História Sonhando acordada - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Aluna, Colégio, Literatura, Professor, Romance
Exibições 70
Palavras 832
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Kim...


Fanfic / Fanfiction Sonhando acordada - Capítulo 38 - Kim...

Fui para o jantar de casamento da Mei, eu tinha que ir, vesti um vestido preto, prendi o meu cabelo e coloquei um salto alto, sabia que ele estaria ali, sabia que o Hope o convidaria, afinal eram melhores amigos. 
Não entendia muito bem o por que a Mei estar se casando agora, embora que no Japão era bastante comum...
Cheguei no hotel, tudo era bastante claro, com cores cremes, perguntei onde ficaria o jantar e me
Mandaram seguir em frente.
Quando estava para abrir a porta ele me puxou
-Namjoon o que você está fazendo ?
Ele não falou nada só continuou a andar e a me puxar. Ele nos trancou em um quarto, era lindo, tinha coxas brancas, era tudo perfeito. Já o Namjoom estava impecável, lindo como sempre, estava com um terno preto.
-O que você está fazendo?- fiz novamente a pergunta.
-fazendo você me ouvir.
-abra essa porta Namjoon.
-só depois que você me ouvir.
Sentei na cama, sabia que tinha que escurar , mas estava medo.
-então fala, eu tenho logo que descer.
-me desculpa pelo dia dos namorados. A Yuki apareceu lá em casa...
-novamente ela? Vai me dizer o que? Transou com ela?
-não , Anna, ela descobriu sobre a gente e tava ameaçando contar para todo mundo.
-o que?-comecei a ficar desesperada, aí que tudo começou a fazer sentido.
-por isso eu não fui, por isso eu fiquei daquele jeito, e toda vez que eu ia te explicar tinha alguém. Bom ... tinha o Tae .
Eu me levantei. Precisava respirar, precisava sair de lá, precisava me reconhecer , aquela não era eu, como eu podia ter sido tão tola?
-ok, você já explicou eu posso ir ?
-você não vai falar nada?-parei na frente dele.
-Namjoon , eu não tenho o que falar, eu não posso ficar com você, meu coração...-minha falta de ar aumentou, o que eu poderia fazer agora?
Ele me beijou, e eu correspondi a aquele beijo, precisava dele, precisava respirar novamente.
Em um movimento involuntário eu peguei o membro dele, eu queria ele, queria que ele me amasse novamente.
-pequena quando foi que você ficou tão safada?
Eu fiquei vermelha? Não me importava eu queria ele, queria amá-lo.
Nós fizemos amor, eu pude senti-lo, pude ser dele novamente. 
Quando terminamos ficamos aí, parados, tomando fôlego
-eu também te amo minha pequena.
Com aquelas palavras descobri que iria ficar tudo bem, nada que a Yuki pudesse fazer iria tirar ele de mim.
-----------------------------------

Anna, onde você está? 
A madrinha tem que fazer o discurso.
M.

-----------------------------------
Nós voltamos para a sala de jantar, dessa fez estávamos bem.
O jantar foi divertido, mesmo não podendo ficar ao lado do Namjoon, mas os nossos olhos não negavam nada, sabíamos que estava tudo bem.
Bom, fiquei até tarde no jantar e depois fui para casa, passei quase à noite toda falando por mensagem com o Namjoon.


Era domingo de manhã, e meus vizinhos já estavam fazendo barulho, mas pera... eu estou no Japão , os vizinhos não ficam colocando música alta.
Olhei para a janela sem entender muito, e lá estava o Namjoon, com o Hope e alguém mais (que depois descobri que era o tal do Yoongi) eles estavam tocando alguma coisa, algo quer u não estava entendendo bem por causa da janela. Eu desci as escadas, e vi os meus pais olhando pela janela da sala.
"Meu Deus eles vão descobrir" pensei comigo mesma.
Em um ato involuntário abri a porta, tinha que fazer algo.
Quando eu abro a porta, tinha um monte de balões presos no caminhozinho de casa, e Namjoon estava com um boque de flores brancas.
-o que você está fazendo?
-você ainda está de pijama?
-o que você está fazendo? -ignorei a pergunta, estava preocupada demais, não bastava a Yuki querer estragar tudo agora ele se entrega assim?
-Anna, eu te amo, e esse pequeno tempo separados me fez ver como você é importante para mim. Você não precisa aceitar agora, mas é algo que eu preciso perguntar -ele se ajoelhou-você quer casar comigo?
Meus olhos encheram d'água.
-sim,sim,sim 
Eu o beijei. 
Logo os meus pais saíram .
-senhor e senhora Dantas, eu sei que eu deveria proteger a sua filha como professor, mas eu falhei nessa condição. Por favor me deixem tentando novamente só que dessa vez como marido dela.- ele me abaixou (fazendo reverência).
-por favor.-eu fiz da mesma forma.
-Bem...-a minha mãe começou-você realmente quer isso filha?
-sim!
-então tudo bem. Eu deixo vocês se casarem.


Acho que um dia toda menina já foi apaixonada pelo seu professor. Bom antes de conhecer ele , eu achava que era mentira essa história, mas quando ele entrou no colégio meu coração deu um up , e foi questão de tempo até me apaixonar.Entre tudo o que aconteceu eu continuo ainda mais apaixonada pelo meu querido sensei.
 Bom... agora a questão do  casamento , fica para outra história .
Um beijo pra vocês , da senhora Kim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...