História Something to Hold On - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Kookmin, Namjin, Nerdjin, Punknamjoon, Sope, Sugahope, Taegi, Taehope, Taeyoonseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 40
Palavras 2.557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeonghaseyo 😸
Eeeeee \o/ Voltei e.e
Tudo bom? Eu tô doente e.e mas de boas isso acontece muito e.e
Eu mudei algumas coisas nos caps anteriores e.e não sei cê vcs viram e.e mas é eu fiz isso :P
Porque? Porque pra mim não tava certo e.e Mas agr tá de boas :)
Deixa eu para de enrola né 😅

Boa leitura 📖

Capítulo 3 - Margaridas Brancas


Fanfic / Fanfiction Something to Hold On - Capítulo 3 - Margaridas Brancas

Margaridas

 

As margaridas brancas ou cor-de-rosa decoram vários canteiros ao longo do mundo, e existe uma lenda relacionada com o seu aparecimento:

 

Uma menina pequenina sussurrou um pedido ao céu a noite:

- "Oh estrelas! Por favor, queria que se transformassem em flores, para que eu pudesse brincar com vocês.”.

As estrelas refletiram num orvalho matinal e quando a menina acordou, viu muitas margaridas prateadas no seu jardim. Então o Sol perguntou de manhã à margarida: "Estás feliz? Tens algum desejo?”.

" Obrigado - respondeu a margarida - estou feliz. Mas deixe-me florescer todas as estações, para poder alegrar as crianças." Depois o Sol tocou na margarida com os seus raios solares e deixou no meio da flor um círculo amarelo.

 

A flor margarida significa inocência, juventude, virgindade, sensibilidade, pureza, paz, bondade e afeto.

Antigamente, a margarida era considerada a flor das donzelas, e ainda hoje simboliza a juventude, simplicidade e inocência. É uma flor que combina muito bem com outras, e por isso é comum vê-la juntamente com outras em arranjos florais, transmitindo uma sensação de jovialidade.

 

A margarida faz parte da infância de muitas pessoas, já que a brincadeira "bem-me-quer, mal-me-quer" é feita com esta flor.

 

 

_____________________________________

 

 

 

POV Namjoon

 

Quando o sinal toca anunciando o recreio, Namjoon dirige-se para fora, isqueiro na mão, cigarro no bolso, tudo pronto. Ele atravessa o refeitório saindo do mesmo e o acende. Lentamente, ele o leva em seus lábios e inala a fumaça amarga, mantendo a respiração presa até que sente seus pulmões queimarem. Só então ele expira, enviando dois cachos de fumaça grossas do nariz para serem levados pelo vento. Ele fecha os olhos e se inclina contra a parede do prédio, suspirando. Ele gostou do garoto com as flores em seus cabelos. Ele era diferente.

 

"Não consegui o nome dele." Namjoon pensou ainda de olhos fechados lembrando-se de cada detalhe daquele garoto, desde seus lábios um tento cheios a seus olhos que lhe transmitiam certa sensação de calma e paz para si, e claro, havia as tão misteriosas flores em seu cabelo também.

 

Namjoon dá outro trago em seu cigarro enquanto pensa. Então outro, e outro. Eventualmente, ele decide caçar o garoto das flores para ver o quão diferente ele realmente era. Com um impulso de seu pulso, Namjoon arremessa o que resto do cigarro em uma poça antes de colocar as mãos no bolso e entrar no refeitório.

 

 

_____________________________________

 

 

Namjoon está parado na entrada quando ele ouve alguém chamar seu nome.

 

-Namjoon! Namjoon!

 

Os olhos de Namjoon se arregalam um pouco quando o estudante de mais cedo se aproxima dele caminhando em passos largos. Inquieto do que fazer, ele põe a cabeça para baixo e adentra o refeitório repleto de estudantes, meio que esperando perdê-lo na multidão.

 

POV Seokjin

 

Jin franziu o cenho, parando de andar e tirando a franja de cima dos seus olhos com a mão. "Idiota" pensa Jin "Só porque ele pegou uma das suas flores e você decidiu desencadear uma diarreia verbal nele não significa que vocês dois são repentinamente besties Seokjin." Ele se auto repreende e suspira se encaminhando para a mesa em que sempre se sentava.

 

 

POV Namjoon

 

Quando ele olha por cima do ombro, o garoto se foi. Namjoon não tem certeza se ele está aliviado ou desapontado. Ele franziu o cenho para este conflito interno, perguntando-se por que ele o tem em primeiro lugar. Suspirando, ele arranca uma maçã do suporte onde geralmente ficavam e coloca no bolso antes de pegar um guardanapo, com cuidado para que ninguém veja, ele pega dois biscoitos e os envolve no guardanapo. Estes, ele desliza de uma mão para a outra com cuidado para não caírem. Ele então se dirige para o garoto, casualmente como se nada tivesse acontecido, Jin estava sentado em uma mesa um tanto discreta.

 

Jin arruma as flores nos cabelos quando percebe que Namjoon se aproxima dele. Ele recua um pouco, e lambe os lábios antes de falar gaguejando devido ao nervosismo. -E-eu sinto muito... Eu não estou te perseguindo. Eu j-juro!

 

Namjoon sente seu rosto esquentar um pouco depois de pensar ter achado o nervosismo do garoto fofo. Ele hesita antes de deslizar no assento oposto ao garoto. -Qual é o seu nome?- Ele pergunta, tomando cuidado em cada palavra.

 

-K-Kim Seokjin- o garoto responde nervosamente.

 

Namjoon acena positivamente lentamente, seu coração acelera quando Jin arruma um par de flores em seu cabelo. De repente, ele se torna desconfortável no refeitório lotado, sentindo-se fora do lugar entre as conversas borbulhantes em torno deles. Os olhos de Namjoon cintilam se estreitando levemente enquanto sente sua boca ficar seca. De repente, ele se levanta para sair.

 

Jin franziu o cenho. -Onde hm-hum...

 

Namjoon olha para Jin, expressão quase pedindo socorro. Ele não quer deixar o garoto sozinho, mas ele sente que ele não deveria estar lá, no entanto. Hesitante, ele avança para o lado de Jin. Ele pega a maçã e os biscoitos e os coloca cuidadosamente sobre a mesa em frente ao garoto mais novo. Sem uma explicação, ele se vira e caminha até a porta apressadamente, evitando contato visual com qualquer pessoa.

 

 

POV Jin

 

Jin observa como o menino mais velho coloca a comida na frente dele, sentindo o canto de seus lábios se moverem fazendo brotar inconsciente um pequeno sorriso. Ele dobra o guardanapo sobre os biscoitos gentilmente e os coloca no bolso, colocando a maçã no outro bolso para não quebrar os biscoitos. Jin já não está com fome.

 

 

POV Namjoon

 

Namjoon não para até que ele virar a esquina do prédio e acende seu próximo cigarro. "Porra! Por que eu perderia minha calma assim do nada? Será por causa daquele garoto?" Namjoon pensa enquanto dá um longo trago em seu cigarro, deixando a fumaça encher seus pulmões e limpar sua mente.

 

POV Jin

 

A porta do refeitório abre e fecha com a saída de certo alguém com flores no cabelo. Jin dirige-se para fora do refeitório e vai em direção ao seu lugar normal no jardim dá escola sentindo alguns arrepios, apesar de usar três camadas de roupa ainda sentia a presença do frio em sua pele.

 

POV Namjoon

 

Namjoon prende a respiração, segurando a fumaça, olhando em volta vendo se não tem ninguém por perto, uma vez que ele está seguro de que ninguém está a caminho dele, enquanto espia o outro lado do prédio apenas a tempo de ver Jin desaparecer atrás do prédio principal. Namjoon solta à respiração em uma nuvem de fumaça. Ele pensa por apenas um momento antes de seguir Jin.

 

Parando na esquina, Namjoon apoia as mãos na parede colocando só a cabeça para a parte de trás do prédio vendo Jin, ficando por espiá-lo por um momento.

 

Jin senta no banco debaixo dá árvore no jardim e tira a maçã do bolso. Ele torce o nariz em uma careta depois de dar uma mordida, decidindo que é muito mole, e joga a maçã na lixeira ao lado do banco.

 

 

 

Ele parece tão satisfeito sob a árvore, mesmo com o vento frio. Namjoon não consegue parar o minúsculo sorriso que atravessa seus lábios. Um sorriso real e genuíno, o primeiro em Hosana sabe quanto tempo.

 

Namjoon continua a observa-lo, ele continua a fumar o cigarro sem realmente se importar.

 

POV Seokjin

 

Jin franziu a testa quando sentiu o cheiro de fumaça de cigarro. Ele se vira, meio esperando que seja um de seus professores, mas seus olhos se alargam quando ele vê que é Namjoon.

 

Namjoon quase engasga em seu último trago quase deixando seu cigarro cair isso até ele encontrar os olhos de Jin, evitando isso de acontecer. Ele respira profundamente e se aproxima de Jin, completamente inseguro do que iria dizer ou do que ele iria fazer quando ele chegasse lá. Tudo o que ele sabia é que ele não poderia simplesmente se afastar.

 

Jin pisca se afastando um pouco, quase caindo do banco, e Namjoon para quando percebe o pequeno receio de Jin. -O que v-você quer, v-você não tem...

 

Namjoon abre a boca para responder, mas fecha novamente quando percebe que ele não tem nada a dizer. Ele olha em torno desajeitadamente antes de lhe oferecer seu cigarro, a única oferta de paz que ele pode pensar.

 

Jin engole em seco e depois olha Namjoon para garantir que ele esteja realmente oferecendo o que Jin pensa que é. Sempre lhe foi dito para não fumar. Yoongi praticamente o ameaçou caso fizesse, lembrava muito bem desse dia "Escuta aqui Jinnie, se você fumar eu não vou pagar a sua conta hospitalar, vai ter que se virar sozinho" Yoongi foi bem claro nisso.

 

Mas este é Namjoon, e ele não pode recusar porque talvez ele pense que Jin é um covarde ou algo assim. Se ele impressionar o menino mais velho, talvez ele se sente com ele no almoço.

 

Então ele pega o cigarro e o mantém com atenção entre o polegar e o dedo indicador, antes de levá-lo aos lábios e dar um trago. Tudo o que ele consegue é fumar por um minuto e então há uma contração selvagem na parte de trás dá sua garganta e ele está tossindo, entrecortado com a mão sobre o peito tentando normalizar sua respiração e segurando a borda do banco para apoio.

 

Namjoon está ajoelhado ao seu lado em um segundo. Ele arranca o cigarro e joga-o para qualquer lugar sem se importar, antes de bater entre as omoplatas de Jin, o ajudando a expulsar o resto de fumaça em seus pulmões.

 

-Me desculpe, eu-... - Jin consegue falar antes de tossir de novo enquanto Namjoon bate em suas costas o auxiliando. Quando ele recupera o fôlego, ele está querendo enfiar a cabeça na terra enquanto há um rubor espalhando-se por suas bochechas, porque santo G-Dragon isso foi muito embaraçoso. -Desculpe, desculpe,  eu nunca tinha... - Jin não consegue completar devido à vergonha que estava sentindo naquele momento.

 

Namjoon apenas balança a cabeça, olhando nos olhos de Jin. Não há sinal de decepção, apenas preocupação. -Você está bem?-Ele pergunta voz mais suave do que o normal.

 

Jin balançou a cabeça positivamente, surpreso que Namjoon não esteja tirando sarro com ele nem pelo menos rindo dá sua cara até agora. -Uh huh - ele responde, pegando uma margarida que havia caído do cabelo no processo e girando entre os dedos antes de enfiá-la logo acima de sua orelha.

 

Namjoon observa atentamente enquanto Jin coloca a flor no cabelo dele. Sua face permanece inexpressiva, embora seus olhos pareçam intrigados. -Por quê...?- Ele começa, embora ele estivesse muito distraído para terminar a pergunta.

 

-Porque o que? - Jin o olha sem entender sua pergunta.

 

-... As flores. - Namjoon diz com tom ainda calmo e suave. Ele ergueu a mão e passou com cuidado a parte de traz do dedo indicador sobre a pétala de uma das flores delicadas, inclinando a cabeça para o lado.

 

-O-Oh, hum- Jin tenta abortar um arrepio quando os dedos de Namjoon se escovam sobre uma das flores. -Eu não sei, na verdade sempre gostei de flores. E desde que minha mãe faleceu... Uh- ele balança a cabeça tentando organizar sua fala -Isso foi... Alguns anos atrás, ela costumava trabalhar com jardinagem. Ela sempre me disse quais eram as flores e o que elas representavam.

 

Namjoon acena com a cabeça para indicar que ele está ouvindo.

 

-Como este- ele faz uma pausa indicando as flores nos cabelos, - Margaridas, elas significam, uh, pureza, alegria, inocência. E quando ela morreu, comecei a coloca-la no meu cabelo. - Jin ri pouco sem graça e molha os lábios antes de continuar. -Meu irmão... Ele me importunou no início, mas, acho que ele entende agora. E não sei o que os outros pensam. Deve ser meio estranho, hein? Oh, G-Dragon do céu, eu juro que eu nem sempre falo assim... - Jin fala encolhendo os ombros.

 

-Minhas desculpas. Por sua mãe. - Namjoon diz com rigidez. Ele rapidamente se inclina sobre os calcanhares e pega seu diário do bolso interno de sua jaqueta. Ele abre e remove a margarida que ele havia levado antes e a entrega para Jin. -E me desculpe. Por ter tomado isso. Eu não sabia o que significava.

 

-Não, não - diz Jin rapidamente levantando as mãos e fazendo um gesto para que o menino mais velho volte a colocar a flor no seu livro. -É sério, pode ficar. E desculpe por dizer-lhe tudo aquilo antes. Eu não queria... -Jin junta às mãos fazendo uma rápida reverência se desculpando, procurando as palavras certas. -Despejar tudo aquilo em você. – termina dando um sorriso sem graça enquanto sente suas bochechas esquentarem um pouco ficando com um leve tão escarlate.

 

Namjoon encolhe os ombros quando ele coloca a flor de volta em seu diário. Ele o colocou de volta no bolso antes de sentar-se ao lado de Jin. -Foi legal. Ter uma conversa com você. - ele fala de forma casual.

 

Jin pensa por um momento, praticamente mastigando o interior de sua bochecha. –Namjoon? - Sua voz ainda é um pouco rouca devido a fumaça e a tosse. Ele tira os biscoitos do bolso e os oferece para Namjoon com um olhar esperançoso no rosto.

 

Namjoon pega um biscoito e depois olha para Jin. Ele hesita antes de mordê-lo para em seguida lhe dar um sorriso gentil - Obrigado, garoto.

 

Jin não consegue conter o sorriso que brota em seus lábios, deixando suas bochechas redondinhas e fofas, e ele está corando novamente. -Claro- ele murmura pegando o biscoito restante. Ele dá uma mordida e sorri olhando para o seu colo.

 

Namjoon sente seu coração vibrar novamente e ele toma outra mordida de seu biscoito, esperando que isso acalme a sensação preocupante em seu peito.

 

Um momento de silencioso passa enquanto os dois comem seus biscoitos e Jin esfrega a sola de seus tênis desgastados ao longo do pavimento. Ele quebra o silêncio dizendo com uma boca cheia de biscoito: - Então...

 

Namjoon força o biscoito para baixo, sua doçura doentia contrastando com o sabor de seus cigarros. -Então...?- Ele repete confuso.

 

-Existe algo além de Namjoon, que eu possa te chamar?- Jin pergunta. -Como... Nam? Posso te chamar de Nam?- Namjoon hesita por um momento. Ele nunca teve um apelido antes por uma razão óbvia: Ele nunca teve amigos antes. A ideia o deixou desconfortável, como se ele estivesse se comprometendo com algo que ele não deveria. -Eu prefiro que não. - Ele finalmente diz cautelosamente.

 

Jin balançou a cabeça positivamente sem estar magoado nem nada, terminou seu biscoito e amassou o guardanapo na mão o jogando na lixeira ao lado do banco. -É Nam, então- ele diz o que faz Namjoon estremecer e fazer uma nota mental.

 

Ele realmente deve dizer a esse garoto com quem ele está lidando, mas Namjoon não consegue encontrar um meio de fazer sem pensar que pode machucar o garoto. -Tudo bem. - Ele resmunga quando ele joga o biscoito meio comido em um arbusto. -Já que é assim, Jinnie, tudo bem.

 

Jin revira os olhos, perguntando-se quando ficou tão fácil provocar Namjoon quando apenas alguns minutos atrás ele era o garoto mais assustador que Jin conhecia, e Nam não pode deixar de sorrir deixando suas covinhas à mostra.

 

Ele estava surpreso que um garoto como Jin teria a coragem para conversar com ele. E ainda mais surpreendente Namjoon estava permitindo isso.


Notas Finais


Bom foi isso e.e Espero que tenham gostado :) Naum sei quando sai o próximo cap :P Mas vô tenta fazê e posta o quanto antes tá bom? Tá bom e.e
Bjs purpurinados da Omma pra vcs u.u

Besties- Melhores amigos(as)


Arigatōgozaimashita pelos 14 favoritos xerosos da Omma u.u <3

See ya later 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...