois estava anoitecendo e muito frio.

Foram para o quarto das crianças e elas estavam dormindo, Edeline disse que iria mandar preparar o jantar e assim a mulher fez. Emma observou a mulher, ela deveria ter uns 45 anos no máximo,  cabelos escuros em um coque bem feito e roupa formal. Emma foi até o quarto dela com Regina, a mulher estava no banho.

- Ela parece gostar de você - Emma disse olhando Regina sair do banheiro enrolada em um roupão

- Ciúmes? -Arqueou a sobrancelha

- Não,  até porque sei que você ama - Disse

- Que bom que sabe.

- Vou amamentar Allison e depois Henry, assim eles dormem e nós podemos jantar.

- Eu estava pensando em deixar eles com Edeline para aproveitarmos.

- Não precisa Regina, não quero deixar meus filhos com qualquer pessoa.

- Ela não é qualquer pessoa - Falou colocando a roupa

- Para você não mas eu não a conheço, sinto muito querida.

- Tudo bem, mas eu tenho uma noite romântica preparada para nós - Se aproximou já vestida com uma calça legging e uma blusa social.

- Você fica linda assim - Disse olhando a mulher, pegou Allison e a colocou no peito, Regina pegou Henry que estava começando a chorar.

- Obrigada - Sorriu olhando para Henry - Veja filho sua mãe é linda nessa roupa não é, ainda mas amamentando sua irmãzinha - Regina disse dando um beijo nos cabelos de Henry, o menino resmungou um pouco - Eu sei querido, mas você mamou primeiro hoje pela manhã, agora é sua irmã - Disse pegando um brinquedo de elefante e tentando chamar a atenção do garoto, o menino esticou a pequena mão para pegar o elefante.

- Você fica linda com ele nos braços - Emma disse analisando a mulher, Regina a olhou sorrindo, corando.

- Você é linda Emma.- Disse dando um beijo nos cabelos do filho e entregando ele a Emma e pegando Allison para colocar ela no berço. Deu um beijo na filha e se aproximou de Emma - O jantar será servido para nós, depois disso eu tenho uma surpresa para você - Falou piscando para a mulher mais nova, Emma sorriu e ela saiu do quarto.

Regina amava Emma, e isso era perceptível, assim que saiu do quarto a morena dispensou todos os empregados que ainda estavam ali. Se olhou no espelho que tinha na sala de jantar, ela não estava como costumava ficar, com roupas sociais, e sim com uma leggin e blusa, colocou a não na barra da mesma e ficou esfregando com o polegar,  ela jamais tinha se imaginado em um jantar romântico vestida assim. Foi tirada de seus pensamentos ao ver o reflexo de Emma a encarando, mordendo o lábio.

- Eu gosto de você com essas roupas - Se aproximou da morena, Emma vestia também já calça leggin porém ela estava com um sueter preto, colocou as mãos na cintura da morena - Você é tão linda Regina Mills - tocou a pele do pescoço da mulher com o nariz,  sentiu o cheiro do perfume da mulher, depositou um beijo.

- Emma, eu pensei que iríamos jantar primeiro.

- Podemos pular logo para a sobremesa Regina, você pode ser a minha sobremesa ao qual terei total prazer em saborear cada pedacinho - Depositou outro beijo no pescoço fazendo a mulher arfar - Quero você Regina Swan Mills.-  Regina fechou os olhos, mordeu o lábio, Emma apertou a cintura dela, uma perna de Emma foi para no meio das pernas de Regina, a morena roçou o sexo ali, Regina soltou um gemido baixo.

- Eu também quero você Emma, muito - Regina olhou nos olhos da loira a sua frente, a beijou novamente caminhando com a ela até a sala de estar onde a lareira iluminava o local com o fogo, pararam no centro da sala, Regina olhou a mulher, a iluminação estava fraca, apenas a luz do fogo da lareira, levou as mãos até a barra do sueter e ficou passando os dedos ali, Emma levou as mãos até o rosto da morena e acariciou, deu um selinho se afastando sorrindo, levantou os braços e Regina com os dedos no sueter o levantou lentamente revelando os seios descobertos, Emma abaixou os braços, um sorriso iluminava os lábios de Regina, a maternidade caiu muito bem em Emma, os seios estavam mais fartos, sem contar a vontade que Emma tinha de Regina, caminhou para mais perto de sua mulher e a beijou. Emma levou as mãos para a blusa que Regina usava, nas alturas dos seios e os apertou, a morena gemeu entre o beijo colocando uma das mãos na cintura desnuda da loira e a outra na bunda a apertando. O beijo se seguiu com línguas, mordidas e chupões.
A blusa de Regina já nao estava mais no corpo da morena, Emma tirará a blusa e  jogou em qualquer canto da sala, agora Emma estava deitada no chão somente de calcinha e Regina em cima da mesma distribuindo beijos pelo corpo nu da loira. As mãos de Emma estavam em seus próprios cabelos e os olhos fechados, Regina beijava a virilha de Emma coberta pela calcinha azul clara, desceu um pouco os beijos até o centro, estava molhado, Regina beijou e sugou o sexo da loira que ainda estava coberto, Emma soltou um gemido reprimido e abriu mais as pernas levando uma mão até a barra da calcinha tentando se livrar daquele pedaço de pano estúpido, Regina retirou a calcinha e foi de encontro a intimidade molhada, Emma arfou com o toque da língua de Regina, a mulher beijou e chupou com força, simulando um beijo. Emma levou uma das mãos aos seios e acariciou ali. Emma sentia a língua de Regina entrando e saindo de seu sexo, ora circulava, ora penetrava. Emma gozou a primeira vez aquela noite. Regina foi ate os lábios de Emma e a beijou, a morena sugou sua língua sentindo seu próprio gosto através da mulher. Emma levou as duas mãos a bunda de Regina e apertou fazendo com que a morena se movesse em sua coxa, a morena ainda estava vestida em sua calça legging, levou a mão até o sexo da loira e começou os movimentos circulares, Emma abaixou a calça de Regina, a mulher se levantou e tirou a calça junto com a calcinha branca, Emma ainda estava deitada com as pernas abertas, Regina se posicionou entre as pernas da mulher e colou o seu sexo ao da loira. Ambas gemeram com o contato, Regina começou a rebolar sobre Emma fazendo suas intimidades entraram em um contado maior. A mulher mais nova colocou as mãos na cintura da morena fazendo-a rebolar com mais força,  Regina fechou os olhos e abriu os lábios fazendo um baixo gemido sair de sua garganta. A mulher levou as mãos aos próprios seios os estimou gozando logo em seguida caindo no corpo da loira.

- Você é maravilhosa Regina Mills - acariciou o cabelo preto de sua mulher.

- Não era assim que eu teria planejado nossa noite

- Não? 

- Não,  bom iríamos acabar assim mas eu tinha alguns planos antes.

- Podemos fazer isso amanhã?  - Emma disse sujeitiva .

- Podemos - Regina a olhou sorrindo dando um beijo nos lábios.

- Quer fazer uma coisa - Emma diz baixo.

- O que? - Pergunta curiosa.

- Eu estava lendo um kama Sutra e…

- Kama Sutra?  - Regina disse mordendo o lábio.

- Uhum, li no avião - confessou.

- Você lia um kama Sutra do meu lado?  Como conseguiu? E eu nem percebi.

- Você estava focada em nossos filhos e bom eu aproveitei a oportunidade

- E o que você quer tentar? 

- Eu queria tentar o 69 primeiro, parece ser o mais fácil no momento - Emma disse corando, Regina a olhava com um sorriso.

- Tudo bem - se levantou se colocando de lado, ergueu uma perna e esticou a outra, Emma fez o mesmo, Regina se aproximou e afundou a cabeça no sexo de Emma, beijou a intimidade da loira simulando um beijo de língua, extremeceu ao sentir a língua de Emma em seu sexo fazendo quase os mesmos movimentos, Emma dava leves chupadas no sexo da morena e ia intensificando as chupadas, Emma levou uma mão ao seu seio e acariciava o bico do mesmo, sugou mais a intimidade da morena fazendo a mesma soltar um gemido no sexo da loira, Regina penetrou a língua em Emma, com força, a mulher fechou os olhos com força e apertou a coxa de Regina a trazendo mais para si. Emma parou um pouco os movimentos, sentia que estava perto do seu ápice e Regina percebeu, levou um mão ao clitóris da loira passando o polegar por ele e penetrando a mulher com língua, Emma apertou a bunda de Regina com as mãos e não demorou muito até ela atingir o seu orgasmo. Deitou a cabeça na perna de Regina aproveitando a sensação que sentia enquanto a mulher ainda a chupava.
Parou e saiu da perna da loira ficando agora de frente para ela, acariciou os cabelos loiros bagunçados

- Eu te amo Emma - Sussurrou.

- Eu também te amo Regina - a morena deitou a cabeça no peito da mais nova e acariciou o bico do seio da mulher arrancando baixos gemidos - Antes de começarmos outro round, podemos jantar?

- Claro. Eu vou trazer pra gente - Regina disse se levantando e indo até a cozinha, colocou em uma bandeja suco de laranja e o jantar que tinham preparado. Voltou com a bandeja e Emma estava sentada em frente o fogo, nua encarando a madeira que queimava, a morena se aproximou - Aqui esta - colocou a bandeja no chão, Emma pegou o suco e bebericou o líquido.

- Esta muito bom - falou pegando o garfo e cortando a carne, levou ela até a boca e mastigou lentamente - Isso tá muito bom.

- Eu sei que gosta dessa carne e aproveitei para pedir para fazerem - falou comendo a dela.

Após o jantar Regina se levantou e foi até a cozinha deixar a bandeja, quando voltou Emma estava deitada no chão olhando para o fogo baixo da lareira, Regina foi até ela e se sentou ao lado olhando também o fogo.

- A noite foi maravilhosa meu anjo - Emma disse acariciando a perna da morena.

- E quem disse que ela precisa terminar agora? - olhou para a loira e sorriu arrancando um sorriso de Emma, Regina se inclinou para ela e a beijou deitando novamente a loira no chão.


Notas Finais


Gostaram?
Então vamos lá....
Não sei se vocês lembram que eu tinha uns caps no celular e aí plau apagou? Pois é... o que acontece, em um desses capítulos tinha a festinha da Hope. E eu esqueci de reescrever...
Ou seja.... Emma ficou três meses sem falar com Regina, aceitou a gravides, passou a gravides, os babys já estão com dois meses, e nisso tudo se foi um ano. Então minha gente nossa querida Hope vai fazer 3 aninhos.
Me perdoem pelo esquecimento, sério. Me senti mal. Enfim e isso aí.

Someone tá chegando ao fim...

Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...