História Soprattutto - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, Jinyoung, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, 3some, Abo, Chanbaeklu, Jackbam, Kaisoo, Markjin, Políamor, Sekai, Sekaisoo, Sesoo, Sulay, Taoris, Xiuchen, Yugyeom
Exibições 2.049
Palavras 1.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei depois de dias didnkesm desculpem eu estava na última semana do meu curso, então meu foco foi mais nele, tirei uma boa nota na minha última apresentação e segundo minha professora eu fui boa, mas então.

Leiam com calma, aproveitem a fanfic.

Capítulo 23 - Ventitrè


 Três dias depois. 


— Eu estou me sentindo melhor hoje. — KyungSoo disse ajudando BamBam no café. 


— Os meninos não dormiram com você? — KyungSoo negou. — Por isso eles não estão aqui como dois carrapatos atrás de você. 


— Ele saíram cedo demais hoje, espero que tomem café. E eu me senti só um pouco sufocado. — KyungSoo assumiu e BamBam riu alto. — Mas só um pouco, os dois sabem ser carinhosos quando querem. 


— Não está sendo difícil? — Bambam perguntou e KyungSoo o encarou confuso. — Viver com os dois e se acostumar, na praia deve ter sido melhor, não é? 


— Os dois são diferentes, mas dá para se conviver. 


— Você já viu os dois brigando? — KyungSoo assentiu. — Não discutindo, brigando mesmo. 


— Não, eles já fizeram isso? 


— Uma vez uns dois anos atrás, eu acho. — BamBam suspirou. — Aquele dia foi louco, quando os dois começam é sempre ruim separar. 


— Ainda bem que eu nunca presenciei e espero não presenciar. — O ômega riu. 


Não demorou para arrumarem a mesa, KyungSoo sentou para tomar café chamando BamBam que por um segundo negou, mas acabou sentando com o ômega e entraram em um assunto sobre faculdade. Jackson estava no quintal na parte de trás arrumando algumas coisas e por isso não entrou para o café, também havia tomado ao sair de casa quando BamBam preparou. 


Enquanto os dois ômegas conversavam não perceberam quando a porta da frente foi aberta, só se deram conta quando começou uma gritaria na sala e sons de coisas caindo. KyungSoo se levantou e correu para a sala vendo Sehun por cima de JongIn, o alfa mais novo socando o irmão que não demorou a revidar e rolar com Sehun pelo chão da sala socando a cara dele. 


— Minha boca deve chamar desgraça, vou tomar banho de sal grosso. — Bambam bufou e cutucou KyungSoo. — Vou chamar o Jackson, já volto. 


— Mas BamBam! 


— Se matar eles não se matam não, vou chamar o Jack para apartar. 


KyungSoo correu até os alfas, sua cabeça estava ao nervos e o ômega apenas gritou o mais alto que conseguiu dizendo firme para os alfas pararem. 


— Ai Soo. — Sehun reclamou deitado no chão, JongIn saiu de cima do irmão ainda o encarando. — Vou dar um chute na sua cara, JongIn! 


— Nada se arruma na base da violência, nada! — KyungSoo disse sério. — Os dois sentados no sofá agora! 


Os dois não demoraram a sentar, um longe do outro e no pouco tempo que estavam sentados encaravam-se fazendo KyungSoo controlar a vontade de puxar a orelha dos dois. 


— Nada se resolve com violência, nenhum tipo de violência é aceitável, eu não quero nunca mais ver vocês dois brigando assim, nunca mais. — KyungSoo disse e Jackson ia entrando na sala quando o ômega o encarou negando, o alfa olhou para os dois Kim's e suspirou dando meia volta e indo para perto de BamBam na cozinha. — Dá para explicar? Um de vocês, por favor. 


— Deixa que eu explico. — Sehun disse fazendo uma careta, seu rosto estava um pouco machucado e sua boca cortada. JongIn parecia estar com o nariz quebrado porque estava sagrando e seu lábio inchado. — Hoje teve uma reunião, em resumo; nosso pai quer que eu fique trabalhando com o JongIn na empresa, mas eu não quero. Então meu pai ficou puto e brigou com o JongIn, aí o JongIn ficou puto comigo e estamos putos. 


— JongIn, por favor. — KyungSoo se manteve sério e olhou para o alfa mais velho. 


— Foi o que o Sehun disse, o pai acabou me criticando dizendo que Sehun é assim porque eu como irmão não o faço entrar nas coisas da empresa com mais vontade. — JongIn suspirou. — Eu acabei me irritando e jogando tudo para cima do Sehun, acabei falando algumas coisas que o deixou magoado e quando chegamos ele falou sobre e acabei me irritando e ele também, agora estamos assim. 


— E...? 


— Me desculpe Sehun, eu vou ver o seu lado e fazer de tudo para que você não precise ficar mais tempo na empresa. — JongIn disse olhando para o irmão. 


— Sehun. — KyungSoo chamou e Sehun o encarou. — Vamos lá, Sehunnie. 


— Me desculpe por fazer o papai jogar tudo para cima de você, eu deveria ter te defendido, vou fazer o máximo para te ajudar enquanto o pai for viajar. — Sehun olhou para o irmão. 


— Que coisa linda. — KyungSoo sorriu olhando para os alfas. — Agora os dois vão tomar um banho e um vai ajudar o outro nos machucados. 


— Mas Kyung. — JongIn choramingou. 


— Ei Kyungie, o Baek falou que você usava saia, por que não usa mais? 


— Não sinto mais tanta vontade assim. — KyungSoo murmurou. — Quando eu senti novamente vou usar. 


— Eu ficaria feliz em te ver usando. — Sehun sorriu junto com JongIn.


— Ah, obrigado, fico feliz em s-NÃO! — KyungSoo disse encarando Sehun apontando o dedo para o alfa. — Nem pense em mudar de assunto, os dois limpando o machucado do outro, agora. 


— Soo! — os dois chamaram juntos.


— Vou pra casa dos meus irmãos. — O ômega disse e antes de se virar sorriu. — Dois dias sem um toque pela bagunça na sala e pela briga desnecessária. 


KyungSoo disse saindo de casa, Sehun olhou para JongIn e ambos suspiraram. 


— Eu amo o fato do KyungSoo conseguir se impôr e ainda ser fofo. — Bambam comentou encostado na posta da cozinha junto com Jackson. — Mas pelo visto ele ainda tem um longo caminho, esses dois dão um trabalho. 


— Ele tá se saindo bem. — Jackson riu observando os alfas se levantarem e arrumarem as coisas na sala. — Nem os próprios pais conseguiam arrancar desculpas deles. 


— KyungSoo tem uma paciência divina. — Bambam riu. 



Notas Finais


muitos já perceberam o meu foco na fanfic, nesse tempo o foco para poliamor tem sido mais sexual, não digo que é errado, longe de mim. Cada qual escreve o que se sente bem não infligindo regras né.
Mas então, soprattutto tem o foco nas pequenas coisas, nos momentos, nos sentimentos de cada um e como uma relação de poliamor nesse universo abo pode rolar sem ter apelação sexual. Eu quero que vocês sintam os personagens, que vocês aprendam com eles, que vocês vejam que com calma a leitura de cada capítulo fica mais gostosa.
Por isso torno a repetir, lemon não vai ter tão cedo, tem uma tag chamada pwp onde você encontra lemon para compartilhar de montes.
Antes de procurar apenas lemon lemon lemon, tentem se focar nos personagens, nas histórias de cada, ok?

Sinto muito se ofendi alguém, não é minha intenção, apenas digo e relembro que nem toda fanfic PRECISA ter lemon.

Um beijo e um cheirinho, até domingo se der tudo certo.

Wattpad: xbearcute
Twitter: xiubyune


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...