História Sonhos de Um Vampiro - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Alice Cullen, Aro Volturi, Bella Swan, Bonnie Bennett, Caius Volturi, Carlisle Cullen, Caroline Forbes, Charlie Swan, Damon Salvatore, Demetri Volturi, Edward Cullen, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Emmett Cullen, Enzo, Esme Cullen, Felix, Isobel Flemming, Jacob Black, Jenna Sommers, Jeremy Gilbert, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Mason Lockwood, Matt Donovan, Mikael Mikaelson, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vicki Donovan, Victoria
Visualizações 32
Palavras 986
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora... Desculpa msm gente 😑
Mas espero que gostem ^-^

Capítulo 5 - Pequenas preocupações


Fanfic / Fanfiction Sonhos de Um Vampiro - Capítulo 5 - Pequenas preocupações

Tento lentamente descer apenas um degrau da escada, mas o lobo que estava em minha frente se aproximava cada vez mais

Stefan me olha com os olhos bem abertos e diz cautelosamente:

- Candice, desça devagar as escadas - diz ele se aproximando

- Stefan, não dá, irão me atacar - digo encarando um dos lobos 

- Não se estiver confiante o suficiente. Agora desça!

- E se... 

- Não se importe com isso. Apenas me escute!

Lentamente desço degrau por degrau. Chego ao final da escada, e Stefan rapidamente segura em uma de minhas mãos, me levando até a saída, e ordenando que Damon fechasse as portas da casa deixando os lobos para trás

- Entre no carro!

Abro a porta de trás do carro me sentando

Stefan arranca o carro e pela estrada.

- Candice, algum lobo te machucou? - pergunta Stefan preocupado 

- Não... - respondo um pouco em choque pelo acontecido 

- Ela parece machucada para você Stefan? - pergunta Damon

- Não sei. Talvez tenha sido mordida e não percebeu 

- Acho que perceberia se aquele lobo tivesse me machucado 

Stefan fica calado por alguns segundos até que pergunta:

- Quantos lobos haviam na casa?

- Acho que haviam três ou quatro... Não me lembro...

- Obviamente não haveria uma matilha com apenas "quatro" lobos - conclui Damon 

- Claro que não. A matilha provavelmente está a solta rondando pela cidade

- Stefan... Onde estamos indo? - pergunto mudando de assunto 

- Iremos pegar algumas roupas, doses de verbena e mais algumas coisas 

Depois de alguns minutos, Stefan para o carro em frente a uma mansão.

- Mas... Onde estamos? - pergunto olhando para a janela

- Bem vinda a casa dos irmãos Salvatore... - diz Damon descendo do carro

Desço do carro na companhia de Stefan que vai em direção a porta.

- Stefan, na gaveta do meu quarto há uma bolsa com alguns amuletos, anéis e pulseiras. Pegue e traga para baixo - ordena Damon entrando na casa

Stefan sobe as escadas, em direção ao quarto de Damon

Damon se senta em uma das poltronas que há na sala da casa perguntando:

- Não sofreu nenhum tipo de ferimento não é?

- Não, eu estou bem - respondo indo em direção a uma das janelas

- Por quê está tão estranha? - pergunta ele se levantando 

- Não estou estranha. É coisa da sua  cabeça

- Candice eu te conheço muito bem, sei quando está passando por algo de ruim

- Fica tranquilo, não foi nada de mais 

- Espera! Então aconteceu algo? 

- Não... Só...

- Damon poderia organizar mais o seu quarto - reclama Stefan descendo as escadas com a bolsa em uma das mãos

Damon me olha nos olhos seriamente, até que Stefan pergunta algo que tira a sua atenção

- O que está acontecendo aqui? 

- Não foi nada irmão - responde Damon se virando 

- Sei... Precisamos ir, temos um longo caminho pela estrada - Stefan fala caminhando até a porta

Novamente entramos no carro, e Stefan liga o mesmo, e saindo da casa dos Salvatore

Depois de alguns minutos na estrada, adormeço até que Stefan para outra vez o carro em frente a uma cabine policial 

Stefan sai do carro me deixando sozinha com Damon 

Escuto um pequeno barulho que vinha do meu lado. Lentamente abro os olhos e olho para Damon sentado ao meu lado e pergunto:

- Não consegue ficar em paz sabendo que alguma coisa está acontecendo? 

- Não... Principalmente se for com você...

- Damon, por quê continua me protegendo? Vampiros não podem se apaixonar por humanos

- Você tem toda razão. Mas não posso controlar. Você me faz sentir vivo outra vez. Daria tudo pra ser como você

- E eu como você. 

- Ainda pensa nisso? Por quê quer tanto ser como eu? - pergunta o vampiro me encarando

- Quero passar a eternidade com você. Não quero ficar velha enquanto você vai está sempre com a mesma aparecia

- Será sempre linda assim - responde Damon se aproximando

Damon me dá pequenos beijos na pele de meu pescoço deslizando uma de suas mãos sobre minha cintura 

- Damon... 

- Não fale nada, temos pouco tempo... - interrompe o vampiro colocando suas mãos dentro de minha camisa dando pequenos apertos em meus seios 

Damon tira sua camisa me dando espaço no banco traseiro do carro. Antes que Damon tirasse sua calça, o puxo para cima de mim novamente, o deixando sem ar.

- Não sabe brincar dentro de um carro - diz ele sendo irônico 

- Como tem tanta certeza? 

- Eu sou o único profissional aqui. Não sabe meus truques 

- Se duvidar te ensino coisas novas - o olho dentro de seus olhos 

- Então me ensine - manda ele me beijando

Damon tira a calça, enquanto eu tirava a minha.

O vampiro introduz o seu membro dentro de mim, me fazendo apertar o banco do carro. Ele fazia movimentos rápidos me deixando cada vez mais excitada 

Seguro em um dos braços do Salvatore. 

O vampiro se aproxima do meu ouvido tentando perguntar: 

- Por quê n-não começa a me ensinar agora? - ele tenta dizer entre pequenos gemidos 

O empurro para o banco, o deixando de baixo de mim.

Damon me olha dando um sorriso de lado colocando uma de suas mãos em meu rosto. 

Olho para o membro do mesmo, fazendo movimentos com a mão masturbando o vampiro que estava ofegante. Começo a chupar o órgão genital de Damon, fazendo ele sentir fortes ondas de prazer em seu corpo. Depois que Damon se cansa, ele puxa meu braço me deixando em cima dele. Ele aperta minha cintura, me olhando no fundo dos olhos. Começo a fazer movimentos rápidos em cima do vampiro que estava se segurando para não gemer alto.

Depois de alguns minutos, Damon goza, voltando a sua respiração normalmente dizendo:

- Não sabia que você sabia fazer esse tipo de coisa

- Até parece que nunca fizemos isso - digo colocando minhas roupas

- Não dessa forma. 

Ficamos mais alguns minutos aguardando Stefan chegar, até que o mesmo abre a porta do carro, nos olhando estranhamente


Notas Finais


Caraças, voltei com tudo gente!!!
Obrigada por ler até aqui. Preciso de ideias para o próximo capítulo, se você tiver alguma ideia, ou crítica, comenta ai em baixo. Vou adorar ^-^
Um beijo, um, queijo e tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...