História Sonho se tornando Realidade- 3 temporada - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Supernatural
Exibições 39
Palavras 1.048
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Preparados ??

Capítulo 17 - Um vazio dentro de mim.


Fanfic / Fanfiction Sonho se tornando Realidade- 3 temporada - Capítulo 17 - Um vazio dentro de mim.

ANTES:

POV JENSEN:

Porque isso estava acontecendo? Porque só acontecia na presença daquela garota? Tudo está muito confuso e parece que todos em minha volta, estão escondendo algo de mim, e com certeza tem haver com Lauren, mas o que?

AGORA:

POV DANNEEL:

Já tinha passado uma semana desde que Jensen saiu do coma, mas nos últimos três dias... ele tem ficado meio isolado de todo mundo, ele não era assim. Neste momento ele estava no quintal de casa, apenas sentado na grama pensando, fui até ele e sentei ao seu lado.

- Você está bem Jen? – Pergunto Preocupada.

Ele me olha rápido e logo olha para o chão de volta.

- Não. – Ele diz triste.

- O que houve? – Pergunto.

- Eu não sei Dan... parece que todo mundo está se afastando de mim, escondendo algo e isso est.... – o interrompo.

- Jen é impressão sua. – Minto.

- Não, não é. – Vi que os olhos dele estavam começando a se encher de lágrimas. – Desde que sai do hospital... – ele fez uma pausa enxugando ás lágrimas. – Eu sinto um vazio dentro de mim Dan, que você não pode imaginar. – ele termina de dizer.

- Jen... – ele me interrompe.

- Eu não sei, se é porque você está me tratando diferente, se tem haver com Lauren ou... – o interrompo.

- Lauren? – Pergunto confusa.

- Sim, é aquela garota que saiu correndo no hospital chorando quando acordei. – Ele diz sério.

- Não, o nome dela não é esse. – Eu disse séria.

- Como é que é? – Ele pergunta.

- O nome dela é Isa. – Disse séria.

POV JENSEN:

- Só pode estar de brincando não é? – Disse não entendendo nada. – Porque ela mentiria seu nome Dan? – Pergunto.

- Isso é assunto de vocês dois Jensen. – Danneel disse saindo de perto e entrando em casa.

Assim que Danneel sai, novamente vejo uma imagens em minha cabeça. Vejo eu em uma festa de aniversário com uma garota, mas não consigo ver seu rosto, apenas sinto que digo “Quer dançar comigo?” e de repente as imagens somem. Sinto que estou ofegante e suando. Por que essas imagens estão aparecendo para mim? O que querem me falar? Estava de noite, então fui para minha cama e sem querer acabei dormindo.

“ encostei uma garota no meu peitoral em um abraço e nos cobri.

- Você está bem? ( perguntei )

- Agora sim. ( ela diz )

Dou risada e um beijo em sua testa.

- Jensen… ( ela fala )

- Hm? ( respondo )

- Promete que nunca vai me deixar? “

 

“- VOCÊ NÃO SABE RESPEITAR UMA MULHER SEU COVARDE? - Gritei com raiva e continuei o batendo.

- AINDA MAIS UMA MULHER GRÁVIDA? - Gritei pois sabia que ele descobriu a verdade, enchi ele com tanto soco que ele acabou desmaiando, sai de cima do cara e me virei para trás e me ajoelhei no chão no tamanho da garota e vi que ela estava apavorada chorando.

- Ei calma, vai ficar tudo bem… vou cuidar de você.”

 

- JENSEN! – Ouço Danneel me chamar.

Me sento na cama ofegante, pisco uma, duas, três vezes e a olho.

- Você está bem? – Ela pergunta.

- Não. – Respondo secamente. – Dan o que está acontecendo comigo? – Pergunto me recuperando.

- O que? – Ela pergunta confusa.

- Faz uns 3 ou 4 dias que... eu estou vendo umas imagens e está tudo estranho. – Digo tenso.

- Estranho como Jen? – Ela me pergunta.

- Eu não sei... primeiro parece ser uma visão, depois alguma lembrança, eu não sei... mas tem uma garota no meio e eu não consigo ver quem é. – Disse a olhando.

- Jen... – a interrompo.

- Eu sei que você vai me achar louco, mas não estou mentindo. – Eu disse tenso.

- Não, eu te acho isso e nem vou achar... mas, você não consegue ver mesmo quem é essa garota? – Ela pergunta.

- Não. – Respondo sério.

- Eu só vou dar uma dica: Ela foi muito importante na sua vida.

Danneel saiu do quarto, me levanto e vou para o banheiro, passo uma água no meu rosto e fico me olhando no espelho, logo sinto mais uma tontura.

“- Você não pode me deixar… não depois de tudo que passamos. - Disse ficando com raiva.

- Mas Jensen vai ser melhor para nosso filho e… - ela disse

- Melhor? não sei onde… (  disse )

- Por favor não vamos brigar agora.

Apenas sai e entrei dentro da casa andando passos rápidos.”

 

Sinto de novo que estou ofegante, quem é essa garota? Apenas me arrumo e vou direto para o trabalho, sai atrasado hoje, nem almocei, chegando lá... todos estavam almoçando, inclusive Lauren. Me sento ao seu lado, pois era o único lugar vago, todos estávamos rindo e conversando, menos Lauren, desde quando cheguei aqui ela não olhou para mim.

POV ISA:

Depois do almoço, eu voltei ao meu trabalho, e ouvi alguém bater na porta do escritório.

- Entra. – eu disse mexendo no computador.

- Oi. – A pessoa disse e eu a olho imediatamente.

- Oi Jensen o que... – Ele me interrompe.

- Vim conversar, posso? – Ele diz.

Aponto para a cadeira e ele senta.

- O que quer me falar? – Pergunto tentando segurar ás lágrimas.

- Na verdade, eu vim te ouvir. – Ele diz.

- O que? – Pergunto.

- O que está acontecendo entre a gente? – Ele me pergunta.

Essa pergunta me pegou de surpresa.

- Nada. – Respondo.

- É mesmo? Então porque minha mulher disse que seu nome é Isa em vez de Lauren? Porque todas as vezes que se encontramos, você é grossa comigo? Porque.... – o interrompo.

- Jensen são muitas perguntas e tenho certeza que você sabe a resposta, só não quer encontrar. – Falei ficando com raiva.

- Se eu soubesse a resposta, eu não estaria aqui te perguntando. – Ele diz.

- Desculpe, não posso responder, isso você vai ter que descobrir sozinho. – Disse derramando uma lágrima.

Me levantei da cadeira e ia sair do escritório, quando ele segurou meu braço e disse:

- Espera, me desculpe.

Ficamos nos encarando e do nada ele coloca uma mão em meu rosto e me beija, fecho os olhos para sentir aquele beijo, aquele beijo suave e que eu adorava sentir e que eu estava sentindo falta disso.


Notas Finais


Espero que tenham gostado amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...