História Sonho Se Tornando Realidade - 2 Temporada! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins, Supernatural
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins
Exibições 136
Palavras 1.057
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei amores <3

Capítulo 2 - Só espero que nosso filho esteja bem.


Fanfic / Fanfiction Sonho Se Tornando Realidade - 2 Temporada! - Capítulo 2 - Só espero que nosso filho esteja bem.

ANTES:

POV ISA:

- O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI?

Jensen se virou assustado para mim e engoliu a seco o olhei brava para ele e depois para aquela mulher biscate que apenas ria de mim debochada, como se quisesse me provocar e realmente ela queria, mas ela não sabe onde ela se meteu.

AGORA:

POV ISA:

- Isa calma, não é o que parece.

Jensen falou ficando com medo da minha reação, ele engoliu a seco e eu falei:

- Não?

Olhei a garota com raiva e meus olhos estavam cheios de lágrimas.

- Isa...

Jensen falou e eu apenas o olhei derramando um lágrima e sai de perto se não ia bater naquela garota, ouvi ele me chamar mas não dei atenção, fui direto para o hotel que não era longe e ao subir no quarto me deitei na cama começando a chorar.

POV JENSEN:

- Droga.

Falei com raiva e baixinho, comecei a pegar minhas coisas e as de Isa e aquele garota falou:

- Há qual é gato não fica assim.

Apenas a olhei com raiva e falei:

- Se fosse fã mesmo NÃO TERIA FEITO UMA PALHAÇADA DESSA.

Gritei com raiva e sai de perto da garota, fui direto para o hotel, joguei as coisas no chão assim que entrei no quarto fechando a porta e falei:

- Isa, deixa eu explicar.

Falei me sentando na cama ao seu lado e a agradando nas costas.

- Explicar o que?

Ela falou com raiva virando para cima e me olhando com um olhar de raiva que eu jamais tinha visto nela.

- Amor, eu jamais faria algo para te trair. (Falei tenso)

- Eu não sei Jen. (Ela falou enxugando ás lágrimas)

- Porque acha que eu me casei com você? (Falei ficando com raiva)

- Porque você se sentiu obrigado, por me engravidar e....

- AH QUAL É ISA, não é por isso e você sabe, amor foi a garota que veio para cima de mim. (Falei)

- Mas você não fez nada para afastar ela de você. (Ela disse triste)

- Eu não fiz porque eu não podia, eu tentei afastar ela de mim Isa, entenda uma coisa... Você, é a pessoa que mais me faz feliz nessa vida e eu jamais, jamais te trairia. (Falei me acalmando) Eu te amo meu amor e não sei o que faria sem você.

POV ISA:

Fiquei o olhando sem saber o que fazer, eu sabia que ele não tinha culpa, mas meu coração falou mais alto, Jensen apenas colocou sua mão em minha perna e começou a me agradar falando:

- Por favor Isa, não vamos estragar nosso primeiro dia por causa disso.

Ele me olha com carinha de cachorro pidão e eu não resisto, apenas sentei na cama e o beijei, no meio do beijo ele me abraçou pela cintura e eu falei:

- Tudo bem eu te desculpo.

Ele apenas sorriu de lado me olhando e em seguida olhou minha barriga falando:

- Como está nosso garoto?

Ele me olhou e eu falei:

- Calmo.

Ele apenas me beijou e falou:

- Me desculpa meu amor, não queria que hoje fosse assim e...

- Está tudo bem Jen, só quero curtir com você.

Ele sorriu me beijando e falou:

- O que acha de sairmos para jantar hoje? Em um lugar especial?

- Acho uma boa ideia.

Falei piscando para ele e o beijei, fui para o banheiro e entrei debaixo do chuveiro, Jensen com certeza é um marido perfeito, eu fiquei nervosa e acabei estragando nosso dia, mas se aquela garota ou qualquer uma se meter com ele na minha frente vai ver, eu entendo que ele tem fãs até porque eu sou uma e entendo, mas se avançarem nele elas vão se ver comigo.

POV JENSEN:

A Isa é brava, mas eu sei muito bem como acalmar seu coração, sei que ela agiu por impulso, no lugar dela eu teria feito a mesma coisa, mas ela precisa saber que nunca vou trair ela e a única coisa que quero fazer é cuidar muito bem de minha gatinha e vou compensar tudo isso em um jantar mais que especial.

POV DANNEEL:

- Essa garota ainda me paga, por tudo que me fez, primeiro o meu marido... agora minha filha, o que essa garota tinha de especial?

Eu estava inquieta até que tive uma ideia brilhante, comecei a discar um número no meu celular e quando a pessoa atendeu eu falei:

- Você sabe quem é, e o que eu quero, se quer ter ela para você sugiro trabalharmos nisso juntos.

Falei para a pessoa sério e desliguei o telefone, eu ainda vou conseguir o que eu quero e ter ele de volta para mim.

POV JENSEN:

Eu estava terminando de me arrumar, quando ouvi um barulho no banheiro e ouvi Isa gritando de dor, corri até ela e abri a porta me ajoelhando ao lado, segurei sua mão e fiz ela sentar perguntando:

- Meu amor o que houve?

- Eu não sei Jen... eu estou com medo.

Ela disse me abraçando no pescoço, a abracei de volta, ajudei ela a se levantar, levei ela para a cama e sentei ao seu lado falando:

- Se não quiser ir jantar fora, podemos ficar aqui.

Falei preocupado a olhando agradando seu cabelo e segurando sua mão, mas vi que quando ela ia falar algo, colocou sua mão em cima de sua barriga e fez uma careta de dor, percebendo isso a olhei preocupado e falei:

- Amor está tudo bem?

- Não. (Ela falou tremido e pressionando a barriga)

Vi que ela começou a ficar desesperada e falou:

- Amor me ajuda, eu não quero...

- Calma, vamos para o hospital.

Falei tentando ficar calmo, peguei a chave do carro e segurei a mão de Isa, levei ela com cuidado até o carro, coloquei ela no banco e pedi pra ela se calmar, entrei no carro e dirigi o mais depressa que podia até um hospital mais próximo, só esperava que estive tudo bem com nosso filho, olhei Isa enquanto o sinaleiro estava fechado e ela me olhou chorando, segurei sua mão e falei:

- Calma amor, vai dar tudo certo.

Dei um beijo na sua testa e voltei a dirigir, deixei escapar uma lágrima em rosto e pensava em meu filho.


Notas Finais


Tomara que de tudo certo <3 Espero que tenham gostado amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...