História Sonhos devem ser realizados! Piratas devem ser livres! - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Boa Hancock, Brook, Franky, Monkey D. Luffy, Nami, Nico Robin, Personagens Originais, Roronoa Zoro, Sanji, Shanks, Smoker, Tashigi, Tony Tony Chopper, Usopp
Tags Luna, Zorobin
Exibições 88
Palavras 557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Ficção, Luta, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi miguxos! Desculpa. Eu tô vendo muito Star vs as forças do mal. Antes de começar o cap, eu queria pedir uma coisa. Se você gosta do que eu escrevo, por favor deixe um comentário. Eu gosto muito de ler e responder e isso me dá muito ânimo pra continuar escrevendo.

Capítulo 21 - Uma nova ilha



POV Narrador

Já haviam se passado sete dias desde que a Nami e o Luffy tiveram sua primeira vez. Os dois se encontravam quase todas as noites no consultório do Chopper para ficar conversando, namorar e fazer outras coisas (notas do autor: aquela carinha). Os únicos no navio que sabiam dos dois eram a Robin, o Chopper e o Zoro. Eles tomavam cuidado extra principalmente com o Sanji, por que eles sabiam que se ele descobrisse, o Luffy viraria churrasco. A relação entre Zoro e Robin não estava diferente. Mas eles se encontravam no observatório/academia. No oitavo dia, o Luffy se cansou de esperar o tratamento e saiu de sua cama. Assim que o viu em pé, o Chopper quase teve um treco e mandou o mandu de volta para a cama. Mas é claro que ele não obedeceu e ficou perambulando pelo navio sem que Chopper o visse. Em algum momento, Zoro gritou lá do alto do mastro:

-OE, NAMI!!! ILHA À VISTA!!!

-ARIGATOU! -respondeu a ruiva, já pegando seu binóculo e dando uma olhada na ilha.

-Oe Nami, como é a ilha? -perguntou Luffy. Nami se controlou ao impulso de beija-lo de novo.

-É uma ilha de primavera. Parece ser habitada. Poderemos comprar mantimentos. 

-Uhul! Uma nova ilha! Tomara que tenham um parque de diversões! 

Nesse momento, Chopper estava passando e  assim que viu seu capitão fora da cama,  ele veio e disse:

-Luffy! Volte pra cama, maldito! 

-Awn, mas eu quero ficar aqui com a Nami! -disse Luffy com aquela cara de cachorro abandonado que a Nami tanto amava. Ela resistiu ainda mais ao impulso de beija-lo e somente deu um soco em sua nuca dizendo:

-Faça o que o Chopper disse!

-Ai! Tá bom! Eu vou voltar pra cama!


  ~~~~~~~~~~~~~~Time break de uma hora~~~~~~~~~~~~~~~

Todos os mugiwara estavam no convés do navio se preparando para descer e explorar a ilha. Era uma ilha comercial,  então com certeza achariam tudo o que precisavam lá. Chopper foi comprar remédios, Robin foi até a biblioteca, Sanji foi comprar a comida e Franky foi com Usopp até a loja de material de construção. Nami e Luffy estavam passeando pela cidade, até que avistaram uma sorveteria. Luffy agarrou Nami pelo braço e puxou ela para dentro. 

-O que vão querer,  queridos? -disse a sorveteira, uma senhora gordinha de aparência amável.

-Eu quero de laranja por favor. -disse a navegadora. 

-Eu quero desse, e desse, e desse, e... eu quero um de cada!

A sorveteira ficou um pouco surpresa, mas foi colocando uma bola em cada casquinha. Depois de algum tempo, os dois já estavam andando por aí de novo. O sorvete de Luffy acabou primeiro do que o de Nami, e isso fez ela rir um pouco. Depois de algumas horas, todos os mugiwara estavam de volta no barco. Eles iam embora da ilha de manhã, para que Franky tivesse tempo de consertar o Sunny. Nami teve o cuiddo de entrar no navio quando nem o Chopper, nem o Sanji estivessem olhando. Já era quase de noite, por volta das cinco e meia, quando um navio pirata foi visto ao longe pela navegadora. Era um navio com o casco preto, velas vermelhas e, o mais estranho, duas cobras gigantes na frente. A bandeira era uma caveira com várias cobras em volta. Assim que o navio chegou mais perto da praia, ouviu-se uma voz feminina gritando:

-LUFFY!!! MEU AMOR!!! CASA COMIGO!!!



Notas Finais


O que acharam? Só tenho uma coisa a dizer: The treta has been planted!

Ps: O que disse um javali com depressão?

Rs:Não valho nada, mas já vali!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...