História Sonhos impossíveis não existem - BTS - - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Bangtanboys, Bts, Coréia Do Sul, Realidade, Romance, Sonho
Visualizações 19
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie de novo, olha eu com mais um capitulo.

O carinha da foto é o correto q falo na fic KKK

preciso falar com vcs nas nota finais

Boa leitura a todos! ❤

Capítulo 57 - Como assim?


Fanfic / Fanfiction Sonhos impossíveis não existem - BTS - - Capítulo 57 - Como assim?

~ 2 meses depois ~

Já se passaram 2 meses, e a cerca de 1 mês voltamos do Brasil, a rotina diária dos meninos voltou, e a minha está um pouco diferente, não posso mais ir aos show, por enquanto, devido aos haters, nem na rua eu posso sair que tem aquelas que ficam prontas para me apedrejar, Jimin, Jin e Tae também estão sofrendo com isso tudo, afinal, eles também sofrem diversas ameaças e xingamentos das sasaengs, confesso que estou a ponto de explodir, mas como o CEO e o Manager estão do lado dos meninos, as coisas acabam ficando mais fáceis.

A Carol e a Lolo estão quase terminando o Ensino Médio. Falta mais 1 mês para que todos entrem em férias, e possam vir nos visitar. Jimin deixou um amigo dos pais dele procurando uma boa casa para que eu possa comprar. Hoje a noite ele vem aqui no dormitório dos meninos para mostrar as opções para que eu possa escolher uma ou apenas fazer o que tenho feito nos últimos meses. Falar não!

A ideia de trazer todos para morar aqui, permanece intacta na minha cabecinha, e to torcendo para que meus pais aceitem, afinal, eles quem mandam e desmandam em meus irmãos.

Converso com todos lá do Brasil diariamente, é bom ouvir a voz de cada um, apesar de ser via telefone, é bom. A Carol está animadíssima pois já havia tido uma conversa com seus pais e decidido que após terminar o Ensino Médio ela viria para a Coréia cursar administração, mesmo receiosos eles aceitaram, afinal, eu moro aqui, o Tae mora aqui, ela nunca ficará desamparada. A Lolo ainda tenta convencer mamãe e papai para que possa vir também, mas sem sucesso, mal sabe ela que estou planejando algo maior ainda.

Bom, já são 16:00 aqui, os meninos ainda não voltaram da Big Hit, estou preparando o jantar, quero elaborar algo bem saboroso mas não sei o que fazer, acho que farei pratos brasileiros, os meninos amam.

As horas foram passando e o jantar estava quase pronto, faltava a lasanha terminar de assar, olhei no relógio e vi que levei praticamente 2 horas para cozinhar tudo. Os meninos já perguntouara chegar, logo ouvi a campainha tocando, fui ver quem era e me deparei com o Min Joo, o corretor amigo dos pais. O cumprimentei, pedi para que ele entrasse e sentasse no sofá, assim ele o fez.

Não importa quantas vezes eu o veja sempre irei acha-lo lindo, ele é um homem com um pouco mais de idade, no auge dos seus 30 anos, cabelos pretos, sorriso encantador. E tem um porte físico muito vantajoso, mesmo eu sendo comprometida é impossível não enxergar a beleza exuberante dele.

MJ: - Eles vão demorar muito? – perguntou impaciente e eu neguei com a cabeça – Hum.

S/n: - Em breve eles estarão aqui ahjussi. – digo Sorrindo e logo ouvindo um barulho na porta - Oh, eles chegaram. Meninos, olha quem já está aqui. – digo apontando para o sofá, no mesmo instante eles o cumprimentaram – Bom, agora já que estão todos aqui, e todos limpinhos, certo? – eles assistiram – Vamos comer. – digo indo em direção a sala de jantar – Terminei a pouco tempo, então não está frio. Ah, é comida brasileira.

Jin: - Que saudade desse alimento divino. Obrigado dongsaeng! – eu sorri em resposta –

MJ: - Oh, finalmente vou provar da comida brasileira, cozida por uma brasileira. – ele sorri – O que são todas essas coisas? – ele pergunta curioso, expliquei exatamente cada alimento presente e ele os provou, amou cada um e agradeceu pela refeição – Agora que já nos alimentamos, quero mostrar-lhe as casas que encontrei na faixa de preço desejada. Temos essa de dois andares como você solicitou. – ele mostrou fotos e cada detalhe da casa, e pela primeira vez eu amei, ela aparentava ser muito aconchegante, era próximo daqui, grande e me lembrava a casa do Brasil. Ele me apresentou mais duas, mas a primeira já havia ganho meu coração – Bom, foram essas que encontrei dessa vez. – ele sorriu –

S/n: - E finalmente eu tenho uma resposta. – sorri e todos me olharam ansiosos – Essa primeira aqui. Ela me lembra muito a minha casa do Brasil, e aparenta ser muito aconchegante. Quero fechar negócio, é essa mesmo.

MJ: - Que bom que escolheu essa, ela é a melhor da região. Amanhã as 14:00 te espero no meu escritório para assinarmos os contratos. Você pode ir?

S/n: - Posso sim, não vai ser fácil, mas eu irei. – sorrio – Então amanhã as 14 hrs!

MJ: - Sim, isso mesmo. Bom, agora vou ir, tenho um encontro numa balada, daqui a pouco. – ele sorriu, apesar da idade ele ainda agia como um adolescente – Boa noite meninos, boa noite senhorita, nos vemos amanhã. – ele diz saindo pela porta –

JM: - Amor, também gostei daquela casa, foi a que mais me cativou dentre todas que já vimos. Fico feliz por tê-la escolhido.

S/n: - Eu também amor. E vocês meninos, o que acharam??

Jin: - Eu amei S/A, muito linda. Acho que seus pais irão amar.

RM: - Eu também gostei muito, acho que todos gostamos. Né meninos? – todos concordaram – Bom, agora vou para meu quarto, estou muito cansado hoje, só quero dormir. Obrigado pela refeição moça. Boa noite a todos. – ele diz subindo as escadas –

JH: - Também vou dormir, estou cansado, o dia foi puxado. – ele riu – Boa noite pessoas!

S/n: - Todos vão dormir? – recebi uma resposta positiva de todos, até mesmo de Jimin, parece que o dia foi cansativo hein. – Poxa, então também vou, boa noite. – digo subindo as escadas e todos me acompanharam, entrei no quarto e fui trocar de roupa e fazer minha higiene – Amor, aconteceu algo que todos estão estranhos? Ou é só cansaso mesmo? – pergunto enquanto termino de por meu pijama –

JM: - Não é nada amor, só sono. - ele diz, mas não acreditei -

S/n: - Park Jimin, eu te conheço. Não mente pra mim. - insisto -

JM: - Tá... Nosso manager disse que teremos que tomar uma decisão sobre nossos namoros. Ou rompemos ou casamos de uma vez. Não entendi o que ele quis com isso, se houver casamento, talvez as fãs se revoltem mais. Todos estamos sem saber o que fazer, ninguém quer casar a força. Amanhã vamos conversar com ele novamente e esclarecer tudo.

S/n: - Amor, agora não sei nem o que dizer. Eu quero casar com você, mas não dessa forma. – disse o abraçando – Mas saiba que independente do que acontecer estarei ao seu lado – sorri forçado – Eu te amo e sempre estarei com você.

JM: - Eu não quero terminar com você amor, prefiro casar, nem que seja amanhã mesmo. Não vivo sem você! Mas amanhã vamos conversar com ele e com o CEO e esclarecer todo. Agora vamos dormir, estou cansado. Boa noite princesa. – ele diz virando para o lado, não sei o que fazer, pensei que eles estava nos apoiando. Eu quero casar com Jimin, mas não dessa forma, forçado. Fiquei pensando e repensando, até que adormeci -


Notas Finais


Bom, o capítulo tava meio Chatinho né? Mas foi necessário para o desenrolar do final da fic. Sim, ela está no final, mais uns 10 ou 15 capítulos para que acabe de vez.
Estou triste, mas estou feliz.

To triste, tipo vi que perdi uma gigantesca parcela de leitores, sinto falta sabe. Mas né.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...