História Sortilégio - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Brigas, Confusão, Intrigas, Obsessão, Ódio, Romance, Triângulo Amoroso
Visualizações 16
Palavras 1.830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Capítulo super hot, gostei muito dele, acho que ficou perfeito.

Capítulo 39 - First Time


Fanfic / Fanfiction Sortilégio - Capítulo 39 - First Time

            Nicholas


Alice pensou que eu estava chateado com o que o amiguinho dela disse, mais é claro que eu não estava chateado, eu estava era com raiva, com muita raiva, por isso saí daquele jeito da sala, sem pedir permissão, porque se ficasse lá e ele continuasse me provocando, eu ia fazer ele engolir aquele desenho.

Sinceramente, minha vontade é de fazer com que Alice escolha entre mim e ele, ela não pode ter os dois ao mesmo tempo, isso não vai dar certo. Mais não posso, e não tenho o direito de fazer isso, quando ela aceitou continuar comigo depois que soubemos da gravidez da Beatriz, e também porque tenho a sensação de que se fizer isso ela vai escolher ele, e não à mim.

Alice sempre deixou bem claro qual a importância do Felipe pra ela, e que ele está acima de qualquer pessoa, inclusive de mim, e isso só me deixa mais inseguro.

Era quase meia noite, e eu estava deitado, tentando dormir, mais estava sem sono, quando ouvi alguém bater na porta.

"Quem é ?" Perguntei me levantando.

"Sou eu, Alice. Posso entrar ?" Ela respondeu baixinho, provavelmente para não acordar nosso pais.

Me senti mau ao ouvir a voz dela,  eu tinha sido um pouco grosso com ela depois daquilo na escola, e tinha passado a tarde toda no quarto, e quando saí quase não falei com ela. Abri a porta e a puxei pra dentro, dando um beijo desesperado nela.

"Nossa. Por que tudo isso ?" Perguntou ofegante.

"Desculpa por ter sido grosso com você, não foi por querer."

"Esquece isso. Será que posso ficar um pouco aqui com você ? Não consigo dormir." Pediu me olhando de cima abaixo, reparando em como eu estava, tinha me esquecido que estava só de boxer preta.

"Oh ! Vou vestir uma bermuda." Falei pegando a que eu estava usando antes.

"Por que ? Eu gosto mais assim." Falou dando um sorriso de lado, com ar malicioso, cheio de segundas intenções. Foi só aí que reparei pela primeira vez em como ela estava vestida, de pijama preto com renda vermelha, o shortinho bem curto e a parte de cima bem colada, exibindo às curvas perfeitas de seu corpo, e isso me deixou louco.


                  Alice


Depois de muito pensar, decidi que tinha que fazer alguma coisa pra acabar com essa insegurança do Nicholas, e só tinha uma coisa que eu podia fazer, e era algo que eu queria muito e tenho certeza de que ele também.

Por isso tomei um banho bem demorado, passei hidratante no corpo todo, depois vesti um pijama preto com rendas vermelha, ele fica bem curto e apertado, porque minha mãe errou no tamanho quando foi comprar. Pronta, respirei fundo e fui até o quarto dele e bati na porta.

Ele perguntou que era, e quando disse que era eu, abriu a mesma me puxando pra dentro e me beijando sem dizer nada, e devo dizer, foi um beijo de tirar o fôlego. Ele fez isso pra se desculpar pelo jeito que me tratou quando saímos da escola.

"Esquece isso. Será que posso ficar aqui com você um pouco ? Não consigo dormir." Pedi vendo que ele estava só de cueca boxer, aquilo me deu uma coisa por dentro que não dá pra explicar, minha vontade era de beijar cada pedacinho daquele abdômen trincado, super definido dele.

"Oh ! Vou vestir uma bermuda." Falou pegando uma azul que estava na cama.

"Por que ? Eu gosto mais assim." Falei, e ele me olhou notando pela primeira vez como eu estava vestida, e a julgar pelo brilho nos seus olhos, eu tinha conseguido o que queria.

"Deveria ser proibido garotas como você usar pijamas como esse." Disse me puxando pela cintura colando nossos corpos.

"Por que, Você não gostou ? Se quiser posso tirar." Perguntei me afastando dele.

"Eu adorei." Me puxou de volta sussurrando no meu ouvido." Mais acho que você ficaria melhor sem." Me fazendo arquear as costas e sentir cada pelinho do meu corpo se arrepiar ao ouvir sua voz rouca de desejo.

"Então por que você não me ajuda à tirar ?" Provoquei também sussurrando em seu ouvido, deixando que meus lábios tocassem o lóbulo de sua orelha, fazendo ele dar um suspiro.

"Não me provoca assim." Pediu beijando a curva do meu pescoço, e tirando de lado a alça da blusinha do meu pijama, que estava no seu caminho, agora foi a minha vez de dar um suspiro e passar as unhas pelas suas costas. "Você não sabe como é difícil me controlar te vendo desse jeito." Colocou a outra mão por baixo da minha blusa e subiu até a base do meu seio esquerdo, me fazendo arfar.

"Por favor...não pare." Pedi sentindo o coração acelerar.

"Tem certeza de que você quer isso ?" Perguntou trazendo sua boca até a minha, e roçando seus lábios nos meus.

"É tudo que eu mais quero agora." Respondi com a respiração acelerada, sentindo ele subir um pouco mais a mão.

"Depois que começar não vou conseguir parar Alice." Me alertou.

"Eu não quero que você pare." Ao ouvir isso ele enroscou seus dedos nos meus cabelos e me beijou de uma forma que nunca havia me beijado antes, era sexy, prazeroso e cheio de desejo, sua língua dançava com a minha em uma sincronia perfeita, dando leves mordidas no meu lábio inferior.

Quando pensei que ele fosse subir a mão e por ela onde eu queria, ele a tirou e levou até a barra da minha blusa puxando ela pra cima, e tirando a mesma, deixando a mostra meus seios, o fazendo olhar para eles com um brilho faminto nos olhos.

"Tão linda." Disse me levando até a cama me deitando ali, e deitando por cima de mim, me beijando mais uma vez e agora sim deixando que uma de sua mão fosse até o mamilo do meu seio direito massageando ali com a ponta dos dedos, me fazendo gemer seu nome contra os seu lábios.

"Ah Nicholas." 

À essa altura eu já estava sentindo um aperto entre às pernas, o que só piorou quando senti o volume duro dentro da sua boxer.

Ele foi descendo os beijos até o meu pescoço, dando leves chupões ali, com certeza iriam ficar marcas. Continuou fazendo uma trilha de beijos até chegar entre meus seios, parando bem ali.

"Posso ?" Perguntou me olhando nos olhos, com às mãos no cós do meu shorts, ele estava pedindo permissão para tirá-lo. Fiz que sim com a cabeça, e ele puxou a peça pra baixo junto com a calcinha, me deixando completamente nua. Vi seus olhos azuis claros escurecerem de tanto desejo.

"Perfeita." Disse me olhando como um animal olha para sua presa, e sinceramente e eu gostei disso.

Ele voltou a me beijar de onde tinha parado e sem avisos, colocou a boca no meu mamilo direito e o sugou arrancando um gemido um pouco mais alto de mim.  Aquilo foi bom demais, e ficou melhor ainda quando ele desceu a outra mão até minha intimidade, tocando no ponto onde estava dolorido de tanto desejo que eu estava sentindo. 

"Por favor Nicholas... eu preciso..." pedi não aguentando mais.

"Do que você precisa meu amor ? Diz pra mim." Perguntou olhando pra mim, enquanto mudava do mamilo direito para o esquerdo, passando a língua em volta dele e mordiscando, me fazendo puxar o seu cabelo.

"Preciso de você..." não consegui terminar a falar. Ele trouxe sua boca até a minha e me deu mais um beijo daqueles que só fez aumentar a pressão que eu estava sentindo no meio das pernas.

Depois saiu de cima de mim e foi até a porta a trancando.

"Para não sermos interrompidos." Explicou e começou a tirar sua boxer, me deixando ver pela primeira vez seu membro, que eu só tinha sentido até então, e admito que fiquei assustada com o tamanho.

Ele afastou minhas pernas, se colocou entre elas, e me beijou de novo,senti o membro dele tocar na minha intimidade e sem pensar levei a mão até lá, o segurando  e sentindo suas veias pulsando ali. Ele colocou uma mão sobre a minha e o posicionou na minha entrada.

"Molhadinha pra mim." Sussurrou passando sua glânde ali, isso já era uma tortura pra mim.

"Não me tortura mais, eu preciso de você dentro de mim agora." Pedi com desepero.

"Seu desejo é uma ordem." Disse e começou a me penetra de vagar e com cuidado. "Se doer me fala, que eu paro." Tirei minha mão de lá e deixei que ele fizesse sozinho. Nicholas forçou um pouquinho e soltei um gemido de dor.

"Desculpa."

"Não para." Pedi vendo que ele ia parar. Ele forçou mais um pouco e senti parte do seu membro entrar, e doeu mais ainda.

"Se quiser eu posso para." Falou me olhando nos olhos, vi que mesmo dizendo isso, não era bem o que ele queria, e nem eu queria que ele parece.

"Continua." Abri mais às pernas.

"Eu te amo." Ele falou, me beijou e então empurrou o que faltava pra dentro, afundei às unhas nas sua costas, por causa da dor,  ele ficou parado por alguns segundos, apenas me beijando, deixando a dor aliviar, e então começou um vai e vem num ritmo lento, e aos poucos a dor foi dando lugar à um prazer indescritível.

"Eu te amo Nicholas." Falei sentindo algo explodir dentro de mim, era como se eu estivesse flutuando, fui invadida por uma felicidade tão grande que senti vontade de chorar, e ao mesmo tempo que senti meu corpo estremecer no meu primeiro orgasmo, o Nicholas arfou e senti um liquido quente escorrer dentro de mim.

"Agora não tem mais jeito, você é minha por inteira." Me informou olhando nos meus olhos, com um sorriso maravilhoso nos lábios.

"Só sua." Declarei fazendo o sorriso dele se alargar.

 "Eu te amo Alice."

"Eu também te amo Nick." Ele me deu mais um beijo, e depois saiu  de cima de mim, vestiu uma bermuda e saiu do quarto, o que não entendi até ele voltar com uma toalha molhada e começar a me limpar, e isso me deixou com vergonha.

"Depois de tudo que acabamos de fazer você vai ficar com vergonha disso ?" Perguntou vendo que eu estava vermelha. Eu apenas ri, parecia que eu estava vivendo um sonho. 

"Acho que vamos ter que trocar os lençóis." Avisou olhando para cama. Me sentei e olhei para o ponto onde ele olhava, e vi que tinha um pouco de sangue ali, a prova de que o que tinha acontecido não havia sido um sonho.

Peguei uma camiseta dele que estava pendurada na cabeceira da cama e vesti, depois me levantei e ajudei ele a trocar os lençóis e voltamos a nos deitar. 

"E então, foi bom pra você ?" Perguntou alisando meu cabelo, eu estava deitada em seu peito, e ali dava para ouvir às batidas do seu coração, que estavam um pouquinho aceleradas. 

"Foi perfeito. Melhor do que eu imaginei." Confessei levantando o olhar pra ele, que tinha um sorriso bobo no rosto.

"Meu amor." Foi tudo o que ele disse e deu um beijo na minha testa. Me aconcheguei nos seus braços e logo adormeci, me sentindo a mulher mais feliz e mais amada do mundo.


Notas Finais


OH MY GOD!!!! O que acharam ? Espero que tenham gostado, comentem por favor, para que eu saiba se gostaram ou não. Quando não comentam sinto que ninguém gostou e isso me deixa muito triste :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...