História Something about you - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, Matthew Espinosa
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Exibições 36
Palavras 1.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, sério, obrigada pelo apoio que vocês então dando, eu vou tentar postar terças , quintas e alguns sábados. Espero que gostem do capitulo, até logo.

Capítulo 2 - Edward


Todo dia é um novo dia, toda manhã é uma nova manhã. Queria poder dizer frases lindas e de impacto logo cedo, mas não posso pois geralmente estou correndo contra o tempo

Tenho aulas na faculdade cedo, mas algumas aulas eu faço à tarde pois tenho que fazer o estagio de manha. Sei que as aulas do ensino médio já começaram tem umas 3 semanas, mas a nossa começa depois, afinal, já passamos por tudo aquilo.

 Acordo cedo, abro a janela e sinto o vento quente tocar levemente meu rosto, tomo um banho para que eu pareça ter um  rosto leve, não passo muita maquiagem, só cubro algumas olheiras e poucos sinais que tenho espalhados pelo meu rosto

Chego na minha sala e me sento, acabo me perdendo no meu próprio mundo e nem percebo quando um garoto de aparentemente 20 anos me cumprimenta, ele é bem cuidado, arriscaria dizer que ele é bonito também, mas não deveria flertar agora.

-Olá – ele diz tentando ser simpático, mas ainda não sei suas intenções.

-Oi – eu digo tentando não ser grossa e voltando para o meu mundo.

-Me chamo Edward, qual é o seu nome? – ele disse esticando sua mão.

-Megan, encantada – eu disse brincando.

Acabei me virando novamente e ele não fez mais questão de puxar assunto, talvez ele não tenha me achado totalmente grossa, mas está indo com calma, não que eu vá ter algo com ele, mas eu ainda estou jovem e solteira.

Minhas duas últimas aulas eram parte do estagio, comprei um café no caminho para o prédio e fui bebendo aos poucos, estava ansiosa, mas menos, queria voltar para a minha casa, minha real casa, deitar no tapete e chorar até as coisas melhorarem, mas não tinha um motivo concreto para o choro, medo talvez ?

Do final do corredor já se era possível escutar os berros, as risadas e as broncas vindas dos professores. Quando eu entrei na sala o professor de genética já estava fazendo a chamada, mas a turma toda parou para me observar entrar, sei que meu rosto corou, eu não vi, mas sei que fez.

-Bom Dia Mr.Corner, sou Megan Cuninghan, a nova estagiaria – eu cumprimentei ele sorrindo.

-Claro, Megan, olá, vai ser um prazer te ter em minhas aulas – ele disse sendo simpático.

-Posso me sentar em qualquer lugar? – eu perguntei.

-Pode sim, eu estou marcando a chamada e já irei começar a aula, se quiser se apresentar para a turma – ele disse sugerindo que eu desse um simples “olá”

-Bom  Dia turma, meu nome é Megan Cuninghan, eu sou a nova estagiária, vou estar na aula de você até o fim do ano, espero que tenhamos um bom período juntos – eu me apresentei e fui sentar no fundo, onde tinha espaço.

Acabei me sentando do lado de um grupo de garotos, uns 4 talvez, mas eles tem 16 anos então eu não reparei no rosto deles e nem em nada, simplesmente escutei eles conversando baixo durante um tempo e depois a conversa cessou para que eles prestassem atenção na aula.

-Oi, meu nome é Cameron, mas pode me chamar de Cam – um garoto moreno, sorriso bonito, cabelos castanhos arrumados em um topete, disse.

-Olá – eu disse olhando para ele.

-Você tem quantos anos? – ele perguntou.

-19 e você? – eu disse tentando manter uma conversa.

-Fiz 17 semana passada – não sei se deveria ficar impressionada com isso.

-Parabéns atrasado então – eu disse sorrindo.

-Obrigado – ele disse.

O assunto acabou e ele voltou a prestar atenção na aula, passei mais uma aula fazendo anotações e quando a aula acabou fui buscar um lugar para almoçar, acabei desistindo e passando no mercado para fazer comida na cozinha do prédio.

Não tenho amigos então não tenho com quem sair, acabei ficando o resto da semana no meu quarto nos tempos livres, isso nos tornou mais íntimos, mais unidos, mais aconchegantes, mas ao mesmo tempo me deu mais vontade de ir embora.

Edward sempre senta do meu lado, algumas semanas ele fala comigo, outras ele só me olha, mas um dia desses ele me chamou para sair, eu perguntei se era somente como amigos e ele disse que sim, então topei.

Vamos almoçar juntos hoje, não era como um encontro, eu não estava arrumada, ele estava, mas ele com certeza passa até o pijama, então, estar arrumado não significa que eles se importe com o que eu vou pensar da sua aparência, mas é só mais um dia normal para ele.

-De onde você é? Quero dizer, você tem sotaque, não pode ser daqui – ele disse mordendo o seu sanduíche natural.

-Você está certo, não sou daqui, sou de Boston – eu disse.

-Isso é longe, tudo isso por uma bolsa? – ele perguntou.

-Não é uma bolsa qualquer, é uma grande oportunidade também, tenho estagio já, mas vou ficar por 1 ano – eu expliquei.

-Sente falta da sua família? – parece ser uma pergunta obvia, mas eu sei que não é.

-Com a rotina e os compromissos você acaba esquecendo, acaba acostumando com a falta, mas sinto, minha família é muito unida – eu relembrei deles.

-Meus pais se divorciaram quando eu era pequeno, meu pai se mudou de país por conta do trabalho e eu moro hoje com a minha mãe, meu padrasto e meu irmão mais novo – ele comentou.

-Quantos anos ele tem? – eu perguntei.

-8, minha mãe me teve muito jovem, mas teve outro filho com o meu padrasto. - ele explicou.

-Entendi, eu tenho dois irmão gêmeos – eu disse.

-Quantos anos eles tem? – ele perguntou .

-Vão fazer 11 logo, mas eu não vou poder ir ver eles ou algo do tipo. – eu disse.

-Eles vão entender, eu acho – ele disse sorrindo.

-Espero que sim – eu disse.

O almoço acabou e eu fui para a minhas outras aulas, Edward me manda algumas mensagens durante o dia, pergunta se estou bem, se quero sair, mas nunca parece ter outras intenções. 

''Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida.'' - Bob Marley



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...