História Sonhos, Cantos e Suspiros - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook/kookmin
Visualizações 3
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello peoples, aqui mais um capítulo da minha fic pra vcs! Espero que gostem viu bjs flw fui! 😘 (Boa leitura)

Capítulo 2 - Amigo ou irmão?


Fanfic / Fanfiction Sonhos, Cantos e Suspiros - Capítulo 2 - Amigo ou irmão?

Pov: Jimin

Estava mexendo no meu celular, olho as horas e eram 00:40, mas o que eu estou fazendo acordado as 00:40? Eu deveria esta dormindo, mas não, estou acordado mexendo no meu querido celular, levanto e saio do quarto, vou até a cozinha atacar a geladeira, bateu uma fome sabe, faço um sanduíche de queijo e pego suco, quando termino de fazer o meu lanche da noite, como e fico encarando a parede suspiro e olho para qualquer outro lugar.

{…}

- Mãe! Eu já vou, tchau - digo e ela grita do quarto um tchau tambem e eu saio, vou caminhando até a escola... porquê tem que existir escola?, porquê não nascemos inteligentes?, aff! Contínuo o meu caminho sendo um mundano (Pessoa) normal, ou pelo menos tentando ignorar os olhares de algumas garotas, pego a caixa de cigarros e acendo um, vou indo normalmente, escuto um barulho estranho vindo de trás de um muro, jogo o cigarro no chão e piso em cima, vou para trás do muro e vejo 3 garotos segurando mais um garoto que está todo roxo e sangrando, eles olham pra mim.

- Ei! Foge daqui antes que eu te arrebente tambem - um deles diz e eu me aproximo - teimoso - ele solta o outro garoto, tiro a arma do bolso e aponto pra ele, os outros dois garotos ficam assustados e o que estava batendo no garoto fica com uma cara de assustado mas ao mesmo tempo surpreso.

- Passem o garoto pra cá - digo e aponto pro garoto que estava gemendo de dor no chão

- Ok ok - ele diz e pega o garoto - boa sorte - ele diz num tom maldoso pro garoto

- Boa sorte você se não sair daqui no três... um... - digo e pego o garoto que estava no chão - dois... - eles saem correndo.

- P-por favor não me m-mate - olho pro garoto e guardo a arma

- Não vou lhe matar - digo e puxo ele - estuda naquela escola? - digo e aponto

- S-sim - ele diz balançando a cabeça

- Ok, vamos - digo levando ele - eu vou melhorar esses seus machucados

- Qual o seu nome? - ele pergunta e eu solto ele

- Park Jimin e você? - digo e ele consegue ficar em pé

- Kim Taehuyng - ele diz e estende a mão, aperto a mesma e dou um sorriso forçado.

{…}

Estava com o Tae no banheiro, estava cuidando dos cortes dele, o Tae de vez enquando faz graçinha, ele é legal, ficamos falando sobre coisas aleatórias por um tempinho.

- Então Jimin... qual foi o motivo para você e sua mãe se mudarem? - ele pergunta enquanto eu cuido do corte na perna dele

- Bem, ela teve que se mudar por que... - digo pensando em algo - bem, por que ela foi traída sabe ai ela não queria mais ficar lá - digo e forço um sorriso

- Ok, o que mais?

- Como assim o que mais Tae?

- Tem mais algo e você não quer contar - ele faz bico fofo

- Eu não consigo mais confiar nos mun... nas pessoas - digo e engulo em seco - e esse bico não vai dar em nada - digo e cutuco sua cintura fazendo cócegas no mesmo

- Uhum - ele diz e balança os pés - você tem bala de menta no bolso da sua calça eu quero! - ele diz e bate as mãos rindo

- Eu não tenho - boto uma das mãos dentro do bolso e tiro uma bala de menta, perai, como ele conseguiu fazer isso? - toma, eu não sabia que tinha...

- Eu sou meio estranho não liga não - percebo o nervosismo dele - O que foi?

- Nada, não posso mais olhar para as pessoas? - digo e termino os curativos - pronto

- Obrigado, agora vamos - ele diz e me puxa

{…}

Depois de três aulas chatas! Finalmente o intervalo, parece que vamos sair mais cedo hoje, Tae e eu estavamos no patio da escola conversando, olho pro lado e vejo aqueles mesmo garotos que estavamos agredindo o Tae, eles me olham e fazem um sinal de "Você ta frito!", faço os meus olhos ficarem negros e depois voltarem ao normal, olho para o Tae novamente, o mesmo estava comendo bolo de laranja e bebendo refrigerante.

- Come com calma se não você vai - ele se engasga com a comida - Se engasgar... - dou alguns tapinhas em suas costas e ele bebi o refrigerante

- O-obrigado - ele diz e ri fraco

- De nada, e cuidado - digo e fico olhando para os lugares da escola

- Termineeei! - ele diz e quando eu olho pra ele tento segurar o riso - O que foi?

- Pega teu celular e bota na câmera frontal, ai tu vai ver o que foi - rio fraco

- Ninguém viu - ele diz e se vira, ele limpa a boca e guarda o celular no bolso - vamos voltar pra sala pegar nossas coisas e pega o beco daqui!

- Esperai papa-légua - digo e ele ri - tu acha que o tempo é o que?

- Eu olhei a hora são 9:14 - ele diz e eu vou conferir

- Tae... sua hora está errada, são 8:47 ainda - digo e ele olha a hora no celular dele

- Acho que tô vendo coisas - ele diz e balança a cabeça - ta certa eu que vi errado

Estava indo pra casa com o Tae, ele disse que o pai dele tinha saído para ir na casa de não sei quem, ele de vez enquando tenta subir nas minhas costas, ele é alegre e brincalhão.

- Então seu padrasto pegou 26 mulheres em uma só noite? - ele pergunta andando de costas e depois ele se ajeita

- Sim - digo e ele fica boquiaberto

- Caralho, tenho pena de sua mãe, como você sabe que são 26 mesmo? - ele diz e nós chegamos na minha casa

- Por que eu senti cheiro de vários perfumes diferentes - digo e entramos - fique avontade, eu vou deixar nossas coisas lá em cima ja volto...

- Eu vou com você! - digo e ele vem comigo, subimos para o meu quarto até que escutos uns barulhos nada... "Agradáveis"

- Tae... minha mãe está... gemendo meu deus? - Susurro e faço cara de nojo

- Vai se algum cara entrou aqui e ta sei lá fazendo maldade com ela - ele diz e vamos andando em silêncio até a porta do quarto dela.

- Perai - digo e escuto ela gemer o nome de alguém - se eu correr é por que vou vomitar

- Ok - ele ri baixo

- E ai? O que está acontecendo ai Tae - Susurro

- Já vou dizendo que não é estupro - ele diz e o sorriso some de uma vez só - Perai... Jimin

- O que foi Tae? - digo e ele me olha sério

- Esse homem é o meu pai...


Notas Finais


Ai ai... e ai gente o que estão achando? Espero que estejam gostando•w• bjs meu amores😘❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...