História Sonhos Impossíveis - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Hoseok, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Romance, Seokjin, Suga, Suspense, Taehyung, Yoongi
Visualizações 32
Palavras 2.994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Perdão gente eu atrasei a postagem em um dia por causa da minha faculdade :c
Espero que gostem. E me perdoem qualquer erro, fiquei bem nervosa escrevendo a parte final do capítulo haha

Capítulo 4 - Eu não sou um monstro


Fanfic / Fanfiction Sonhos Impossíveis - Capítulo 4 - Eu não sou um monstro

Alguns dias se passaram e o clima na casa continuava o mesmo. Sun me vigiando, como se esperando qualquer deslize meu para avançar em mim, os meninos exaustos, mas felizes com os ensaios para o programa, sem falar o quanto eu e Kim Namjoon nos aproximamos. Sentia como se pudesse falar com ele sobre qualquer coisa dada tamanha sua inteligência, estava sempre lendo, pesquisando, estudando coisas novas e diferentes, sem contar no esforço para cada dia melhorar mais seu rap (o que ele mais amava na vida),  também me impressiona o quanto ele estava me dando atenção, sempre me perguntando como estava,  se precisava de algo, até abraços inesperados. Contudo, a situação com Yoongi não ia nada bem! Ele parecia ignorar a minha existência por completo, mal me olhava e todas as vezes que eu lhe dirigia a palavra, ele nunca respondia. Até com Namjoon ele estava estranho, ninguém entendia o porquê, mas eu sabia que tinha haver com a noite que ele viu Nam em meu quarto, só não sabia o motivo para tudo isso, afinal foi só um abraço. 

Isso já estava me enchendo o saco, então resolvi devolver na mesma moeda e comecei a ignorar sua presença, infantil de minha parte eu sei, mas não aguentava mais. Isso era um jogo para dois e eu iria vencer!  

" Se ele acha que ele é teimoso e orgulhoso é por que não me conhece!" 

Além do mais, estava cheia de trabalho para me preocupar demais com isso, a casa estava uma bagunça com os meninos entrando e saindo o tempo todo para os ensaios. Também estava no aguardo de mais resposta de shows e programas, havia feito contato com mais alguns nesses dias, e torcendo mais ainda para Sun não descobrir o celular nem os contatos que eu estava fazendo, se daquela vez ele já agiu agressivamente, se ele soubesse que continuo a fazer isso... tenho medo do que ele faria comigo.  

Eu realmente estou cada dia mais desconfiada que ele não é exatamente um empresário, pois ele não parece muito interessado no sucesso do grupo e sempre há falta de dinheiro, e QUE TIPO DE EMPRESÁRIO NÃO QUER FAZER DINHEIRO? Sinceramente, ainda vou investigar isso afundo, é só ter a oportunidade. 

Estava anoitecendo e logo todos iriam chegar para o jantar, então, como todas as noites, preparei o jantar (algo saldável e balanceado para ajudar na rotina de ensaios), arrumei a mesa, tomei banho, me arrumei e esperei eles para a refeição. Logo todos chegam e tomam seus lugares, como todas as vezes, me sento ao lado de Namjoon, que me recebe com um sorriso acolhedor. Sua companhia era sempre tão reconfortante, me fazia tão bem, impossível não sorrir quando estava ao seu lado. 

-Nossa Hoseok, hoje você pegou pesado com nós no ensaio! To todo dolorido. - reclama Jin. 

Hoseok era quem montava as coreografias, na verdade o grupo produzia tudo, desde as músicas, a dança, os shows, literalmente TUDO! Por isso viviam sobrecarregados, e eu os admirava muito! 

-Temos que estar prontos e em forma para o Weekly Idol, é a nossa chance de brilhar! Sem contar que me mato rindo com vocês se atrapalhando com a dança. - retruca Hoseok rindo. - Como na hora que o Jeon foi dar aquele giro e caiu de bunda no chão. 

Todos caem na gargalhada e eu acabo rindo junto sem nem me dar conta. 

-Realmente nossos ensaios são muito engraçados, mas sabe acho que podíamos levar a Bela juntos em um deles, ela iria se divertir muito e daria um tempo dessa casa.- comenta Tae, fazendo as atenções se voltarem para mim. 

Todos me olhando esperando a minha resposta. Eu amava dançar e até que era boa, mas minha doença me impedia, hoje, de fazer grandes passos e, sabendo como era as coreografias deles, eu estava com medo. Sem contar que não queria que ninguém soubesse de minha doença, pois sempre que alguém descobria sobre me tratavam diferente, me impediam de fazer coisas que amo, junto com a cara de pena que sempre me dirigiam. 

-Então Bela, quer ir nos ver e dançar um pouco?- indaga-me Hoseok me tirando dos meus pensamentos e me pressionando. 

Eu não podia recusar, seria grosseiro, e eu queria muito sair daquela casa um pouco. 

-Ok, vou sim, mas sou um desastre na dança, melhor nem tentar.- minto 

-É o que veremos senhorita.- diz Jeon. 

Marcamos de eu ir no dia seguinte ao ensaio, e que eu daria minha opinião sobre o que eu estava achando. Estava com medo, iria ao máximo tentar não dançar para não correr o risco de ter um ataque. Tinha medo, além de tudo, do grupo me achar incapaz de ajudar eles e me demitirem e eu ficar sem um lar novamente.

Acordo no dia seguinte, arrumo a casa pela manhã pois a tarde iria ao ensaio. Almoçamos, tomo banho, me arrumo e vou para a van com eles. Sento no banco ao lado do Namjoon, que parecia muito empolgado por eu estar indo com eles, não parava de sorrir e por todo o trajeto ficou segurando e acariciando minha mão. Logo chegamos ao estúdio onde eram feitos os ensaios. O lugar era meio decaído, mas de certo era o melhor que podiam pagar. Ascenderam as luzes, Jin foi buscar uma cadeira para eu me sentar para ver a performasse, e enquanto o aguardava fiquei observando eles, todos animados e felizes, Jimin e Jeon brincando e correndo por todo o estúdio, pareciam até crianças, pareciam uma verdadeira família. Foi nesse segundo, quase que mágico, que senti o quanto amava esse grupo. Meus anjos de alegria, que mesmo com todas dificuldades davam ainda mais seu melhor e estavam sempre sorrindo. 

Me desperto com a música se iniciando e eles indo para suas respectivas marcações. Quando eles começam a dançar deixam amostra todo seu talento e potencial, algo que poderia prender qualquer um que visse! Ainda mais se tratando do Hoseok e Jimin dançando, me questionava se os dois possuíam ossos, dada tamanha flexibilidade e desenvoltura. Vejo tudo atentamente, era tão contagiante que não percebi que havia começado a dançar. Ao final da apresentação, Hoseok se aproxima de mim e diz seriamente: 

-Ainda bem que já treinou, pois agora vai dançar com nós! 

Eu recuso veementemente, mas ele me puxa pela mão e me põe ao lado da marcação do Yoongi. 

"Ótimo, pelo menos ao lado dele sei que não serei notada por ele estar me ignorando." 

Acalmo a respiração, e então Hoseok aperta o play e começamos. Como eu disse antes, eu era até que razoável dançando, e tinha certa facilidade em gravar os passos, por isso, de começo estava indo bem, tanto que Tae me elogiou no meio da dança, me deixando levemente corada. 

Mas ao longo da dança, os passos foram ficando difíceis e exigindo cada vez mais da minha capacidade corporal. Estava começando a sentir dores no peito e falta de ar, então desacelerei. 

"A não, agora não!" 

-Nada de desanimar, VAMOS! - fala Jimin para que eu me animasse. 

Então voltei a dançar com mais afinco, não poderia dar na cara, estava suando de mais para que meu rosto não mostrasse a dor, tentava ao máximo pensar em outras coisas. Então para meu maior desespero, Jin volta à musica até o refrão inicial por não ter pego bem uma parte. Contudo, no meio de um rodopio, minha visão escurece, sinto uma fisgada mais forte que a outra no peito. Paro de dançar e vou para a parede para me apoiar, tento respirar, mas não consigo, meu pulmão arde por ar, mas a dor em meu peito não deixa com que eu respire. Ouço alguém gritar por meu nome, mas já era tarde, perco os sentidos e caio no chão. 

~~ Horas mais tarde ~~ 

Abro meus olhos e percebo, a muito custo, estar no meu quarto. Meus olhos demoram a conseguir ter foco e minha cabeça ainda girava um pouco. 

-Ai não, não acredito que isso aconteceu- digo me sentando em minha cama de forma brusca ao lembrar do que ocorrera no ensaio. 

-Ei ei pequena calma! - fala Jimin calmo para mim 

Eu não havia percebido que ele estava sentado na cadeira perto de minha cama, ele veio até mim e se sentou na beirada da cama e me fez deitar novamente. 

-Estou aliviado que acordou, você nos assustou! Te trouxemos para cá por sabermos que por ser ilegal não poderia ir ao hospital, vasculhamos suas coisas para ver se você tomava algum remédio e... 

-E vocês descobriram que eu tenho problema no coração e vão me despejar pro ser inútil.- falo quase chorando. 

-O que?? Jamais! Você é muito importante para todos, muito importante para mim! Você se tornou uma de minhas melhores amigas! Mas ficamos meio chateados por ter escondido de nós um fato tão importante. Nós não teríamos feito você dançar se soubéssemos.- fala com pesar. 

-Desculpe, é que eu tinha medo de vocês me tratarem diferente ou me acharem incapaz para o trabalho e me expulsarem. 

-Jamais isso aconteceria- fala-me Jimin acariciando minha bochecha. - Só nunca mais esconda nada de mim ok? Você é muito importante para mim, nunca deixarei algo ruim lhe ocorra!

-Pode deixar Jimin! 

-Bem, agora que acordou irei avisar ao Namjoon e ao Yoongi, eles estavam uma pilha de nervos de tão preocupados! Namjoon já quebrou 3 pratos, melhor eu ir antes que quebre a casa toda. 

-Pera, o Yoongi? Preocupado? Comigo? - falo incrédula- O Namjoon eu entendo, mas ele? Ele me odeia! 

-Acho que você está um pouco enganada com o que ele sente por você.-diz rindo debochado abrindo a porta. 

-O que? Como assim, PARK JIMIN ME EXPLICA ISSO MENINOS! 

-Até mais tarde pequena Bela!  

Eu só podia ter entendido errado o que ele me falou, estava claro que Yoongi não me suportava. Talvez Jimin só tenha dito isso pois eu estava mal e queria que eu me sentisse melhor.  Ao longo da noite todos os meninos foram me ver, todos menos Yoongi, mas eu já esperava por isso e também só sustentava mais a ideia que Jimin só falou aquilo para meu conforto. O último a vir foi Tae, o qual me aconchegou na cama como se eu fosse um bebe e ao sair me deu um beijo na testa de boa noite. 

A hora que Tae saiu e eu fui dormir era em torno de 23:00 h, contudo, no meio da madruga, desperto, pois, estava com muita vontade de ir ao banheiro. Mas para meu susto, quando me viro em minha cama para levantar, vejo sentado na cadeira Yoongi. Ele estava adormecido com a cabeça encostada na parede, como se tivesse pegado no sono enquanto olhava pra mim, parecia tenso e desconfortável. E como se ele tivesse sentido que eu o olhava, despertou de seu sono. 

-O que você está fazendo? Você tem que ficar deitada- diz Yoongi ríspido e no mesmo tom frio de sempre.  

-Eu que te pergunto isso, por que você está aqui? E eu ia ao banheiro. 

Falando isso me levanto sem aguardar sua resposta, vou ao banheiro e volto ao quarto. Ele continuava lá, mas estava de olhos fechados, parecia cansado e até mesmo com os olhos inchados como se tivesse chorado. 

" Estranho, o que será que houve?" 

Deito-me em minha cama e me cubro, e logo no mesmo segundo ele se levanta e põem a mão no meu pulso, pareceu dar um leve suspiro de alivio quando percebeu estar normal. Então ele se dirige como se fosse sair do meu quarto, e vai para o dele. Pensei que ele havia ido dormir, contudo, para meu espanto, ele volta com um travesseiro e uma coberta em sua mão,  Yoongi fecha a porta atrás de si e senta-se no chão, ao lado de minha cama de solteiro, põem o travesseiro atrás de sua cabeça encostado na parede, se cobriu e quando eu pensei que ele ia dormir, ele pega e apoia sua mão em minha cama e fica segurando meu pulso com muita delicadeza. 

-Porque você esta fazendo isso?- indago o encarando. 

-Shiu, só dorme ok? Você precisa descansar.- fala Yoongi já de olhos fechados – Eu não sou um monstro como você pensa.- diz tão baixinho que eu quase não escuto. 

Fecho meus olhos e logo adormeço enquanto sinto Yoongi fazendo carinho em meu braço. 

~~Manhã seguinte~~ 

Desperto com Min  Yoongi me chamando. 

-Ei os meninos fizeram o café da manhã e você precisa comer, vamos lá? Vem de pijama mesmo, você fica fofa assim. 

-Você falando algo bom de mim? Cadê o verdadeiro e o que fizeram com ele?-digo debochada. 

-Cala a boca e vamos logo. 

Esse era o Min Yoongi que eu conhecia. Me levantei e fomos tomar o café. Ao chegar me deparo com todos os meninos já na mesa e Namjoon meio emburrado. 

-Roubando minha garota Yoongi? 

-E desde quando ela é sua Namjoon? 

O clima ficou um pouco pesado nesse momento e um tanto estranho. 

-E desde quando sou de alguém?  Até sem nacionalidade sou.- digo arrancando a risada de todos e melhorando o clima, era uma verdade, mas não adiantava me martirizar. 

Sento ao lado de Namjoon como todos os dias e tomamos o café. Quando, no meio da refeição, o meu celular toca aparecendo apenas um número desconhecido. Me levanto e vou atender no meu quarto, e descubro que era um agente de um pequeno festival regional de kpop me retornando o contato de forma positiva, falando que amaria que o grupo fizesse uma participação em um dos dias e que seriamos bem remunerados por isso. 

Voltei para a mesa quase que saltitando dada tamanha felicidade, e como Sun não estava, já contei de imediato a novidade: 

-O agente de um evento local de kpop quer uma apresentação de vocês no evento dele! 

-Sério isso? Mas pera, foi o Sun que te ligou para contar isso?- indaga Jeon 

-Bem, na verdade.... Fui eu quem conseguiu esse contato para vocês, espero que não se importem- falo baixo e tímida. 

-Já disse que te amo pequena Bela?- grita Jimin enquanto levanta correndo e me abraça. 

-Bem, esse festival vai ocorrer 10 dias após o  Weekly Idol.- digo me sentando novamente.- Vocês dão conta? 

-Pode deixar com a gente! Ao que parece desde que você chegou nossa sorte começou a mudar.- comenta Jin sorrindo. 

Acabamos o café e os meninos saem para seus afazeres enquanto eu vou realizar os meus. Tudo se mantem em paz, perfeito, até as 17h quando Sun Hee retornou inesperadamente para a casa, ele geralmente costuma chegar com os meninos la pelas 20h, estranhei muito isso. Escuto seus passos duros pela casa, ele parecia estressado, e por eu estar justamente arrumando o seu quarto, resolvo ir para o meu para não ter o desprazer de lhe encontrar neste momento. Mas, exatamente quando estou saindo, dou de encontro com Sun e seu rosto estava transfigurado de raiva, parecia um demônio, eu realmente estava assustada. 

-Oi Sun, é... eu já terminei seu quarto pode.... 

-CALA A BOCA PIRRALHA!- grita com ferocidade- Você não vai a lugar nenhum! 

-O que? Co..como assim?- gaguejo recuando assustada tentando calcular um jeito de fugir.

-Você acha mesmo que eu não ficaria sabendo, que eles não me contariam? Você é muito inocente, mas sabe essa inocência sua é até atraente.- fala Sun passando a mão em meu rosto. 

-Eu não sei do que você está falando Sun. 

-Sabe sim, você fez o que eu disse para não fazer de novo, arranjou mais um show. Assim você está estragando meus negócios, pequena. -fala fechado a porta atras de sí.-Sabe o que se faz com garotas desobedientes Bela? 

-Não.- falo de olho fechado pensando em como fugir. 

-A gente puni! 

Ao falar isso Sun vem para cima de mim abruptamente e me derruba em sua cama, eu esperneio e tento chutar no meio de suas pernas e dou socos em seu estomago e rosto na tentativa dele me soltar. Contudo, ele é muito mais forte que eu e ele consegue me imobilizar, ele retira seu sinto e amarra minhas mãos na cama para eu não fugir e tapa minha boca com sua mão para abafar meus sons, mas eu a mordo forte a ponto de sair sangue, ele grita de dor e a tira porém, então, ele põem um pano na minha boca e diz: 

-Quanto mais você dificultar, pior para VOCÊ será.- disse abaixando suas calças. 

"ISSO NÃO PODE ESTAR ACONTECENDO! DEUS ME AJUDE!" 

Lutei e lutei ate o final do ato, mas, por estar sozinha na casa, de nada adiantou, me senti suja, imunda, com tanta dor e um sentimento de solidão que me consumia. Era como se eu sentisse a morte dentro de mim.

-Se quiser permanecer aqui lindinha, nada de contar para os seus namoradinhos o que houve, entendeu?- Sun falou isso agarrando forte meu rosto.

Guspo em seu rosto e digo com raiva: 

-Vai a merda! 

Tomo um banho de cerca de 1h e nem isso me fez me sentir menos imunda.

"Como ele ousa! Eu tenho que fazer algo! Mas o que? Sendo ilegal não posso ir na polícia... A MAS IREI PENSAR EM ALGO!"

Eu estava em meu quarto chorando já havia um certo tempo quando a porta do mesmo abre e por ela entra Yoongi, que ao ver meu pranto, fecha a porta e corre até mim, me abraçando tão forte e de tal maneira que parecia que  queria tirar a dor que havia em mim e passar para ele. Me envolveu e me protegeu contra seu peito acariciando meus cabelos, cantando uma canção bem baixinha, uma que eu não conhecia mas muito linda que falava sobre um amor distante, quase impossível. Ele ficou assim comigo fazendo com que eu me acalmasse pouco a pouco.

" Logo ele me ajudando!" 

-Ei, o que houve Bela?- pergunta ele com o rosto sério tentando me decifrar. 

E agora, o que eu digo?


Notas Finais


Capítulo TENSO!
E ai será que vai surgir um triangulo amoroso?
O que será que Sun esconde?
E por fim, será que ela contará ao Yoongi o que houve? Aguardem o proximo capítulo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...