História "Sorte" de Garota - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Comedia, Mistério, Romance
Exibições 40
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Não somos tão diferentes


Fanfic / Fanfiction "Sorte" de Garota - Capítulo 11 - Não somos tão diferentes

— Por que você ficou? — Ellie perguntava, enquanto abria a porta.
— Queria ter certeza de estar bem.
— Eu estou bem Aaron, já é a quarta vez que me pergunta isso hoje.
— E vou perguntar mais algumas, até você me dizer a verdade.
— Eu tive um beijo roubado. É só isso, fim da história.
— Não foi só um beijo roubado Ellie, você foi beijada a força. Não é a mesma coisa, e se Ethan não chegasse na hora? Eu não quero nem pensar...
— Está sendo dramático.
— Eu to sendo dramático? Tá defendendo ele de novo...
— Você está bem?
— Essa pergunta é minha.
— Responde Aaron.
— Só vou ficar bem quando me convencer de que você está.
— Eu já disse que estou bem.
— E eu já disse que não acredito.
— Tchau Aaron.
— Não vai me deixar entrar?
— Não.
— Sua mãe não te deu educação não hein garota?
— Deu sim, ela aprendeu com a sua.
— Agressiva... Podia ter usado isso com seu amigo.
— Ele não é meu amigo.
— No entanto confiava nele, diferente de mim.
— Eu confio em você.
— Prove.
— Entra.
— Isso não é prova, já estive aqui não lembra? Até transamos.
— Sem piadinhas — disse Ellie enquanto dava passagem para o garoto.
— Sua casa tá meio diferente, arrumada, dá pra…
— Eu disse sem piadinhas Aaron!
— Mas eu só ia dizer que dá pra ver que você arrumou, não ia sugerir pra gente bagunçar.
— Olha aqui garoto…
— Ei calma, não vou mais falar nada.
— Acho ótimo.
— Ao menos não hoje.
— Irritante.
— Tantos elogios assim fica difícil…
— Aaron!
— Que foi que eu fiz?
— Fique aqui, vou pegar uma coisa. — deixou Aaron sentando no sofá e subiu para seu quarto.
— Quiser eu subo, pra conhecer seu quarto…
— Essa já deu Aaron. — Ellie gritava subindo as escadas.

O dia hoje havia sido um dos piores na vida de Ellie, ficava atrás apenas do dia em que seus pais tinham ido embora. Nunca imaginaria que passaria por algo assim um dia, queria esquecer tudo aquilo, e era o que Aaron fazia, apesar de não admitir, Aaron fazia ela esquecer de tudo, fazia ela rir das situações mais ruins, estava diferente, já não era mais só o garoto irritado, ele tinha um lado que se importava.. Em que se preocupava, e claro, que fazia piadinhas  irritantes, esse lado era o que Ellie mais odiava. Mas mesmo com tudo isso, nunca havia tocado nela sem que ela deixasse. Não entendia por que estava pensando nisso, pegou o caderno do garoto que estava ao lado de Luph que dormia pra variar, e voltou para sala.

— Eu li.
— Deixei pra isso.
— Você é tão menos irritante no papel…
— Sou menos ainda na cama.
— Achei que não ia encher o saco hoje.
— Não foi uma piada, foi sério.
— Eu não vou transar com você garoto!
— Quem falou em transar? Tava falando em dormir. Você tem uma mente bem poluída. Se trata.
— Eu vou quebrar a sua cara.
— Mas já que tocou no assunto, vamos falar dessa química que a gente tem…
— Que química?! Você é a pessoa mais chata que eu já conheci.
— Mas sou eu quem está do seu lado agora.
— Só porque eu ia devolver o seu caderno.
— Podia ter entregue na aula.
— Acontece que na aula eu não ia poder falar sobre o que eu li.
— Claro que ia, você conversa a aula toda. Nunca vi alguém pra conversar tanto.
— Posso falar?
— Achei que era o que tava fazendo agora.
— As coisas que você escreve, aquelas frases, os trechos de músicas, é tudo muito perfeito.
— Igualzinho o dono.
— Aaron é sério.
— Tá, obrigado. Você queria saber algo sobre mim e mostrei. Não é como se eu fosse aquilo que escrevo.
— Eu sei disso, você é totalmente o oposto de tudo.
— Você disse que escrevia por paixão. Eu escrevo por raiva, pra descontar a raiva. Escrever faz eu não querer esmurrar alguém.
— Você esmurrou alguém hoje.
— Eu não estava com o meu caderno.
— Faz sentido. Obrigado por confiar em mim.
— Agora você precisa confiar em mim.
— Como assim, eu já disse que eu confio.
— Assim como disse que estava bem, e sei que não tá, sei que tem haver com o que aconteceu hoje, mas não confia em mim o bastante pra contar.
— O que aconteceu hoje me fez lembrar dos meus pais. Uma garota normal chegaria em casa e contaria tudo a eles, eu não posso fazer isso, não vou pegar o telefone pra ligar, porque eles nem se importam. Pessoas que eu conheci a uma semana ligam mais do que eles… Eu não estou triste, estou chateada.
— Meus pais são piores que os seus, eles nunca quiseram um filho. Só um herdeiro perfeito, saí de casa no ano passado. E acho que eles nem notaram.
— Não somos tão diferentes.
— Unidos por pais iguais.
— Ainda não vou transar com você.
— "Ainda", estamos evoluindo.
— Se você não me fizesse rir eu já tinha matado você.
— Vem cá. — Aaron puxara Ellie, que deitara a cabeça em seu ombro.
— Você acha que nossos pais tem problemas?
— Eu acho que eles não estavam preparados para ter filhos como nós.
— Irritantes?
— Não, melhores sem eles.
— Não sei se estou melhor sem eles.
— Claro que está, você tem a mim.
— Não sei se é uma coisa boa.
— Se eles estivessem aqui você não estaria deitada em meu ombro.
— Ainda prefiro eles…
— Eu sei que você tá amando me ter perto de você.
— Vai dar uma de James agora?
— Eu nunca faria nada com uma mulher que ela não quisesse.
— Você é muito galinha.
— O cara te acedia, e eu sou o vilão. Tá vendo por que é melhor ser ignorante?
— Não faz drama garoto.

Ao ouvir as palavras da garota, Aaron a abraçou. Diferente do que ele pensou, Ellie não tentou se soltar, mas também não o abraçou de volta, ambos sem dizer nada, apenas permaneciam ali. O silêncio era interrompido pelos seus batimentos, havia algo diferente nos dois, estavam gostando da companhia um do outro. Continuaram abraçados, até que pegaram no sono...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...