História Sonic Riders - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sonic The Hedgehog, Sonic X
Tags Sonic
Exibições 56
Palavras 1.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Esporte, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ta ai mais um cap, espero que gostem

Capítulo 12 - A casa de Amy


No caminho, Sonic tentava falar qualquer coisa que vinha em sua mente para fazer com que ela esquece do que ocorreu na escola, ela o respondia normalmente e ria das piadas dele, porem ela não parava de pensar no que ocorreu. Aliás quem conseguiria, ela corria um grande risco de ser tornar “escrava” de John e de sua gangue, mesmo confiando em seus amigos isso não a deixava mais tranquila.

Então o celular de Sonic toca, ao pegar ver que é uma ligação de sua irmã.

Sonic: Licença. Fala enjoou.

Sonia: Pode passar para a Amy?

Sonic: Claro. Amy, a minha irmã quer falar com você.

Amy pega o celular e começa a falar com ela.

Amy: Sim?

Sonia: Pretende contar aos seus pais?

Amy: Claro que não!

Sonia: Se quiser eu posso dar um jeito em sua roupa rasgada.

Amy: Seria muito bom. Quando eu levo?

Sonia: Pode ser hoje.

Amy: Mas eu não sei onde você mora.

Sonia: Os seus pais estão em casa?

Amy: Não, eles estão trabalhando a esta hora, a empregada já deve também ter ido embora.

Sonia: Bem para não correr nenhum risco, seria bom se Sonic ficasse um pouco em sua casa, se não incomodar é claro.

Amy: (Corada.) Ele lá em casa...

Sonia: É, Shadow deu ideia, eu também havia pensado nisso. Mesmo que o irmão dele tenha dito não custa se prevenir.

Amy: (Corada.) Claro... sem problema, ele pode sim.

Sonia: Ótimo, então vocês vêm para casa depois que almoçarem, pode por ele para fazer alguma coisa, por incrível que pareça ele sabe cozinhar, juízo em.

Amy: (Mais corada ainda.) Está bem! Tchau!

Ela desliga na cara de Sonia e devolve o celular.

Sonic: O que ela queria?

Amy: (Corada.) Ela disse que seria bom você ficar em casa para poder almoçar.

Sonic: Não quero incomoda-la.

Amy: (Corada.) Não imagina, não incomoda não.

Sonic: Então tá!

Quando eles chegam na casa de Amy, Sonic fica impressionado ao ver o tamanho da residência, quase entra de calçado, mas percebe e tira logo e deixa suas coisas do lado da porta.

Sonic: Nossa, eu achei que eu iria para uma casa, não para uma mansão.

Então Amy o convida para entrar. Ao estarem dentro da casa, era bem maior ainda, não era uma mansão, mas era um lugar muito grande para três pessoas morarem lá. Ela diz que sempre recebe visita da família que não é nada pequena. Sonic já se impressionou com a entrada, ela o leva para a cozinha, fica mais uma vez boque a aberto ao ver.

Amy: Nossa, você está legal?

Sonic: Ainda não via a casa toda e já gostei muito dela. Imagino Sonia aqui, ela iria pensar em fazer um baita de uma festa.

Amy: Bem pode se servir, te mostro onde fica os pratos. Fique à vontade e não fique com vergonha de pegar. Tem algo que não gosta de comer.

Sonic: Só comida estragada, pois do resto como tudo, até queimada.

Amy: Tudo bem então, eu vou tomar um banho e logo desço.

Sonic: Tá bom.

Ela o deixa e vai direto para o banheiro, e ainda não acreditava que ele estava lá em sua casa, ela até suspirou de alivio, pois, seu pai não estava presente, assim ela não levaria um esporro de levar alguém que os país não tem noção da existência.

Ela toma seu banho, estava realmente nervosa pois não sabia o que falar com ele, dês da escola era ele que puxava papo, ela não falava quase nada pois estava sem ideia.

Amy: (Pensando.) Será que Rouge está correta sobre ele, de que eu... acho mesmo que estou sentindo algo diferente por ele. Mas será que estava tão na cara assim? Será que ele notou? Bem sempre que fico vermelha eu olho para baixo, e ele notou que sou tímida então.... Tá deixa isso para lá.

Assim que termina de tomar seu banho, se envolve com a toalha e vai para o seu quarto, por um instante ela ficou preocupada dele começar a explorar a casa e a ver daquele jeito. Então ela imagina uma cena dele subindo as escadas e a vendo assim. Mas logo volta para a realidade e vai para seu quarto se trocar.

Assim que desse, ela o vê sentado na mesma cadeira em que estava mas agora com seus fones de ouvido bebendo o suco que ela o ofereceu, ele a ver então tira os seus fones.

Sonic: (Sorrindo.) Nossa, demorou hem. Deu para ouvir um álbum inteiro aqui.

Amy: Não enche.

Ela faz o seu prato e senta na frente dele.

Amy: Se quiser mais pode pegar.

Sonic: Não valeu, estou satisfeito.

Amy: Gostou?

Sonic: Claro estava uma delícia. Quem fez?

Amy: A nossa empregada.

Sonic: Tendi.

Eles ficam um tempo em silencio, até que ela resolveu falar.

Amy: A quanto tempo anda de Rider?

Sonic: Está preocupada de eu não dar conda dos caras?

Amy: Não, não é nada disso, só estou curiosa.

Sonic: Já faz uns 6 anos.

Amy: Nossa!

Sonic: É, eu conheci um cara que andava, viramos amigos, Tails e Knucks conhecem ele. Gente boa, ele me ensinou tudo sobre o esporte, sem contar que foi ele quem me deu aquele S-Rider.

Amy: Legal. Eram tão amigos assim?

Sonic: Quase como irmãos, nós todos, eu fiz uma promessa a ele de quando eu conseguisse um Rider, iria montar um time e correr contra ele no Grand Prix.

Amy: Já tem um?

Sonic: Agora sim, Tails e Knucks sempre estiveram, agora tem o Shadow e o louco do Silver.

Amy: Foi mal por fazer que a sua primeira corrida seja assim.

Sonic: A culpa não é sua. Mesmo se eu não tivesse um time eu iria lhe ajudar.

Ela sorri para ele.

Sonic: A quanto tempo você conhece eles?

Amy: Eu conheci primeiro Shadow, isso quando eu tinha meus 6 anos, por isso que nós consideramos irmãos, depois eu conheci a Cream, que me apresentou Maria e Blaze, depois Shadow apresentou-me Rouge e assim fiz com que ela conhecesse as outras meninas. Silver foi Blaze que nos apresentou, já o Tails e o Knuckles os conhecemos após uma corrida de Shadow contra o Knuckles.

Sonic: Knuckles perdeu não é.

Amy: Sim.

Sonic: Haha!

Amy: E você a quanto tempo os conhece.

Sonic: Eu te conheci a pouco tempo, o mesmo da maioria.

Amy: Seu bobo, não estou falando da gente.

Sonic: Eu sei, o Tails o conheci primeiro, eu o considero meu irmão, depois veio o Knuckles, também o considero meu irmão.

Amy: Legal!

Assim que ela termina de comer se levanta para lavar seu prato e seu copo, Sonic faz o mesmo com seu copo pois já havia lavado seu prato. Nisso Amy sobe para seu quarto pegando uma sacola onde havia sua roupa rasgada e vai para o banheiro escovar seus dentes, assim que volta ela joga o casaco de Sonic em sua cara.

Sonic: Valeu.

Amy: De nada.

Ao saírem da casa.

Amy: Onde você mora?

Sonic: É um pouco longe, mas dá para chegarmos a tempo de eu me arrumar.

Amy: Longe quanto?

Sonic: Relaxa.

Sonic sobe em cima de seu S-Rider e amarra seu casaco na cintura e pega Amy no colo na qual fica muito vermelha.

Sonic: Vamos chegar lá rapidinho.

Amy: Espe...

Ele acelera com tudo, ele fica com medo no começo mas vê o qual bom ele é. Ela olha para ele, na qual seguia em frente sem medo de bater, mesmo carregando alguém ele controlava muito bem seu Rider, ela então o abraça mais forte, ele percebe e sorri.

Continua....


Notas Finais


espero que tenham gostado, até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...