História Sometimes It Just Happens - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias James McAvoy
Personagens James McAvoy, Personagens Originais
Tags Drama, James Mcavoy, Novela, Romance
Exibições 4
Palavras 841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


É minha primeira fanfic aqui, espero que gostem.

Capítulo 1 - 1. Blue Eyes


Fanfic / Fanfiction Sometimes It Just Happens - Capítulo 1 - 1. Blue Eyes

Acordei com a maldita claridade em meu rosto, e uma dor de cabeça dos infernos. Como raios eu vim parar nessa cama?
Oh! Que falta de educação de minha parte, deixe-me apresentar. . Me chamo Sophia, e eu acabei de completar 19 anos. Moro em São Paulo, mas nasci em Fernando de Noronha e estou estudando biologia em Londres.
Estava tentava colocar meus pensamentos em ordem, quando ele entrou no quarto. Aqueles olhos azuis, aquela barba. . Santo Deus que homem maravilhoso!
- Bom dia. Como está se sentindo?
Ele disse com um sotaque, até então desconhecido por mim. A essa altura eu já estava morrendo com aquele homem.
-Ah.. bom dia. Melhor, eu acho. Me desculpe, mas como eu vim parar aqui?
-Estava uma chuva horrível. Eu estava voltando de um compromisso e vi vc parada lá, chorando. Fui andando até vc e quando te toquei vc desmaiou, minha casa estava perto então te trouxe para cá.
A cada minuto que passava, eu estava cada vez mais encantada por ele.
-Obrigada por isso sr..?
-Ah me desculpe. McAvoy, James McAvoy.
-Eu agradeço muito sr. McAvoy, não precisava ter se preocupado tanto comigo, já estou melhor.
-Espere só um minuto. -Disse e saiu.
Por Deus! Esse homem é tudo que sempre pedi aos céus.
Em menos de 2 minutos ele voltou com uma bandeja cheia de comida. Agora é oficial. Morri com esse Deus grego!
-Coma, vc estava muito pálida ontem deve ter passado muito tempo na chuva e sem se alimentar, eu suponho.
-Eu já estou abusando do sr. Realmente não precisava ter se incomodado.
-Não foi incômodo algum, e também não é todo dia que tenho companhia para o café.
-Ok..
Peguei uma maçã e a mordi, ele tomava café forte, daqueles bem forte mesmo.
-Me fale sobre vc. - Ele pediu.
-Meu nome é Sophia. Tenho 19 anos e estudo biologia na Universidade de Londres.
-Prazer em conhecê-la Sophia. É um ótimo curso, parabéns.
-Obrigada. -ri fraco.
- Vc é daqui de Londres?
-Não. Nasci em Fernando de Noronha mas atualmente moro em São Paulo.
-Oh Brasil?
-Sim, já esteve lá?
-Uma vez, a cerveja paulista é muito boa.
-Eu nunca bebi. . -Disse tomando um pouco de suco.
-Isso é sério? -perguntou em espanto. -Vc nunca bebeu uma cerveja?
-Não. Eu nunca tive tempo considerável para beber uma.
-Se posso perguntar.. Oq uma mulher como vc, linda, carismática, e muito gente boa, estava fazendo sozinha na chuva?
-Ontem foi meu aniversário. Eu estava voltando da universidade quando vi meu namorado transando com minha melhor amiga no carro em frente à minha casa.
Ele não disse nada, apenas me olhou com aqueles grandes olhos azuis e me abraçou. Aquele sem dúvida foi o melhor abraço que já recebi. Quando dei por mim, algumas lágrimas começaram a cair.
-Me desculpa. Olha te molhei. -tentei disfarçar um pouco a dor que eu sentia.
-Eu não costumo contar isso mas tenho certeza de que vc vai entender. Há duas semanas atrás eu vi a minha esposa na cama, na nossa cama com o meu assistente. Aquilo me matou por dentro, sabe foram 10 anos dedicados a esse casamento. 10 anos jogados fora.
-Eu não conheço o sr..
-Por favor, me chame de James.
-Ok. James eu não te conheço direito, mas tenho certeza de que vc é um homem muito bom e que se importa com os outros ao seu redor. E sem contar que vc é lindo. Se sua esposa não conseguiu ver o quão maravilhoso vc é, me desculpe, mas ela então é realmente uma idiota.
Ele paralisou, comecei a pensar que tinha dito alguma coisa errada.
-Olha me desculpa por isso, eu falo demais.
-Mas fala a verdade. Até hoje ninguém teve coragem de falar comigo assim, obrigada Sophia.
Ele me abraçou de novo.
-Se seu namorado não viu que vc é uma pessoa incrível, com caráter e personalidade, me desculpe, então ele é realmente um otário.
-Ele é mesmo. -rimos juntos.
-James, muito obrigado por tudo, pelo café, pelo papo, de verdade muito obrigado. Mas acho melhor eu voltar pra casa, já tomei muito do seu tempo.
-Obrigada vc por ter feito meu dia valer a pena. Posso pegar seu telefone? Gostaria de falar com vc outra vez.
-Sim, claro. É esse aqui. .
Ele me levou até a porta e me abraçou apertado, em um sinal de carinho.
-Tchau Sophia.
-Tchau James.
Fui andando pelas calmas e frias ruas de Londres, conhecer James me fez muito bem. Ele é um cara legal.
Não demorou muito para que eu chegasse em casa, fui direto para o banho. Coloquei minha playlist e comecei a pensar em tudo que estava acontecendo. . Nich, Sabrina, James. . Fui interrompida com o barulho do meu celular. Era uma mensagem de um número desconhecido.
"Obrigado por trazer um pouco de paz a minha vida. Sophia, vc aceitar jantar comigo hoje? Sua companhia me faz muito bem... Então, as 7 no Novikov?
James"
Me parece que o dia hoje vai ser bem produtivo..


Notas Finais


Então, oq acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...