História Sorry For Being Stupid - 2nd Season (SFBS) - Camren - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Camila Cabello, Fifth Harmony, Maia Mitchell
Personagens Ally Brooke, Barbara Palvin, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Maia Mitchell, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 212
Palavras 1.899
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


:3

Boa Leitura ❤

Capítulo 5 - "Friends sleep in the same bed, don't they?"


POV Lauren


No caminho pro apartamento, lembranças me invadiram.

Era o meu antigo apartamento, sim, o mesmo em que eu morei com Camila.

O lugar onde nós decidimos morar juntas após a surpresa que eu fiz.

O mesmo onde, por dias eu pensei em como fazer aquela mulher mais e mais feliz, sem falhar.

O mesmo em que nós adotamos nosso "primeiro filho", que agora está velhinho e com meus pais.

O mesmo onde Mani revelou que pediria Dinah em casamento.

O mesmo que presenciou nossa comemoração após o pedido de casamento.

O mesmo que presenciou minha loucura por conta do Brad.

O mesmo onde nós começamos a brigar.

O mesmo onde o fim do nosso casamento foi nascendo.

E o mesmo onde eu moraria agora, por um tempinho.

Quanto tempo que eu não venho aqui... Uns dois anos, pra ser sincera.

Cheguei no apartamento e logo coloquei as roupas no armário.

Eu não voltaria pra casa até Barbara voltar em seu estado normal.

O apartamento estava um pouco empoeirado, e como eu não sou de açúcar, comecei a limpar.

Uns 20 minutos depois, escutei alguém batendo na porta, eu não queria atender com a possibilidade de ser Barbara, mas a pessoa não parava de bater.

Oh caralho...- falei baixo e fui até a porta.

Oi...- ela disse sorrindo

Oi... entra.- falei dando espaço pra ela.

Uow... está limpo.- ela disse sorrindo.

Sabe como é...- falei.

Você tá bem?- ela se aproximou.

Eu vou ficar.- falei sorrindo fraco.

Lo, conversa comigo... Eu to vendo que você não está nada bem.- ela disse.

Eu tô bem, sério. Meu casamento que talvez não esteja.- falei e fui pro sofá.

É só questão de tempo, Lo.- ela disse e se sentou comigo.

Como você pegou o meu carro ontem- perguntei.

Ah, eu chamei alguém pra abrir pra mim.- ela disse normal e eu comecei a rir.

Camilinha no mundo do crime... que coisa.- falei rindo.

Camilinha sai tão ridículo da sua boca...- ela disse e eu a olhei.

Camz no mundo do crime... que coisa...- falei e ela riu.

Boba.- ela disse.

Eu to pensando e pegar o Leo com os meus pais... o que acha? Ele tá velhinho mas ainda é nosso.- falei e seu semblante mudou.

Você anda em uma confusão, acho que não seria adequado para um animal, principalmente ele.- ela disse um pouco séria.

Verdade, eu não pensei nisso.- falei.

Eu pesnsei que você tivesse vendido esse apartamento.- ela disse e olhou em volta.

Eu tentei... mas não consegui. Tem muito de mim aqui... de nós, na verdade.- falei e ela me olhou novamente.

É... foram uns anos bem...- ela me deixou a frase.

Foram os 2 melhores anos, Camz...- falei.

No último a gente se perdeu, né?- ela sorriu fraco.

Sim... mas... Eu...- droga, Lauren...

Ela respirou fundo.

O que acha de começarmos a pensar na música?- ela perguntou tirando aquele clima tenso.

Isso vai me ajudar, com certeza.- falei- Eu vou pegar um papel.- falei e e me levantei.


POV Camila


Se concentra... nada de estranho pode acontecer aqui... nada.

Como vamos fazer isso?- ela perguntou.

Tem que ser romântica... essa é a única exigência.- falei.

Hm... vamos pensar... Vai ser no sentido de "te quero de volta"?- ela perguntou e eu engoli seco.

É... não sei... Por que não escrevemos e vemos se combina?- perguntei.

Pode ser.- ela disse.

Depois de uns 15 minutos, nós tínhamos quase uma estrofe pronta, eu acho.

Acho que esse verso, com esse aqui, pode dar uma bela combinação.- ela disse riscando o papel e eu só conseguia olhar pra ela, seus movimentos, zero de atenção- Camz? Você tá me ouvindo?- ela perguntou.

Tô... eu só estava pensando...- falei.

Quer dar uma pausa?- ela perguntou.

Uhum... 5 minutos só...- falei- Eu vou ligar pra Maia, já volto.- falei.

Eu tinha que dar uma desculpa...

Okay, eu vou... fazer um suco, pode ser?- ela perguntou.

Claro...- falei e fui pra fora do apartamento, enquanto ela foi pra cozinha.

Assim que peguei meu celular, vi que o mesmo tinha várias mensagens, umas duas de Maia.

"Amor, espero que não se importe, mas eu pretendo ficar aqui com Barbara pra evitar que ela faça algo. Beijos, te amo."

"Te vejo amanhã, desculpa de novo."

Então ela passaria a noite com Barbara... menos mal.

"Tudo bem, Amor. Se cuida, te amo."

"MUITÃO <3 <3 <3"

Bloqueei a tela novamente e voltei pra sala.

Lauren estava sentada, toda concentrada nos papéis, bebendo suco.

Sua expressão séria era tão fofinha.

Para, Camila... para.

Voltei.- falei.

Hm... se passaram 7 minutos, você está 2 minutos atrasada, isso vai te prejudicar.- ela disse com o tom sério e eu ri.

Maia vai passar a noite com a Barbara.- falei.

Fala pra ela levar a Barbara pra Índia.- ela disse e eu a encarei.

Índia?- perguntei.

Não é lá que as vacas são sagradas?- ela disse com um humor amargo.

Lauren...- eu simplesmente não consegui rir daquilo.

Okay, talvez por dentro eu tenha...

Ah, foi boa...- ela disse sorrindo.

Não, Lauren... não foi. Por mais que vocês estejam brigadas, não merecem ser alvo de piadas...- falei e ela me encarou.

Ela me odeia, Camila... Eu acho que não tem volta.- ela disse.

Para de drama, é a segunda vez que vocês brigam. E quantas vezes você achou que nós não tínhamos volta?- falei e ela me olhou.

Por que eu falei isso?

Por que eu nos dei como exemplo?

Ela disse que isso começou porque nós aproximamos de novo.- ela disse e eu franzi o cenho.

Mas nunca nos afastamos...- falei.

Exatamente. Eu falei isso pra ela, e ela disse que nunca nos separamos, sabe...- ela disse e eu senti minha garganta fechar- Camz? Você tá bem?- Lauren perguntou e eu a encarei.

Hm? Tô... tô sim, eu... Quer ir lá pra casa?- perguntei.

Por que você não fica aqui?- ela perguntou.

É mais lógico, não é?- falei sorrindo.

Sim.- ela disse.

Mas eu sequer tenho roupas aqui.- falei.

Sabe que isso nunca foi uma desculpa, eu te empresto uma.- ela disse sorrindo.

Pode ser...- falei.


(...)


Essa estrofe ficou muito boa...- falei.

Claro, foi você que fez.- Lauren disse e eu senti meu rosto queimar.

Bom... podemos continuar amanhã, o que acha?- perguntei um pouco desconfortável.

Okay, eu vou ficar um pouco aqui na sala, se quiser pode ir pro quarto.- ela disse e juntou os papéis num canto, se sentando no sofá em seguida.

Eu fui pro quarto e me "arrumei", depois voltei pra sala.

Você precisa dormir, Lauren.- falei.

Eu vou, mais tarde.- ela disse e vi que ao lado do sofá tinha...

Me da, você não vai beber isso.- falei estendendo a mão.

Camila, não acha que é melhor você ir dormir?- ela disse.

Era claro que ela já estava alterada.

Como você já está assim? Eu só fui me trocar, Lauren.- falei e me aproximei, pegando a garrafa dela.

Poxa, Camz... me deixa esquecer tudo isso, pelo menos agora...- ela fez bico.

Olha pra mim.- me abaixei e peguei seu rosto entre minhas mãos- Você precisa descansar, não beber. Vem, você vai dormir agora.- falei e ela, com muita relutância, se levantou.

Eu puxei Lauren até o quarto e a deitei na cama.

Fica aqui.- ela disse me olhando- Por favor.- ela me olhou.

Tudo bem.- falei.

Amigas dormem na mesma cama, não dormem?


POV Lauren


Dia seguinte


Acordei e estava praticamente entrelaçada com Camila.

Confesso que senti saudade desse momento.

Com muito custo eu me desvencilhei dela, que resmungou algo e abraçou o travesseiro.

Ela pegou isso de mim.

Eu tomei um banho rápido pra acordar e fui pra cozinha.

Como eu vim direto pra cá, obviamente não tinha nada aqui pra comer.

Com muita preguiça, eu me vesti e fui até uma padaria próxima que tinha aqui.

Ora, ora... Lauren Jauregui.- o senhor disse e eu sorri.

Oi, Tom... quanto tempo.- falei e o abracei.

As pessoas ficam famosas e esquecem de senhores simpáticos que vendem pão de queijo.- ele disse e eu sorri.

Me desculpa, Tom... Eu nunca esqueci de você, ou desses maravilhosos pãezinhos, mas minha vida esteve bem agitada nesses últimos tempos.- falei.

Então eu perdoo.- ele disse simpático.

Aliás, eu vou levar algo pro meu café da manhã.- falei.

Sei que você está casada, mas como eu lhe conheço, conheço pela quantidade de comida que está levando, imagino que a jovem Camila esteja te acompanhando.- ele disse me olhando e sorrindo, enquanto cobrava os produtos.

Pois digo que sim, ela está comigo hoje.- falei.

Então leve uns pãezinhos de quijo pra ela.- ele disse- É por minha conta.- ele me entregou o saco.

Eu só aceito se puder pagar.- falei.

Pague outro dia. Me diga, Camila está bem?- ele perguntou e eu sorri

Sim... esta ótima, provavelmente dormindo ainda.- falei sorrindo.

Eu reconheceria esse tipo de olhar à distância.- ele disse.

Que olhar...?- o olhei.

O mesmo que eu olho minha esposa.- ele disse e eu tossi.

Tom... Eu vou indo.- falei e peguei as sacolas.

Lauren?- ele me chamou e eu me virei- Não se engane, menina.- ele disse sorrindo e entrou no estabelecimento.


POV Camila


Acordei e nada de Lauren... onde será que essa maluca se meteu?

Como eu já me sentia bem naquele apartamento, me levantei e tomei um banho.

Depois disso eu desci.

Não tem nada pra comer aqui...- falei pra mim mesma e escutei a porta se abrindo.

Uma Lauren abarrotada de comida entrou.

Bom Dia.- falei sorrindo e fui ajudá-la.

Bom Dia, Am... Camz.- ela disse embolada.

PÃO DE QUEIJO.- falei animada.

Tom que mandou.- ela disse abrindo as outras coisas.

Preciso falar com ele.- falei sorrindo e comendo, e fui pra perto dela.

Dormiu bem?- Lauren perguntou.

Sim, e voce?- perguntei.

Incrivelmente bem.- ela disse sorrindo.

O que acha de terminarmos a música?- perguntei.

Acho uma ó...- meu celular começou a tocar.

Desculpa, é a Maia, eu já volto.- falei e atendi.


LIGAÇÃO ON


"Oi, Amor, dormiu bem? E bom dia."- falei.

"Oi...- ela bocejou- Bom dia... dormi sim, e você?"- ela perguntou.

"Dormi sim..."- falei.

Depois de conversarmos um pouco, ela decidiu desligar.

"Amor, você vai pra casa hoje?"- perguntei antes dela desligar.

"Eu... Acho que não."- ela disse e eu agradeci mentalmente por isso.

"Okay. Beijo."- falei.

"Te amo."- ela disse e eu... travei?

"Também."- falei.


LIGAÇÃO OFF


O que acabou de acontecer aqui, Camila?

Vem, Camz, você não comeu direito.- escutei Lauren me chamando e fui até ela, me sentando.

Obrigada.- falei pelo café que ela colocou em meu copo.

Ela... ela disse se a Barbara ta bem?- Lauren perguntou um pouco triste.

Sim, ela disse que a Barbara não chorou tanto... vai ficar tudo bem.- falei.

Eu espero que sim...- ela disse.


POV Barbara


Ma?- chamei por ela, que rapidamente apareceu.

Eu.- ela disse sorrindo.

Já ligou pra Camila?- perguntei.

Sim.- ela disse.

Sério que ela não liga de você ficar comigo?- perguntei.

Acho que não, e ela tá com a Laur.- ela disse normal.


POV Maia


Caralho.

Merda.

Minha cabeça vai rodar.

Por que eu tinha que falar isso mesmo?

Ela o que?- Barbara me olhou.

Calma, Ba... elas são amigas, assim como nós.- falei.

Eu não confio... em nenhuma delas.- ela disse brava.

Olha, eu não vou deixar você falar assim da minha esposa.- falei e me levantei.

Cheme ela como quiser... Ela nunca vai sair da cabeça da Lauren.- ela disse amarga.

Você está falando besteira... elas são amigas, assim como nós.- falei.

Elas já namoraram.- ela disse.

Idai? Nós já ficamos, não lembra? Se é assim, por que não me agarra aqui? Não é isso que você acha que elas vão fazer?- falei um pouco brava.

Você é idiota, Maia... idiota. O que a Camila tem que vocês ficam de 4 por ela?- ela perguntou nervosa.

Olha, se a tua esposa provavelmente está de dando motivos a culpa não é da Camila. E procure conhecer as pessoas antes de pensar que elas querem o que é seu. Pra mim já deu, eu vou embora.- falei e peguei minhas coisas.

E vai deixar a Camila com a Lauren? Sozinhas?- ela perguntou.

Ao contrário de você, eu confio na minha esposa e no me taco, digamos assim, e Lauren é minha amiga também, não acha que ela me falaria se estivesse voltando a sentir algo pela Camila?- falei.

Esse é o probleminha, nem aquele idiota sabe.- ela disse e se jogou no sofá.

Isso já é problema dela. Só não faça merda.- falei e sai dali.


Notas Finais


:3

Gente... o que tá acontecendo hoje?!?

Comentem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...