História Sons do coração - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun
Tags Colegial, Hunhan, Idol, Luhan, Musica, Sehun, Selu
Exibições 171
Palavras 3.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


SURPRESAAAAAAAAAAAA~
Olha só quem voltou... Eu mesma!!!! Espero que me perdoem pelo atraso, estava em última semana de aula e acabei me atrapalhando e não consegui estudar/escrever/fazer trabalho. Mas agora está tudo mais calmo <3
Eu não iria postar hoje, mas não aguentei hehehe
Espero que gostem do capítulo, podem começar teorias e me contem tudinho >< Ao chegarem em um determinada parte do capítulo, vocês verão que a frase está em itálico e há um asterisco tanto no final quanto no início da mesma, é só para demonstrar que é outra pessoa ok?

Tenham uma boa leitura <3

Capítulo 21 - Almoço


Fanfic / Fanfiction Sons do coração - Capítulo 21 - Almoço

Por algum motivo - que no fundo eu sabia muito bem qual era - eu havia acordado mais cedo do que eu esperava. Antes de começar a arrumar e preparar qualquer coisa, eu precisava avisar a Sra.Choi que teremos companhia para o almoço.

 

 

Entrei em seu quarto de forma sorrateira e fui me aproximando de sua cama bem devagarzinho. Para minha sorte e azar da Sra.Choi ela possuía a mania de dormir toda encolhida. O que facilitava muito o jeito que eu iria acordá-la.

 

 

Sem esperar mais eu pulei em sua cama e comecei a balançá-la ao mesmo tempo em que dizia que estava na hora de acordar, o dia estava lindo e teríamos muito que fazer. Me levantei de sua cama  e abri as cortinas para que a claridade invadisse seu quarto.

 

 

— Olha Lu Han, eu espero que você tenha um ótimo motivo para ter me acordado desse jeito, porque se você não tiver, coloco você para fora dessa casa. - Ela diz enquanto se sentava.

 

 

— Você não seria capaz de fazer algo assim.

 

 

— Tenta a sorte então. - Olhando em seus olhos, parecia que ela teria coragem mesmo de isso.

 

 

— Enfim... Eu te acordei desta forma porque o Sehun irá vir almoçar aqui. Ele disse que já estava na hora de conversar com a senhora.

 

 

— E por que você só me avisou agora? Levanta dessa cama e começa a arrumar a casa. 

 

 

— Eu esqueci! Precisamos ver o que iremos preparar para o almoço também.

 

 

— Eu já sei o que podemos fazer, mas você precisará ir ao mercado comprar as coisas porque não temos nada aqui.

 

 

— Me passe uma lista de tudo o que está faltando e eu irei comprar. - Vi que ela estava surpresa com minha fala. — Ontem eu recebi o pagamento pelas fotos da revista, então não se preocupe. As coisas estão melhorando. Antes que eu me esqueça, pelo amor de Deus, não vista aquele seu vestido de arco-íris, ele é horrível, não sei como você teve o mal gosto de comprá-lo.

 

 

— Lu Han... Some daqui. AGORA!

 

 

Saí de seu quarto rindo e correndo antes que ela jogasse alguma almofada em mim.

 

 

Iria começar a arrumar a casa pelo meu quarto. A casa em si não estava bagunçada, mas dar mais uma arrumadinha nunca é de mais.

 

 

_________*_________

 

 

Após ter terminado de ajeitar a casa, fui para o meu quarto e troquei de roupa rapidamente. Eu precisava me apressar se quisesse que tudo ficasse pronto a tempo, ainda teria que literalmente fazer compra ajudar a Sra.Choi a preparar a comida e obviamente tomar banho.

 

 

Peguei minhas chaves que estavam em cima da mesinha da sala e saí correndo em direção ao mercado, que não ficava nem um pouco longe de casa.

 

 

Um pouco antes de sair, a Sra.Choi havia me entregado uma lista com tudo o que estava faltando. Realmente, tudo estava faltando. Peguei um carrinho e fui de corredor em corredor em busca daquilo que havia na lista. Eu odiava fazer essas coisas, ainda mais sozinho, só aceitei vir porque seria um almoço importante.

 

 

Assim que terminei de comprar tudo o que precisava, precisei pedir para que entregassem em casa, porque eu não teria como carregar sozinho. O dinheiro que eu havia recebido pelas fotos publicadas, foi quase por inteiro só nas compras. Não me lembrava que as coisas possuíam um custo tão alto.

 

 

Estava a poucos metros de casa, mas já conseguia ver que já estavam entregando as compras. Foram rápidos. Quando cheguei, eles já estavam se despedindo. 

 

 

Fui para a cozinha e comecei a ajudar a Sra.Choi a aguardar e deixar as coisas que precisaríamos para fazer o almoço. Faltava menos de meia hora para que Sehun chegasse, o almoço estava na metade e eu ainda queria preparar alguma sobremesa. A cada ingrediente que eu adicionava, eu olhava para o relógio, já queria entrar em desespero por não dar tempo de terminar o almoço e fazer a sobremesa.

 

 

— Lu Han, pode deixar que eu irei terminar aqui. Suba, tome um banho e relaxe. 

 

 

— Tem certeza que consegue terminar sozinha? 

 

 

— Mas é claro que sim. Vai logo.

 

 

 

_________*_________

 

 

 

Ao terminar de colocar meu tênis, ouvi a campainha tocar. Quando estava para descer as escadas, encontrei com a Sra.Choi e a mesma disse que estava indo se arrumar.

 

 

Abri a porta e dei de cara com um Sehun todo sorridente. Dei espaço para que ele pudesse entrar.

 

 

— Boa tarde Lu. - Ele disse logo me dando um rápido selar. — Me desculpe, mas dessa vez as flores não são para você.

 

 

— Boa tarde. - Respondi com um pouco de vergonha por seu ato repentino. — Sabe que eu não me importo com presentes. Vem, vamos para a cozinha. A Sra.Choi já deve estar descendo.

 

 

Nos sentamos um ao lado do outro, começamos a conversar animadamente e só paramos ao ouvir mais uma voz no local. Senti Sehun gelar ao meu lado, pela primeira vez, tomei incentivo e segurei sua mão para demonstrar que tudo daria certo.

 

 

Como forma de respeito, Sehun reverenciou-se diante a Sra.Choi que fez o mesmo. 

 

 

— E-Eu trouxe... Essas flores para a sen-senhora. - Sehun disse estendendo as flores para que minha mãe as pegasse.

 

— Obrigada querido. - Respondeu enquanto pegava o buquê. — São lindas. Irei colocá-las imediatamente em um vaso.

 

 

— Enquanto isso, eu irei servir o almoço. 

 

 

Após distribuir os pratos, copos e talheres coloquei a comida em cima da mesa para que cada um pegasse a quantidade que preferisse.

 

 

— Nós temos Bulgogi e Bibimbap. Já podem se servir. - Disse voltando a me sentar ao lado de Sehun.

 

 

— Parece estar delicioso. Obrigado por ter me recebido tão bem, senhora. - Sehun sorriu.

 

 

— Pode me chamar de mãe também, querido. É um prazer tê-lo aqui conosco. Vamos, sirva-se. Não precisa ter vergonha. - Eu olhava a interação dos dois com um sorriso enorme no rosto.

 

 

Comíamos em silêncio. Eu conseguia sentir a tensão no ar, ao ver a Sra.Choi olhar para Sehun e o mesmo abaixar seu olhar, pensei que seria melhor quebra o clima, mas eu mesmo me encontrava tenso. Podia ver a Sra.Choi dar leves sorrisinhos, o que me fazia pensar se isso era bom ou ruim.

 

 

Assim que terminamos de comer, Sehun agradeceu pela comida e disse que a mesma estava muito boa. Tanto eu como a Sra.Choi agradecemos. Levantei-me para recolher os pratos e os lavar.

 

 

— Meu pequeno, irei levar o Sehun para sala ok? Não demore. 

 

 

Nem preciso dizer que gelei na hora que eu a ouvi proferir tais coisas. Apenas assenti com a cabeça e vi Sehun me lançar um olhar desesperado. Eu só podia rezar no momento.

 

 

_________*_________

 

 

— Sehun, fique a vontade. Apenas relaxe, eu não irei fazer nada com você. A não ser que seja necessário.

 

 

Sehun e Sra.Choi sentaram-se frente a frente. O único som que eles ouviam era da música que Lu Han havia colocado para tocar enquanto arrumava a cozinha. 

 

 

 

— Então, eu lhe chamei para conversa porque eu me preocupo com o Lu Han. Como você foi com ele até Ulsan, creio que já saiba da história da família Lu e que consequentemente eu não sou a verdadeira mãe de Lu Han. Lu Han é um ótimo garoto e você já deve ter percebido isso. Ele se preocupa com tudo e com todos, mesmo que ele não goste da pessoa, ele a ajuda. Muitas vezes o carinho e o amor que ele dá para as pessoas o machucam, porque as pessoas só se aproximam por puro interesse. O Lu Han se apega e acredita nas coisas muito facilmente e eu me preocupo mais ainda devido a isso. Meu pequeno já sofreu tanto e eu não quero mais que ele sofra. Já está na hora dele ser amado também, eu sei que o meu amor para com ele é de mãe e filho, de amigos, as vezes parece que estamos brigando, mas é uma forma que adoramos conversar já que realmente nunca chegamos a brigar. Só outra pessoa poderá lhe dar outro tipo de amor. Do fundo do meu coração, eu espero que essa pessoa seja você Sehun. No começo, tanto eu quanto Lu Han o odiávamos, mas para ele ter se aproximado de você, é porque você se mostrou uma pessoa de confiança. - Ela fez uma pequena pausa. Sehun ouvia atentamente tudo o que ela falava não se atrevia a interromper ou até mesmo piscar. — Quando Lu Han me contou que estava confuso em relação aos sentimentos dele, percebi que já era hora de conversarmos seriamente e nessa conversa ele me contou tanto sobre os seus sentimentos quanto os de Chen. Eu disse para ele que o apoiaria independente de sua escolha e é o que farei. Eu estou te dando o meu voto de confiança, Sehun. Espero que não faça com que eu me arrependa porque se eu souber que você machucou Lu Han, é melhor nunca mais aparecer na minha frente outra vez ou eu mesma acabo com você. Posso ser velha, mas ainda possuo muita força.

 

 

— Eu compreendo o seu lado Sra.Choi O que eu menos quero é machucar Lu Han. Eu sei que o nosso relacionamento poderá ser um pouco complicado devido a minha carreira e a carreira de Lu Han que está se iniciando, mas tomarei todo o cuidado possível. Com o Lu Han, eu realmente descobri o que é amar alguém, pode parecer que eu esteja indo muito rápido ao dizer que o amo, mas para mim essa é a verdade e sempre será. No início eu fiz muitas coisas erradas e com as palavras duras que Lu Han dirigia a mim, comecei a repensar em tudo. A primeira vez que o beijei não era porque eu realmente gostava dele, mas fora num momento de raiva e agi por impulso. Logo depois disso ele não saia de minha cabeça, toda vez que eu possuía um momento de folga ou estava apenas distraído, a primeira coisa que vinha em minha mente, era uma imagem de Lu Han sorrindo. Eu percebi que se eu não mudasse por mim mesmo, eu o perderia e eu não queria isso. Lu Han me ensinou muito e eu sei que poderei aprender muito ao lado dele ainda. Eu irei amá-lo e protegê-lo com tudo o que tenho. Muito obrigado por me dar esse voto de confiança. Prometo que não irei decepcioná-la. 

 

 

— Eu fico muito feliz em ouvir isso, Sehun. Lu Han é minha preciosidade e eu odiaria vê-lo quebrar por causa de outra pessoa que não soube o valorizar. Bom, agora que já disse tudo o que queria, vamos chamar o Lu Han, ele já deve estar até cantando e dançando enquanto arruma a cozinha. 

 

 

_________*_________

 

 

Eu estava distraído arrumando a cozinha quando ouço uma risadinha baixa. Senti meu rosto esquentar assim que virei e vi Sehun e a Sra.Choi me olhando.

 

 

— Eu não te disse? Ainda bem que dessa vez ele não se empolgou muito. Dá última vez, ele estava usando uma colher com microfone, ele incorporou de tal forma que parecia que estava se apresentando de verdade. Preciso começar essas coisas.

 

 

— Nossa Lu Han, obrigado por ter limpado a cozinha... Não há de que mãe. - Digo cruzando meus braços e fazendo bico. O que aumentou ainda mais a risada de ambos.

 

 

— Não começa Lu Han. Não fui eu quem trouxe visita. Mas obrigada por limpar, Lu Han.  

 

— Dá próxima vez não trago mais também. Já vou até avisar ao Xing para desistir de vir aqui. - Sehun nos olhava com um sorrisinho em seus lábios.

 

 

— Você é um abusado isso sim! Só não falo mais nada porque quero conversar muito com o fofo do Xing. 

 

 

— A relação de vocês é incrível. - Sehun disse entrando na conversa. - Tanto eu quanto a Sra.Choi sorrimos para Sehun. 

 

 

— Bom, eu irei para o meu quarto. Foi um prazer passar esse tempo com você Sehun. Espero que venha mais vezes, a porta de nossa casa sempre estará aberta para você.

 

 

— Eu que agradeço por ter me recebido tão bem. O almoço estava delicioso. Irei visitá-la sempre que puder.

 

 

— Ficarei feliz em recebê-lo. Lu Han se quiser dar uma volta com Sehun, pode ir. Agora, com licença.

 

 

— Ah, antes que eu me esqueça. - Foi a minha vez de interferir. — Eu falei para a senhora não usar esse vestido. Coitado do Sehun terá pesadelos a noite.

 

 

— Você fala isso, mas sei que queria o vestido para você. Se contente e vai se divertir com seu namorado.

 

 

— Deus me livre usar essa coisa horrorosa. - Digo abraçando-a. — Até mais tarde. 

 

 

Segurei na mão de Sehun e o puxei para fora da casa. Eu sabia que a Sra.Choi iria querer atacar algo em mim.

 

 

— Bom. Não tem muita coisa para se fazer aqui, mas tem uma sorveteria maravilhosa e uma praça linda. Que tal? - Digo assim que parei de puxá-lo.

 

 

— Por mim está ótimo.

 

 

_________*_________

 

 

Como a sorveteria ficava meio que em um local mais afastado, pudemos ficar a vontade e Sehun não precisou se esconder ou qualquer outra coisa do tipo. Claro que as pessoas da sorveteria o reconheceram e pediram autógrafos e, um por um Sehun fora assinando. É um trabalho realmente magnífico.

 

 

Enquanto tomávamos sorvete, comentávamos alguma besteira aqui e ali, o que nos arrancava diversos risos. Era muito bom passar um tempo assim com Sehun, me fazia muito bem.

 

 

— Como foi a conversa com minha mãe? Deu tudo certo né?

 

— Sim, Lu. A conversa foi ótima, ela disse tudo o que eu queria e depois eu. E eu vejo o quanto ela e seus amigos se preocupam com você. Diria até que sinto um pouco de inveja.

 

 

— Inveja? Mas por quê?

 

 

— O meu único amigo viaja muito assim como eu, mas ao contrário de mim, ele é um dançarino profissional. Faz muito tempo que não o vejo e bem, minha relação com meus pais ainda permanece a mesma. 

 

 

— Não fique triste. Nunca é tarde para recomeçarmos. Já pensou em conversar novamente com seus pais? Tenho certeza que eles ficariam em lhe receber novamente. Mesmo que seu amigo esteja longe, ele está sempre com você. Em seu coração. Eu lembro que Chen me falou que mesmo rodeado de muitas pessoas, vocês se sentem sós e quase não conseguem ter algo verdadeiro com outra pessoa. Mas você não está sozinho, tem a mim, seu manager, minha mãe, seu amigo, Yixing e Chen.

 

 

— Eu duvido muito que JongDae seja meu amigo, mas tudo bem. - Nós dois rimos e voltamos a tomar nossos novos sorvetes. 

 

 

*Então é por aqui que você anda se escondendo Sehun... Nunca imaginei que logo alguém como você estaria por essa redondeza, ainda mais tão próximo assim de um garoto... Quem diria não é mesmo? Espero que esteja seguro de suas escolhas porque se fosse eu... Não estaria. Me aguarde com muito carinho*

 

 

Após terminarmos nossos sorvetes, fomos até a praça que eu havia comentado. Conversamos um pouco e quando um silêncio gostoso nos rodeou, tivemos a ideia de ouvir alguma música. Still Loving You. Eu amo essa música. 

 

 

Levantei minha cabeça e comecei a observar as nuvens que iam passando. Comecei a me perder em meus próprios pensamentos e só me dei conta quando senti algo pingar em meu rosto. 

 

 

— Lu, acho melhor irmos. Vai começar a chover. - Assenti e começamos a andar em direção a minha casa. Sehun entrelaçou nossas mãos. Eu me sentia protegido, mas tinha receio de que alguém nos visse.

 

 

O tempo havia virado de uma maneira tão rápida...

 

 

Faltavam poucas quadras para que chegássemos até a minha casa, a chuva começara a aumentar e então nos apressamos mais ao andar. Mas nossos esforços foram em vão quando a chuva despencou de uma vez. Começamos a correr para que não ficássemos mais molhados do que já estávamos. 

 

 

Pouco tempo depois já nos encontrávamos na porta de minha casa.

 

 

— Bem... Chegamos... - Disse abaixando minha cabeça. — Você não quer... Entrar para se secar e tomar alguma coisa? - Complementei levantando minha cabeça e olhando em seus olhos.

 

 

—  Eu... Aceito.

 

 

Retiramos nossos sapatos e fomos em direção as escadas. Pedi para que Sehun entrasse em meu quarto enquanto eu ia avisar a Sra.Choi que já havíamos retornado. 

 

 

Voltei para o meu quarto e vi que Sehun observava tudo com muito cuidado. 

 

 

 — Sinta-se em casa. - Pude ver que ele levou um pequeno susto e soltei uma risadinha. — Irei pegar uma toalha e ver se encontro alguma roupa que sirva em você.

 

 

Terminei de arrumar as coisas tanto para Sehun quanto para mim e o informei que poderia usar meu banheiro, eu iria usar o outro.

 

 

Voltei para o meu quarto e vi que Sehun estava sentado em minha cama mexendo em seu celular. 

 

 

— Você tem alguma preferência de bebida? - Perguntei enquanto ia em sua direção.

 

 

— Bem... Eu não recuso um café. - Ele riu.

 

 

— Parece que é seu dia de sorte então. Porque somos todos viciados em café aqui. Vamos?

 

 

— Todo dia é meu dia da sorte. - Ele diz selando nossos lábios. — Vamos.

 

 

Sehun se sentou enquanto eu fui preparar nossos cafés. Assim que terminei, fomos até a sala para assistir alguma coisa. Demos sorte, estava passando O Caçador e a Rainha do Gelo

 

 

Subi rapidamente até o quarto da Sra.Choi e vi que a mesma assisti a alguma novela que passava na televisão. Avisei que estaríamos na sala assistindo a um filme.

 

 

O filme já havia acabado e eu estava com minha cabeça repousada em suas coxas. Sehun aproveitou para fazer leves carinhos enquanto conversávamos.

 

 

— Eu acabei esquecendo-me de perguntar. - Disse fitando-o. — Como é o nome do seu amigo? Fiquei pensando se seria o mesmo dançarino que acompanho. 

 

 

— O nome dele é Kai. Apelido na verdade. Seu nome mesmo é Kim Jongin. Preciso me preocupar se for ele?

 

 

— EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ É AMIGO DO KAI. MEU DEUS. - Digo me sentando. — Eu queria ter um terço do talento dele para dança. Um dos meus sonhos é conhecê-lo. Ele é carismático, a paixão que ele coloca nos movimentos... Meu deus. Sem contar é claro, ele é lindo. Eu o admiro muito.

 

 

— Não acredito que estou vendo e ouvindo meu namorado surtar por outro cara que ainda por cima é meu amigo.

 

 

— Sehun, você podia conseguir um autógrafo para mim não é? Ou nos apresentar... - Disse pidão.

 

 

— Aish! Eu iria lhe apresentar de qualquer jeito. - Ele disse dando de ombros.

 

 

— Você é o melhor namorado do mundo. - Digo me jogando em seus braços e distribuindo diversos beijos por todo o seu rosto.

 

 

— Eu adoraria ficar e aproveitar esse clima maravilhoso, mas preciso ir para casa. Amanhã temos aula.

 

 

— Sim... Irei levá-lo até a porta. - Eu não queria que ele fosse, mas ainda não tinha coragem o suficiente para dizer. — Assim que chegar me mande uma mensagem

 

 

— Pode deixar. Tenha uma boa noite Lu. Até amanhã. - Ele diz e em seguida me dá um beijo em minha testa. — Na próxima vez, irei levá-lo para conhecer a minha casa. 

 

 

— Ficarei honrado. - Sorri.

 

 

Nos despedimos mais uma vez e logo fechei a porta. Subi para o quarto da Sra.Choi, lhe desejei uma boa noite e fui para o meu quarto. 

 

 

Me joguei em minha cama e destravei meu celular. Já havia mensagens no grupo que Yixing havia criado. Comecei a interagir com eles. Chen havia mandado diversas fotos da Espanha. O lugar era lindo e onde ele estava havia uma linda paisagem. 

 

 

Eu estava para respondê-los quando recebi uma mensagem de Sehun avisando que já estava em casa. Logo em seguida, recebi uma de minha irmã dizendo que queria se encontrar comigo. Respondi a todos e acabei por me despedir. Eu estava morrendo de sono. 

 

 


Notas Finais


Vamos começar as teorias? hahaha
Espero que tenham gostado >.< Quero agradecer imensamente por todos os favoritos! SDC está crescendo tão rápido que me emociono <3
Muito obrigada por todo carinho e apoio <3

Minha outra fanfic: https://spiritfanfics.com/historia/love-is-the-way-6167389

XOXO
~Chuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...