História Sonhos de uma k-popper - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Sonhos De Uma K-popper
Exibições 5
Palavras 3.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eaê, gente? Desculpa pela demora! Mas eu escrevo um pouco cada dia, e nem sempre eu posso escrever, kkk, mas tanto faz.

Boa leituraaa

E

Leiam as notas finais!

Leiam as notas finais!

Leiam as notas finais!

Leiam as notas finais!

Ta bom, parei!

Capítulo 13 - Ordens tem que ser cumpridas


Fanfic / Fanfiction Sonhos de uma k-popper - Capítulo 13 - Ordens tem que ser cumpridas

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- essa é a Lucy, hyung? - ............

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- é sim jungkook - Suga respondeu ao mais novo, e eu claro continuei imovel ao ver aqueles 6 seres vivos evoluidos na minha frente.

- nossa!! Ela é linda mesmo, hyung!! - eu já agradeci por não ser feia hoje? - oi, Lucy, eu sou o jimin!! - oh meu deus como se eu já não soubesse, eu sei tudo sobre ele e todos, ingenuo.

- o-oi! - eu já falei que tô de boca aberta e com os olhos arregalados? É! Eu ainda tô!

Quando nós vemos fotos deles no celular a gente acha eles maravilhosos, mais eles são mais ainda, ele passam do possivel de beleza.

Eles tem uma presença incrivel, mesmo sem ser uma ARMY, quando olha pra algum deles parece que só tem eles ali, acho que é pela confiança, pela auto suficiencia ou pela autoestima incomparavel, mas eles são pessoas totalmente simples, eles não fazem nada pra isso acontecer, é totalmente altomatico, eles tem uma aura incrivel.

- centen-se - jin falou e suga me puxou pra centar.

- oi, Lucy, eu sou o Taehyung!

- e eu sou o hoseok!

- eu sou o namjoon!

- e eu o jungkook - todos eles falaram muito sorridentes, só jungkook falou...vamos dizer, nervoso.

- eu você já conhese, não? - jin falou com o sorrisinho super fofo dele.

- sim, ah, é, oi...- suga riu do meu nevorsismo desnecesario.

- então, vamos ir jogar boliche agora? Eu já tô entediado aqui. - Suga acentiu e foi comprar as fichas, e pegar os sapatos apropriados pra boliche. Enquanto isso eu e os meninos ficamos na mesa conversando de coisas aleatorias, como eu e Suga nos conhecemos, das coisas que eu gosto, sobre samba, se as mulheres saem peladas no desfile de escola de samba mesmo, comidas tipicas do Brasil, e palavras em português, o papo foi otimo, eu fui perdendo o nevorsismo aos poucos, eles fazem a pessoa ficar leve, segura..e...ecitada? Sim, ecitada! Mas de um jeito bom, e não pornografico.

- Lucy, você sabia que o Suga depois que te conheseu, não para de falar de você? Ele fica todo bobo quando fala de você, pelomenos ele tá menos preguiçoso do que de costume, sabe, tá mais entusiasmado! - fala Hoseok todo alegre, é muito bom e ao mesmo tempo estranho saber que Suga se sente feliz por minha causa.

- ah, é? Que legal, é bom saber que você é a felicidade de alguem, não? - na mesma hora Suga apareceu com um carrinho parecido com o de supermercado, cheio de sapatos de boliche.

- você não acha que já falou de mais, não hope? Já deu, né? - Suga direciona um olhar mortal pra Hoseok, e ele se encolhe todo na cadeira.

- que demora, Suga! Já tava criando raizes aqui! - Suga franziu o seio com raiva, já tava vendo o que iria vim.

- falou o Flash!!! dá proxima vez vá você espertão!!! já que você é mais rapido que eu!!! aposto que você iria se enrrolar todo e não iria ter a brinlhante ideia de pegar um carrinho!!!! e a culpa não é minha se lesmas resolverão jogar boliche e estavam na minha frente na fila!!! mas você iria se comunicar com elas numa boa por que você tambem é uma!!! E problema seu se tava criando raizes ai!!!! Cara de planta já tem, só falta as raizes mesmo!!! - meu deus que agrecividade!! Depois disso Mon ficou normal e não igual a Hoseok, Suga entregou os sapatos a cada um e suas fichas, que parecião mais cartões, apesar eram cartões, e fomos pra parte do boliche, centamos na mesa de lá e fomoa organizar o placar no computador, ou seja colocar nossos nomes. O primeiro era Jin e ele foi.

O jogo foi incrivel, pedimos uma pizza e coca cola, e depois sorvetes, eles são muito legais, eles não se emportão muito em perder ele se emportão em se divertir, o Suga foi muito legal, ele deixou aquele seu lado "se me atacar eu ataco tambem, só que pior" todos gostam muito do Suga, apesar de ser muito ignorante, ele é bem engraçado e divertido e as vezes gentil, ele é bem diferemte do que todos acham que ele é, não é só ele que é diferente, todos são diferentes...

O jungkook ficou em primeiro lugar com 184 pontos, Jin em segundo com 180, eu em terceiro com 178, Suga em quarto com175, Mon em quinto com 170, Hoseok em sexto com 164, Tae em setimo com 158 e Jimin com 154. Jimin não ficou triste ou coisa do tipo ele ficou alegre e feliz como todos os outros, afinal o importante é participar e se divertir.

- então? Vamos pra casa já? Já é 2:56. - todos acentimos. - otimo! Hope, Tae e Mon vão no meu carro, e Lucy, Jungkook e Jimin vão com você, Suga, ok? - Suga respondeu um " ok " e chamou eu kook e jimin pra ir pro carro, eu fiquei na frete com Suga e jimin e kook no banco de trás.

Fomos numa boa, conversando, rindo, brincando, foi bem legal. Chegamos não muito rapido durou ums 45 minutos até o dormitorio deles que era perto da Bighit.

- chegamos! - todos nós saimos do carro um pouco depois de Suga, e logo após o carro de Jin chegou e estacionou atrás de Suga, o dormitorio deles era uma casa de 3 andares, beje e branca, muito linda, grande, e com garagem pra 3 carros, a garagem ficava no terreo da casa, tinha uma escada do lado e que ia pro segundo andar, saimos da garagem e fomos pra uma porta que ia pra escada, subimos a mesma, e chegamos no segundo andar, tinha uma coisa tipo varanda, mas era muito grande, dava pra fazer uma festa ali, essa varanda ficava em cima da garagem, e a casa ficava atrás da varanda, mais ou menos isso, dentro da casa tinha primeiro um terraço com cadeiras com fios trançados, uma mesa de centro de vidro no meio e uma tv depois da mesa, do lado desse terraço tinha uma grade que dava pra um jardim e do lado tinha uma porta de madeira branca que dava pra sala, a sala tinha um sofá e do lado do sofá uma poltrona, os dois eram marrons, lá tambem tinha uma mesinha de centro só que ela era de madeira e tambem tinha varios quadros espalhados pela sala, do outro lado da sala no canto tinha uma escada de marmore branco com corrimão de madeira, na frente dessa escada tinha um espelho enorme que cobria toda parte de cima da parede, em baixo desse espelho tinha um armario com varias gavetas de madeira, em cima do armario tinha fotografia deles estataus pequenas e mais outras decorações. Ao redor da escada tinha varios quadros deles e um enorme com todos eles no tempo do primeiro MAMA deles, eu e Suga subimos essa escada e lá em cima tinha uma porta de um lado e um corredor de outro, fomos pelo corredor e no final do pequeno corredor tinha uma dobra e na frente da dobra uma porta e na frente dessa porta outra porta, e outra porta no meio do lado delas e outra a frente da porta do meio. Ele entrou na da frente da primeira porta, era um quarto bem arrumado, parecia mais um studio com cama, ele se virou pra min e falou :

- bem vinda ao meu quarto, Lucy Bach - ele falou com um sorriso lindo que só ele tem.

- ele é lindo! Mas parece um studio musical e não um quarto. - ele rio abaixando a cabeça.

- é eu sei, é porque a unica coisa que eu faço é musica, então... - dessa vez eu sorri e andei pelo quarto prestando atenção em cada detalhe. - ta todo mundo lá em baixo na cozinha, vamos? Mas se quiser pode ficar. - ele falou chegando um pouco mais perto de onde eu tava, quando eu me virei dei de cara com seu rosto e me assustei e quase cai pra trás mas ele me segurou na mesma hora, ele ficou me olhando como se só existisse eu e ele no mundo e ele não precisasse prestar atenção em mais nada e nem ninguem, e eu como sempre com aquela cara de assustada mas depois essa feição foi embora, e eu só olhava para sua boca e mais nada, eu nunca pensei que aquela boca fosse tão comivel e gostosa assim, meu deus, o que é isso agora, eu tô a mais de 1 minuto nos braços dele, mas se bem que eu poderia passar a eternidade assim e nunca iria me cançar, quem se cançaria do Suga?! Mas querer não é poder não é mesmo?

- a gente vai passar a eternidade assim, é? - por que se for pra min tudo bem!

- ah!...é mesmo, desculpa, eu me esquesse...vamos? - ele falou me colocando em pé e me soltando de seus braços, franzi um pouco o ceio mas depois relaxei o rosto e acenti, ele me chamou com a mão para baixo, eu sei é meio estranho mais é um costume coreano, e eu o segui. Fomos pelo mesmo lugar que viemos, chegando na sala eu persebi que ele estava me puxando pela mão, ou seja estavamos de mãos dadas, esse tempo todo e eu não persebi?, o toque da mão dele é tão macio, leve, quentinho...e bom...que eu nem persebi, do lado do sofá tinha um corredor, e antes do corredor mais ou menos na frente do sofá e em baixo da escada tinha um armario de vidro com louças de porselana e prata. Um conjunto bem bonito. Fomos pelo corredor e no final do corredor tinha uma dobra de novo a frente da nossa vista quando viramos tem uma pia de marmore marron e do lado um armario de vidro tambem com doces de todos oa tipos dentro de potes de vidro tambem, a frente da dobra do corredor tem uma porta de madeira verde, mas não sei o que tem dentro, depois desse trageto damos de cara com a cozinha uma mesa enorme no meio de madeira, com lugar pra umas 21 pessoas, de uma lado tem uma armari branco com uma parte aberta no meio com copos secando no escorredor, e do lado do armario um filtro de água cinza em cima de uma fruteira amarela com varias frutas, do lado do filtro uma porta de madeira amarela tambem, do outro lado da cozinha tem um armario estreito branco de uma porta só, do lado desse armario a pia, nesse caso duas com todos os produtos de limpesa de pratos em cima delas, do lado dessas pias vem o fogão, um fogão de 6 bocas eletrico cinza, com uma maquina pra arrecadar o vapor das comidas branca ( pelo menos eu acho que é pra isso que serve ) e atrás da mesa um calendario vermelho e branco, e de frente pra mesa a geladeira que ficava encostada pra parede do armario de vidro que fica mais ou menos ao lado da geladeira só que um pouco atrás dela ( mano, eu sou muito enrrolada ! ).

- centa aqui, Lucy! - fala Hope todo animado apontando pra cadeira, não sei porque. Quando eu fui em direção a cadeira, Suga não soltou minha mão e eu virei pra olhar o que tinha aconteçido e os olhos dele não estavam como antes, estavam um pouco....raivosos...sei lá, eu franzi o ceio ao ver aquela cena, sera que era ciumes? Talvez, mas acho que não.

Me soltei da mão de Suga a força e fui em direção a cadeira, mas Suga foi mais rapido que eu e se centou ao lado de Hope, eu olhei pra ele incredula, porque ele fez isso? Ele é muito infantil, não sabe se acalmar facilmente, ele faz tudo sem pensar nas consequencias, e a consequencia dessa ação desnecessaria dele, foi um monte de olhares em cima do Hope, dele e em min, ele tem que aprender a se controlar.

Centei ao seu lado e fiquei observando minhas mãos ( melhor doquê ficar ali recebendo olhares de todos ), mas estavam todos conversando, até que Suga botou a mão em minhas coxas, tive um pequeno susto e uma corrente eletrica passou por todo meu corpo, seu toque é tão bom, me trás muita paz, o olhei, ele estava com aquele sorriso doce como sempre, com os olhos brilhando, eu poderia passar minha vida o observando, até que ele direcionou seu olhar para meus labios, olhava como se fosse 1 milhão de dolares na causada, então tirei esse tempo para observalo, sua pele é bem mais palida do que eu achava, seus olhos pareciam duas perolas negras, e sua boca, ah que boca linda, parece que foi desenhada por anjos, bem rosinha, chega a ser dorntio, mas eu me sinto tão bem o olhando, eu me sinto tão bem perto dele, nós poderiamos esta na guerra, no fim do mundo, se estivesse com ele nada poderia me afetar, com ele eu me sinto segura.

Nosso clima foi logo por água a baixo com o comentario de Jin.

- acho que já esta tarde, todos nós deviamos ir dormir - quando o loiro falou todos se levantaram e sairam da cozinha, só ficamos eu, Suga e Jin.

Depois de algums segundos em silencio eu me manifestei.

- eu acho que já está na hora de eu ir pra casa. - falei me levantando da cadeira, mas fui puxada pra cadeira imediatamente por Suga, franzi o ceio o olhando, oque esse maluco tá fazendo?

- você acha mesmo que eu vou te deixar ir pra casa? Só nos seus sonhos, princesa. - franzi o cenho em surpresa, do que ele ta falando?

- oi? - ele sorrio pra min e se levantou e ficou em minha frente, ele estava muito perto, em outras palavras em zona de risco, sua respiração fraca foi sentida por min de tão perto que estavamos, te-lo tão perto me deixa louca.

- você vai dormir aqui e amanhã, se quiser, pode ir embora, mas hoje não. - abri minha boca pra o contestar mas fui enterrompida por ele. - e ponto final! - eu fiquei meio incredula mas depois dei um sorrisinho.

- você é um idiota! - falei rindo, e ele me acompanhou.

Fizemos o mesmo trageto que usamos até o seu quarto.

- hm...se você quiser pode usar uma blusa minha pra dormir - acenti e fui procurar com ele uma blusa pra min, pegamos uma blusa branca grande, que em min parecia um vestido.

fui tomar banho e voltei só com a blusa e a calsinha, eu tava me achando muito puta com aquela roupa, mas tanto faz.

Suga tinha tomado banho antes de min, então já estava no quarto.

Quando entrei no quarto ele tava centado em um colchão no chão mechendo no celular.

- ah! Já vol...nossa!...- ele me olhou meio estranho e eu logo franzi o ceio.

- oque foi?...

- n-nada - ele falou se levantando e ficando de frente pra min. - essa blusa ficou muito boa em você...muito mesmo. - ele falou botando a mão do lado do meu ombro e passando o dedão ali, eu olhava tudo atentamente, sua respiração calma, seus olhares direcionados a minha boca, tudo, ele levou sua mão logo para meu pescoço e depois para meu rosto, a cada vez que ele arrastava sua mão pelo meu corpo, mas eu gelava por dentro, seu toque era macio como a nuvem, tão leve que só dava pra sentir algumas parte elevadas de sua mão, tão bom que chega a doer por dentro.

Em um momento tão inesperado e surpreso ele selou nossos labios, tão rapido que nem deu pra perseber quando ezatamente começou, simplesmente já estavamos nos beijando, seu beijo era feros, como se tivesse matando sua fome, uma fome bem antiga, que já estava lhe corroendo por dentro, que ele não aguentava mais segurar, logo ele pedio passagem com a lingua e eu cedi, fui segurar seu rosto mas ele segurou minha mão nas nas minhas costas, puchou meu cabelo com sua mão livre, e passamos só mas quatro segundos assim, um beijo feroz, com vontade, e que vontade, e depois desse beijo eu persebi que sou mazorquista, eu gosto de ser maltratada? Talvez, mas como é o Suga, a gente aguenta até 50 tons de cinza, mas eu gostei, parecia até que ele sabe oque eu queria, o beijo foi muito intenso, sua lingua era muito gostosa, ela passeava por toda minha boca desprotegida, memorizando toda minha região bucal, sua alma estava entrando em min junto com sua lingua macia, e eu queria cada vez mais que tudo oque ele tem entrase em min. Ficamos nos olhando como se perguntasemos um para o outro " oque nós fizemos?..." foi o certo a se fazer? Oque nós fizemos foi errado? Talvez, depende da situação que estavamos, ele eu acho que não tem relação com ninguem, mas eu tinha uma ligação muito grande com Sehun, e eu não quero nunca magoalo. Me afastei um pouco de Suga e ele soltou minha mão, ele me olhou com um pouco de receio, quem sabe com medo de ter feito a coisa errada, ele me olhava como se procurase oque falar, e finalmente encontrou.

- ah...d-desculpa...é que...- eu prendi o riso um pouco no começo, mas depois eu não consegui, ele ficava olhando pra baixo e falando, não, coxichando, ele estava com bastante vergonha, a coisa mais fofa do mundo, gente, parecia um ursinho panda que foi pego roubando bambu, hahaha.

- desculpa - pedi por ter rido dele. - você não precisa pedir desculpa por causa disso, apesar, você não fez isso sozinho, não é mesmo? Então pare com isso. - depois de falar cheguei mas perto dele e colocando a mão em seu rosto branquinho como a neve, e analisando sua pequena espresão de surpresa, eu sorri e ele sorrio junto comigo, um fofo, tirei a mão de seu rosto e fui em direção ao colchão que estava no chão, mas ele segurou meu braço e me virou rapidamente, ele parecia querer falar algo importante.

- é...eu é que vou dormir ai, você vai dormir na cama, mocinha. - quando eu acho que ele vai falar ou fazer algo mais...ah! Vocês entenderam, mas ele sabe que ele não é unico teimoso aqui.

- eu não vou tirar você da sua cama...- ele abaixou a cabeça e sorrio.

- Lucy...isso não é um pedido, é uma ordem, e minhas ordens tem que ser cumpridas, entendeu? 


Notas Finais


Gentee, ta passando kpop no raul gil agora!!

AAAHHH!!! QUEM VAI VER O BTS EM MARÇO?!!!!!

Eu não 😢😢😢😢😭😭😭😭
Eu quando descobri, quase morri!!
Eu tô no teto, porque o chão já não me quer mais...kkkk.

Geentee, eu tô lendo uma fic yaoi, demaaaaiiiss, o nome dela é dependence, ela é namjin, e namjin é meu shipper OTP, se vocês quiserem ler, vou deixar o link nos coments

Mas já ta bom, se tiver algum erro, eu não sou um genio da gramitica.

Até o proximo cap! Byee!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...