História Sorte Grande - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 23
Palavras 925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vai ter balada mermo u.u
E obrigado pelo feedback e boa leitura <3

Capítulo 5 - Cold Water


Fanfic / Fanfiction Sorte Grande - Capítulo 5 - Cold Water

P.O.V Tarik (Pac)

Quando entramos, estava tocando Cold Water, uma música que eu gosto bastante, mas remixada e com batida mais contagiante.

Mike pegou na minha mão e me puxou até a pista, dizendo:

-Tudo que tem que fazer é relaxar e curtir a batida.

Comecei a me soltar aos poucos, enquanto ele dizia:

-Isso, sinta a batida, o ritmo... Ouça seu coração, esqueça os problemas... Não há mal nenhum em festar um pouco...

-Tem razão Mike...

-Viu? Eu sei que você ama festa. Nós dois amamos isso aqui.

-Sim, eu amo festa...

-Vou pegar um drink pra nós.

-Só um?

-Você entendeu.

Começo a me soltar mais e logo Mike está de volta com duas latas de Red Bull, sob o pretesto de que "Vai me ajudar a relaxar"

-Você sabe que não gosto de Red Bull...

-Mas beba mesmo assim, ué. Só uma latinha não faz mal.

-Ok, ok.

Eu praticamente virei a lata direto, sem nem curtir.

Acho que estou meio agitado...

-Mike, ajuda aqui..

-Que foi moço?

-Traz uma lata de Beats Senses, fazendo favor?

-Claro.

Ele foi buscar o que eu pedi enquanto eu dançava um pouco, sob o som alto (e relaxante) e as luzes brilhantes e coloridas. Me sinto tão bem, parece um filtro de stress, aqui é definitivamente meu lugar.

-Voltei-disse ele me estendendo uma das latas-Aqui está.

Abri, tomamos um gole e, depois de um longo Aahh! ele me disse:

-Curtindo?

-Óbvio.

P.O.V Felps

Admito que estou amando isso. Eu gosto bastante de festas, e esse lugar -que eu e Cellbit já conhecemos há tempos- é meu predileto.

-Felps-disse ele chegando mais perto

-Que foi?

-Vem cá-disse ele me puxando

Seu rosto e corpo estavam tão perto de mim, que pudia sentir seu coração bater.

Eu amo esse menino, ele é especial pra mim.

Não pude me conter, seu rosto, seus olhos brilhavam, pediam.

Tive que beijá-lo, foi mais forte que eu.

E, por mais estranho que possa parecer, ele não resistiu.

Se entregou

Se desmanchou...

P.O.V Mike

Sinto que agora Pac está melhor.

Ele nunca contou pra ninguém, mas na noite que ele dormiu na minha cama, ele disse baixinho:

"-Sabia que eu gosto de balada?

É nela meu verdadeiro lugar..."

Gosto tanto de te ter comigo, Pac...

Seu lugar é aqui. Comigo.

Puxei-o, e numa reação imediata, ele me beijou.

Sem eu pedir, sem sequer dizer nada, fechamos os olhos, e senti nossos egos se tocarem.

Como num abraço, onde uma alma encontra a outra, ficamos lá.

Seu calor.

Seu perfume.

Sua cor.

Seu jeito, sorriso, cabelo.

Definitivamente,

eu amo tudo em você,

Felipe.

Na manhã seguinte...

6:30 a.m (da manhã)

Sinto minha cabeça girar, meu corpo doer, estou imóvel no sofá da sala.

Pareço, nesse momento, mais morto que vivo.

Não lembro de nada, não sei onde eu estava e com quem.

Logo que pude recobrar os sentidos e levantar sem cair, fui ao quarto onde Cellbit dormia e procurei por ele.

Pelo visto ele não bebeu ontem e saiu cedo.

E Dani foi com ele,

Saí em busca de Tarik. Ele não pode ter saído tão cedo, ao que me lembro ele bebeu bem mais que eu, não estava em condição alguma de sair, quanto menos dirigir caso ele tenha ido sozinho.

-Pac!-disse eu com voz meio rouca

-Quê??-respondeu ele mais rouco que eu-Onde você tá??

-Aqui-disse eu logo que entrei no quarto dele-Tá tudo bem?

-Sim, apesar da dor no corpo.

-Ah, então estamos iguais...

-Vem dormir comigo? Não quero dormir sozinho...

-Não posso...

-Por que não? Que horas são?

-Porque tenho que ir tomar banho e ir pra faculdade.

-Mas você bebeu, não pode dirigir...

-Vou de skate.

-Aaah... Queria ir junto...

-Eu te levo.

-Como? Nas costas?

-Depois do banho te respondo.

Preciso é de um bom banho.

Gelado, de preferência.

Fui pro banheiro, tirei a roupa e entrei no box.

Liguei o chuveiro no frio e sentei no chão, tentando recobrar o máximo dos sentidos - se é que sobrou algum dos 5 - e tentando lembrar das matérias da prova.

Merda! Tem prova de Química hoje!

Me apressei em sair do banho, não posso me atrasar.

É o último semestre da faculdade, não posso ficar sem nota justo agora.

Saí dali com a toalha enrolada na cintura e fui me vestir.

Sei lá por que cargas d'água, Pac estava sem roupa na minha cama.

Tentei ignorá-lo e fui ao guarda roupa pegar meu 'uniforme'.

-Maçã verde, Mikhael?

-É-disse eu virando me pra trás-eu gosto de maçã verde.

-Vem então-disse ele fazendo a cara mais sexy que ele conseguia e mordendo o lábio

-Não posso Pac. Desculpa, mas agora não..

-Mas por que...?

-Por que não dá, tenho prova hoje amor!

-Você tá bêbado ainda?

-Não, ao contrário de você que tá querendo foder às 6:57 em plena quarta-feira.

-Ah, por favor...

-Não Felipe!

P.O.V Tarik

Mike nunca me chama de Felipe. Isso significa que eu o irritei...

E isso não é bom...

O que ele vai fazer?

Vi Mike se aproximando de mim e dizendo

-Só de noite. Agora não.

-Tá ok.

Ele pegou seu óculos, pegou gel e passou no cabelo fazendo - como nos tempos antigos - um topete.

Foi pro quarto, pegou a mochila e o skate e, como de costume, pegou uma Pepsi na geladeira.

Me deu um beijo e disse:

-Tchau. Até de tarde.

-Se cuida...

-Se cuida você também.

-Te amo.

-Também te amo, Feh.

Pétala nº 5.

Até onde isso poderá ser levado??

Até onde vãos os limites do amor...?


Notas Finais


Bem negada, cabô <3
Carma, cabô esse capítulo só :V
Bjs de negresco e fui <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...