História Sorry For Being Stupid - 2nd Season (SFBS) - Camren - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Camila Cabello, Fifth Harmony, Maia Mitchell
Personagens Ally Brooke, Barbara Palvin, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Maia Mitchell, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 196
Palavras 1.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello

Capítulo 6 - One more glass.


POV Lauren


Camila e eu já tínhamos outras partes prontas da música, só faltava juntar todas elas e fazer essa obra de arte.

Lo, eu vou tomar um banho e vou pra casa, okay?- ela perguntou.

Eu suspirei.

Eu a queria comigo... mas isso não era tão possível assim.

Okay.- falei.

Depois de uns 5 minutos, escuto alguém bater na porta.

Barbara?- falei e ela me olhou, com cara de poucos amigos.

Ela já foi em...- ela dizia mas Camz brotou, com o cabelo todo molhado... socorro.

Lo, eu...- ela parou ao ver a Barbara- Oi...- ela disse.

Você é uma idiota, Lauren.- ela disse me olhando.

Também não precisa f...- Camz tentou falar.

CALA ESSA MALDITA BOCA.- Barbara gritou com Camila e a mesma se calou.

Eu já falei PRA VOCÊ NÃO FALAR ASSIM COM E...- fui interrompida pelo lindo e fenomenal tapa que ela me deu- Jura?- a olhei e ela começou a me dar vários tapas pelo corpo.

Tá maluca?- Camila se aproximou.

Péssima ideia.

Barbara se virou e acetou um tapa em Camila.

Sabe aquela sensação de proteção?

Quando você vê um ser tão... "pequeno" e indefeso, e você só quer guardar num pote?

Foi isso que eu senti quando vi Camila com a mão no rosto.

CHEGA.-falei e peguei Barbara pelo braço- SE VOCÊ TENTAR, OU FIZER ALGUMA COISA COM ELA, EU ME DIVORCIO, BARBARA... EU TO TENTANDO... MUITO... MAS VOCÊ NÃO ESTÁ COLABORANDO.- falei e a puxei pra fora do apartamento.


POV Camila


A ardência em meu rosto já não se fazia presente, eu nunca mais tinha visto Lauren daquele jeito, desde a época de faculdade.

Eu vou embora.- falei assim que Lauren entrou no apartamento, depois de uns 20 minutos no corredor, discutindo.

Ela te machucou?- ela perguntou preocupada.

Não... está tudo bem, mas eu acho melhor ir pra casa.- falei.

Okay... desculpa, Camz.- ela disse triste.

Não precisa, Lo.- falei e passei a mão em seu rosto.

Fui pro meu carro e depois de uns 15 minutos cheguei na minha rua.

Quando cheguei em casa vi Maia, mas ela estava cabisbaixa.

Amor? Que foi?- perguntei.

Onde você tava?- ela perguntou.

Vim da casa da...- falei.

Lauren.- ela me olhou.

Uhum...- afirmei com a cabeça.

Como ela tá?- ela perguntou.

Agora? Péssima. A Barbara foi lá.- falei e ela me olhou- E ela bateu na Lauren... eu fui impedir e ganhei um belo tapa.- falei e ri.

Ela te bateu?- Maia levantou e perguntou furiosa.

Calma, Amor, foi no momento.- falei.

Meu caralho que foi no momento.- ela disse emburrada.

Você tem um?- comecei a rir.

Besta... Eu vou falar com ela.- ela disse.

Melhor não.- falei- Por que você tá assim?- perguntei novamente e me sentei.

Ela discutiu comigo...- ela disse triste.

Vem cá.- puxei ela pro meu colo.


POV Lauren


Camila foi embora e eu só consegui beber, beber e beber.

If our love...- pensei escrevendo no papel- Why... Não...- encarei o pedaço de papel na minha frente.

Me afastei um pouco, eu estava rodeada de papéis, cada um com uma frase ou verso diferente, mas que se ligavam.

Peguei os papéis, lendo e relendo cada um deles.

Não pode ser...- falei.

Camila.

Olhei pro lado.

Camila.

Olhei pro outro.

Camila... Camila?

Isso é muito errado.- falei.


Mais tarde


Já era a quarta garrafa que eu estava bebendo, as meninas me ligavam sem parar, mas eu não atendi e por fim desliguei o celular.

Mais um copo.

Como tudo isso virou de cabeça pra baixo?

Em que momento eu perdi o controle da minha própria vida?

Pode não parecer mas Barbara era uma pessoa incrível, como todo começo de relacionamento é... Irônico, não?

Mais um copo.

Desde quando ela odeia a Camz?

Minha Camz... 

Mais um copo.


POV Camila


Dia seguinte


Acordei e vi que Dinah, Mani e Ally estavam em minha casa, conversando com Maia.

Bom Dia...- falei e cumprimentei cada uma- Hm... que foi? Vocês estão com a cara horrível.- falei.

Amor...- Maia começou.

A Lauren não deu um sinal de vida até agora.- Mani disse e minha feição mudou.

Eu estive com ela ontem de tarde... Nada até agora?- perguntei.

Não...- Dinah.

Eu preciso ir pra droga do hospital, por favor, me avisem.- Ally disse triste e saiu.

Eu tentei ligar pra Lauren e nada.

A nossa única opção é ligar pra Barbara.- Dinah disse.

Eu ligo.- Maia disse e se retirou.

Eu vou me arrumar, nós vamos ao apartamento.- falei.

Que apartamento?- Mani perguntou.

O nosso, ela está lá.- falei.

Então vai se arrumar.- Dinah disse e eu subi.

Quando voltei, Maia não estava com a cara boa.

Ela não sabe onde a Lauren está.- ela disse.

Eu imaginei... nós vamos ao apartamento dela, quer vim?- perguntei com a chave do carro em mãos.

Ela está precisando de vocês, que são mais próximas... só me mantém informada, por favor.- ela disse.

Okay, até mais tarde.- dei um selinho nela.

Vamos em um carro, é melhor.- Mani disse.

Okay, vamos no meu?- perguntei.

Pode ser.- ela disse e nós entramos.

O caminho pro apartamento foi calmo, mas com o ar tenso.

Dona Camila...- Jeremy, o meu antigo porteiro me cumprimentou.

Oi, Je... Só Camila, por favor.- sorri- Sabe se Lauren está?- perguntei.

É possível que sim, estou aqui desde ontem, e ela havia voltado da padaria, não saiu mais.- ele disse.

Nós vamos subir.- Dinah disse.

Okay, bom dia.- ele disse e liberou a nossa entrada.

Nós fomos até o apartamento e ele estava destrancado.

Típico da Branquela.- Dinah disse e nós entramos.

Lauren?- Mani chamou e nada.

Ela não estava ali na sala, nem na cozinha.

FANTASMA?- Dinah.

Eu vou ver nos quartos.- falei.

Fui pro quarto dela, que era o principal, lógico.

Meu deus.- falei com a mão na boca e lágrimas nos olhos- DINAH.- chamei ela.

O qu...- ela parou.


POV Lauren


Dia seguinte


Estava tudo branco, nenhum barulho.

Onde eu estava? Com certeza no apartamento não.

Um hospital?

Mas que porra eu estava fazendo aqui?

Reconheci pelos aparelhos que estavam em minha volta e começaram a apitar.

Um senhor de cabelos grisalhos entrou, com uma prancheta, verificando algo.

Lauren Jauregui, certo?- ele perguntou.

Uhum...- falei um pouco mais rouca.

Você teve sorte de ser trazida antes que seu fígado entrasse em colapso.- ele disse.

Como assim?- perguntei.

Você lembra de algo?- ele perguntou.

Não...- falei.

Aparentemente você bebeu demais, e isso quase te levou a óbito.- ele disse.

Ah... Eu nem bebi tanto assim.- falei.

Quer ver os exames?- ele perguntou com a sobrancelha arqueada.

Não... okay, eu bebi um pouco.- falei.

Um pouco? Posso saber o seu sistema de medida? Isso não foi pouco, Lauren, você quase morreu.- ele disse um pouco mais sério.

Quem me trouxe?- perguntei.

A ambulância, talvez?- ele disse e eu revirei os olhos.

Jura? Não foi voando?- falei irônica e ele riu.

Descanse.- ele disse e me deixou ali.

Uns cinco minutos depois, Dinah, Mani e Ally entraram no quarto.

Se você, algum dia, beber de novo, eu te mato, você me ouviu?- Ally disse brava.

Eu não te socorro mais.- Dinah disse com os olhos vermelhos.

Eu vou te afogar na privada.- Mani disse sorrindo fraco.

Desculpa, gente...- falei mais rouca que o normal.

A Mila quase morreu.- Mani disse e eu arregalei os olhos.

O que? Como assim?- me sentei rapidamente.

Ow... Calma.- Ally disse sorrindo- Vai sair a agulha do soro.- ela se aproximou pra verificar.

Cadê ela?- perguntei.

Está bem, calma.- Mani disse.

O amor Camren nunca morre, mores.- Dinah disse sorrindo e eu a olhei- Meu deus... você não negou.- ela disse com a mão na boca.

Eu quero ver a Camz.- falei.

Okay... nós vamos chamá-la, ela está na sala de espera.- Dinah disse.

Laur, a Barbara também está aí.- Mani disse.

Eu quero a Camila.- falei firme.

Okay...- elas disseram e saíram.

Uns 5 minutos depois, Camila entrou.

Meu coração se apertou ao ver ela com o rostinho inchado.

Camila soluçou e veio correndo até mim. Eu abri os braços e ela se jogou neles.

Doeu, por causa da agulha? Doeu, mas era ela...

Eu quero te matar, Lauren. Matar.- ela disse soluçando.

Tudo bem.- falei sorrindo e passei a mão em seus cabelos.

Eu nunca mais quero te encontrar daquele jeito, você me entendeu?- ela perguntou me olhando.

Não chora, Camz...- falei e limpei uma lágrima dela.

Foi horrível, Lo.- ela disse e se sentou na cama, de frente pra mim.

Desculpa, Pequena... eu não queria que você me visse daquele jeito...- falei.

De novo.- ela disse.

É verdade que a Barbara ta ai?- perguntei.

Sim, ela chegou há uns 20 minutos.- ela disse.

E você?- perguntei.

Tô aqui desde ontem. Eu te trouxe com a Dinah e a Mani, nós fomos atrás de você.- ela disse.

Que horas?- perguntei.

Ah, era de manhã quando fomos ao apartamento.- ela disse normal.

E você ficou até agora?- perguntei e ela assentiu- Não acha que tem que descansar?- perguntei.

Não até você sair daqui.- ela disse baixo.

Vem cá...- fiz com ela ela deitasse na cama comigo.

A Barbara vai desligar os seus aparelhos e meter o bisturi em mim se ela ver essa cena.- Camz disse e eu sorri.

Problema dela.- falei.

Depois eu penso nos problemas e suas consequências... eu só queria ficar com ela naquele momento.

Depois de uns 10 minutos ali, sem falar nada, e fazendo carinho em suas costas, percebi que sua respiração ficou mais calma.

Camila havia dormido.

Consequentemente, eu peguei no sono também.


POV Dinah


Eu tenho que tirar uma foto disso.- falei ao entrar no quarto.

Amor, melhor não.- Mani disse.

Melhor sim.- falei e entrei no quarto.

Mani ficou me olhando.

Que foi? Eu sou a maior Camren Shipper aqui, respeite a minha honra e a honra das minhas mães.- falei e ela começou a rir.

Meu deus... se depender de você ela nunca sairiam do mesmo metro quadrado.- Mani disse e nos saímos dali.

Não mesmo.- falei.

Lauren Jauregui...- escutei Barbara na recepção.

Você sabe o quarto dela.- falri me aproximando.

Eu quero saber quando ela sai.- ela disse seca.

Hoje que não é, e ela ta dormindo agora.- falei.

A Camila por acaso ta lá?- ela perguntou.

Sim.- falei.


Notas Finais


Vamos bater na Barbara sim ou claro?

E o hino, gente?

Comentem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...