História Sorry Mom - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bottom!jungkook, Jikook, Jimin!top, Yoonmin!mention
Visualizações 135
Palavras 1.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


MDS GENTE, PEÇO DESCULPAS PELA DEMORA, Mas cá estou euzinha :3 quem sentiu saudades levanta a mão \o/ não? Ok ;^; Tá, parei. ihsushsuaha Enfim pessoal, MDS, EU QUERO AGRADECER CADA UM DE VOCÊS POR TUDO, SÉRIO! EU AMO VOCÊS, DO TAMANHÃO DO MUNDO xD -qqq

Sério, de colazau, obrigada bolinhos szszszszszsz

Boa leituran! ^^ <3

Capítulo 16 - Adorável


Fanfic / Fanfiction Sorry Mom - Capítulo 16 - Adorável

– E então, Jungkook, como foi seu dia hoje? – A mãe do moreno começou, enquanto ainda preparava a janta. Jimin estava sentado na cadeira, de frente para Jungkook que, apenas mexia distraidamente em seu smartphone.

– Jungkook. – Jimin chamou a atenção alheia, fazendo-o encarar o nada.

– Hã? – Arqueou uma sobrancelha. – O que disse?

– Jungkook, filho, ultimamente você anda tão... – A moça suspirou, interrompendo a própria fala, enquanto levava uma panela com ddeokbokki para a mesa.

– Bom, vamos falar disso depois, porque agora é hora do jantar. – O ruivo falou, de forma responsável. E bem, YunJin não estava esperando por aquilo, mesmo que soubesse que o Park era extremamente responsável.

– Fiz seu prato favorito, Jungkookie! – YunJin sorriu e tirou a tampa da panela, revelando o ddeokbokki, fazendo o moreno arquear ambas as sobrancelhas e sorrir, bloqueando o celular e o colocou entre as pernas.

– Eu amo ddeokbokki! – Comentou em um tom pouco alto, fazendo a moça sorrir ainda mais.

Mas, Jimin fez questão de anotar aquele fato em sua mente. O fato que ddeokbokki era o prato favorito de Jungkook.

E enfim, quando todos estavam comendo, no mais completo silêncio, não fosse o som dos talheres se chocando com o fundo de porcelana dos pratos, estaria um silêncio assustador ali, porém nenhum dos três ousou quebrar aquele silêncio.

Bem, não fosse a empolgação da mãe do moreno.

– Jungkook, por que não trás o seu amiguinho aqui, uh? – Perguntou, levando uma colher da massa com molho à boca. – Ele é um ótimo menino, você deveria começar a seguir o exemplo dele. – Comentou, dando de ombros em seguida. Jimin riu discretamente e Jungkook esticou seu lábio para o lado, espremendo-os.

– Sim, eu preciso combinar um dia para ele vir aqui. – Disse, sem interesse. YunJin não deixou de notar a falta de interesse, mas não comentou. E bem, iria comentar outrora, mas desistiu. Sabia que aquilo nunca chegava á lugar algum, então simplesmente deixou quieto.

– Como ele se chama mesmo? – Jimin perguntou, mudando o assunto.

– Tae. – Sorriu fraco, apenas para não ser mal-educado. Mas não estava com raiva de Jimin, apenas sentia-se um pouco chateado, mas sabia ser uma infelicidade passageira. – Taehyung.

– Oh, eu vi como eles são melhor amigos hoje. – Jimin sorriu e YunJin também, apenas pelo comentário do ruivo.

– Sim, eles são assim mesmo, desde que ele derrubou leite no Jungkook. – Disse, fazendo Jimin se engasgar com a massa ao ouvir isso, começando a rir controlado.

Jungkook revirou os olhos e conteve uma imensa vontade de rir. Bem, aquela risada do ruivo era deveras contagiante. Até YunJin não conteu o riso.

– Ele derrubou leite no Jungkook?  – Perguntou, incrédulo.

– Bom, foi isso que eu vi quando o Jungkook chegou em casa. Todo fedendo a leite azedo. – A mãe do moreno continuou rindo, como se relembrasse exatamente. – Foi engraçado, mas ele ficou com raiva de mim quando eu ri, porque, segundo ele, tinha passado a maior vergonha na escola depois.

– Deve ter sido horrível! – Jimin comentou.

– E foi! – Entrou na conversa, sem ser ignorante ou algo do tipo. Qual é, Jungkook estava até sorrindo. – O pior dia da minha vida. – Riu.

– E depois? Vocês viraram amigos depois disso? – Jimin perguntou, curioso, vidrado no garoto.

– Oh, levou pouco menos um mês, mas sim, depois nós viramos melhores amigos e estamos assim até hoje. – Explicou.

– Eu percebi! Eu sempre quis ter um amigo assim. – O Park riu.

Porém, Jungkook, após ter entrado naquela conversa, esqueceu-se de que Jimin era seu pior inimigo, estava contente, não sabia muito bem explicar, mas quando o Park terminou de falar aquela frase, o moreno sentiu uma pontada de verdades e uma longa história por trás. Suspirou e riu, apenas para que o clima não ficasse pesado, tal qual estava começando a ficar.

– Cara, eu preciso ir dormir agora, está ficando tarde. – Jungkook espreguiçou-se falsamente em sua cadeira, fazendo Jimin assentir em compreensão.

– Nossa! Eu também preciso. – YunJin comentou, enquanto ria.

– Então vocês dois vão sair e me deixar aqui, sozinho? – Perguntou rindo, fazendo YunJin rir igualmente. Pelo que parecia, ela não havia notado o que Jungkook notou naquela frase.

– Ora, vamos todos nos ver amanhã. – O moreno disse, fazendo Jimin sorrir e negar brevemente com a cabeça.

– Ele é adorável. – Jimin comentou, fazendo o mais novo franzir o cenho levemente confuso, mas deixou passar.

– Boa noite, pessoal. – Jungkook se despediu.

– Boa noite. – Jimin sorriu e piscou discretamente para si. Poderia estar ficando louco, mas resolveu ignorar aquele fato também.

– Boa noite, filho! – YunJin sorriu e acenou.

. . .

– Oh, eu reconheço esse tipo de cara. – Taehyung começou, assim que viu o amigo entrando na sala. – É o tipo de cara que diz que Jeon Jungkook não brigou com ninguém... – Sorriu travesso e Jungkook apenas revirou os olhos, sem tirar o mínimo sorrisinho presente em seus lábios.

– Aish! Que irritante, logo de manhã! – O moreno jogou sua mochila no chão e sentou-se em seu lugar, acomodando-se em sua cadeira, virando seu corpo para trás para conversar melhor com o amigo.

– Cara, você não tem ideia do quanto está visível a sua expressão tranquila. – Disse e o moreno deu de ombros. – O que eu quero dizer é que... Isso não é normal. Volte a ser rabugento, as pessoas vão pensar merda, porque elas te conhecem e do nada você aparece com um sorrisinho idiota. – Explicou e então, Jungkook pareceu entender.

– Ah, é isso? – Arqueou uma sobrancelha.

– Bom, sei lá, você está bem diferente de ontem. Cara, você é bipolar? – Foi a vez do amigo arquear uma sobrancelha.

– A gente não brigou nem nada, ontem, no jantar, foi divertido, porque nós conversamos como uma...

– Família? – Tae arriscou completar e o moreno apenas espremeu os lábios, ainda não conseguindo digerir o fato que rondava sua mente.

Poderiam ser uma família normal, no final das contas?

– Pois é... – Suspirou, mas havia um sorriso calmo em seus lábios.

– Mas mudando totalmente de assunto, Jungkook eu preciso te contar uma coisa. – Taehyung disse quase atropelando as palavras, fazendo o moreno rir disso.

– Diga.

– Eu vou dormir hoje na sua casa. – Disse, simplório.

– Mas... Você nem falou comigo antes! – Riu.

– Não somos tão amigos ao ponto do outro se auto-convidar para ir dormir na casa alheia? – Tae arqueou uma sobrancelha, ao que ria. Jeon ria igualmente.

– Não, isso não tem problema, o problema mesmo é chegar sem avisar, pelo menos você me avisou. – Riu. – De última hora, mas avisou. – Deu de ombros e Taehyung continuou rindo. – Mas... Por quê você vai dormir lá em casa?

– Meu pai vai passar essa noite no hospital com a minha mãe, então eu teria que ficar sozinho lá na minha casa, mas eu não queria ficar sem ter o que fazer, então vou dormir na sua casa. – Deu de ombros e Jungkook fez uma expressão que denominava que o mesmo havia entendido.

– Oh, vamos virar a noite jogando vídeo-game? – Perguntou, ansioso e o garoto apenas negou.

– Não é como se só porque eu vou dormir na sua casa que automaticamente amanhã deixará de ter aula. – Sorriu maldoso e o moreno fez um bico.
 


Notas Finais


Só digo para aguardarem o próximo capítulo :3 surpresinha

Obrigada por lerem, bolinhos <3 amo vocês!

Kissus!! <3<3<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...