História Sonhando acordada - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Aluna, Colégio, Literatura, Professor, Romance
Exibições 87
Palavras 703
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Namjoon


Fanfic / Fanfiction Sonhando acordada - Capítulo 31 - Namjoon

Eu tinha visto o Tae beijando a Anna , uma raiva subiu na minha cabeça, eu tinha que sair dali.
Avisei ao outro professor que eu estava saindo, que tinha algo pra resolver, não podia esmurrar um aluno.
Minha ideia era beber, era fazer algo, causar confusão e bater em alguém, como ele tinha a coragem de beijar aqueles lábios que eram só meus.
Voltei para o acampamento de manhã, não tinha dormido nada, estava de saco cheio. Até que eu vi o tal do Tae.
O chamei.
-você sabe que não podia ter saído do quarto ontem à noite não é? 
-sei...
-a Anna é muito boazinha.
-o que?
-você acha que ela te evitando por que? Ela tem namorado cara. Presta  atenção.
-oxi, ela nem me falou nada, e como e que você sabe?
-por que eu sou ...-não posso falar-o professor conselheiro e ela me perguntou o que fazer. A próxima vez que eu ver você forçar ela a fazer alguma coisado vai se ver comigo.
Sai logo depois disso, tava pouco me fudendo se ele fosse falar para o diretor, era a minha palavra contra a dele.
Esperei o terceiro e o segundo ano irem embora, me certifiquei que ele não encontrasse com a Anna. 
E por um momento a Anna apareceu do meu lado.
Eu vi que ela não tinha dormido , minha doce Anna não conseguia esconder nada.
-precisamos conversar.
-sobre?
-prefiro comentar depois.
Eu sabia o que ela iria falar,mas ainda não queria escutar. Estava puto demais.
-----------------------------------

Você está ocupado hoje à tarde? 
Gostaria de passar na sua casa para conversar.
A.

-----------------------------------

Ok.
N.

-----------------------------------

Minha doce Anna , o que eu faço com você? Você me deixa louco.
Ela chegou mais ou menos seis horas, estava com uma cara de desespero, queria poder pega-lá no colo, mas eu estava tão enciumado. 
-oi- ela falou toda preocupada 
-oi- 
-posso entrar? 
-claro.
-comprei isso pra você- ela me entregou uma caixa vermelha, o que seria? Será que ela vai me contar ou vai esconder?
-não precisava, sobre o que você queria conversar ? 
-eu...você lembra quando a Yuki te beijou?
-sim.
-então... eu não fiquei brava.
-Anna, você me largou aqui com ela, você simplesmente foi embora e apareceu no outro dia toda despida praticamente.-e depois a gente transou...
-e... mas eu perdoei não foi?
-o que está acontecendo Anna? Vai  falar sobre o beijo de ontem? Ou o que ?-estava irritado.
-você viu?
-vi.
-e não falou nada?
-eu não tinha que falar sobre isso com vocês tinha que falar com o Tae.
-o que? 
-digamos que eu tenha falado algumas coisas pra ele.
-tipo?
-que ele não deveria ficar beijando as meninas assim, que você tinha namorado, e que estava com medo de dispensar ele, e que a próxima vez que ele ter forçasse a algo ele se veria comigo.
-o que ? Você não acha que ficou muito na cara?
-Anna vai ser minha palavra contra a dele, e outra coisa é só a gente não dar bandeira mais. Nada de me beijar na sala pequena.
-você não está bravo? 
-Anna, eu te conheço bem o suficiente para saber que você não faria isso comigo, você nem conseguiu esconder isso. Mas eu não quero você perto desse cara de novo ouviu.
-sim.
Ela me beijou , eu precisava dela, eu a levei para a cama, precisava senti-la.
Eu a beijei e fui tirando a roupa dela, queria que ela fosse minha, que o beijo que ele deu não fosse nada comparado ao meu, ela era minha.
Comecei a chupar os mamilos dela, ela gemia abafado, voltei a beijar o pescoço dela, beijei ela toda, já estava muito excitado.
Apenas por extinto coloquei a calcinhas dela de lado e meti, precisa sentir a Anna, precisava ouvir ela gemer o meu nome.
Eu metia o mais rápido e o mais forte o possível, eu queria que ela falasse mais alto.
-Namjoon -ela gemia -Namjoon ... mais rápido
Era delicioso escutar ela gemendo, eu  precisava daquilo.
Nos dois chegamos ao nosso ápice , eu estava a mil, como eu amava aquela mulher. 
Mas apenas beijei seus lábios e deitei ao seu lado, e dormimos assim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...