História Sonho se tornando realidade ? - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins, Supernatural
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins
Tags Jensen Ackles Supernatural Romance
Exibições 98
Palavras 1.426
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei amores <3 se preparem haha <3

Capítulo 59 - Se for para ver minha filha feliz, sim vou lutar.


Fanfic / Fanfiction Sonho se tornando realidade ? - Capítulo 59 - Se for para ver minha filha feliz, sim vou lutar.

ANTES:

POV JENSEN:

- O que acabou de acontecer?

Ela se virou de frente para mim engolindo a seco assim que falei e ela falou:

- Nada.

- Nada? (Eu falei franzindo a sobrancelha) Então, isso quer dizer que não foi uma crise de ciúmes? (Perguntei a olhando)

- Me dá um tempo.

Ela falou brava entrando no carro, apenas bufei cansado e falei comigo mesmo:

- Lá vem.

Disse revirando os olhos e entrando no carro e colocando uma música, já vi que o caminho até em casa vai ser longo.

AGORA:

POV JENSEN:

Fui até a casa da minha mãe buscar os gêmeos e fui até a casa de Isabella, durante todo o percurso não falamos nenhuma palavra um com o outro, Justice e os gêmeos dormiam no banco de trás, olhei para eles no espelho e sorri orgulhoso, mas meu sorriso se desfez quando olhei Isa e vi que ela estava brava por besteira, chegando em casa levei meus filhos para o quarto de visita e os deixei dormindo, fui até o quarto de Isa e encontrei ela deitada na cama de barriga pra baixo e abraçando Allie, sentei no lado das duas e comecei a agradar suas costas, ela fechou o olhou e vi que ela ainda estava com raiva.

- Quer conversar? (Perguntei a olhando)

- Sobre? (Ela responde olhando Allie e engolindo a seco)

- Sobre mais cedo. (Falei a olhando)

Ela suspirou e deitou de barriga para cima me olhando sínica e tentando controlar a raiva falou:

- Não temos nada para conversar sobre isso.

- Não? (Perguntei inconformado) Isa você quase avançou na garota por nada, só não avançou porque eu pedi para se acalmar. (Falei sério)

- Se eu quase avancei é porque tinha razões. (Ela falou se defendendo)

- Quais? Porque sinceramente eu não vi nenhuma, a garota só fez uma simples pergunta. (Falei sério)

- UMA simples pergunta que podia se tornar em uma confusão Jensen. (Ela falou se encostando na cabeceira da cama)

- Você sabe que eu não ia falar nada sobre o fato de estarmos juntos. (Falei inconformado)

- Você pode até não ter falado, mas Jen... está na cara isso se não ela não ia ter feito aquela maldita pergunta.

Ela falou ficando com mais raiva ainda, eu apenas sorri de lado e me aproximei dela dando um beijo, coloquei meus braços nos dois lado de seu corpo a prendendo ali mesmo e deitei em seu colo a abracei em sua cintura e não falei nada, depois de um tempo ela me abraçou e dei um sorriso de canto enquanto ela me agradava e então ela disse:

- Não consigo ficar brava com você.

Só consegui rir e a olhei falando:

- Eu sei disso.

- Bobo.

Ela falou e me deu um beijo, Allie começou a chorar fazendo com que eu a olhasse e então ouvi mais um choro no outro quarto, apenas respirei fundo e Isa falou tirando sarro de mim:

- É papai, vai se acostumando.

Dei apenas um sorriso sínico e ela riu alto da minha cara.

- PASSOU UM DIA –

POV JENSEN:

Já estava no domingo à noite e eu estava morrendo de sono, cuidar de 4 crianças o dia inteiro não era fácil, eu bocejei enquanto estava dirigindo e levando as crianças para Danneel, chegando lá, Danneel atendeu e pegou os gêmeos que estavam dormindo e os levou para o quarto, quando soltei Justice da cadeira, ela me abraçou apertado no pescoço e eu franzi a sobrancelha, sai do carro com ela me abraçando e quando ia entregar ela a Danneel, Justice me apertou mais ainda no pescoço e eu disse:

- Meu amor, você tem que ir dormir com a mamãe.

- Eu não quero.

Ela falou abafado em meu ombro, afastei ela do abraço mas ainda segurando ela no colo falei a olhando:

- Filha você tem que acordar cedo amanhã.

- Eu não quero, eu não quero dormir com a mamãe. (Ela disse chorando)

- Filha, papai promete que vem assim que puder te ver. ( Falei a beijando na testa)

Ela apenas me empurrou fazendo com que eu a soltasse no chão e gritou:

- EU NÃO QUERO FICAR AQUI PAPAI.

Ela gritou me olhando e correu para longe no meio da plantação do quintal da casa, olhei para Danneel e ambos falamos:

- JUSTICE.

Ela sumiu no meio da escuridão, eu e Danneel nos separamos e então depois de um tempo, eu parei de correr e fiquei prestando atenção em qualquer barulho e gritei:

- JUSTICE, CADÊ VOCÊ?

Fiquei quieto e girando observando cada movimento de tudo em minha volta até que parei olhando uma moitinha que se moveu, me aproximei com calma me abaixando e ouvi o choro de Justice, tirei a grama de sua frente e ela se encolheu chorando.

- Heey meu amorzinho, vem aqui com o pai.

Disse a pegando no colo e sentei ali com ela, virei ela de frente para mim e sequei suas lágrimas falando com minha voz mas suave:

- Filha o que aconteceu ali?

- Eu não quero ficar com a mamãe papai, eu não quero.

Ela me abraçou deitando a cabeça em meu peito, a abracei e falei:

- Porque não meu amorzinho? O que aconteceu?

Ela me abraçou com mais força e a olhei ouvindo ela:

- Porque eu quero ficar com o papai e a mamãe Isa.

Ela falou e eu dei um sorrisinho ao ver ela chamar a Isa de mamãe, mas logo fiquei sério, afastando ela do abraçou e deixando ela de pezinho no meu colo e eu disse a olhando:

- Meu amor, infelizmente as coisas não tão simples assim, eu prometo que quando eu puder te ver, eu também vou trazer a tia Isa e nós três vamos sair juntos ok?

- Não pai, quero ficar direto com vocês.

Ela disse me abraçando, e eu não falei nada apenas fiquei a abraçando até ela dormir, assim que ela dormiu, levei ela para o quarto e Danneel falou assim que cheguei na sala:

- Porque ela fez aquilo?

- Porque ela quer ficar comigo Danneel. (Falei sério)

- Mas ela sabe que vocês só vão se ver final de semana. (Ela falou)

- Parece que não é o suficiente. (Falei)

- Então o que você quer fazer? Ter uma briga na justiça pela guarda dela? Por favor né Jen. (Ela falou com raiva)

Dei de ombros e falei:

- Se for preciso para ver minha filha feliz, sim... eu vou entrar na justiça.

Disse saindo de casa, cheguei em casa e deitei na cama com Isa a abraçando de conchinha e ela falou:

- Tudo bem amor?

- Sim.

Apenas dei um beijo em seu ombro, e fechei os olhos querendo dormir, eu não estava bem e não estava afim de conversar, só queria fazer Justice feliz e nem que pra isso eu tenha que lutar por ela, vou lutar sem medo.

POV ISA:

Acordei no dia seguinte e olhei Jensen, ele ainda estava dormindo, apenas fiquei o observando dormir, durante alguns minutos e fiquei pensando no que pode ter acontecido ontem, pois senti em sua voz que ele não estava bem, mas se ele não queria conversar não vou o obrigar, dei um beijo em sua boca e logo ele abriu os olhos me abraçando em seu colo e deitei em seu peito e Jensen falou:

- Bom dia amor.

Reparei que ele estava com uma voz triste, mas deixei passar.

- Bom dia.

Disse e dei um beijo em seu peito, ele colocou uma mão em meu cabelo me agradando e falou:

- Sério que temos que ir trabalhar agora?

Ele falou bocejando, aproveitei e dei um beijo nele e ele riu, então falei:

- É desse sorrisinho que eu gosto de ver.

Ele deu um sorriso de leve me olhando e então eu continuei:

- Sabe que pode contar comigo para tudo não é?

Ele deu um sorriso de leve e falou:

- É claro que sei amor, mas só não quero conversar sobre isso agora, só peço para entender.

- Tudo bem, mas agora vamos levantar e ir para o trabalho se não nos matam.

Dei um beijo nele e levantei correndo da cama vi que ele riu alto e eu me senti bem com isso, não gosto de ver ele triste, sempre que ele fica eu fico também, quando ele está feliz, eu fico o mesmo e se depender de mim, vou tentar fazer ele feliz para toda a vida.


Notas Finais


Espero que tenham gostado amores <3 Estamos quase chegando ao final da primeira parte hahaha amanhã acho que é o ultimo cap da primeira parte e segunda começa a segunda parte, vou abrir em uma nova história ok?
Espero que tenham gostado do cap <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...