História Somos irmãos? - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Exibições 46
Palavras 2.318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Consegui fazer o capitulo!! não esta tão bom como estava o outro mas é o que temos né.

Capítulo 60 - Você é incrível


Três dias depois

 

Anteontem eu e as meninas prendemos o Mat e a Sara na despensa, e quando abrimos a porta os dois estavam extremamente vermelhos, acho que rolou alguma coisa lá. Foi uma luta pra eles nos desculpar, mas acabaram nos perdoando. Ontem a Ana, a Jess e o Mat voltaram pra casa, Sara ficou um pouco triste por ficar longe do Mat, mas eles dois ficam conversando por horas no celular. acho tão lindo esses dois

 

Depois daquela ligação eu passei a ficar com medo, eu tenho medo de que aquele homem faça algum mal a todos os que eu amo... Eu não suportaria...

 

O Castiel esta irritado comigo por causa da ligação, ele nem fala direito comigo... Todas as vezes que tento falar com ele nós dois brigamos e todas as vezes que ele me pergunta quem me ligo eu dou a desculpa de que me ligaram errado e que quando eu me tranquei no escritório foi porque eu tinha passado mal, mas ele não acredita. Ai por que ele é tão teimoso?

 

Eu estava na cozinha com minha mãe e a Maria, tinha acabado de fazer um lanchinho depois do jantar. O Castiel entrou na cozinha com sua guitarra e passou direto sem me olhar e saiu pela porta que dava pro jardim

 

Suspirei pesado, odeio brigar com ele.

 

Mãe – Olha minha filha, eu não quero me intrometer na vida de vocês, longe disso, mas é que eu me preocupo... – eu assenti – Me diga que esta acontecendo com vocês?

 

Será que eu to fazendo o certo em esconder da minha família? Porque tudo em eu ser tão difícil? Não posso permitir que eles se machuquem por minha causa

 

Eu – Não mãe, pode ficar tranqüila... Não aconteceu nada grave, foi só um pequeno desentendimento bobo entre eu e ele, mas que eu vou resolver agora mesmo! – fiquei de pé pronta pra ir ao jardim, mas minha mãe me impediu entrando na minha frente

Mãe – Espere um pouco, da pra perceber que o Castiel esta bem decepcionado com você. Vá com calma e tente não brigar com ele. – mordo o lábio inferior da minha boca

Eu – Eu vou tentar mãe, mas é que a atitude dele me incomoda! – olho pra baixo

Mãe – Eu sei meu amor, mas você tem que tentar... – assenti e ela saiu da frente pra eu passar

 

Ando em direção a porta que vai pro jardim de traz e saio da cozinha, olho pelo jardim inteiro e meus olhos para nele que estava sentado numa espreguiçadeira com a guitarra no colo. Ando ate ele a passos largos e paro em sua frente, o mesmo me olha e se levanta

 

Eu – Precisamos conversar. – ele suspirou e eu cruzo os meus braços

Castiel – Isabel por favor...  – o interrompo. Eu disse que ia tentar m as acho que não vou consegui

Eu – Não Castiel, agora você vai me ouvir! – bato o pé no chão e ele assente, acho que não vai dar pra eu ir com calma – Três dias Castiel, você sabe o que são três dias?! TRÊS dias que você não fala comigo, TRÊS dias que você nem olha na minha cara, TRÊS dias que você me ignora completamente, TRÊS dias que não dormimos juntos, TRÊS dias que você não me beija, TRÊS DIAS! – respiro fundo tentando me acalmar – Você não percebe que me machuca?... – ele abaixa a cabeça

 

Ficamos em silencio, ele de cabeça baixa e eu olhando pra ele, esperando alguma reação do mesmo. Mas ai pra minha surpresa ele solta um sorrisinho e me olha com uma cara maliciosa

 

Castiel – Belo decote... – descruzo os braços. Oi? Eu ouvi direito?

Eu – C-como? – olhei pro meu decote e arregalei os olhos, eu estava com meu pijama normal, um vestidinho azul claro que vai ate meu joelho, e o mesmo tem um decote v que rapidamente o tampo com as mãos – I-isso não vem ao caso! Você esta tentando mudar de conversa! – ele ri

Castiel – Você também é linda quando esta corada – ele me agarra pela cintura

Eu – Castiel, pa... – ele me interrompe com um Celinho demorado

Castiel – Acho que agora é hora de você me ouvir, não acha? – assenti – Eu não quero mais brigar com você e nem muito menos ficar longe de você, me desculpe por te agido mal com você esses dias, eu exagerei, ter me afastado de você foi uma burrice e eu já não estava mais agüentando, eu fiquei... To preocupado com você, eu te amo e não me perdoaria se algo ruim te acontecesse. E quando eu te vi daquele estado quando te ligaram, eu fiquei com muito medo... Foi o Dake que te ligou? Ele te ameaçou foi isso?

Eu – Não, não foi ele. E-eu já te falei mais de mil vezes... Me ligaram errado e depois eu acabei passando mal e me tranquei pra eu você não se preocupasse...

 

Eu odeio mentir pra ele, mas é para o bem dele. Conhecendo o Castiel como eu conheço, ele vai tentar de alguma forma procurar aquele homem e eu não sei o que pode acontecer com ele...

 

Castiel – Ta bem minha linda, mas se acontecesse algo com você, você me contaria né? – ele me olhou nos olhos e eu assinto com um aperto no coração – Te amo linda.

Eu – Não me chama de linda, você sabe o que eu penso sobre mim... – ele revirou os olhos, cada um tem a sua opinião sobre si mesmo e eu não me acho bonita e nem feia, pelo contrario, eu me acho estranhamente estranha

Castiel – Para com isso, você é linda! – ele me soltou e se sentou na espreguiçadeira e bateu com a mão no canto da mesma pra eu sentar do lado dele  - E eu vou te contar o quanto, ou melhor eu vou cantar o quanto.

Ele pega a guitarra, a ajeita em seu colo e então começa a tocar e cantar

 

Oh, os olhos dela, os olhos dela


Fazem as estrelas parecerem que não têm brilho
O cabelo dela, o cabelo dela
Recai perfeitamente sem ela precisar fazer nada
Ela é tão linda
E eu digo isso pra ela todo dia

Sim eu sei, sei
Quando eu a elogio, ela não acredita
E é tão, é tão
Triste pensar que ela não vê o que eu vejo
Mas sempre que ela me pergunta se está bonita
Eu digo

Quando eu vejo o seu rosto
Não há nada que eu mudaria
Pois você é incrível
Do jeito que você é

E quando você sorri
O mundo inteiro para e fica olhando por um tempo
Pois, garota, você é incrível
Do jeito que você é, ei

Os lábios dela, os lábios dela
Eu poderia beijá-los o dia todo se ela me permitisse
A risada dela, a risada dela
Ela odeia, mas eu acho tão sexy
Ela é tão linda
E eu digo isso pra ela todo dia

 

 

Sorri pra ele e o mesmo sorri pra mim, e que sorriso lindo. Eu amo tudo nele, amo o seu sorriso, amo seus olhos, amo quando ele fica bravo, amo o seu jeito de ser, amo quando ele me olha daquele jeito malicioso...

 

 

Oh você sabe, você sabe
Você sabe que eu jamais pediria para você mudar
Se a perfeição é o que você busca
Então continue a mesma
Então nem se preocupe em perguntar se você está bonita
Você sabe que eu vou dizer

Quando eu vejo o seu rosto
Não há nada que eu mudaria
Pois você é incrível
Do jeito que você é

E quando você sorri
O mundo inteiro para e fica olhando por um tempo
Pois, garota, você é incrível
Do jeito que você é

Como você é
Como você é
Garota, você é incrível
Do jeito que você é

Quando eu vejo o seu rosto
Não há nada que eu mudaria
Pois você é incrível
Do jeito que você é

E quando você sorri
O mundo inteiro para e fica olhando por um tempo
Pois, garota, você é incrível
Do jeito que você é

 

 

Ele terminou de tocar e me olhou sorrindo

 

Castiel – Agora você sabe como eu te vejo – ele diz sorrindo – Então nem venha me falar ao contrario dizendo que você é feia, por que você já sabe o que eu vou dizer. Quando eu vejo o seu rosto, Não há nada que eu mudaria, Pois você é incrível, Do jeito que você é. – ele cantou pra mim um pedaço da musica

Eu – Ah como eu te amo! – me joguei nos braços dele dando beijos por todo o seu rosto e depois olhei em seus olhos – Você é lindo, o seu rosto, os seus olhos, o seu sorriso... – ele sorri – Tudo em você é lindo meu amor.

 

[...]

 

Castiel e eu decidimos comprar logo a nossa casa, ligamos pra uma imobiliária e ajeitamos tudo pra irmos ver uma casa que estava a venda. Não queremos uma casa nem grande de mais e nem pequena de mais, queremos uma casa linda e aconchegante, pra que eu possa cuidar sozinha sem empregados, como uma dona de casa

 

O nosso carro parou na frente de um a casa linda, a casa era da cor branca com os vidros da janela azul, um jardim mediano na frente e tinha uma pequena escada que levava ate a porta de entrada. Um carro parou na frente do nosso e de lá saiu uma mulher, ela veio ate nós com um sorriso amigável

 

Mulher – Ola, prazer eu me chamo Michelly Morgan, sou a dona da casa – ela nos cumprimentou com apertos de mão

Eu – O Prazer é todo nosso Michelly, me chamo Isabel e esse é o meu noivo Castiel. – sorri pra ela

Castiel – Prazer – ele deu um pequeno sorriso

Michelly – Bom, já que o corretor imobiliário ainda não chegou, e eu odeio atrasos, eu lhes mostrarei a casa, venham – a seguimos pra dentro da casa

 

Entramos, olhei por toda a sala que era media e tinha uma escada que dava pro outro andar, vi uma porta a minha esquerda e fui ate lá, era cozinha e muito linda por sinal, também tinha uma porta na cozinha e imaginei ser a despensa, e depois subimos as escadas, tinha um grande corredor com seis portas e fomos abrindo uma de cada vez

 

Castiel – Esse aqui será o quarto de brinquedos para os nossos filhos, - ele disse quando abriu a primeira porta e olhava o quarto inteiro, fomos ate outra porta – E esse será o quarto do nosso bebe – ele passou a mão sobe minha barriga e eu sorri – E esse será o quarto do nosso futuro filho, mas bem lá no futuro. Quem sabe não antes – ele sorriu malicioso pra mim enquanto andávamos ate outra porta – Esse será o nosso quarto – o quarto era grande e amplo e tinha um banheiro no mesmo, andamos ate outra porta – O quarto de hospedes.... – ele fechou a porta e eu o segui ate outra – E esse vai ser um... Banheiro... – eu comecei a ri e ele me olhou

Eu – Só você mesmo pra me fazer rir Castiel... – ele riu também

Castiel – Eu sei, eu sei. Eu sou um Maximo! – ele falou se gabando

Eu – Convencido!

 

Ficamos mais alguns minutos olhando a casa ate que o homem da imobiliária chegou e ajeitou tudo para a compra e depois o Castiel me chamou pra almoçarmos em um restaurante. Saímos da casa e fomos em direção ao nosso carro, Castiel abriu a porta do mesmo pra mim

 

??? – Ei Isabel!! – olhei pra traz e vi o Miguel se aproximando de nós

Eu – Oi Miguel... Ah... – levei um susto quando ele me puxou pra um abraço

Castiel – Larga ela! – Castiel o empurrou e me puxou me abraçando de lado – Toca nela de novo e eu acabo com você!

Eu – Bom... agente tem que ir, tchau Miguel. – é melhor eu sair daqui com o Castiel logo ou se não ele vai acabar brigando com o Miguel

Miguel - Que conhecidencidencia te ver aqui bem na rua onde eu moro. Você vai comprar essa casa? – ele ignorou completamente o que eu tinha falado eu o olhei confusa

Castiel – Não te interessa se vamos comprar a casa ou não. – ele fuzilava o Miguel com os olhos

Miguel – Eu não falei com você, falei com ela. – Castiel ia pra cima dele, mas eu o segurei

Eu – Castiel, por favor... – olhei seria pro Miguel – Sim nós dois vamos comprar essa casa, ela é linda. Mas nós temos que ir agora!

Miguel – Você tem razão, a casa é linda, mas não tanto quanto você. – ele me olhou de cima abaixo e mais outra vez eu segurei o Castiel pra ele não ir pra cima do Miguel

Castiel – Olha como você fala com a minha noiva!

Miguel – Eu falo com ela do jeito que eu quiser! que eu saiba vocês ainda não estão casados e ela pode muito bem romper com você. – Castiel trincou o maxilar – Eu sou muito melhor que você Castiel, perto de mim você é só uma coisinha pequenininha! E eu vou ganhar a Isabel e você vai perder! – ele falou como se eu fosse uma coisa, e uma raiva subiu, Castiel consegui se soltar de mim e ia dar um murro no Miguel, mas eu segurei sua mão

Eu – Não Castiel, não vale à pena – ele abaixou a mão e eu entrei na frente dele ficando entre ele e o Miguel - Olha aqui Miguel, eu vou falar só uma vez! Não aja como se eu fosse uma coisa, eu vou me casar com o Castiel e não pretendo romper nada com ele! E se pensa que vai ficar comigo então é melhor tirar o seu cavalinho da chuva! Não vá pensando que você é melhor que o Castiel, porque você não é!

Miguel – Isabel...

Eu – Vamos Castiel. – entrei no carro e logo depois o Castiel entrou

 

 

Eu ri quando olhei pro Castiel, o mesmo estava com um grande e largo sorriso.


Notas Finais


link da musica que o Cast cantou. a musica é do Bruno Mars e se chama Just The Way You Are
https://www.youtube.com/watch?v=s4-DIziXqbg
O que acham?
Isabel deve contar pra todos sobre a ligação?
Mas e se ela contar e acontecer alguma coisa com a família dela?
E se o Velho cumprir o que falou?
Sera que a Isabel não vai casar com o Castiel?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...