História Sorry For Being Stupid - 2nd Season (SFBS) - Camren - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Camila Cabello, Fifth Harmony, Maia Mitchell
Personagens Ally Brooke, Barbara Palvin, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Maia Mitchell, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 605
Palavras 1.704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenso, galera.

Capítulo 4 - "Pacific Seal Demonic Version"/"Here we go."


POV Lauren


Mi casa es su casa.- Camila disse sorrindo assim que chegamos.

Faz tempo que eu não venho aqui.- falei.

Sim... Eu percebi.- ela disse sorrindo torto- Quer beber algo? Conversar?- ela perguntou e eu a encarei- Vai beber um pouco de vinho então.- ela disse e sumiu na cozinha.

Camila voltou com duas taças.

Eu automaticamente me lembrei de Barbara... será que ela está bem?

Será que ela tá precisando de mim?

Mas é claro que sim... é claro que ela está precisando de você, sua idiota.

Camila, eu preciso ir... não posso...- falei me levantando.

Como?- ela me olhou.

Minha esposa precisa de mim.- falei.

Mas...- ela ia falar mas eu não deixei.

Desculpa... fica pra outro dia... Obrigada por hoje.- falei e a abracei.

Camila me apertou um pouco, isso foi muito bom...

Tchau.- ela disse.

Tchau, Camz.- falei e ela sorriu.

Aquele sorriso... eu poderia viver com ele pra sempre.

Não.

Estava saindo até que ela veio atrás.

Eu vou te levar. Assim já pego a Maia.- ela disse.

Okay...- falei.

Depois que chegamos em minha casa, nós entramos e logo vimos Barbara deitada e abraçada à Maia.

Ela me viu e se levantou, logo olhando pra Camila, que engoliu seco.

Vamos...?- Camila disse e Maia se levantou.

Não faça nada de estúpido.- Maia disse pra Barbara.

Oi, Laur.- ela me deu um beijo na bochecha.

Oi... obrigada...- falei.

Não foi nada... bom, se resolvam.- ela disse e Camila praticamente a puxou de lá.

Cadê o seu carro?- Barbara perguntou seca.

Estacionado na praia em algum lugar.- falei.

Hm.- ela disse e se sentou.

Podemos parar com isso?- perguntei.

Você saiu, me deixou falando sozinha, sumiu e aparece aqui quase de madrugada com ela... sinceramente, Lauren, eu falei sobre terminar o casamento na hora da raiva, mas você parece que quer isso mais que tudo. E agora pede pra parar com isso?- ela dissr me olhando seca.

Você iniciou uma discussão por causa de boatos, falsos, e ameaçou o casamento... era pra eu te dar um buquê de flor, por acaso? Era pra eu te levar pra jantar? Me poupe, Barbara, minha cota de encheção de saco já estorou por hoje. Pra sempre, talvez.- falei e ela se levantou.

Barbara se aproximou e o cheiro de bebida invadiu minhas narinas.

Fala... a Camila deu direitinho hoje?- ela perguntou irônica, passando a mão em meu pescoço.

Para.- falei soltando o ar.

Acho que não, você está tão nervosa... será que a Camila não dá mais conta, Lauren?- ela disse e a aproximou de mim- Esqueci que ela não te ama mais.- ela sussurrou.

Eu não podia me segurar mais, e pra não fazer merda naquela hora, me afastei dela, ficando de costas.

Some da minha frente, você tá bêbada, em um estado deplorável... SOME.- falei sem olhar pra ela.

Eu te odeio, Lauren... tanto que você não tem noção.- ela disse chorando.

Mas ela não tava grossa, gente?

Quando ela começou a chorar?

Onde eu amarrei meu jegue?


Dia seguinte


Acorda...- escutei alguém me chamando.

Era Barbara, sua cara estava horrível, embora estivesse maquiada, dava pra ver que ela não havia dormido.

Que foi?- perguntei.

Aqui está frio, entra.- ela disse.

Eu não percebi que estava aqui na rede.- falei.

Agora você sabe, vem.- ela disse de novo.

Eu me levantei e entrei.

Uma dor de cabeça horrorosa me pegou... afinal, eu bebi a noite toda.

Sua cara está péssima.- ela disse me olhando.

Você não pode falar nada.- falei sem olhar pra ela.

Eu vou trabalhar, e depois nós vamos conversar, okay?- ela perguntou.

Que novidade... que horas volta?- perguntei.

Às 17:00.- ela disse.

Okay, quando for 19:00 eu acordo.- falei irônica.

Eu não vou me atrasar.- ela disse.

Claro que não, imagina só.- falei.

Para de ser irônica, eu odeio isso, para.- ela disse brava e pegou a chave do carro.

Eu vou tomar banho.- falei e sai.

Meu cu.

Se ela acha que pode fazer o que fez ontem e simplesmente falar comigo normalmente, ela tá errada.

Muito errada.


POV Camila


Eu cheguei lá e Barbara estava louca... quase jogando as coisas na parede.- Maia disse e tomou um gole do café.

Lauren disse que odeia a vida dela.- falei.

Eu acho que a Lauren não está errada... a esposa dela faz uma tempestade por coisa muito pequena.- ela disse.

Lauren disse que foi por minha causa.- falei.

Sim, foi porque vocês foram tomar café ontem.- ela disse- E isso me lembra outra coisa... Você me disse que se atrasou por causa do trabalho.- ela disse e fechou a cara.

Eu engoli seco.

Amor eu... Eu não menti pra você, eu... Eu tinha que falar sobre a música... Eu... Eu não... não briga...- comecei a gaguejar e ela começou a rir que nem uma louca.

Eu a encarei, a filha da mãe estava vermelha.

Você...- ela riu- Você tinha que ver a sua cara...- ela riu mais ainda e se debateu um pouco.

O foca do Pacífico versão demoníaca, respira.- falei rindo fraco- Ou eu acabo com o casamento.- falei e nós rimos.

Será que somos péssimas pessoas por rir da situação delas?- ela disse com a expressão culpada.

Elas são adultas e não podemos fazer nada.- falei.

Enfim... Eu conheço a Barbara, e sei que ela é louca.- ela disse séria.

Aquilo me preocupou um pouco... onde Lauren se enfiou.

Por que será que ela nunca deu um ataque desses antes?- perguntei.

Porque ela ficava colada na Lauren, não lembra?- ela disse e eu neguei.

Eu estava focada em não olhar pra elas, no começo foi difícil pra mim... mas depois eu não liguei mais.- falei e ela assentiu- E agora estou lindamente casada.- falei e ela sorriu.

Tá... tenho que confessar... Você sempre foi minha crush... quer dizer, eu tinha um abismo por você.- ela disse e eu comecei a rir.

Jura? Eu cheguei a achar que você não gostava de mim, ou que gostava da Lauren ou Barbara...- falei.

Nop... Você tinha que ver a minha reação quando a Barbara disse sobre a Lauren... Meu cérebro automaticamente me ligou até sua imaginem, eu parecia uma pequena psicopata.- ela disse e ri mais.

Devo me preocupar?- perguntei.

Não sei...- ela disse e passou a mão por uma faca.

Okay... sem mutilações aqui.- falei e ela riu.

Será que elas já estão bem?- ela perguntou.

Não sei, eu queria falar com Lauren hoje...- falei.

Vai lá, pela hora, a Barbara não está em casa.- ela disse.

É melhor, não é?- perguntei.

Sim, se você quiser voltar inteira.- ela disse rindo fraco.

Você não se importa mesmo?- perguntei.

Claro que não. Ela é sua amiga e está precisando de você. E quem está casada com Camila Cabello sou eu.- ela disse toda convencida.

Boba... Eu vou me arrumar.- falei.

Depois de me arrumar, percebi que não poderia simplesmente aparecer na casa dela assim.

Eu tive uma ideia, não sei se era a melhor mas...

Era simples, eu iria pegar o carro de Lauren perto do restaurante e levá-lo pra ela.

Pode ser uma ótima desculpa, não?

Amor, eu já volto.- falei e dei um beijo em sua testa.

Vê se volta inteira e com os dedos, se a Barbara quiser te matar pede pra ela lembrar de mim.- ela disse rindo.

Idiota.- falei e sai.

O processo foi normal, claro que o carro estava trancado, e claro que eu chamei alguém pra abrir o mesmo.

Segui o caminho calmamente.

Assim que cheguei na casa dela, toquei a campainha uma, três, e na quinta vez ela atendeu, com a cara amassada.

Bom Dia, Bela Adormecida.- falei sorrindo.

Entra... muita claridade.- ela disse baixo e me puxou.

A casa estava toda apagada, mas não completamente.

Lauren, por que você não compra uma caverna em vez de transformar sua casa em uma?- perguntei ironicamente.

Eu to com dor de cabeça, bebi demais.- ela disse fraco.

Nos sentamos no sofá, e eu a deitei em minhas pernas, onde comecei um cafuné.

Lauren...- falei e vi que ela tinha os olhos marejados.

Ela foi muito idiota, muito.- ela disse fraco.

O que ela fez?- perguntei.

Nada...- ela disse e eu soube na hora que eu tinha a ver com isso.

Ela disse algo sobre mim?- perguntei e ela me olhou.

Sim...- ela suspirou- Ela perguntou se você me deu direito.- ela disse séria e eu engoli seco- E que eu fiquei nervosa porque você não ta dando conta.- ela me olhou novamente.

Você entende que eu preciso falar com ela, não entende?- a olhei seriamente.

Isso pode te prejudicar de alguma forma, Camz, e eu não quero isso.- ela disse receosa.

Como se nada bastasse, o barulho da porta principal...

Barbara.

E Lauren estava deitada em mim ainda.

Assim que escutamos o barulho, Lauren não fez nada, ao contrário de mim, que estava quase explodindo por dentro e pedindo pra Jesus me levar daqui.

Olá, Camila. Se você não se importa, eu preciso conversar com minha esposa e você está nos atrapalhando no momento.- ela disse sem me olhar e de um jeito grosso.

Barbara, cadê a sua educação?- Lauren disse a olhando.

Já foi embora, Camila?- ela disse sem me olhar.

NÃO FALA ASSIM COM ELA.- Lauren disse séria.

Eu acho que você devia rever o seu jeito... Eu não posso fazer nada se você sente um ciúmes idiota, e eu não vou fazer nada em respeito a minha esposa, que eventualmente é sua amiga, e pela nossa amizade que um dia existiu. Tchau, Lo, se precisar de algo pode me ligar.- falei e dei um abraço nela- Tchau.- falei olhando Barbara e sai dali.


POV Lauren


Satisfeita? Já foi grossa o bastante.- falei.

Eu queria me desculpar com você é vejo essa cena... sinceramente, Lauren...- ela disse e me olhou.

Por que tudo isso agora? Estávamos tão bem... tão bem, Barbara.- falei a encarando.

Pois é, nós estávamos, até você se aproximar dela.- ela disse.l e eu desviei os olhos.

Nunca nos afastamos.- falei.

Pelo visto nunca se separaram também.- ela disse e eu voltei a olhar ela.

Você por acaso tirou essa semana pra falar merda? Ou é seu outro lado?- perguntei ironicamente e ela ficou quieta- Eu vou pro meu apartamento, não posso mais ficar aqui até você voltar a ser a mulher que eu me apaixonei.- falei e fui pro quarto, onde arrumei uma mala pra mim.

Não é pra tanto, você não precisa sair de casa. Isso é drama.- ela disse.

Me deixa em paz um pouco antes que eu acabe com esse casamento.- desci as escadas e coloquei a mala no meu carro, que Camila trouxe.

Mas como?

Depois eu pergunto.


POV Camila


Mais tarde


A Lauren saiu de casa.- Maia disse abismada.

O que?- a olhei.

Barbara me ligou...- ela disse.

Pra onde Lauren foi?- perguntei.

Pro apartamento dela.- ela disse.

O apartamento... nosso apartamento... Ela ainda o tinha?

Vai.- Maia disse me olhando.

Onde?- perguntei.

Atrás da Lauren.- ela disse e sorriu- Eu vou atrás da outra parte.- ela disse e se levantou.

E lá vamos nós...- falei.


Notas Finais


🌝🌚

Comentem essa bagaça, vamos conversar❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...