História Sorry For Being Stupid - 2nd Season (SFBS) - Camren - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Camila Cabello, Fifth Harmony, Maia Mitchell
Personagens Ally Brooke, Barbara Palvin, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Maia Mitchell, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 571
Palavras 1.787
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vish

Boa Leitura ❤

Capítulo 8 - "We don't know how to deal with our love."


POV Lauren


Maia...

Camila e eu nos separamos rapidamente com o susto.

O-oi, Amor.- Camila foi correndo até ela, abraçando e... beijando.

Eu não pude evitar de virar o rosto.

Oi, Lauren.- Maia se aproximou.

Oi... tudo bom?- perguntei sorrindo.

No possível...- ela sorriu e bocejou.

Vai tomar um banho, Amor, eu vou perdir algo pra comermos.- Camila se aproximou dela, a abraçando por trás, entrelaçando as mãos na frente.

Vou sim, licença.- ela deu um selinho em Camila e foi pro quarto.

Eu vou pra casa, Barbara deve ter chegado.- falei e me dirigi pra porta.

Lauren.- ela me chamou e eu me virei- Nos vemos depois?- ela perguntou.

Claro...- falei sorrindo.


Pov Camila


Meu coração quase saiu do peito quando vi Maia na sala... será que ela viu?

Pelo amor... o que deu em nós duas?

Melhor?- perguntei assim que ela saiu do banheiro.

Uhum... então... se eu não tivesse chegado...- merda.

Ela viu.

Não.- a olhei- Nunca pense isso.- falei.

Não preciso pensar. Eu vi.- ela disse.

Amor... por favor, não aconteceu nada, e nem iria.- falei.

Tá, tá... eu preciso descansar...- ela se deitou na cama.

Amor... olha pra mim.- falei a virando.

Seus olhos estavam vermelhos.

Não chora... Não houve nada.- falei.

Me deixa um pouco...- ela disse.

Maia, a Lauren não parava de falar, eu fui parar ela.- falei.

Tão perto?- ela me encarou.

Amor... Eu não iria fazer nada.- falei mais uma vez.

Me deixa dormir um pouco, quem sabe eu não acordo pro jantar.- ela disse e se virou.


(...)


POV Lauren


Onde você estava?- Barbara perguntou assim que eu entrei.

Resolvendo umas coisas sobre a música.- falei normal.

Hm... fome?- ela perguntou.

Agora não...- sorri- Como foi o dia?- perguntei.

Ah... nós estamos encerrando os últimos detalhes do filme.- ela disse.

Mas vocês já não acabaram?- perguntei.

Sim, as gravações terminaram, mas tem uns outros detalhes.- ela disse.

Hm... Maia está filmando também, acha que ela vai...- eu não sabia como perguntar isso.

Praticamente abandonar a Camila?- ela disse normal e eu assenti- Acho que não, ao contrário de mim, ela é centrada, faz somente o que a pede, ou seja, ela vai, grava, e volta pra casa, normal...- ela disse e se sentou ao meu lado.

Tomara...- suspirei e automaticamente me lembrei de mais cedo, a Maia nos vendo naquele momento... aquilo não deveria ter acontecido.

De jeito nenhum.

Quer jantar fora hoje?- perguntei sorrindo.

Estávamos nos entendendo, acho que uns momentos assim seriam cruciais nessa "recuperação".

Hm... e onde nós provavelmente iremos?- ela perguntou sorrindo.

Surpresa.- falei e ela me beijou.


(...)


POV Camila


Mais tarde


Maia acordou há pouco... e ainda não disse nada além de "sim", "não", "sei lá", entre outras expressões monossilábicas.

Amor... Quer fazer alguma coisa?- perguntei me aproximando.

Não, inclusive, eu vou dar uma volta.- ela disse e se levantou.

Não vai mesmo falar comigo? Ainda mais por algo que você está fantasiando em sua cabeça?- falei e ela me olhou.

Sabe... Eu achei que Barbara estivesse exagerando demais em relação à vocês duas, mas ela não estava. Você não viu o que eu vi, não viu como vocês se olhavam, não viu como estavam ofegantes por um simples toque, não viu como se conectavam... Você não viu, Camila! Nunca vê, sempre tenta amenizar as coisas, sempre tenta ver o lado bom como "não iria acontecer nada.", isso me irrita de uma forma imensurável, você nunca encara um problema de frente, nunca.- ela já chorava- Fala logo! Fala de uma vez... fala que se eu não tivesse chegado vocês provavelmente se pagariam no sofá da nossa casa, e provavelmente se comeriam também. FALA.- ela disse batendo a mão no encosto do sofá.

PARA, MAIA, PARA! EU E LAUREN NÃO TEMOS MAIS VOLTA, POR QUE NINGUÉM ENTENDE ISSO? NÓS NÃO TEMOS MAIS VOLTA.- falei e ela se calou.

Você acha que não.- ela disse e saiu dali.

Eu me sentei no chão, abraçando os joelhos e algumas lágrimas já escorriam pelo meu rosto.

Não temos volta porque não sabemos lidar com nosso amor...- falei baixo, soluçando.


POV Lauren


Eu já estava pronta, mas como sempre, Barbara estava "terminando de se arrumar.

Eu estava quase querendo a morte, deitada no sofá, esperando... esperando...

AMOR, VAMOS.- falei pela décima vez.

EU JÁ VOU.- ela disse e a campainha tocou- AMOR, ATENDE.- ela disse e eu sorri.

Me levantei e me assustei ao abrir a porta.

Maia? O que houve?- perguntei pois ela estava chorando.

A B-Barbara tá a-aqui?- ela disse passando as mãos em seus braços.

Quem é... O que aconteceu?- Barbara surgiu atrás de mim.

A Camila é uma idiota.- Maia disse e correu pra Barbara.

O que houve?- Barbara perguntou e Maia olhou pra mim.

Mas não era um olhar ruim... Eu fiquei um pouco surpresa por ela não chegar me batendo...

Nós brigamos por motivos pessoais, e eu falei umas coisas... depois deixei ela sozinha.- ela disse e soluçou novamente.

Lo, pode me deixar um pouco com ela?- Barbara perguntou.

Claro... sem jantar...- falei sorrindo fraco.

Oh... desculpa, eu não... Eu não sabia... eu posso ir emb...- Maia disse.

Não vai não.- Barbara a cortou- Tenho certeza que Lauren entende.- ela disse e eu assenti.

Bom... eu vou passar na Dinah então... Fiquem bem, e não acabem com o vinho.- falei e por puro instinto, dei um beijo na testa de cada uma.

Não vamos.- Barbara sorriu.

Peguei meu carro e segui pra casa da minha Girafa.


(...)


Nuvem.- ela disse sorridente.

Macaco Prego.- falei e ela virou os olhos.

Sem graça.- ela disse e nós entramos.

Oi, Mani... Ally... Então as bonitas estavam aqui sem mim... que bom saber que eu cheguei na hora certa.- falei de um jeito mafioso e elas sorriram.

Cheguei agora, Suvinil.- Ally disse.

Suvinil?- estranhei.

É... eles tem umas tintas brancas de ótima qualidade, a prova disso é você, que está com 30 anos e ainda não desbotou.- ela disse e Dinah riu.

ALLY MELHOR PESSOA.- ela disse rindo.

Suas bestas... estamos num SOS.- falei e elas me olharam.

O que houve?- Mani perguntou me olhando.

Camila e Maia brigaram, agora ela ta sozinha.- falei rápido.

E por que você não vai?- Dinah perguntou.

Digamos que eu sou parte do motivo, acho que se eu fosse ficaria... estranho e complicado pra ambas as partes.- falei e abaixei o olhar.

O que aconteceu?- Mani perguntou.

Depois eu falo, que vai ficar com a Camila?- perguntei.

Eu vou.- Dinah disse e a levantou.


(...)


POV Camila


Eu estava na mesma posição há meia hora, não tinha vontade de sair do chão, até que a campainha toca.

Dinah? O que...- ela me olhou.

Vem cá, você tá com a cara horrível.- ela disse e me abraçou.

Eu praticamente enterrei minha cara em seu peito e voltei a chorar.

Shi...- ela disse passando a mão no meu cabelo.


(...)


Depois de chorar muito, eu finalmente me acalmei.

Tá tudo saindo do jeitinho que eu não planejei.- falei irônica.

Besta...- ela sorriu- Quer me contar o motivo?- ela perguntou.

Mesmo sendo minha "irmã", Dinah não era invasiva, ela respeitava minha posição, se eu não quisesse falar, ela entenderia e não insistiria.

Se você adivinhar ganhar um brigadeiro.- falei e ela me olhou.

Por acaso começa com Lauren e termina com Jauregui?- ela perguntou sugestiva.

Vamos pra cozinha.- falei me levantando.

Por que?- ela perguntou.

Vou fazer seu brigadeiro.- falei e ela sorriu.

Me conta vai...- ela se sentou na bancada.

Lauren veio aqui, e começamos a conversar até que Ariana apareceu aqui...- falei e Dinah me olhou desacreditada.

MENTIRA.- ela disse.

Verdade... mas não seria tão ruim se ela não tivesse falado umas coisas dando a entender que Lauren não foi boa pra mim... E ainda falou olhando pra Lauren... Em resumo, a Lo começou a falar e falar, então eu só me aproximei, pra acalmar ela, só que estávamos perto demais, e Maia chegou bem nessa maldita hora.- falei já fazendo o brigadeiro.

Essa novela é a melhor, continua.- Dinah disse e eu ri fraco.

Enfim... Lauren foi embora. Quando a Maia saiu do banho, eu percebi que havia algo, mas ela negou de primeira, e logo dormiu... Depois que ela acordou, praticamente não falou comigo, ela só respondia com "sim" e "não", até que ela explodiu, falando que agora entende a Barbara... entre outras coisas.. Depois saiu.- falei triste, eu nem sabia onde ela estava.

Relaxa, Chan, essas duas estão de TPM, no mínimo.- Dinah disse e eu assenti.

Eu tenho que ligar pra ela, nem sei onde ela se meteu.- falei.

Depois você vê isso, agora vamos comer.- ela disse e se levantou.


(...)


POV Lauren


Será que a Dinah vai ficar lá?- Mani perguntou.

Não sei... mas a Maia com certeza vai ficar em casa.- falei.

Verdade...- ela disse.

Nós estávamos no sofá, Ally já havia ido embora.

AMORRRRRRR.- escutamos uma Dinah afobada.

NA SALA.- Mani respondeu sorrindo.

OLHA QUEM ESTÁ CONOSCO.- ela disse e Camila apareceu.

Seu olhou estava vermelho, deixando aparentemente o que ela havia feito nas últimas horas.

Chorado.

Camila gelou um pouco, assim como eu, assim que nos olhamos.

O-Oi...- falei.

Por que gaguejei?

Hey...- ela disse triste.

Amor, a Chan vai dormir aqui hoje.- Dinah disse e foi pra cozinha.

De boa.- Mani disse e foi abraçar Camz.

Bom... eu vou...- pra onde eu ia?

Você não vai nada, com a Maia na sua casa você só pode ficar aqui.- Mani me cortou.

É melhor não... você sabe no que isso pode se transformar? - perguntei receosa.

Acredite, pior que tá não fica.- Camila disse sorrindo fraco.

Tá... Eu fico.- falei e elas sorriram.

Olhem o que eu achei.- Dinah disse animada, com uma garrafa de vinho, e outra de...

Vodka?- perguntei sorrindo.

Precisamos levantar esse ambiente de morte em que vocês se encontram.- ela disse dramática e eu ri.

Chee... Eu não quero beber hoje.- Camz disse melosa.

Você que sabe, a garrafa não vai sair daqui.- Dinah disse e abriu a de vodka.

Espera... isso tá se transformando numa noite das meninas... e não está tarde... quem vai buscar a Baixinha?- Mani disse e eu a olhei.

Eu vou.- sorri.

Então vai rápido, nós vamos esperar vocês pra começar.- Dinah deixou a garrafa ao seu lado.

Okay.- falei e logo fui pro meu carro.

Lauren?- Ally perguntou assim que eu cheguei.

Noite das meninas... preciso que venha comigo, Srta. Brooke.- falei em um tom sério.

Mas... o Sam...- ela disse sorrindo.

O Troy está aí?- perguntei e ela assentiu- Pode chamá-lo?- perguntei e ela foi.

Hey, Laur.- ele dissr descendo as escadas.

Seguinte, cuida bem do seu filho até amanhã por que a Baixinha foi convocada pra uma noite com as meninas.- falei séria.

Uow... claro que cuido. Até amanhã, Amor.- ele deu um selinho nela e nos fomos pro carro.

Você é louca.- ela disse rindo no carro.

Somos, baby.- falei e segui pra casa da DJ.

AEEEEEE, achei que tinham falecido.- Dinaj disse sorrindo.

Nem demoramos.- Ally disse e me olhou.

Tá... uns minutos só...- falei sorrindo.

Bora começar a levantar a moral de vocês.- Dinah disse e nos puxou.


(...)


Eu já estava um pouco alta, confesso, e junto comigo, Dinah e Mani também estavam.

Camila pelo incrível que pareça, começou a beber depois de meia hora, e logo estava com nós, pulando.

AGORA... AGORA NÓS VAMOS DANÇAR PRA VOCÊS...- Dinah fez eu e Mani se sentar no sofá.

ALLY, BOTA AQUELA MÚSICA.- Camila disse, um pouco embolada.

Ally, que também não estava tão sóbria, foi até o celular e o conectou com a TV, colocando a música.

O som logo preencheu o ambiente, e logo elas começaram.

A noite seria longa...


Notas Finais


Uma noite bem longa 🌝

Comentem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...