História Somos realmente inimigos? - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Tags Billdip
Exibições 121
Palavras 1.841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteeei! Finalmente férias!!

Capítulo 7 - Uma droga denominada Bill.


Fanfic / Fanfiction Somos realmente inimigos? - Capítulo 7 - Uma droga denominada Bill.


Mabel P.O.V.'s

Peguei Waddles e entreguei o ao Ford. Disse que precisava descansar um pouco e por isso dei lhe o porco. Ele no começo não quis cuidar dele, disse que tinha coisas mais importantes para fazer, mas eu usei meus "poderes de fofura" contra ele (na verdade o que eu fiz mesmo foi encher o saco...), que depois de muita "luta" acabou aceitando. Pelo menos isso daria mais um tempo para que eu pudesse pensar como tirar meu irmão daquela situação.

Subi a escada e fui até o quarto onde se encontrava o Bill agarrando meu irmão, senti o sangue escorrendo pelo meu nariz , não consegui me segurar e soltei uns gritinhos. Eles são tão fofos juntos. Nunca ia imaginar que aquele doritos que tentara destruir o mundo antes estaria se pegando com o Dipper.-Que fofo!- Eu dei um berro. Dipper pegou o travesseiro e tacou em mim. Queria que ele entendesse que era impossível eu me conter, era muito lindo ver aqueles dois!-Dipp, você me deve uma!- Ele olhou para mim e começou a rir.-Se eu te cobrasse por toda vez que eu te fizesse algo...-Nós rimos juntos e, Bill como estava do lado dele e começou a beijá lo na minha frente. Eu não conseguia mais me conter, eles me deixam maluca desse jeito! Que fofo! Ele parecia estar com ciúmes do Dipp!

Ficamos um tempo de papo furado, até que resolvemos tocar no assunto de que Ford sabia sobre o Bill.-Dipp! Dipp! Dipp! Eu tive um plano!- Ele me olhou firme, parecia estar duvidando de mim.-Ei Dipp, é sério!- Fiquei um pouco irritada, mas não liguei muito, minha animação era maior. -Por que vocês não fogem juntos? Isso vai ser tão romântico! Você pode se defender com os diários! E também, o Ford não vai encher o saco! Nós podemos nos comunicar através de cartas, sei lá! E..- Fui interrompida pelo meu irmão.- Você é maluca, Mabel?! Não podemos fazer isso, seria muito irresponsável! - Bill deu um sorriso de canto.- Até que a ideia dela é boa, pinheirinho! E sabe, você vai ficar longe dessas vadiazinhas! Aquela loira oxigenada, da ruivinha e também da estrela cadente!..-Demorei um tempo para entender do que o doritos havia me chamado. Não era jada engraçado e, eu e o Dipp somos apenas irmãos! Podia ser fofo, mas os sentimentos dele eram fora do controle!-Eu escutei, cara triângulo!- Ele me deu o dedo do meio e voltou a me ignorar. Depois de uma longa discussão, meu irmão disse que achava melhor contar a verdade para o Ford. Fiquei um pouco desapontada, minha ideia tinha sido tão boa e romântica! Nada poderia dar errado com o poder do amor, mas não, ele tinha que vir com essa de que isso era irresponsável..

Escutei alguém bater à porta do quarto, nós 3 acabamos levando um susto. Ford abriu a porta e lançou um olhar de reprovamento direto ao doritos. O Waddles não estava mais com ele, estava nervosa, queria meu Waddles!-Ford! Cade o Waddles?!-Estava gritando, não queria que massa tivesse acontecido ao meu porquinho!- Calma, deixei ele com o Stanley..-Ao escutar isso saí correndo, não que eu não confiasse no meu tivô, mas nunca consegui esquecer da última vez que ele cuidou do Waddles. Ele o deixou ser sequestrado por um piterodaptero!

 Por sorte, quando cheguei no lugar onde o tivô Stan se encontrava, vi que Waddles estava bem. Quase que tenho um infarte!


Dipper P.O.V.'s

Depois de uma longa discussão com a Mabel sobre a situação em que me encontrava, resolvi contar a verdade para o Ford, era a melhor coisa a se fazer. A ideia da Mabel não fazia sentido, para que lugar iríamos fugir? E minha família? As vezes eu me assusto com a inteligência dela...Do nada alguém bateu à porta, era o Ford. Mabel saiu correndo atrás do porco, deixando apenas eu, ele e o Bill sozinhos.- Dipper...- Ele fechou a porta do quarto, eu já estava esperando uma discussão.-Essa coisa é o Bill?- Ele me olhou com uma cara feia e apontou para o Bill. Acenei que sim com a cabeça e o doritos me agarrou, provavelmente queria provocá lo.-Dipper, você perdeu a noção?! Ele é um demônio! Além do mais, ele tentou destruir Gravity Falls! Você faz ideia do quão perigoso ele é?- Respirei fundo e comecei a contar tudo (menos a parte de que eu nós transamos) desde o começo. Sinceramente, eu estava a começando a acreditar que ele tinha mudado e, se não tivesse, idai? Gosto de aproveitar cada momento nosso sem ter que me preocupar se no dia seguinte ainda vou estar vivo. Se ele estiver apenas me enganando, o Dipper do futuro resolve esse problema, não quero pensar muito nesse tipo de coisa. Sei que é irresponsável, estou até parecendo um pouco com a Mabel, mas eu realmente estou nem aí pras consequências. Eu não sei mais o que está acontecendo, o Cipher é tipo uma droga, viciante, não dá pra largar depois que prova. Amo seus beijos, amo quando me toca, quero ele cada vez mais. 

Eu e Ford começamos a brigar, ele queria que Bill fosse embora daquela casa, mas eu não suportava ter a ideia de não poder tê lo junto a mim todas as noites. Depois de tanta discussão, meu doritos foi embora, mas antes de ir afirmou que nos encontraríamos novamente. Queria vê-lo o mais rápido o possível, queria sentir sua boca na minha. Não aguentei a pressão e fui ao banheiro, escorriam lágrimas no meu rosto.

 Depois de alguns minutos chorando escutei alguém chorando.-D..D..Dipper..- Alguém choramingava enquanto chamava pelo meu nome. Quando me virei eu vi... Bill?  Ele estava diferente, seus cabelos e olhos estavam azuis. Parecia ele, mas ele nunca me chama pelo nome e, desde quando o poderoso Cipher choraria desse jeito, atoa? -Bill?-O encarei.- N...Não, s..sou Will...O B..B..Bill é meu i.. irmão..- Ele tentava engolir o choro. Irmão? Desde quando Bill tem um irmão e ainda mais gêmeo?! Por que ele não me contou?! Will não parece ser seu irmão, ele é tão frágil..-P..Por favor, v..venha comigo!- Ele me puxou pelo braço. Para que lugar eu seria levado? Não queria ser arrastado daquela forma, então me joguei para trás, assim me soltando dele.-Eu não quero ir! Nós nem nos conhecemos! O que quer comigo?!-Ele começou a chorar mais ainda (se é que isso é possível) e continuou a insistir para que eu fosse com ele.-P..Por favor! O B..Bill quer v..ver você! E e..eu não q..quero apanhar d..de novo dele!- Ele parecia estar tentando conter o choro, mas não tinha muito sucesso nisso. O Bill bate no próprio irmão?! Que horror! Eu nunca faria esse tipo de coisa com a Mabel. Irmãos podem até brigar, mas isso já é outro nível! Ele pode até ser maluco a ponto de bater no irmão, mas eu não posso negar que é o cara que eu amo.-Ele quer me ver?-Abri um sorriso enorme no rosto e ele acenou que sim e, concordei em segui lo. Saímos escondidos, foi difícil, mas deu certo. Will estava me levando para a floresta, estava com medo disso ser uma armação, mas eu parecia uma garotinha apaixonada pra dar bola pra isso. 

Ficamos um tempo andando até que pude ver um homem loiro encostado numa árvore, sem dúvidas era o Bill. Saí correndo e dei um abraço forte nele. Estava muito contente, queria que pudéssemos ficar juntos  para sempre. Ele olhou feio para o Will, que depois disso foi embora. Começamos a nos beijar, era tão bom essa sensação, era cada vez mais excitante, como resistir a ele?


Will P.O.V.'s 

Eu estava como sempre sendo torturado pelo meu mestre, Dipper Gleeful. Já estava acostumado, tinha virado uma rotina e, eu não podia fazer nada, eu era completamente fraco, a única coisa que conseguia fazer era chorar. Sua irmã, Mabel Gleeful, era outra que gostava de me ver sofrendo. Eu era um escravo naquela casa, não podia nem falar a menos que fosse chamado. Depois de ser torturado, meu mestre me deixou sozinho, então alguém que eu não via a tempo veio me visitar, meu irmão gêmeo, Bill. Ele provavelmente queria alguma coisa, não era de seu interesse ir me ver. 

Eu e meu irmão resolvemos fazer um acordo, ele me libertava e me levava para sua dimensão contanto que eu fizesse tudo o que ele mandasse. Eu aceitei sem problemas nenhum, já estava cansado de ter que aturar meus mestres todos os dias. Pensei que ele fosse me pedir algo fora de alcance, mas na verdade ele me pediu para que eu buscasse o Dipper da dimensão dele e o levasse até ele, caso eu não fizesse isso apanharia..de novo.. 

Fiz o que ele me ordenou e no final de tudo acabei não sendo torturado pelo meu próprio irmão. Não sabia o que estava acontecendo, meu irmão não parecia ser o mesmo, ele estava mais mole, talvez apaixonado?


Bill P.O.V.'s

Depois de ser expulso da cabana do mistério, fiquei estressado. Já não ia com a cara do velho Ford, agora a única coisa que eu pensava era em destruir ele. Quem ele acha que é pra me afastar do meu "Pine tree"? Queria arrumar um jeito de tê lo de volta, queria me encontrar novamente com meu pinheiro sem que o Ford enchesse o saco, então fui até reverse Falls onde se encontrava meu irmão, ele estava desesperado, então resolvi fazer um acordo com ele. Eu o libertava de seus mestres se ele prometesse me obedecer. Ele aceitou o acordo, então a primeira coisa que pedi foi que ele trouxesse o meu "Pine tree" para mim.

Fiquei um tempo esperando meu irmão, estava ficando furioso, queria tudo do meu jeito, rápido e simples, já estava pensando em torturá lo pela demora, mas quando ele chegou fiquei tão feliz com a presença do meu pinheirinho que resolvi polpá lo. Mandei um olhar ameaçador e então ele se mandou. Comecei a beijar meu "Pine tree", ele era tão doce e viciante..Ainda não sabia porque tinha ficado tão apaixonado por ele, é difícil de entender. Parece que alguém conseguiu mexer comigo..


Ford P.O.V.'s 

No começo pensei ter feito o certo, o Cipher era um maluco sem coração, como poderia ter mudado? Afastá lo de todos nós seria o melhor a fazer, mesmo que isso fizesse o Dipper surtar. Vi ele indo chorar no banheiro, mas ignorei, afinal de contas ele logo esqueceria isso.

Senti alguém se aproximando, era a Mabel, ela parecia estar preocupada com o irmão.-Poxa Ford, pegou pesado! Dá uma chance pro Bill, vai!- Tentei ignorar a Mabel, mas ela tinha razão. E se o Bill tivesse mudado? Resolvi dá lo mais uma chance, porém eu não tiraria meus olhos dele, mesmo tendo "mudado" ainda poderia ser perigoso. 

Fui procurar Dipper para que pudesse me desculpar e dar a "boa notícia" de que daria uma chance pro Bill, mas não o encontrei pela casa, estava ficando preocupado, tinha medo de que ele tivesse ficado tão abalado com isso a ponto de fugir. Ou também o idiota do Cipher poderia ter sequestrado o. Cadê você Dipper?


Notas Finais


Então gente qual outros casais vocês preferem na fanfic?

Mabel x Pacífica

Mabel x Will

Will x reserve Dipper

Reserve Dipper x Reserve Mabel

Ou outro que não esteja aqui...?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...