História Sonhos e Paixões - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela
Personagens João Guilherme Ávila, Larissa Manoela
Tags Jolari, Julipe, Luvanna, Mhafhe, Rebia
Exibições 286
Palavras 3.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus amoress!! Voltei não tão rápido dessa vez, mas voltei. fiquei muito feliz com os comentários no último capitulo e quero agradecer por eles. Gentee... Ainda não tô acreditando que a fic passou de 1.200 visualizações, vocês são demais mesmo <3
Peço que leiam as notas finais, pois vou dar um aviso que vai ser útil para entender com irá ficar cada menina na banda.
Espero que gostem do capitulo!
Boa Leitura <3

Capítulo 10 - Cap. 10 - Uma nova música


   Anteriormente em Sonhos e Paixões

 

_ Obrigada por estar comigo – Digo baixinho deitando minha cabeça em seu peito descoberto. Ele dá um beijo em minha cabeça e sussurra

_ Sempre – E é assim que eu me lembro do sábado antes de dormir. Ouvindo as batidas do seu coração me fazendo ter a certeza...

      Eu estava completamente apaixonada por ele. 

 

         Cap. 10 – Uma nova música

 

         Larissa Manoela

Hoje já era segunda feira, ou seja, dia de voltar para escola. Ontem assim que acordamos, tomamos café da manha e viemos pra casa, pois meu pai ia chegar, passamos o domingo inteiro em casa apenas assistindo filmes.

Sou acordada pelo despertador berrando em meu ouvido, e em seguida os gritos da minha mãe. Levanto da cama e vou me arrastando até o banheiro me despindo no caminho. Ligo o chuveiro na água quente, pois hoje amanheceu muito frio, depois de 10 minutos desligo o chuveiro me enrolando a toalha em meu corpo e seguindo para o closet. Como está fazendo frio, coloco uma calça preta colada ao corpo e um pouco rasgada a partir da coxa, uma blusa de manga comprida cinza com listras brancas e calço um all star preto com branco. Saio do closet indo em direção a penteadeira e passo uma maquiagem clara destacando apenas minha boca com um batom vinho matte.

Pego meu celular e desço a escada encontrando meus pais já tomando café.

_ Bom dia gente – Digo pegando um pedaço de bolo de chocolate e um copo colocando suco de morango.

_ Bom dia princesa – Diz meu pai com a boca cheia me fazendo rir.

_ Bom dia filha, por que essa pressa? – Pergunta vendo que eu estava comendo muito rápido.

_ Eu quero chegar logo na escola para encontrar as meninas – Dei a primeira desculpa que vinha em minha mente. Meus pais me olharam desconfiados, mas não falaram nada.

_ Você quer que eu te leve princesa? – Pergunta meu pai vendo que já acabei de comer. Antes de respondê-lo o interfone da casa toca e meu pai se levanta para ver quem é, assim que ele sai da cozinha, começo a mexer no meu celular esperando ele voltar, percebo minha mãe me encarando.

_ Que foi mãe? – Pergunto tirando minha atenção do celular.

_ Quer ir pra escola mais cedo para encontrar as meninas ou outro alguém? – Pergunta já sabendo minha resposta.

_ Tá bom mãe, eu quero ver o João Guilherme – Me rendo e vejo-a abrir um sorriso.

_ Já que você assumiu que quer vê-lo, eu posso perguntar – Minha mãe começou se aproximando mais de mim – Você está gostando dele? – Pergunta

_ A verdade? – Ela assente – Sim – Digo com um sorriso bobo. Minha mãe começa a pular e a bater palmas. Rio com seu entusiasmo.

_ E agora a pergunta séria – Diz se acalmando – O que vocês têm? Por que os beijos aquele dia na piscina e mais tarde a bia dizendo que pegou vocês quase tran...

_ Mãe – A interrompo antes que ela terminasse a frase. – Naquele dia, ele tinha dito que estava gostando de mim, mas para confirmar antes de me pedir em namoro, propôs que nos conhecêssemos melhor – Afirmo e ela começa a dar uns pulinhos. Rio disso, às vezes, ela parece uma adolescente. Ela abre a boca para dizer algo, mas é interrompida pelo meu pai entrando na cozinha.

_ Quem é Bia, João Guilherme e Kevin? – Pergunta entrando na cozinha.

_ Meus amigos, Por quê? – Pergunto me levantando.

_O Segurança disse que eles estão te esperando para ir pra escola – Informa.

_ Sério? – Pergunto franzindo a testa, ele assente – Então eu já vou – Digo saindo apenas com uma bolsa com meu celular, carteira e documentos, já que os materiais ficam na escola, e na ultima semana eu tinha levado roupa o suficiente para duas semanas. Minha mãe me dá um beijo na cabeça e logo depois o meu pai que sussurra.

_ Estou de olho mocinha – Dou uma risada fraca.

Despeço-me deles e saio pela porta da frente cumprimentando o Sandro –segurança -.

_ Boa semana menina – Diz.

Saio pelo portão com a cabeça abaixada colocando a chave na bolsa e quando levanto meu olhar, dou de cara com uma BMW preta. Sorrio e abro a porta do passageiro vendo que não tem ninguém, fecho a porta dando de cara com um lindo par de olhos castanhos claros.

_ Oi Lari – Diz se inclinando e me dando um selinho.

_ Oi Gui – Digo assim que nos separamos.

_ É sério, se assumam logo – Ouço a voz de Bia ecoar pelo carro. Me viro pra trás dando de cara uma Bia de braços cruzados e  um Kevin com a mão nos olhos.

_ Oi Gente – Digo para os dois que me cumprimentam de volta. Gui dá a partida e seguimos para a escola.

_ Por que vocês vão de carro pra escola se dormimos lá? – Pergunto confusa olhando pro Gui.

_ Um das melhores coisas de ser um cantor e ter quase dezoito anos é que eu posso ir de carro pra escola, deixar junto com os dos professores e sair quando quiser para ir alguma reunião da gravadora ou algum outro compromisso relacionado a isso – Me explica alternando seu olhar entre mim e a estrada.

O resto do caminho foi tranquilo, conversamos coisas aleatórias e rimos das palhaçadas do Kevin. Chegamos ao estacionamento do colégio e logo uma boa parte dos olhares estava no carro. Gui tira a chave da ignição e me olha dando um sorriso.

_ Pronta para ser o centro das atenções? – Pergunta segurando minha mão. O encaro confusa sem entender a pergunta.

_ Não sei se você percebeu Lari – Começa Bia chamando nossa atenção – Mas desde que o Gui entrou aqui, toda vez que chegamos todos começam a prestar atenção em nós – Explica. – Principalmente as garotas – Completa. Confesso que não gostei desse ultimo comentário.

_ Se nossos amigos piravam só quando a gente se beijava, imagina quando souberem que estamos juntos – Diz Gui soltando um risinho.

_ Vocês estão juntos? – Pergunta Kevin com um olhar de surpresa.

_ Mais ou menos – Respondo fazendo sinal com a mão. Eles parecem não entender, pois franziram a testa em sinal de confusão.

_ Nós assumimos que estamos começando a nos gostar, mas resolvemos nos conhecer melhor antes – Explica Gui. Eles soltam um ‘Ahh’ e logo saem do carro. Quando vou abrir a porta Gui me chama.

_ Nada disso – Fico confusa – Acho que eles ainda não sabem, então vamos fazer direito – Diz me dando um selinho e saindo do carro.

Ele fecha a porta do motorista e dá a volta no carro abrindo a porta do passageiro e estendendo a mão para mim. Sorrio e pego sua mão, observando todos os olhares dos que estavam presentes do lado de fora do colégio. Antes de começarmos a andar, Gui fecha a porta ligando o alarme, começamos a andar de mãos dadas até que ele me para. Olho para ele confusa.

_ Não falei no carro, mas você está linda – Diz me rodando. Coro e o respondo.

_ Obrigada, e você não está nada mal – Brinco o fazendo rir.

_ Fala sério, eu sou um gato – Brinca.

_ Vou ter que concordar com isso – Digo e ele me dá um selinho sem que alguém perceba. Sorrio com isso e seguimos rumo ao colégio.

Quando chegamos à entrada do colégio, Gui solta minha cintura e entrelaça seus dedos aos meus, sorrio mais ainda com sua atitude, mas logo meu sorriso se desmancha ao lembrar que estudamos em salas separadas. Vou ao meu armário e pego meus cadernos e o livro de historia, me despeço de Gui com um selinho e vou para minha sala sendo acompanhada pelas meninas. Ao entrar na sala, meu sorriso se desmancha ao ver Thomaz sentando no fundo e conversando com Gracielly, ele vai me perseguir até na escola? Quando ele me vê dá um sorriso sínico. Resolvo não me importar com ele hoje e levanto a cabeça sentando o mais longe o possível dele enquanto a professora de história chega à sala.

***

_ Muito bom alunos, até a próxima aula – Diz a professora Flávia após bater o sinal da terceira aula. Digo para as meninas irem à frente, pois ainda ia terminar de guardar meu material, elas vão à frente junto com o resto da turma, mas infelizmente não fiquei sozinha, quando olhei para o lado vi Thomaz me olhando. Reviro os olhos e coloco minha mochila no ombro indo em direção aporta, quando estou chegando perto sinto uma mão em meu braço me virando.

_ O que você quer Thomaz? – Pergunto já sabendo que é ele.

_ Não vai achando que o que você fez comigo sábado vai ficar por isso mesmo – Ameaça apertando o meu braço com certa força, o que resultou numa dor chata no meu braço, mas resolvi ignorar no momento. Engulo seco lembrando que não tem ninguém além de nós na sala de aula.

_ Não vai mesmo – Afirmo o deixando surpreso, ele abre a boca para falar, mas antes disso continuo minha fala – Não vai por que eu tenho certeza que o João Guilherme ainda quer acabar com você – Digo confiante. Mais tarde naquela noite, Bia havia me falado que foi o Gui quem tirou o Thomaz de perto de mim e em seguida tinha feito ele ficar desacordado por chegar perto de mim.

Thomaz parece não gostar no que eu digo, pois aperta mais o meu braço me fazendo soltar um gemido de dor. Ele parece perceber, pois dá um sorriso sínico e volta a dizer.

_ Machucou foi? – Pergunta ironicamente com uma voz de bebê – Pena que o seu salvador não está aqui para proteger a princesinha indefesa não é mesmo? – Tá certo que eu gosto de saber que o João Guilherme sempre me protege, mas se tem uma coisa que eu simplesmente odeio, é ser comparada a uma princesinha indefesa.

_ Sabe de uma coisa Thomaz? Se tem algo que eu aprendi, é a me proteger de idiotas feito você – Digo me aproximando dele.

_ Como princesinha? – Pergunta ironicamente ainda apertando o meu braço e chegando mais perto me prensando na parede e quase me beijando.

_ Assim – Digo e levanto meu joelho dando uma joelhada em seu ‘’amiguinho’’. Ele solta meu braço e coloca as duas mãos sobre ele gemendo de dor. - E assim – Finalizo dando um belo tapa estralado em seu rosto tendo a certeza que vai ficar marca.

_ Entenda mais uma coisa Thomaz – Chamei sua atenção o fazendo levantar seu rosto que tinha a bela marca de meus cinco dedos – Você me machucou muito no passado, mas eu mudei, e pra melhor – Digo saindo o deixando agachado ainda gemendo de dor.

Cheguei ao refeitório toda sorridente e fui em direção à fila para pegar meu lanche. Peguei uma maça, um pedaço de bolo de chocolate com cobertura e um soco de uva. E segui para a mesa onde estavam meus amigos.

_ Oi galera – Digo colocando minha bandeja sobre a mesa e me sentando ao lado de Gui.

_ E aí Lari – Cumprimentam os meninos.

_ Larissa Manoela – As meninas dizem juntas. Xii, quando elas falam meu nome desse jeito, coisa boa não é.

_ Por que demorou tanto? – Pergunta Giih brava.

_ Por que eu tive um imprevisto na saída da sala de aula – Me explico deixando todos confusos – Explico depois meninas – Digo para elas que assentem.

***

_ Lari – Ouço Mha me chamar. Tiro minha atenção do meu celular e levanto dando de cara com todas as meninas ao redor da minha cama. Já estávamos no meu quarto com a Giih – Da pra me contar o porquê do seu braço estar vermelho?- Pergunta apontando pro meu braço esquerdo onde tinha uma mancha vermelha. Maldita hora em que eu fui colocar uma regata.

_ O Thomaz fez isso – Digo fechando a cara. Elas abrem a boca surpresa. Contei toda a historia para elas incluindo a parte em que eu o deixo gemendo de dor no chão.

_ Caramba – Exclama Giih assim que eu termino – Não sabia que você era assim – Confessa.

_ Assim como? – Pergunto confusa.

_ Violenta. Pra mim você era toda meiga e quieta. – Admite Giih.

_ Mas eu sou quieta, é só que eu cansei de sofrer – digo me deitando.

_ O que ele fez foi tão grave assim? – Pergunta Julia com uma expressão assustada.

_ Ele me matou por dentro, mas eu revivi e estou mais viva do que nunca – Digo me deitando.

_ Uau. Que profundo – Diz Bia – Mas por que será que ele voltou? – Pergunta apreensiva

_ Não sei – Admito – Só que eu não sou mais aquela garota inocente que ele achava que tinha na palma da sua mão – Digo e uma idéia vem em minha mente. Levanto correndo fazendo todas as meninas olharem para mim.

_ O que foi Lari? – Pergunta Bia estranhando.

_ Cadê aquele caderno que compusemos aquela musica? – Pergunto revirando a gaveta do criado mudo ao lado da minha cama.

_ Aqui. Por quê? – Pergunta Giih trazendo o mesmo caderno que tinha composto a outra musica.

Pego o caderno abrindo em uma folha qualquer e escrevendo a seguinte estrofe.

 

I'm not the way that I used to be
I took the record off repeat
You killed me but I survived
And now I'm coming alive

I'll never be that girl again
No oh oh
I'll never be that girl again
No oh oh

 

Termino de escrever e entrego o caderno às meninas que lêem maravilhadas.

_ Lari... Uau – Exclama Giih

_ Isso ficou incrível – Elogia Julia.

_ Só não sei como continuar – Digo pegando o caderno e olhando para letra pensando em uma continuação.

_ Já sei – Exclama Bia – Você disse que não é mais aquela garota inocente certo? – Diz apontando para mim assinto e ela pega meu caderno começando a escrever algo. Esperamos uns cinco minutos e ela logo entrega para lermos.

 My innocence is wearing thin
But my heart is growing strong
So call me, call me, call me
Miss Movin' On
Oh oh oh oh oh oh
Miss Movin' On
Oh oh oh

_ Caramba Bia. Ficou incrível – Digo ainda olhando para a letra. Todas as meninas lêem e concordam comigo em seguida.

_ Obrigada – Diz soltando um sorriso tímido. Nos animamos e começamos a escrever a musica que ficou assim.

 

Miss movin’ on

 

Giovanna

I'm breaking down, gonna start from scratch
Shake it off like an Etch A Sketch
My lips are saying goodbye
My eyes are finally dry

 

Larissa
I'm not the way that I used to be
I took the record off repeat
You killed me but I survived
And now I'm coming alive

 

Todas
I'll never be that girl again

Giih
No oh oh

 

Todas
I'll never be that girl again

 

Giih
No oh oh
 

Larissa
My innocence is wearing thin
But my heart is growing strong
So call me, call me, call me
Miss Movin' On

 

Todas
Oh oh oh oh oh oh
Miss Movin' On
Oh oh oh


Bia
I broke the glass that surrounded me
I ain't the way you remember me
I was such a good girl
So fragile but no more


Julia
I jumped the fence to the other side

Mharessa

(the other side)

Julia
My whole world was electrified

Mharessa

(electrifide)

Julia
Now I'm no longer afraid
It's Independence Day

Mharessa
(It'sindependence Day)
 

Todas
I'll never be that girl again
No oh oh
I'll never be that girl again
No oh oh

My innocence is wearing thin
But my heart is growing strong
So call me, call me, call me
Miss Movin' On

 

Julia e Mharessa
Everything is changing
And I never wanna go back to the way it was
I'm finding who I am
And who I am from here on out is gonna be enough
It's gonna be enough
It's gonna be enough

 

Mharessa
I'll never be that girl again
No oh oh

 

Bia
I'll never be that girl again
Oh oh oh

 

Todas
My innocence is wearing thin
But my heart is growing strong
So call me, call me, call me
Miss Movin' On
Oh oh oh Oh oh oh
Miss Movin' On (On and on and on and on)
Oh oh oh Oh oh oh
Miss Movin' On (On and on and on and on...)
Oh oh oh Oh oh oh
Miss Movin' On
Oh oh oh (Hey yeah yeah...)

 

Larissa
I'm movin' on

 

 

 

Acabamos de cantar a musica e começamos a bater palmas animadas.

 

_ Gente, isso foi demais – Diz Mharessa parando de aplaudir

 

_ Concordo – Dizemos todas juntas e rimos.

 

_ Temos que dizer isso ao Arthur – Digo

 

_ Ah, por falar nele, eu lembrei – Diz Bia. Olhamos para ela confusas e ela logo volta a falar – Ele tinha me ligado hoje de manhã e pediu para avisar vocês que tínhamos uma reunião nessa quarta as 14:30 – Informa.

 

_ Por que será? – Pergunto para mim mesma.

 

_ Acho que é pro clipe de lançamento, pois quando fomos lá pela ultima vez eles disseram que iam chamar a gente para resolver como seria o clipe – Diz Giih com a mão no queixo. Concordamos e fomos para o refeitório, afinal, já era pouco mais que oito horas.

 

Quando chegamos ao refeitório, vimos os meninos sentados em uma mesa no fundo do refeitório e de frente para eles estavam três meninas, estavam de costas então não dava pra ver quem era. Pegamos nossa janta e seguimos para a mesa em que estavam os meninos e quando estávamos chegando perto, Gui, Lipe, e Renato abrem um sorriso aliviado. Olhamos umas para as outras e nos sentamos, sentei ao lado de Gui o olhando curiosa, ele se vira para mim ainda com um sorriso aliviado.

 

_ Oi Lari – Diz dando um beijo em minha bochecha.

 

_ Oi gente, oi Gui – Cumprimento os outros e depois dou um beijo no canto da boca dele. Ouvimos um pigarro e nos viramos para frente. Isso foi uma coisa que eu não queria ter feito, pois assim que olhei para frente encontrei a pessoa que eu menos iria imaginar.

 

_ Sentiu minha falta Larissa?...

 

       Isso não pode estar acontecendo. 


Notas Finais


Gente, como devem saber, a banda que as meninas irão formar, serão as mesmas músicas que a banda Fifth Harmony. irei sempre colocar que canta cada parte, mas alguma músicas, nem sempre colocarei as mesmas partes que elas cantam. Segue aí em baixo quem irá representar uma das cantoras da banda, juntamente com os motivos pelo qual escolhi cada uma.
Lari - Lauren Jauregui - é a minha integrante preferida, e acho que ela é a que canta melhor, assim com acho da Lari.
Giih - Camila Cabello - Acho que combina justamente pelo cabelo dela ser grande e liso.
Mha - Normani Kordei - Justamente por que a Mharessa e a Normani são as quem mais dançam.
Bia- Ally Broke - Por ela ser baixinha e ter franjinha, assim como a Ally tinha no começo da banda.
Julia - Dinah Jane - Por ela e a Dinah serem meia loiras e acho que a voz delas combinam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...