História Sons of Liberty - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Época, Interativa, Revolução América
Visualizações 23
Palavras 269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Luta, Romance e Novela, Slash, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olar!

Então, este não é o primeiro capitulo, infelizmente. Eu precisava avisar isso de alguma forma e não vi outra. Vou apagar esse capitulo em breve, prometo. Vim comunicar que o prazo de entrega das fichas aumentará devido a falta de fichas recebidas. Agora, o prazo vai até o dia 11/09. Se precisar estender novamente o prazo, avisarei. Muito obrigado pela atenção! Sz

(O texto abaixo é literalmente o capitulo anterior republicado, então, não precisam ler, okay?)

Capítulo 3 - 00. Aviso


Cara e prezada população,

Ouçais vós, pois este é um aviso de sua majestade, o rei George III. Após o ocorrido de Boston, um grande motivo para vergonha, o nosso bom rei e o parlamento promulgaram algumas leis para prevenir que outro absurdo como este ocorra novamente. Em resposta, certos cidadãos formaram um Congresso Continental. Então, sua majestade fez questão de pedir para que eu vos comunicasse a respeito de seus pensamentos sobre esse absurdo ocorrido.

O rei pede para que não presteis vossa atenção à ralé que grita e clama por uma revolução. Pede para que nenhum cidadão consciente pegue em armas, pois seria a maior insensatez já cometida no solo americano. Essa ralé não possui os interesses reais em seu coração, agem com uma tamanha selvageria que chega a ser inacreditável. Horrível, inumano, impensável. Escutem as palavras de sua majestade: o caos e o derramamento de sangue não são as soluções para os problemas que enfrentam.

Não deixem que esses loucos e excomungados os desvirtuem. Esse Congresso não fala por mim, não fala pelo rei, não fala pela população. Fala unicamente por si mesmo e pelos seus perigosos interesses e ideais. Eles estão jogando um jogo extremamente perigoso, onde cada cidadão é um peão prestes a ser sacrificado. Rezo para que o rei possa lhes mostrar misericórdia diante de tais atos de rebeldia e traição. Uma verdadeira vergonhas eles deveriam sentir neste momento. O único pedido do rei neste momento é que se mantenham leais a ele, mesmo diante esse tempo terrível que enfrentam em suas terras. Se mantenham unidos e fieis.

Seu obediente servo,

Samuel Seabury".


Notas Finais


:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...