História Sonho de viver - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 1
Palavras 683
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi amores, esse capítulo contém coisa imprópria para menores. Espero que gostem.

Capítulo 4 - 4 Capítulo


Eu o olhava, minha vista estava meio embaçada, eu estava com muito medo, ele estava vindo novamente para o meu lado, agora ele estava totalmente nu, eu estava em uma cama enorme, eu conhecia aquela cama, ERA A CAMA DO QUARTO DELE, eu sabia que jamais deveria ter entrado lá novamente, por que fui tão burra de voltar naquela casa?! Sua idiota! Não deveria ter voltado!! Mais agora já estava feito... eu já estava nu na cama dele, e com medo, muito medo, minhas mãos estavam amarradas na cama, tento me soltar mais não consigo, ele se ajoelha na cama, ele abre minhas pernas, eu começo a chutar sem parar tentando escapar dele.

-Não tente escapar meu anjo... você que veio aqui para me procurar... sentiu minha falta? - ele pergunta sorrindo e pega nas minhas pernas e vai subindo.

-Por favor... me deixe ir, eu vim aqui apenas para lhe entregar a sua roupa que estava lá em casa...- falo enquanto os lagrimas saiam- por favor... não faz nada comi...

Ele enfia dois dedos em mim e fica os mexendo, tento me controlar mais não consigo, o prazer era grande demais, eu queria parar de sentir aquele prazer, mais eu não estava conseguindo, não conseguia escapar. Ele tira os dedos e os lambe, eu estava ficando enjoada só de ver aquela cena, queria vomitar, ele abaixa sua cabeça até o meio das minhas pernas e começa a passar a língua em meu sexo, queria escapar daquele prazer, mais não dou conta e sem querer acabo gozando, ele olha no meu rosto e sorrir.

-Boa garota.

E começo a chorar e a ficar remexendo o quadril ao perceber o que ele vai fazer... ele chega perto de mim com aquele enorme pênis, começo a gritar enquanto ele chega mais perto de mim com aquilo...

-Não!! -grito, percebo que era só um sonho ruim e me sento na cama, abraço os joelhos e abaixo a cabeça, começo a chorar ali mesmo, até que sinto uma mão em meu ombro, olho e era a Leticia, ela estava sentada ao meu lado, a abraço forte ainda chorando, ela retribui o abraço.

-Ana oque ouve?

Tento responder mais não sai voz alguma, só lagrimas e mais lagrimas. Ela me solta e olha em meus olhos.

-Você teve outro pesadelo...por que não me conta quem foi que fez isso com você?

Me deito na cama sem dizer nada a ela, a olho, ela parecia brava comigo, mais ao mesmo tempo preocupada, eu não queria que ela soube-se quem era ele, eu não queria que ninguém soube-se, iria ser uma coisa que mas ninguém iria saber.

-Ok, não vou fazer você falar, mais irei dormi aqui com você- ela disse enquanto levantava a coberta, chego mais um pouco para o lado para ela se deitar, depois de deitada ela nos embrulha.

- tenta dormi...vou estar aqui se precisar.

Fecho o olho e finjo dormi, eu ficava com o olho fechado e só conseguia lembrar daquela cena.

No outro dia acordei primeiro que a Leticia, me levantei devagar para não acorda-la, peguei minha roupa que estava em cima do sofá e vou para o banheiro, depois de tirar a roupa, ligo o chuveiro e entro de baixo dele, eu estava me achando suja depois do pesadelo que tive, eu queria esquecer tudo o que aconteceu, mais parecia que quanto mais eu tentava esquecer, mais eu lembrava. Poxa...será que isso não tinha estragado minha vida o suficiente não droga?!!

Termino meu banho e visto a roupa, saio do banheiro e volto para o quarto, assim que abro a porta vejo Leticia arrumando as camas, coloco minha toalha pendurada na janela (minha vó disse que seca mais rápido assim).

-Você deveria ter deixado para mim estender -me sento no sofá a olhando.

-Você está bem?

Queria mentir para ela e doer que sim, mais eu não consigo.

- Não muito.

-Esquece isso...ontem anoite...lá no bar você conversando com aquele cara, tinha esquecido isso neh?

-Sim...-me lembro do cara que conheci na noite anterior.

- E esse sorrisinho ai em Ana? -ela sorrir.

Meu Deus, eu sorrir sem querer pensando no cara, o que está acontecendo comigo?

-Sei lá...acho que não, vai banhar...vamos ir buscar minha vó.


Notas Finais


Desculpem as cenas forte, comentem o que acharam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...