História Sonhos esquecidos de um quase adulto! - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Mabel Pines, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines
Tags Billdip Stancest
Exibições 248
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente saiu.kkkkk desculpem o atraso. Sei que demorei mas é que a criatividade esta me matando quero por um monte de coisa e não posso pq a fixação está na reta final talvez só mais 2 ou 3 capítulos até acabar de vez. :(

Capítulo 10 - Para sempre até acabar? P1


Fanfic / Fanfiction Sonhos esquecidos de um quase adulto! - Capítulo 10 - Para sempre até acabar? P1


Ep-8

Em frente a floresta Dipper relutou. Mas seguiu seu caminho mata a dentro rápido como um felino atrás de sua presa. Retirou sua bolsa dos ombros  e logo já se via desenhando a marca ao chão. Rapidamente começou a recitar aos versos em latim que Bill o dera na noite anterior. As palavras que saiam da boca de Dipper  faziam todo o colorido do local morrer. Após uma fumaça densa, o triângulo apareceu em frente o menino que estava ajoelhado olhando o objeto cinzento.


-Hahaha- o triângulo olhou o garoto que estava a chorar- Pinetree chorando. Pensei que já fosse um homem.- O menino o olhou e seus olhos se abriram o máximo que podiam.

-Você está em forma humana. Como?-Dipper estava perplexo.

-De certa forma é uma mera ilusão. Não é material. Mas vamos vem cá e aperte minha mão.

- Não. Primeiro eles,então minha mente. Não preciso arriscar a única coisa que ainda me restou.
 
-Hm. Vejamos eu não tenho a capacidade de reanimar os mortos.

-O quê?  Você pode tudo.

-Até posso. Mas nem tudo. Então eles voltaram por 1 dia apenas. E logo depois viveram como zumbis. Ou se quiser que eles morram também. O depois é depois. Então o que me diz?

-Não. Não. Não era esse a droga do acordo Bill.

-Bem eu iria trazer eles de volta e vou, mas só por um dia. Como não é o acordo?

-Eu também tenho um porém.

-Qual é? -disse Bill olhando pra ele levantando a sobrancelha do olho com tapa-olho.

-Você vai ter que...-Dipper parou pra pensar um pouco.

-Dormir com você?


O garoto o olhou com raiva. Como Bill podia ser tão baixo sabendo dos sentimentos dele.


-Você será meu escravo pra todo o sempre. Eu acordei você. Terá que me dá tudo. E você poderá entrar e sair da minha mente e terá minha alma quando eu morrer.


O homem moreno sorriu. E olhou Dipper.


-Em outras palavras dormir com você! Hahaha(gargalhada). Olha Dipper vou ser claro com você ok?. Você quer seu tio de volta e eu quero você. Eu quero sua mente. Então a parte de escravo não me parece tentador. Até que a parte de dormir com você é bastante...Como posso dizer? Interessante.- Bill olhou Dipper que estava com raiva saindo dos olhos.

-Olha Bill. Você não pode pedir o quer na hora que quer ok? Então é esse o acordo ou nada valeu.

-Então tá. Não é nada. Olha ser escravo não é comigo.

- Então... Você pode dormir comigo?

-Eu sabia.

-Eu estava brincando. Só traz ele lá de volta e seila pega minha mente.


  Bill não esperou muito e sumiu de repente. Dipper foi pra casa refrescar a cabeça. Mal podia ele acreditar que quase realmente obrigou Bill a dormir com ele. Seja lá o que isso significasse para ele.
  Bill se direcionou para o cemitério. Rapidamente chegou lá. E como ele não quebrava um acordo se quer. Rapidamente o fez.


-Mortus...Mortus...reanimación...* Sobre essas palavras, de poder que me dão. Levantem. Ergam - se. Stan e Ford. Levantem.

 
  Em casa Dipper foi direto pro quarto onde se deitou na cama esperando que as respostas pra todos seus problemas caíssem do céu.  E acabou por dormir escrevendo em seu diário.
   Acordou com a luz, que passava pelas cortinas finas, queimar lhe os olhos. O despertar pra ele foi obrigatório. Mas esse não era o único fator. Queria encontrar seus tios. E por isso correu o mais rápido que pode tropeçando nas raízes da floresta até chegar ao túmulo de seus tios. Seu sorriso quase não se segurava em seu rosto. Ao ver sobre o gramado seco os corpos de seus tios. Estavam desacordados. Mas estavam ali. Era isso que importava no final. 


-Então cabeça de Pinheiro. Vamos. Agora é minha parte do acordo.

 A voz de Bill vazou pelas brechas assustadoras da floresta. Perfurava os pequenos e sensíveis ouvidos de Dipper como uma agulha. Era com certeza um péssima sensação ter Bill falando tão próximo a si,mesmo que ele não esteja fisicamente ali.


-Vamos pegue minha mente. É a única coisa que lhe importa mesmo.

-Não seja tão negativo Pinetree. Eu quero você. Sabe... Como posso dizer isso? Uma oferta como aquela é meio difícil de recusar. Então Onde posso arrumar um corpo humano descente por aqui?

-Pra que quer um?Já vai ter o meu.


Notas Finais


Bem preciso dizer que o próximo terá Stancest então aguenta a marimba monamu. Beijos a todos que estão acompanhando a fic. Estou meio triste por não poder postar com tanta frequência. Então me desculpem ok? Sério agora só esperar pro bromance no próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...