História Sorte de Gato Preto - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 7
Palavras 967
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltei...
Espero que esse Capítulo não fique muito chato para vocês, mas é a partir dele que as coisas vão ficar um pouco mais interessantes...
Boa Leitura s2

Capítulo 20 - A Ideia de Popy


Fanfic / Fanfiction Sorte de Gato Preto - Capítulo 20 - A Ideia de Popy

Enquanto Annabel e Raquel brincavam, eu procurava por Lacey. Demorei um pouco para encontrar ela, mas quando encontrei ela estava literalmente falando sozinha.

- Lacey você está bem? - Perguntei.

- Sim! Eu estava... estava apenas cantando! - Ela respondeu, parecia nervosa.

- Oque veio fazer aqui? Me atirar no lago de novo? - Ela brincou.

- Se você duvidar! - Provoquei.

- Não consigo mais duvidar de você Nath. - Ela falou antes de sair da rede.

- Mas falando sério. Oque você realmente veio fazer aqui? - Ela perguntou.

- Bem, na verdade Annabel queria brincar com sua irmãzinha. - Respondi.

- Vamos dar uma volta já que está aqui. - Ela falou já andando.

Andamos por volta dos terrenos da vó de Lacey, onde se localizava o lago, o balanço, as barreiras, e um campo grande e verde.

- Vai fazer alguma coisa hoje? - Perguntei.

- Por enquanto não, apenas de noite. - Ela respondeu.

- Oque vai fazer de interessante? - Perguntei curioso. 

- Nada.. Nada de mais. - Ela respondeu parecendo nervosa.

Agora passávamos pela antiga casa da vó de Lacey. E logo chegamos á estrada que levava até a cidade para a esquerda e para minha casa pela direita. 

- Para onde vamos? - Ela perguntou olhando para as duas direções da estrada  de pedras.

- Achei que você sabia. - Falei.

- Então tive uma ideia maravilhosa. Mas é surpresa! - Ela falou sorrindo antes de virar para a direita.

- Não vai me jogar em nada, não é? - Brinquei.

- Vai ter que descobrir sozinho.

Ela falou, mas á interrompi.

- Lacey acho melhor guardar sua ideia maravilhosa para amanhã, já são umas nove horas e tenho que levar Annabel para casa. Além disso, você tem compromisso. - Falei.

- Ta, mas amanhã você não escapa. - Ela falou.

 

                        Ponto de Vista de Lacey 

 

Ainda bem que ele lembrou-me do compromisso, eu já havia esquecido. Voltamos para casa de minha vó que nem saímos direito e ele foi para casa dele com Annabel.

Assim que acabei a janta coloquei Raquel para dormir andei cuidadosamente pela casa a procura de alguém que estivesse acordado. Por sorte todos já haviam dormido, também eles acordam seis horas da manhã.

Dessa vez saí pela porta da frente sem preocupação sabendo que ainda era muito cedo para encontrar com Chat pulando por ai.

Estava errada, vi ele no lago.  Ele brincava de fazer a água espirrar para cima, fazendo parecer uma dança. Era lindo.

Me transformei se que ele visse e fui ao seu encontro.

- Gatinho? - Chamei.

Ele respondeu com seu mais lindo sorriso que me fez sorrir de volta para ele.

- Que saudade. - Falei sentando ao seu lado.

- Eu sei... Se eu fosse você eu também sentiria saudade desse gatinho aqui. - Ele falou convencido.

- Engraçadinho. - Falei sabendo que logo teria que por o plano de Popy em pratica, oque com certeza tiraria esse sorriso maravilhoso de seu rosto.

- Oque aconteceu? - Ele perguntou percebendo minha expressão triste no rosto.

- Eu tenho uma notícia um pouco ruim, talvez muito ruim. - Eu falei como o planejado por Popy.

- Que notícia. Apenas me diga que você não gosta daquele garoto loirinho. - Ele falou já ficando triste.

- Oque? Eu amo esse garoto loirinho. - Falei.

- Esse que me faz sorrir sem nem saber quem eu sou d verdade, esse loirinho de olhos verdes e brilhantes. - Continuei.

- Esse que posso chamar de Meu Gatinho  sim eu realmente gosto desse loirinho, e para mim não existe outro. - Falei deixando Volpina falar por mim.

- Eu também amo essa garota maravilhosa que você é e eu sei muito bem quem é não preciso ver todo seu rosto para saber que te amo. - Ele falou.

- Mas...  - Comecei.

- Mas? - Ele perguntou.

- Mas eu acho que nós não vamos poder ser tudo oque nós queremos. Eu vou me mudar Chat. Meus pais querem morar em uma cidade grande. - Menti como Popy havia mandado.

- Oque? Não pode ser. De uma hora para outra todos se vão e só sobra eu sozinho e triste. - Ele falou com lagrimas nos olhos me fazendo ficar triste também.

- Calma Chat. Eu posso te visitar quando você quiser e você pode me visitar também. - Falei tentando animar ele, mas acho que era impossível.

- Porque? Porque ta acontecendo isso. Escolhi você achando que sempre ficaria do meu lado, mas não você também vai ir embora e me esquecer para sempre. - Ele falou e vi uma lagrima escorrer por seu rosto e pingar na grama.

- Não fale isso Chat. Eu não vou te esquecer e também não vai ser para sempre. - Falei.

- Oque eu faço agora. Minha vida era agradável e legal até você aparecer e tornar tudo isso pouco, fez com que minha vida mudasse para muito melhor e agora? - Ele me perguntava já chorando desesperadamente.

- Por favor.. Pare... Eu não consigo... - Falei desejando que Popy me deixasse contar toda a verdade.

- Eu não consigo mais. - Falei ainda na esperança que Popy mudasse de ideia.

Abracei Chat com força. Eu precisava contar para ele ou então deixa que ele descubra e fazer com que Popy pense que ele descobriu  por conta própria. Eu precisava deixar pistas e fazer com que ele veja quem eu sou sem deixar com que Popy veja isso.

Eu preciso de um plano maior que o de Popy. Eu sei que ela quer só o nosso bem eu não estou contra ela, mas Chat não pode mais sofrer por culpa minha. Talvez se ele descobrir quem eu sou ele não goste de mim de verdade.

 


Notas Finais


Agora o Chat tem tudo para saber quem é seu verdadeiro amor...
Até amanhã bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...